Uma semana depois de promessa, Gersa de Canoinhas segue fechada

Schroeder (ao centro, de camisa azul) durante a reunião na quinta-feira, 5/Edinei Wassoaski/JMais

Até esta quarta-feira, 11, Portaria de reativação da unidade não havia sido publicada no Diário Oficial do Estado; Governo silencia sobre o assunto                        

 

 

Uma semana depois de o secretário executivo regional de Mafra, Abel Schroeder ter se reunido com lideranças políticas de Canoinhas e servidores da Gerência de Saúde (Gersa) na sede desativada da repartição, para anunciar a reabertura da Gersa, nada de concreto apareceu até o momento. Na quinta-feira, 5, Abel garantiu que entre a sexta-feira, 6, e a segunda-feira, 9, todos os equipamentos e insumos que haviam sido levados para Mafra seriam devolvidos para Canoinhas. Disse, ainda, que no Diário Oficial do Estado de segunda-feira, 9, no máximo, estaria publicado o decreto que reativaria a Gersa. Nem no Diário Oficial de segunda, nem no de terça e quarta-feira desta semana o decreto foi publicado.

 


 

No uso da Tribuna na noite de segunda-feira, 9, o presidente da Câmara de Vereadores de Canoinhas, Coronel Mário Renato Erzinger (PR) voltou a destacar o assunto do fechamento da Gersa.

 

 

O presidente agradeceu o empenho de todos os vereadores que se empenharam e contribuíram em todo processo para a reabertura da Gerência de Saúde. “Embora não tenha saído o Decreto da reabertura anunciado na reunião da última quinta, dia 5, pelo secretário da ADR de Mafra, Abel Schroeder, mas todo nosso esforço, do Poder Executivo e empresários, surtiu efeito”.

 

 

Paulo Glinski (PSD) disse que a “Câmara foi a primeira trincheira na defesa da permanência da Gersa. Isso foi debatido e defendido pelos dez vereadores dessa casa de Leis. Estamos ainda discutindo importante assunto e só vamos descansar quando de fato efetivamente estiver formalizado a reabertura de tão importante órgão para Canoinhas e toda região”.

 



 

 

Edmilson Verka (PR) também se manifestou sobre o assunto. “Esperamos que o governador volte atrás dessa decisão, e bem lembrado pelo edil Paulo Glinski, que toda essa discussão e defesa iniciou nessa casa de Leis, onde foi muito debatido o assunto por todos, e inclusive, feito vários requerimentos às autoridades estaduais e em âmbito federal, e devido o esforço de todas as lideranças tivemos essa conquista”.

 

 

Chico Mineiro (PR) relembrou da fala do presidente Erzinger na reunião de quinta passada na sede desativada da Gersa que “toda ordem contra ordem gera desordem” e relembrou que todos os presentes naquele encontro só ficaram na expectativa que a Gersa vai reabrir, ainda aguardando uma definição oficial. “E talvez não tivesse esse manifesto dos 10 vereadores no início dessa situação triste, não teríamos chegado a estarmos tão perto de um final feliz para nossa cidade e região”.

 

 

O JMais tentou contato por várias vezes com Schroeder na manhã desta quinta-feira, 12, mas não obteve retorno.

 

Dezesseis dos 20 servidores da Gersa de Canoinhas já estão trabalhando na Prefeitura do Município. Eles foram cedidos pelo Estado e as portarias de todos eles foram publicadas pelo Município há duas semanas. Os outros quatro servidores estão trabalhando em Mafra.

Deixe seu comentário:

Top