Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

TCE encontra irregularidades em diárias de Major Vieira

Como o JMais já noticiou no final de semana passado, a promotora de Justiça da 3ª Vara da Comarca de Canoinhas, Viviane Soares, mandou arquivar denúncia feita pelo JMais e pela RIC TV Record em janeiro de 2014 com relação ao suposto pagamento irregular de diárias pela prefeitura de Major Vieira.

Segundo a denúncia, baseada em cópias de relatórios disponíveis no Portal da Transparência do Município, Olívio Bonin, morto há 15 anos, e uma servidora da prefeitura de Taió, estavam entre os beneficiados com diárias de Major Vieira.

O inquérito ouviu pelo menos oito pessoas envolvidas na denúncia e concluiu que houve um erro na transmissão dos dados do setor de contabilidade da prefeitura de Major Vieira ao sistema Fly Transparência, criado e comercializado pela Betha Sistemas com o Município.

A Betha não soube explicar ao certo o que levou ao erro, mas tanto a empresa quanto o Município de Major Vieira conseguiram provar que, de fato, as diárias atribuídas à Bonin e à servidora de Taió foram pagos para o então prefeito da cidade à época, Israel Kiem, e à então secretária de Educação de Major Vieira, Silmara Zabudowski.

Parecer do Tribunal de Contas do Estado (TCE) foi determinante para o arquivamento da denúncia. Segundo o TCE, de fato, as diárias atribuídas à Bonin e à servidora de Taió foram pagas para Kiem e Silmara.

Como quem procura, acha, o TCE frisou e o Ministério Público acatou suspeita de outra irregularidade atestada no pagamento de diárias pela prefeitura de Major Vieira. Entre 2009 e 2013, o TCE observou falta de notas fiscais que comprovassem despesas com diárias pagas para Kiem e Silmara, totalizando R$ 36,1 mil. Auditoria de Regularidade em Tomada de Contas Especial deve apurar a suposta irregularidade.

 

 

coluna maiorIntendente do distrito de São Cristóvão nos últimos três anos, Rildo Voigt (PMDB) assumiu interinamente vaga na Câmara de Três Barras nesta semana. O peemedebista vai exercer o mandato por um período de 30 dias, em substituição ao presidente do Legislativo Municipal, vereador Joel da Cruz (DEM), que se licenciou do cargo para tratar de assuntos particulares. Tudo leva a crer que Voigt assuma a vice de Emilio Gazaniga (PP) na disputa pela prefeitura.

 

“Quem diz que seu Emílio (Gazaniga) tem rejeição são os políticos”

do prefeito de Três Barras, Elói Quege (PP), defendendo seu pré-candidato a prefeito. Segundo o prefeito, entre a população, Gazaniga é bem visto

 

 

Vulnerabilidade

Os promotores federais que vistoriaram o Residencial Nossa Senhora Aparecida na semana passada em Canoinhas não só estranharam a proximidade das casas da Unidade Prisional Avançada (UPA) como criticaram a própria estrutura do presídio que, para eles, é extremamente vulnerável.

Agora, a despeito do contorno que se dê na situação, resta questionar o porquê de se ter escolhido uma área ao lado de um presídio para se erguer um loteamento. Importante dizer que quando a Implantec Construtora comprou o terreno, a UPA já estava lá.

O muro, que se aponta como solução, por sinal, aumenta a probabilidade de alguém usá-lo como trincheira para espionar o pátio da UPA. Não há solução viável a não ser inutilizar as 24 casas, até como forma de punir a irresponsabilidade de quem as construiu.

 

Não vai dar…



… para o prefeito Beto Faria (PMDB), muito menos para Célio Galeski (PSD) faturarem politicamente com a entrega das chaves das casas do Residencial Nossa Senhora Aparecida. O ato está marcado para agosto, quando a campanha estiver começando e quando candidatos não podem participar de atos da administração pública.

 

Trinca

Ao que tudo indica, Três Barras terá três candidatos a prefeito: Emílio Gazaniga (PP) já é nome certo, que deve ser apoiado pelo PMDB, tendo o pé-vermelho Rildo Voigt na vice; Gilson Nagano (PSD), ao que tudo indica, não deve se acertar com Luis Shimoguiri (PR) porque ambos querem a cabeça de chapa e, dessa forma, abre-se uma terceira candidatura.

 

RÁPIDAS

ALTERNATIVA: Leoberto Weinert foi sondado para voltar a disputar a prefeitura de Canoinhas. Disse sumariamente “não”.

 

42%: da arrecadação da prefeitura de Três Barras são gastos com folha de pagamento, faz questão de frisar o prefeito Elói Quege.

 

É LEI: O Ministério Público Federal (MPF) ingressou ontem com pelo menos 1.987 ações civis públicas contra estados e municípios que não seguem as leis de transparência vigentes no país.

 

OBSCUROS: Em Santa Catarina, Major Vieira ocupa uma das últimas posições entre os Municípios menos transparentes. Monte Castelo também está na lista negra.

 

16: Dos 36 secretários executivos das ADRs (antigas SDRs) do Estado se licenciaram do cargo para concorrer a algum cargo na próxima eleição. Ricardo Pereira Martin, de Canoinhas, se mantém no cargo.

 

MANOBRA: Sem explicações e contra sua vontade, o deputado catarinense Jorginho Melo (PR) foi ejetado da cadeira que ocupava na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara. O motivo foi sua propensão a votar contra os interesses de Eduardo Cunha (PMDB).

 

CORREÇÃO: Carlos Eduardo Wipieski, e não Paulo Basílio, é o presidente do PMDB Jovem. Basílio é o vice.

Deixe Seu Comentário