Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Quadrilha presa é suspeita de atentados contra prefeito

Material apreendido com a quadrilha/PC/Divulgação

Seis pessoas foram presos acusados de formação de quadrilha                                   

 

 

 

A Polícia Civil prendeu seis pessoas em Timbó Grande na manhã desta sexta-feira, 9, durante operação contra os crimes de roubos. Ao todo, 44 policiais civis da região participaram da Operação Ordinem, desencadeada pela Divisão de Investigação Criminal (DIC), de Caçador.

 

Segundo o delegado Fernando Guzzi, em entrevista ao site Caçador.net, que coordena as investigações, das seis prisões, quatro foram preventivas, por meio de mandados de prisão, e duas foram em flagrantes. Dois homens estão foragidos e não foram localizados até o momento.

 

Durante a operação, foram apreendidas quatro armas de fogo que possivelmente eram utilizadas em crimes em Timbó Grande e na região. Também foram localizadas diversas munições, dinheiro e objetos roubados.

 

Há suspeita de que os detidos estejam envolvidos em dois atentados ao prefeito de Timbó Grande, Ari Galeski. “Foi uma operação contra os crimes de roubo em Timbó Grande, e possível envolvimento dos presos no atentado na casa do prefeito”, salienta Guzzi.

 

Os policiais estão na Delegacia Regional de Caçador, onde continuam com interrogatórios e contabilização das munições, cadastro dos objetos apreendidos para posterior reconhecimento e entrega às vítimas.

 

Além de Caçador, participaram da operação policiais civis de Santa Cecília, Timbó Grande, Videira, Joaçaba, Rio das Antas, Lebon Régis, Macieira, Calmon e Catanduvas.

 

As informações são do site Caçador.net.

Deixe Seu Comentário