Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

O posto Doninha e a cidade do “lá tinha”

Placa no posto Doninha citado por Temer/Arquivo

Edinei Wassoaski retoma o tema do desenvolvimento de Canoinhas                                        

 

Em seu discurso de posse como presidente logo após o impeachment de Dilma Rousseff, Michel Temer citou a placa de um posto de combustíveis para inspirar o Brasil: “Não pense em crise, trabalhe”, ordenou. O posto Doninha fechara havia anos.

 

 

     Lembro os leitores dessa fala para comentar a repercussão da coluna da semana passada. No Facebook, foram 61 compartilhamentos e 25 comentários até anteontem, todos concordando com a coluna. Houve, claro, opiniões divergentes. Na Câmara, vereador Coronel Mário Erzinger (PR) propôs falarmos da cidade onde “já tem” e não “lá tinha”, como forma de evocarmos otimismo.

 

 

     Perseverança é muito bom e otimismo melhor ainda, porém, não podemos bancar o Temer e maquiar nossa realidade com uma embalagem de bons pensamentos. Canoinhas não apenas está se tornando cidade-satélite de Mafra, perdendo serviços importantes na área pública, como também está perdendo os já raros empregos. Santa Catarina acaba de divulgar dados positivos do último trimestre, mas o saldo de Canoinhas, apesar de positivo no ano, é negativo nos últimos três meses. A Fuck dispensou pelo menos 500 pessoas no ano passado. Para onde foram essas pessoas? Do que vivem? Como vivem? Daria um excelente Globo Repórter, mas, fora a ironia, essas questões são problemas nossos, das autoridades políticas, principalmente. E o fechamento da Philip Morris? Quantos empregos extintos? Como ficam os agricultores? Não ouço o problema sendo discutido.

 

 

     Canoinhas é uma cidade boa de se viver, de um povo muito trabalhador e acolhedor, tem praças lindas e ruas largas, mas elevar essas qualidades não mexe uma pena do lugar. Espera-se das autoridades que apresentem projetos práticos de desenvolvimento. Empresas não virão para cá pelo ar puro, virão se tiverem incentivos fiscais. Por que, então, não aproveitar que temos um prefeito aliado ao Governo do Estado para criar um plano de incentivo calcado em isenção de impostos? O IDH da região, as estradas esburacadas e o desemprego seriam ótimos argumentos para provar que Canoinhas vive realidade adversa do restante do Estado. Logo, justificaria incentivos diferenciados.

 

 

     Canoinhas tem hoje um prefeito e vice jovens e sem medo de ousar. Passada a fase de colocar a culpa no antecessor, é hora de apresentar um plano efetivo para atrair investimentos. O que já se tentou tem de ser descartado. Se agir da mesma forma, nada sai do lugar.

 

 

     À Câmara de Vereadores, Associação Empresarial e quem mais tenha boas ideias, cabe discutir, propor alternativas e tentar, porque nada que fica na teoria produz frutos.

 

A PROPÓSITO: O professor Pedro Penteado do Prado disse esta semana no programa Fala Cidade da 98FM que esta é uma das melhores legislaturas que a Câmara de Vereadores já teve. De fato temos pessoas muito bem preparadas e bem intencionadas. Mas isso não basta se ideias diferentes de tudo o que já foi feito não surgirem. Desenvolvimento tem de ser um mantra para os nobres legisladores.

 

 

 

“Quem quiser ser candidato que se habilite”

do deputado estadual Antonio Aguiar (PMDB) comentando o anúncio do pré-candidato a deputado Leoberto Weinert. Aguiar confirmou que vai para o PSD

 

 

 

Marcelo Tolentino/Divulgação

ALIADOS

A entrega do título de cidadão honorário de Joinville ao deputado federal Mauro Mariani (PMDB) foi prestigiada por uma comitiva canoinhense. Na foto, ladeando Mariani, vereador Paulinho Basilio, o ex-prefeito Leoberto Weinert (PMDB) e sua esposa, Regina. Weinert deve apoiar e ser apoiado por Mariani na região na disputa eleitoral do ano que vem.

 

 

Superlotação

A Unidade Prisional Avançada de Canoinhas tem se transformado, cada vez mais, em um caldeirão prestes a explodir. A fuga de um detento nesta semana chamou ainda mais a atenção para a questão. Hoje, 178 detentos estão aprisionados na Unidade que tem capacidade máxima para 70 presos.

 

A juíza criminal Dominique Borba Fernandes Gurtinski já determinou que presos de fora de Santa Catarina sejam entregues à Justiça de seus respectivos Estados, mas a medida de pouco adiantou para reduzir a superlotação.

 

A PROPÓSITO: A prisão de um acusado de pedofilia em Canoinhas na semana passada trouxe à lembrança um dos inquilinos mais famosos da UPA. Acusado de abusar sexualmente de uma menina de quatro anos, o padre Marcos Andreiv foi condenado a dez anos de prisão em 2010. Acabou  regredindo a pena e foi solto em julho do ano passado.

 

 

 



 

Adriane Hess/Divulgação

HOMENAGEADOS: Prestigiada a homenagem concedida pela Câmara de Vereadores de Canoinhas na terça-feira, 24. Na foto, vereadores, homenageados e convidados logo após a sessão que teve a presença do prefeito de Guarapuava Cesar Silvestri Filho (2º da esq. p/ dir.). Ele acompanhou a homenagem ao ex-prefeito de sua cidade,  o canoinhense Nivaldo Krüger.

 

 

Escola militar

Toda a polêmica criada em torno da sugestão de intervenção militar para acabar com baderna brasileira, como se os militares fossem seres incorruptíveis, faz lembrar que em Canoinhas embora tenhamos professores do gabarito de Elói Bona, Ildegard Thiem, Irmã Angélica e Altino Rocha, uma das maiores escolas municipais carrega o nome de um militar ditador: Presidente Castelo Branco.

 

 

 

RÁPIDAS

OPS: Mafra está se tornando cidade-polo de Canoinhas e não satélite como escrito na coluna passada.

 

 

DA SÉRIE: “Lá tinha”, Canoinhas perdeu recentemente para Mafra a delegacia do Conselho Regional de Medicina (CRM).

 

 

JÁ FOI: Deputado Antonio Aguiar (PMDB) garante que todas as cidades da região irão perder suas exatorias. “Se alguma ficar será a de Canoinhas”, garante.

 

 

É O CUSTO: Quem precisar de exames de densitometria óssea em Canoinhas tem duas opções: pagar para o CIC ou enfrentar uma viagem para Joinville e fazer via SUS. Apesar de o CIC Canoinhas ter o equipamento e fazer o exame pelo CIS Amurc, fica mais em conta para o Município mandar os pacientes para Joinville.

 

 

77 MIL: Devedores de IPVA serão cobrados por cartórios em SC.

 

 

344: Títulos eleitorais duplicados foram identificados pelo TSE em SC.

 

 

NOVAS REGRAS: Embora existam 69 partidos em formação, apenas os atuais 35 registrados no TSE poderão entrar na disputa em 2018.

 

 

118 MIL: Associados perderam os sindicatos catarinenses nos últimos quatro anos.

 

 

 

PERGUNTA PERTINENTE:

Há necessidade de a Assembleia de SC contratar ascensoristas ao peso de R$ 6 mil mensais?

 

 

Deixe Seu Comentário