Vereador vai apresentar novo projeto para proibir consumo de bebida alcoólica em local público

Rodolfo Buhrer

Lei já existia, mas foi revogada depois de decisão do Tribunal de Justiça

 

 

VOLTA OU NÃO VOLTA

Vereador Paulo Glinski (PSD)está fazendo um estudo para analisar os efeitos da suspensão da lei que proíbe o consumo de bebida alcoólica nas vias públicas de Canoinhas. Para ele, a suspensão da lei aumentou a imprudência e as ocorrências de perturbação. “Se ficar provado que aumentaram os índices, fazemos outro projeto para a lei voltar”, afirmou.


 

Mais tarde ele disse que já trabalha no novo projeto de lei, que exclui os artigos contestados pelo Tribunal de Justiça de Santa Catarina.

 

 

 

30%

Poucos meses depois de ter cortado o benefício de 30% sobre o salário para um punhado de servidores municipais, prefeito Beto Passos (PSD) abriu a caixa de bondades novamente. Mais de 50 servidores já foram contemplados.

 

 

Terreno para o IFSC

A Câmara de Vereadores de Canoinhas manteve o veto do prefeito Beto Passos (PSD) ao projeto de lei que destinava uma área para o Instituto Federal de SC (IFSC). O Município alegou que não pode haver direcionamento na liberação de áreas públicas. O IFSC precisa da área para implementação do curso de Agroeconomia. Foram sete votos favoráveis e três contrários a manutenção do veto.

 



 

Exonerado a pedido

O assessor da Juventude da Prefeitura de Canoinhas, Tiago Ghettino, pediu demissão do cargo na semana passada. A pasta não tem sucessor, por enquanto.

 

Na estrada

Vereadora Norma Pereira (PSDB) tem percorrido a região em campanha. Nesta semana esteve em Santa Cecília, Lebon Régis e Timbó Grande.

 

A vereadora também visitou Três Barras, onde conversou com o prefeito Luis Shimoguiri (PSD) sobre desenvolvimento e crescimento regional. Na foto, com o prefeito de Timbó Grande, Ari Galeski.

 

 

Martelo batido

Está confirmado. O senador Paulo Bauer (PSDB) definiu nesta quarta-feira, 8, o nome dos dois suplentes em sua tentativa de reeleição. Ambos serão emedebistas. O primeiro suplente será o ex-governador e ex-senador Casildo Maldaner, nome histórico do MDB e com base eleitoral na região Oeste. A segunda suplência ficará com o atual vice-prefeito de Içara, Sandro Giassi Serafim, do Sul do Estado. A escolha privilegiou nomes de regiões que não estavam atendidas até o momento na chapa majoritária.

 

 

Deixe seu comentário:

Top