Teremos novidades aqui no topo :)

Que tipo de inglês você fala?

É provável que você já tenha ouvido essa pergunta: “que tipo de inglês você fala?”. Muitas pessoas acreditam que há grande diferença entre tipos de inglês que as pessoas possam porventura aprender. Ouvimos demasiadamente a existência do inglês britânico e do inglês americano. E, a partir desses dois tipos de inglês, acredita-se que, se aprendermos a língua inglesa com algum material que se baseia no inglês americano, por exemplo, não poderemos fazer o uso ou entendermos o inglês britânico. Para a surpresa de muitos, aí vai uma notícia: Não existe apenas o inglês britânico e o inglês americano. Temos o inglês australiano, o inglês canadense, o inglês venezuelano e até mesmo o inglês brasileiro…

O que estamos querendo dizer é que, independente do inglês que aprendemos, o idioma é um só. O mito de que existem línguas diferentes para o inglês é fato totalmente errôneo. O que existe são algumas distinções de um e de outro. Mas por que se fala tanto em inglês americano e inglês britânico? Uma das razões se deve ao fato de que a maioria dos materiais que se usam no ensino-aprendizagem de inglês provém de renomadas universidade e institutos internacionais oriundos dos Estados Unidos e da Inglaterra. Tal fato pode fomentar a crença que a língua inglesa é falada apenas nesses dois países, o que é completamente equivocado. A língua inglesa incorpora características provenientes da primeira língua do aprendiz e isso se reflete principalmente no sotaque da pessoa. E é por isso que aqui destacamos o inglês brasileiro, ou seja, o inglês que se aprende em solo brasileiro e que tem professores de inglês que nasceram no Brasil.

É também importante destacar que o número de falantes de língua inglesa em países que não a possuem como língua oficial é maior do que se compararmos o número de pessoas que falam inglês em países que a possuem como língua materna. O que se fala nos dias de hoje é que o inglês é uma língua internacional, portanto não está limitada apenas aos padrões americanos e britânicos.

Deixe Seu Comentário