Vereadores aprovam repasse de R$ 600 mil para Hospital Santa Cruz de Canoinhas

Hospital Santa Cruz, de Canoinhas/Divulgação

A liberação de recursos foi aprovada no mesmo dia em que o prefeito Beto Passos anunciou o repasse

 

Os vereadores de Canoinhas aprovaram por unanimidade na sessão desta segunda-feira, 3, projetos de lei de ordem executiva que autorizam repasse de recursos ao Hospital Santa Cruz de Canoinhas, para o custeio de exames e procedimento de média e alta complexidade, e também o adiantamento de recursos relativos à porta de entrada da rede de Urgência e Emergência. Na prática, o valor de R$ 600 mil servirá para pagar o 13º salário dos funcionários do hospital.

 


 

O projeto de lei 158/2018, liberou o valor de R$ 100 mil, visando a necessidade da realização de diversos exames médicos pelos pacientes atendidos pelo Sistema Único de Saúde. A contribuição garantirá a manutenção e qualidade do serviço de assistência à saúde prestado em prol da comunidade.

 

 

Já o projeto de lei 159/2018 autorizou o município a adiantar recursos no valor de R$ 500 mil relativos à porta de entrada da rede de Urgência e Emergência, em favor do Hospital Santa Cruz, com o propósito de auxiliar no pagamento de despesas e garantir a manutenção e qualidade do serviço de assistência à saúde prestado em prol da população canoinhense.

 



SEM OPOSIÇÃO

Wilmar Sudoski (PSD) comentou que as dificuldades para repasse de recursos sempre existiram, nesta e em outras administrações, “mas o prefeito estava bastante preocupado para achar a melhor forma para atender o Hospital Santa Cruz e a reunião aconteceu de forma rápida para resolver os trâmites legais e solicitar aos dez vereadores a aprovação dos projetos”, explicou Wilmar, quanto à indagação dos vereadores Paulinho Basílio e Camila Lima (MDB), que não foram chamados, assim como mais vereadores, para participar da reunião sobre a liberação de recursos.

 

 

Em seguida Paulo Glinski (PSD) explicou que foi marcada uma reunião para a base do governo debater vários assuntos, que não necessariamente a votação na Câmara. “Não foi feita a reunião para debater o assunto do Hospital Santa Cruz, e sim dentro desta reunião surgiu a possibilidade e indagação do prefeito se poderia ser incluído esse projeto na votação, e caso entrasse em votação seria debatido e discutido com os demais vereadores, e por isso foi conversado na reunião das comissões antes da votação de hoje”, explicou. E concluiu dizendo: “esse debate do Hospital avançou muito nos últimos dias na Câmara, na sociedade e não podemos deixar que esse assunto seja esquecido até a próxima necessidade”, solicitou aos vereadores.

 

 

“A discussão para aprovação deste projeto começou a pedido do prefeito para adiantamento de recurso pela Câmara de Vereadores”, explicou. “E saliento que precisamos ouvir todos os lados da história sobre essa questão recorrente do Hospital Santa Cruz”.

Deixe seu comentário:

Top