TIM promete duas novas torres para Canoinhas

Torre da TIM em Major Vieira/Divulgação

As duas novas torres devem ser instaladas neste ano no centro e no Campo d’Água Verde                       

 

 

Vereador Wilmar Sudoski (PSD) leu nesta semana na Câmara algumas respostas que recebeu sobre seus requerimentos a empresas de telefonia e o serviço prestado na região. As respostas recebidas foram da empresa TIM e da Anatel, após a realização de audiência pública sobre a qualidade dos serviços de telefonia em Canoinhas e região, realizado na Câmara de Vereadores no final do mês de março, através de solicitação de Sudoski.

 


 

Em resposta ao requerimento do vereador, a empresa Tim informa que elaborou um plano de investimento para melhorar a qualidade da telefonia móvel, reforçando o sinal em diversos municípios. Em Canoinhas, a empresa possui sinal com as tecnologias 2G, 3G e 4G, com duas torres urbanas com a tecnologia 2G e 3G, duas torres urbanas com a tecnologia 4G e mais duas torres na área rural, localidades de Felipe Schimidt e Pinheiros, com a tecnologia 3G.

 

 

A empresa ainda justifica que está atuando e otimizando o sinal das torres existentes para melhorar a estabilidade e qualidade do serviço. Para 2018 há previsão de instalar duas novas torres urbanas com as tecnologias 3G e 4G no centro e bairro Campo d’Água Verde, além de mais um equipamento 4G em torre já existente na rua Vidal Ramos.



 

 

Sudoski comentou que “A empresa TIM relatou no ofício o trabalho e investimentos que estão sendo feitos e a programação no decorrer deste ano em Canoinhas. Vemos que depois da audiência pública e da solicitação, fica mais claro os investimentos programados, e destaco que a empresa TIM está fazendo o seu papel, de melhoria contínua nos seus serviços”.

 

 

Sobre a resposta da Anatel, Sudoski lamentou novamente a posição da agência: “Essa resposta é técnica e novamente não nos diz nada. Infelizmente para a Anatel fizemos a audiência no mês de março em vão, pois para eles está tudo funcionando bem, o que não é a realidade que a comunidade vivencia”, frisou, explicando que dentro das avaliações e medições dos serviços, a Anatel justifica que os serviços de telefonia estão perfeitos no município. “Mas nós, que utilizamos os serviços, sabemos que a realidade é bem diferente”, concluiu Sudoski.

Top