Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Políticos disputam paternidade de obras recém-anunciadas

Reunião com governador na Casa D´Agronômica para anunciar obras em rodovias da região/Divulgação

Edinei Wassoaski escreve sobre disputa entre políticos para carimbar obras em rodovias                                                                                                                                      

 

A região vive um bom momento. Depois da inauguração da fábrica de chicotes automotivos e do anúncio do curso de Medicina em Mafra, o Governo do Estado promete investir R$ 28 milhões nas rodovias SC-477 e SC-135, verdadeiros queijos suíços que atrapalham a mobilidade na região. Ainda anunciou que vai ceder maquinário mais R$ 500 mil por ano para que as prefeituras de Canoinhas e Bela Vista do Toldo mantenham a SC-120 transitável.

     Como gato escaldado tem medo de água quente muita gente torceu o nariz para as notícias. Bancando a postura de São Thomé atacaram a classe política, que com indisfarçável motivação tentou lucrar politicamente com a questão. Deputados, prefeitos, vereadores e, claro, o próprio governador Raimundo Colombo, não deixaram de alarmar o que consideraram conquistas da quase sempre preterida região.

     Vejo aí que os dois lados têm razão. O povo em desconfiar e os políticos em tentar carimbar sua marca nas obras. Os dois têm mais pontos positivos que negativos. Um povo questionador sempre será melhor que um povo passivo. Por outro lado, o fato de os políticos posarem para fotos e darem declarações afirmando terem participação nas conquistas mostra que eles colocam suas mãos no fogo pela execução das obras, ou seja, se a coisa não sair, a promessa tem dono e endereço para que possamos cobrar.

     Ademais, que tenhamos muitas outras brigas por reivindicação de paternidade por obras públicas. Todos ganham.

 

A PROPÓSITO: A paternidade pelas obras está provocando queda de braço entre os deputados Antonio Aguiar (PMDB) e Darci de Matos (PSD), que há muito cisca no território de Aguiar. Outra briga que, embora os dois torçam o nariz, quem ganha é a região.

 

 

Por que fechar?

A Farmácia Popular do Brasil deve fechar em maio em Canoinhas. A prefeitura, única que poderia socorrer a unidade pretende lavar as mãos e investir o dinheiro que gasta com a estrutura em compra de remédios. Hoje, só em aluguel do prédio, a prefeitura gasta R$ 2,8 mil e o proprietário já disse que para renovar o contrato o preço vai subir para R$ 4,8 mil. Tem mais: dos oito concursados para trabalhar na Farmácia, três estão em outra atividade, o que configura desvio de função.

Segundo a Secretaria de Saúde de Canoinhas, são gastos anualmente R$ 242 mil com o programa, sendo que o Município recebe aproximadamente R$ 150 mil por ano. Ou seja, o Município arca com esta diferença de R$ 92 mil anualmente.

 

 

A PROPÓSITO: O fechamento da Farmácia Popular fez com que fosse ressuscitado – se é que um dia morreu –  o tema do “remédio em casa”, promessa de campanha de Beto Passos (PSD), o que parece longe de ocorrer considerando que agora que estão chegando os remédios comprados em janeiro para manter o básico na farmácia do SUS.

 

 

 

 

TRATAMENTO DIFERENCIADO

Prefeito Beto Passos (PSD) conversa com o governador Raimundo Colombo (PSD) depois da liberação de recursos para as SCs 477 e 135. Considerando que Passos é o único personagem político que mudou ao longo dos governos Colombo, o prefeito soma créditos com as conquistas.

 

 

 

 

30 por cento

Depois de anunciar que economizou R$ 1,1 milhão com a não contratação de comissionados no começo do ano, prefeito Beto Passos (PSD) abriu um saco de bondades e concedeu 30% de bônus no salário de 74 servidores. A diferença é que o gasto vai até o final do governo e não se restringe a 45 dias como a economia. Renato Pike (PR) diz que o Município tinha duas opções: pagar horas extras ou 30%. Fez as contas e viu que os 30% representam menos custo. Frisa, ainda, que 64 beneficiados são efetivos e apenas 10 comissionados. Lembra que esse número está 70% abaixo da gestão passada.

A PROPÓSITO: Circulou pelo pantanoso terreno da internet a informação falsa de que Passos havia aumentado em 300% o número de comissionados. De fato, hoje 73% dos cargos estão ocupados quando no governo passado esse índice chegou a 81,2%.

 

 



 

 

 


AQUECIMENTO

Deputado federal Jorginho Melo, pré-candidato ao governo pelo PR, conduziu reunião do partido em Canoinhas na sexta-feira, 31. Na foto ele aparece ao lado do deputado estadual Maurício Skudlark, vice-prefeito Renato Pike e prefeito de Três Barras, Luis Shimoguiri. Melo frisou a liberação de emenda de R$ 1 mi para a BR-280.

 

 

 

 

 

 RÁPIDAS

OLHA ELE!: Jorginho Melo chamou Renato Pike de deputado estadual na reunião do partido em Canoinhas.

 

E AGORA?: Pike diz que estuda a possibilidade, que vê como altamente promissora.

 

UMA MÃO…: Prefeitos da região têm trocado cargos para driblar a lei antinepotismo.

 

… LAVA A OUTRA: o nepotismo cruzado pode ser caracterizado como ilegal, dependendo do caso.

 

REPROVADA: Prestação de contas do PT catarinense foi rejeitada pelo TRE-SC. O partido não explicou a origem dos recursos recebidos em dinheiro.

 

LIDERANÇA: Vereadora Zenici Dreher foi aclamada presidente do PR Mulher em Canoinhas.

 

51%: dos servidores públicos estaduais têm direito a se aposentar antes dos 60 anos no Brasil. Destes, 31% são professores.

 

R$ 819 MILHÕES: é quanto os 35 partidos políticos vão abocanhar neste ano do Orçamento da União por meio do Fundo Partidário.

 

VEM MAIS POR AÍ: Partido da Igualdade e Muda Brasil são os nomes das duas novas siglas com condição de lançar candidatos já em 2018.

 

 

 

Deixe Seu Comentário