Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Respostas para algumas perguntas no inglês: um caso específico

Colunista aborda a problemática de se fazer o uso da tradução palavra por palavra

 

As línguas se organizam de formas distintas e novamente gostaríamos de abordar a problemática de se fazer o uso da tradução palavra por palavra. Traremos um exemplo bem comum quando fazemos a utilização da língua inglesa pensando no funcionamento da nossa língua materna, ou seja, a língua portuguesa. A questão está nas situações em que se faz uma pergunta onde se utiliza a estrutura Do you….?. Antes de darmos sequência a essa discussão, lembramos que o auxiliar Do em língua inglesa não tem tradução quando utilizado em perguntas.

 

 


Vamos utilizar um exemplo. Na pergunta Doyou go toworkbycar?,realizamos a tradução iniciando pela palavra you, ou seja, em português ela significa  “Você vai para o trabalho de carro?”. É como se o termo Do estivesse invisível, não existisse no momento da tradução.

 

Vamos voltar ao nosso raciocínio inicial agora. Quando alguém nos faz a pergunta Doyouhave pets? (Você tem animais de estimação?), devemos responder concordando com a estrutura utilizada na pergunta, ou seja…

 

Do youhave pets? (Você tem animais de estimação?)

Yes, I do. (Sim, eu tenho)

 

Dessa maneira, você está dizendo “ Sim, eu tenho”. Caso a resposta fosse negativa, o certo seria você dizer No, I don’t onde novamente você está recorrendo ao auxiliar da pergunta (que é o Do) mas na forma negativa que a resposta exige. Mas por que estamos trazendo esse específico exemplo? Geralmente as pessoas caem na tentação de responder Yes, I have. Como fazemos a tradução muitas vezes no momento de elaborar nossas respostas, pensamos que essa é a resposta correta. No entanto, para responderpositivamente é necessário utilizar o auxiliar que aparece na pergunta, ou seja, o Do.



 

Outros exemplos seriam….

 

Do youlike pizza?

Yes, I Do. 

 

Do youeatvegetables?

Yes, I do.

 

No primeiro caso, muitas pessoas acabam utilizando como resposta “Yes, I like.”ao passo que no segundo, utilizam “Yes, I eat”. É importante ressaltar que o uso do “do” na resposta se flexibiliza de acordo com a pergunta, logo ele muda de sentido a cada questão elaborada.

Deixe Seu Comentário