Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Vereadores questionam Passos sobre fim do calçadão

No ano passado parte do calçadão foi aberto/Arquivo

Paulinho Basílio, Camila Lima, Telma Bley e Norma Pereira pedem que população e especialistas participem da decisão                                                                               

O artigo intitulado “Acorda Canoinhas, não anda para trás!” publicado no jornal Correio do Norte e no JMais neste fim de semana provocou repercussão na Câmara de Vereadores nesta terça-feira, 9. Escrito pelo professor Rui Branco, o texto discorre sobre itens como problemas de trânsito e preferência entre veículos e pedestres, a falta de projetos culturais que fomentem o turismo e um possível desmonte do calçadão da Rua Felipe Schmidt.

 

É sobre esse último item que trata um requerimento de autoria dos edis Paulinho Basílio (PMDB), Camila Lima (PMDB), Telma Bley (PMDB) e Norma Pereira (PSDB). Os vereadores solicitam ao prefeito Beto Passos (PSD) e à secretária de Planejamento, Viviane Collares, informações sobre a decisão da remoção do calçadão, assim como um estudo técnico que viabilize o ato; se todas as possibilidades de resolver a situação foram esgotadas; se há um levantamento de custos para realizar a ação; se foram consultados órgãos que tratam da viabilidade urbanística e mobilidade urbana e se há a possibilidade de realizar consulta ou audiência pública para discutir o caso com a sociedade.

 

Basílio relatou que telefonou para o professor Rui Branco, que autorizou o requerimento. De acordo com o vereador, “a intenção não é determinar o que será feito”, mas sim pedir que o tema seja mais bem estudado e repassado a especialistas e à própria população, “para que daqui um tempo não se arrependam dessa tomada de decisão.” “Para que a gente possa tomar a decisão em conjunto, sempre em benefício dos cidadãos de Canoinhas”, ressaltou.

 

Deixe Seu Comentário