Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Viatura dos bombeiros bate contra barracão em Canoinhas

Divulgação

É a segunda vez que uma viatura dos bombeiros bate no prédio                                                                                                   

 

Aconteceu de novo. Uma viatura dos bombeiros de Canoinhas bateu contra o barracão que fica em frente ao Batalhão de Bombeiros Militares na rua Barão do Rio Branco na noite desta terça-feira, 16. Desta vez, a parede do prédio não foi prejudicada, mas a ambulância Renault Master usada em autosocorro de urgência ficou bastante danificada e teve de ser mandada para conserto.

 

De acordo com o comandante do pelotão de Canoinhas, 2º tenente Alexandre de Mello Rogge, três bombeiros chegaram de uma ocorrência na noite desta terça e estacionaram a viatura na garagem que fica de frente para o prédio que serve de depósito do Departamento de Trânsito (Detracan). Cinco minutos depois a viatura desceu lentamente e pegou embalo até bater contra a parede do barracão. Ele afirma que ainda não se sabe se foi falha mecânica ou humana, mas que uma perícia que deve ser feita ainda nesta quarta-feira, 17, deve indicar a causa.

 

A viatura tem apenas oito mil quilômetros rodados e foi comprada pelo Governo do Estado no ano passado. Temporariamente os bombeiros terão de usar uma viatura antiga a fim de não prejudicar o atendimento à população. “Graças a Deus não ninguém foi atingido”, disse o tenente.

 

 



CAMINHÃO

Em 11 de abril outra viatura dos bombeiros de Canoinhas bateu no mesmo prédio. Momentos depois de o motorista deixar um caminhão Auto Bomba Tanque Resgate na garagem, ele disparou derrubando o portão e atingindo a garagem do outro lado da rua em frente ao quartel.

 

Segundo relatos de algumas pessoas que passavam pelo local foi tudo muito rápido. O socorrista do Serviço Móvel de Urgência (Samu), João Alfredo Pereira, que tinha acabado de chegar ao quartel viu o caminhão descendo e correu para tentar frear e virar o volante mas não conseguiu. Quando ele se deu conta que não iria evitar o acidente, pulou do caminhão.

 

O chefe de socorro, sargento Rogério, afirmou que foi feito o cheque list normal da viatura. “Alguma falha mecânica deve ter ocorrido, pois foi tentado evitar a descida desgovernada do caminhão e mesmo assim não foi obtido êxito”, concluiu Rogério. Ele não sabe dizer se o freio de mão estava puxado, o que deve ser indicado por uma perícia, segundo ele. Não houve feridos e nem veículos atingidos.

 

A perícia neste caso já foi realizada e apontou uma causa ainda não revelada pelos bombeiros, porque o documento assinado pelo perito precisa de homologação do comando geral dos bombeiros para ser divulgado.

Deixe Seu Comentário