Três jogos marcaram a rodada na Copa do Brasil

Rodrigo Rodrigues/CBF

Cruzeiro e Corinthians foram os vencedores desta rodada

 

Grêmio X Flamengo

 


O primeiro tempo em Porto Alegre foi bem disputado e equilibrado. As duas equipes não deram muito espaço, apertaram na marcação e dificultaram a troca de passes do adversário no campo de ataque. Enquanto o Flamengo ficou com a maior posse de bola, o Grêmio apostou nos contra-ataques e foi quem conseguiu criar mais oportunidades de gol, como nas chegadas de Everton e Geromel antes dos dez minutos de partida. A resposta rubro-negra veio na sequência, quando Marlos Moreno limpou a área e chutou de direita, vendo Marcelo Grohe voar para fazer a defesa. O Tricolor Gaúcho seguiu paciente, e com marcação alta.  Já a partir da marca dos 30, o time da casa passou a arriscar de fora da área já que o Fla se fechou bem. E, em um contra-ataque, a equipe carioca quase marcou. Rodinei recebeu, partiu para cima de Marcelo Oliveira, limpou a jogada e finalizou de canhota. A bola desviou em Kannemann, e o goleiro gremista teve que se esticar para afastar o perigo. O Grêmio seguiu veloz e buscando o gol. Até que, aos 37, Leo Moura recebeu na direita, tabelou com Ramiro e rolou a bola na medida para Luan escorar de primeira: 1 a 0.

 

 

Na volta do intervalo, o Grêmio entrou com o objetivo de administrar o resultado, enquanto o Flamengo tentava buscar o gol. No entanto, as chegadas do time carioca foram sem muita criatividade. Uma delas saiu aos 42 minutos, quando Lucas Paquetá arrancou pela esquerda sozinho, limpou a jogada e finalizou com perigo. Depois, aos 45, Renê cruzou da esquerda, e Diego cabeceou para fora desperdiçando ótima chance para o Fla. O Tricolor seguiu jogando fechado, e o Flamengo não desistiu. Até que, aos 49, a pressão deu resultado. Renê tabelou com Everton Ribeiro, foi até o fundo e cruzou para Lincoln escorar de primeira: 1 a 1.

 

 

Corinthians X Chapecoense

 

Na Arena Corinthians, o duelo começou com domínio absoluto dos donos da casa. Logo aos cinco minutos, Cássio repôs a bola nos pés de Pedrinho, que lançou na medida para Romero, de cabeça, abrir o placar: 1 a 0 para o Timão. Aos 12, mais uma tentativa corintiana, dessa vez com Jadson arriscando de fora da área.  A resposta da Chapecoense veio nos cruzamentos, mas sem chances claras de gol. Com Pedrinho, a equipe paulista chegou de novo aos 28 minutos. Após uma bomba do camisa 38, a bola explodiu no travessão. Nos momentos finais da primeira etapa, Cássio fez grande defesa em chute de Bruno Pacheco para manter a vantagem alvinegra.

 

 



No segundo tempo, a primeira chance foi novamente do Corinthians. Aos dois minutos, em cobrança de falta de Jadson, o goleiro Jandrei foi obrigado a fazer uma bela defesa. As oportunidades só voltaram a aparecer a partir dos 20 minutos. Buscando o empate, o Verdão chegou com Eduardo e Wellington Paulista, mas ambas as chances pararam nas mãos de Cássio. O Timão voltou a ameaçar com a entrada de Emerson Sheik. Aos 38 minutos, o atacante chutou cruzado e a bola saiu pela linha de fundo. Já nos acréscimos, Araos quase marca em sua estreia pelo Alvinegro. O meia chutou forte, Jandrei defendeu e a bola ainda bateu no travessão. Sem tempo para mais nada, o clube paulista garantiu a vantagem para o jogo de volta.

 

 

Cruzeiro X Santos

 

No primeiro tempo em Santos (SP), os times se estudaram muito e protagonizaram 45 minutos de poucos chutes a gol. Do lado do Peixe, a equipe se mostrou bem concentrada, buscando passes curtos, sem se arriscar muito. Já o Cruzeiro, também muito bem posicionado na defesa, não deu muitos espaços. A melhor chance da etapa inicial saiu aos 34 minutos, quando Arrascaeta recebeu na frente, tentou tirar de Vanderlei, que saiu bem e abafou a tentativa do meia.

 

 

Na volta do intervalo, o Santos voltou mais veloz e partiu para o ataque. Logo aos sete minutos, Bruno Henrique fez boa jogada individual pela esquerda, tirou Romero e cruzou na pequena área, obrigando o goleiro Fábio a se esticar para salvar a Raposa. O Peixe seguiu atacante e quase abriu o placar aos 18. Rodrygo fez fila pela direita, deixou Léo para trás, mas foi cortado. A bola sobrou para Gabriel, mas que finalizou para fora. Depois, Gabigol quase marcou mais uma vez. Aos 33, o atacante recebeu livre na área e viu Fábio fazer ótima defesa. O Cruzeiro, com dificuldades para sair do meio de campo, conseguiu marcar aos 35, quando Raniel recebeu na meia-lua, balançou na frente de David Braz e finalizou no cantinho de Vanderlei: 1 a 0. À frente no placar, o atual campeão da Copa do Brasil administrou o resultado até o apito final e leva vantagem para o confronto da volta.

 

 

Confira a tabela completa da Copa do Brasil 2018!

 

Deixe seu comentário:

Top