Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Obras devem acabar com inundações em dois bairros de Três Barras

Vistoria no local do bairro João Paulo II que receberá tubulação de maior diâmetro/Divulgação

Obras devem iniciar em breve

 

Obras que logo serão colocadas em prática pelo Governo de Três Barras devem acabar com as inundações em dois bairros da cidade.

 

 

O município está no aguardo da liberação do Departamento Estadual de Infraestrutura (Deinfra) para dar início à construção de nova galeria pluvial na SC – 120, nas proximidades do pórtico da cidade, no bairro João Paulo II.

 

 

De acordo com o setor de Planejamento da prefeitura, a tubulação existente no local já não consegue dar vazão as águas da chuva, ocasionando constantes alagamentos na Rua Augusta Stocloska e trazendo transtornos aos moradores e comerciantes do entorno.

 

 

Segundo o secretário municipal de Administração, engenheiro civil Zair Packer, tubos de maior diâmetro serão colocados e o traçado do canal, hoje irregular, será direcionado ao Rio Barra Grande.

 

 

Os trabalhos serão executados pela secretaria de Viação e Obras. “Apesar de ser um serviço simples e até rápido, o trânsito pela via terá que ser interrompido temporariamente. Até por isso precisamos da liberação do Deinfra”, explica Packer.

 

 

Em recente reunião com a gerência regional do Instituto de Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA), antiga Fatma, representantes da prefeitura e das coordenadorias municipal e regional da Defesa Civil solicitaram liberação ambiental para a limpeza do Rio Barra Grande, que corta o bairro Zilda Pacheco/ Argentina.

 



 

Conforme Packer, o rio possui diversos pontos assoreados e basta chover com mais intensidade para que transborde e inunde as partes mais baixas do bairro. “É um problema antigo e que pretendemos por fim”, comenta.

 

 

Assim que receber o aval do IMA, o Governo deve autorizar o início dos trabalhos que preveem a retirada de troncos e galhos de árvores, entulhos de construção, lixo doméstico e até sofá, camas e eletrodomésticos como geladeira, descartados por pessoas e hoje concentrados no fundo do rio.

 

 

Outro pedido de liberação ambiental diz respeito à abertura de um canal de vazão para o rio, que seria aberto em paralelo à Rua Antônio Simões da Matta. “Mas essa obra não é para agora, e sim para um segundo momento”, justifica o secretário.

 

 

VISTORIAS

Os cenários das áreas de risco para enxurradas, alagamentos e inundações em Três Barras foram vistoriados nesta semana.

 

 

Participaram das visitas técnicas a coordenadora municipal da Defesa Civil, Adrielle da Costa; o coordenador regional da Defesa Civil, Edson Antocheski; e o engenheiro florestal da Amplanorte, Fábio Wilczek.

 

 

Para Adrielle, a avaliação desses locais é fundamental e serve de embasamento para a elaboração de medidas preventivas e compensatórias para a resolução de problemas recorrentes em alguns pontos da cidade, como os da Rua Augusta Stocloska e no bairro Zilda Pacheco/ Argentina.

Deixe Seu Comentário