Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

O que concluir do primeiro ano de Beto Passos?

Priscila Noernberg /Divulgação

Edinei Wassoaski volta de férias abordando levantamento que mostrou realizações do prefeito de Canoinhas no primeiro ano de mandato                                                                                                                                                                                                             

Levantamento feito pelo portal JMais mostra que das 94 promessas de campanha feitas por Beto Passos (PSD), oito foram efetivadas e 61 estão em andamento. Dezoito seguem lentamente e sete não têm nenhum vislumbre prático.

 

 

    É evidente que há muito a se avançar e o importante é que o prefeito tenha humildade para reconhecer isso. De fato, ele demonstra que tem.

 

 

     O novo modelo de gestão do Pronto Atendimento e a reformulação do sistema de atendimento nos postos de saúde, certamente, foi o maior avanço de Passos. Agora, sem remédios na Farmácia Básica (chegou a faltar Dipirona no final do ano passado), todo o esforço feito para entregar remédios em casa, por exemplo, de nada vale. A Secretaria de Saúde diz que já corrigiu essa grave falha.

 

 

     Uma das pastas campeãs de reclamações, Obras parece ter despertado a ira de um número menor de pessoas se compararmos a anos anteriores. Contudo, o bom tempo e um raro ano sem enchentes contribuiu bastante. Se o secretário Gil Baiano (PR) soube aproveitar o momento, preparou as estradas de chão batido para um ano que pode não ser tão cordial assim.

 

 

    Na Educação, Passos acertou no nome de Osmar Oleskovicz, que, claro, com exceções, em geral, tem boa aceitação do professorado e tem como grande desafio fazer funcionar o sistema recém-implementado de matrículas on line nas creches. Se o processo for bem-sucedido, Passos e Oleskovicz marcam um gol de placa.

 

 

    Passos precisa ter claro que Saúde, Educação e Obras exigem esforços constantes. Uma boa ação é rapidamente esquecida diante de um equívoco. E aí estão as redes sociais para executar sua função principal que é, claro, o linchamento público.

 

 

     Se Passos parece estar no caminho certo nestas áreas, além do Planejamento, Meio Ambiente e Ação Social, falha gravemente em uma das áreas mais importantes para o Município: o Desenvolvimento Econômico. A pasta tinha de ser comandada por um profundo conhecedor da realidade local, senão, ao menos com boa capacidade de articulação e diálogo. Não é o que se vê. A criação do Parque Industrial às margens da BR-280 de nada adiantará se não tiver ampla participação do setor produtivo e, nesse caso, a Associação Empresarial tem de ser instada a contribuir. Aliás, tem o dever de indicar o titular da pasta, sob pena de ficar reclamando por pura má vontade em participar do processo. Quem não participa, não palpita.

    

 

On e off

Questão de estilo, Beto Passos é bem mais midiático do que Beto Faria, até porque fez carreira na imprensa. Sua assessora, Priscila Noernberg, trabalha em ritmo industrial e responde a imprensa no ritmo que a agilidade exige. Isso pode causar no espectador, a falsa impressão de que a mídia é mais favorável a Passos. Faria, por muitas vezes sem qualquer culpa, optava por deixar que falassem, sem qualquer vislumbre de defesa.

 

 

Apoiadores de Jair Bolsonaro (PSC) em Canoinhas instalaram cartazes de apoio ao pré-candidato à Presidência pela cidade. Bolsonaro lidera a mais recente pesquisa Datafolha descartando-se Lula. Os cartazes  espalhados pelo Brasil foram alvo de ações judiciais, mas o ministro Luiz Fux não viu propaganda extemporânea.

 

 

Cidadão de olho

A exposição de Beto Passos nas redes sociais rendeu frutos. Há pelo menos quatro grupos de “cidadãos fiscalizadores” de olho em tudo que é publicado no Diário Oficial relacionado ao governo municipal. O foco são as licitações. O trabalho é louvável e tem de ser incentivado, mas lamentavelmente tudo o que cai nas redes sociais termina em linchamento sem aprofundamento.

 

A PROPÓSITO: Um dos fiscalizadores mais profícuos é, justamente, servidor do setor de Licitações da prefeitura, que passa, em primeira mão, tudo o que há de suspeito aos grupos e assiste de camarote ao circo pegar fogo.

 



 

COBRANÇA: Prefeito de Major Vieira, Orildo Severgnini (PMDB) recebeu nesta semana uma comitiva da Casan. Trataram da vinda de mais um funcionário e dois estagiários para o Município e o auxílio no quantitativo de 50 toneladas de massa asfáltica para a recuperação das ruas danificadas durante a manutenção dos serviços prestados pela companhia.

 

 

Fiasco

Ao invés de o Tribunal de Justiça de SC distribuir os convites para a inauguração do novo Fórum de Canoinhas, o deputado Antonio Aguiar acabou encampando a função, telefonando para imprensa e autoridades.

Além disso, o cerimonial foi um desastre. Somente Beto Passos foi chamado para compor a mesa, ignorando o fato de a Comarca comportar quatro cidades.

 

A PROPÓSITO: Passos acredita que a antiga sede do Fórum seja destinada ao Município. Se isso se efetivar, a Câmara de Vereadores ou repartições como o Detracan e o Procon podem se mudar para o prédio.

 

 

RÁPIDAS

PARADA: Beto Passos deve tirar férias em março.

 

QUESTÃO DE…: O Sindicato dos Servidores de Canoinhas promete não ceder na discussão sobre a progressão salarial condizente com a graduação.

 

…DIREITO: Mesmo previsto adicional de 20% no plano de carreira do Magistério, a maioria tem de recorrer à Justiça para conseguir o plus salarial.

 

SÓ PRA LEMBRAR:  Posto de saúde do Alto da Tijuca continua vazio e abandonado. Foi construído em 2016.

 

PRAZO DE VALIDADE: Inaugurado no final do ano passado, o asfalto da rua Bernanrdo Olsen, no trecho do Alto da Tijuca, já apresenta problemas.

 

MDB: Udo Döhler parece disposto a incendiar o coreto de Mauro Mariani ao declarar esta semana que se recusa a fazer prévias.

 

CONFUSO: As falas do prefeito de Joinville têm sido bastante contraditórias. Critica o movimento de seus adversários, mas não assume posição.

 

NO TRECHO: Quem sai na frente, enquanto a discórdia se instala no MDB, é Paulo Bauer, dado como candidato líquido e certo do PSDB.

 

ESCOLHA DE PINHO: Leandro Lima assume a Secretaria de Justiça de SC.

 

 

 

PERGUNTA PERTINENTE: 

O País acorda nas eleições deste ano?

 

Deixe Seu Comentário