Prefeito de Timbó Grande sofre novo atentado

Ari Galeski/Arquivo

No último dia de 2017 Ari Galeski já havia sido alvo de outro atentado                           

 

O prefeito de Timbó Grande, Ari Galeski, foi alvo de novo atentado na noite desta sexta-feira, 5. Desta vez, ele estava em seu carro quando começou a ser perseguido por um Siena branco e duas motocicletas. Ao perceber que estava sendo perseguido, Ari acelerou seu carro chegando a 180 quilômetros por hora, segundo ele. O motorista do Siena e os motociclistas aceleraram da mesma forma.

 

 


De acordo com o prefeito, os motociclistas que o perseguiam traziam armas em punho.

 

 

Ainda de acordo com o prefeito, ele conseguiu despistar seus perseguidores ao entrar em uma estradinha.

 

A Polícia Civil investiga o caso.



 

Esse é o segundo atentado relatado pelo prefeito. No dia 31 de dezembro de 2017, a casa onde Ari mora foi alvejada por disparos de arma de fogo.

 

 

O prefeito estava em casa com a família, mas ninguém foi atingido. Um dos disparos acertou o colchão onde o político dormia.

 

 

A perícia contou quatro disparos de calibre 38. Os tiros teriam sido disparados por um homem que passou em uma moto. Porém, nenhum suspeito foi preso até o momento.

Deixe Seu Comentário