A política em 1º lugar

Manifestante conversa com o governador Colombo/Facebook/Reproduçao

Edinei Wassoaski comenta fala do governador Raimundo Colombo de que desconhecia fechamento da Gersa de Canoinhas                                                       

 

Raimundo Colombo (PSD) se elegeu governador sob o lema “As pessoas em primeiro lugar”. Parece ter se esquecido de esclarecer que essas pessoas seriam políticos, apaniguados de preferência.

 

 


    É o que ele mesmo dá a entender ao quebrar o jejum de quatro anos sem aparecer em Canoinhas para prestigiar a filiação do deputado Antonio Aguiar no seu partido.

 

 

    Se por um lado Aguiar demonstra prestígio, por outro, escolheu mal o dia para se filiar ao partido do governador. À tarde, a gerente de Saúde de Mafra tinha feito uma limpa na Gerência de Saúde de Canoinhas (Gersa), fechando de vez o órgão sob os olhares incrédulos dos vereadores Coronel Mario (PR), Norma Pereira (PSDB) e Camila Lima (MDB).

 

 

    Pior, salvo uma menção do próprio Aguiar durante os discursos, ninguém cobrou enfaticamente do governador o retorno da Gersa.

 

 

    Antes do evento, manifestantes abordaram o governador na entrada da Associação dos Servidores Municipais (Assemca). Só ali o prefeito Beto Passos (PSD) inteirou Colombo da situação. Antes, Passos, Aguiar e Colombo se reuniram na casa do governador com o pré-candidato do PSD ao governo, Gelson Merisio. A julgar pelo “eu não sabia” do governador, nenhum dos políticos locais com acesso a Colombo o questionou sobre tão importante perda para a região. Não é impossível imaginar, inclusive, que não fosse o protesto em frente à Assemca, Colombo passaria por Canoinhas sem tomar conhecimento do quão malquisto está sendo por essas plagas. Alimentado por discursos de afagos e tapinhas nas costas de aliados políticos, confirmaria que realmente a política se sobrepõe a qualquer outra prioridade que uma região esquecida por ele, como Canoinhas, pode ter.

 

 

Pinho em campanha

Governador em exercício Eduardo Pinho Moreira (MDB) está em campanha. Basta ler a entrevista que ele concedeu com exclusividade ao portal JMais nesta semana. Além de demonstrar desinformação sobre a realidade local, rasgou seda ao falar do seu carinho por Canoinhas, cidade que teria aprendido a gostar graças a Luis Henrique. Pelas suas atitudes recentes, fico imaginando se não gostasse.

 

Do ponto de vista político, chama a atenção ele desviar da pergunta se é ou não pré-candidato ao governo. “Aprendi com Luis Henrique que até as eleições dá pra passar um rio Amazonas por debaixo dessa ponte”. Típica conversa de quem está de fogo amigo para o lado de Mauro Mariani.

 

 

PSD AFINADO

Cúpula do PSD local com os nomes fortes da cúpula estadual: Vereadores Paulo Glinski e Wilmar Sudoski, deputados estaduais Gelson Merisio e Antonio Aguiar, governador Raimundo Colombo, prefeito Beto Passos e secretário de Educação Osmar Oleskovicz. O encontro aconteceu na casa de Aguiar para comemorar sua filiação no PSD na quinta-feira, 22. 

 

 

Memória fraca

Deputado Antonio Aguiar (PSD) polemizou em seu discurso de ingresso no PSD ao dizer que pela primeira vez um prefeito vai trabalhar por ele, se referindo a Beto Passos. Internautas enviaram fotos à coluna nas quais Beto Faria e Wilson Pereira (ambos MDB) pedem votos para Aguiar em campanhas anteriores.

 

A reação do MDB veio por meio da vereadora Camila Lima que, na Câmara, disse que Aguiar é “um peso morto” para Canoinhas. Ela se referia a falta de ação do deputado em manter a Gersa em Canoinhas.

 



A PROPÓSITO: A julgar pela quantidade de caravanas vindas de cidades como São Francisco do Sul, Campo Alegre e São Bento do Sul, Aguiar tem conseguido ampliar com sucesso seu território eleitoral.

 

 

“O Aguiar já foi mais meu amigo…”

do governador em exercício Eduardo Pinho Moreira (MDB), ao comentar que tem grandes amigos em Canoinhas

 

 

Separados ao nascer?

O empresário Angelo Schulka entrevistou o pré-candidato ao Governo Gelson Merisio na sua passagem por Canoinhas. Lado a lado, ficou ainda mais fácil de perceber as semelhanças físicas entre os dois. Angelo conta que já foi chamado de  Merisio certa vez, em um aeroporto.

A PROPÓSITO: A tensão entre Merisio e a executiva do seu partido parece ter diminuído. Muitos partidários defendem a candidatura de Julio Garcia, outros, coligação com o MDB. Colombo banca Merisio.

 

 

RÁPIDAS

MÉRITO: Os R$ 125 mil repassados recentemente para o Hospital Santa Cruz pela prefeitura de Canoinhas vêm de emenda individual do deputado federal Marco Tebaldi (PSDB).

 

EDUCAÇÃO: O Polo da UFSC em Canoinhas reiniciou as aulas na semana passada. Ao que tudo indica, a crise criada pela operação Ouvidos Moucos está perto do fim.

 

100 MIL: processos de cobrança de pensão alimentícia tramitam hoje no Brasil.

 

O BRASIL QUE EU QUERO: Enquanto o Brasil discute prioridades para os próximos governantes, a preocupação em Brasília é: como ampliar o fundo público eleitoral que já está em R$ 1,7 bilhão.

 

DO SEU BOLSO: Os deputados estão de olho no dinheiro da reoneração de folhas de pagamentos de setores beneficiados com a desoneração no governo Dilma.

 

R$ 30 MILHÕES:  é quanto o Governo do Estado gasta por ano com auxílio-combustível.

 

ENQUANTO ISSO: Pinho Moreira diz que o fechamento da Gersa significa economia com aluguel.

 

DESINFORMADO: Só que a Gersa funciona em sede própria.

 

 

PERGUNTA PERTINENTE:

Quem ouve discurso de muitos políticos, imagina: eles leem ou veem o que se publica sobre eles?

 

Deixe Seu Comentário