O maior adversário de Aguiar

Aguiar discursa logo depois da filiação no PSD/Divulgação

Edinei Wassoaski escreve sobre a disputa eleitoral para deputado estadual na região                                  

 

Muito se tem falado ultimamente sobre quem seria o nome ideal para representar Canoinhas na Assembleia Legislativa a partir do ano que vem. Dois ex-aliados estarão na disputa. Pelo MDB, o ex-prefeito Leoberto Weinert. Pelo PSD, Antonio Aguiar.

 

 


     Aguiar já teve adversários regionais em outras disputas. Na mais recente, Beto Passos (PSD) abocanhou 17.928 mil votos e, isso, com uma campanha praticamente franciscana. Naquela ocasião, Aguiar encarava sua eleição como certa. Sua expectativa se centrava em quanto ampliaria sua votação para buscar voos mais altos em 2018. A boa campanha que havia feito na região de São Francisco e Joinville, esperava ele, poderia colocá-lo na faixa dos 60 mil votos. Acabou com 39.714 (13.220 em Canoinhas), 29ª posição entre os 40 eleitos.

 

 

    Agora, contra Weinert e com uma imagem bastante arranhada em Canoinhas, Aguiar precisa de outras táticas para se manter na Assembleia. A tática de ampliar sua presença em outros municípios tem sido mantida, mas a importância de Canoinhas para o deputado se prova pelo fato de a maior fatia de suas emendas ter sido destinada para sua terra natal.

 

 

    Difícil afirmar que Weinert tem mais condições de tirar votos de Aguiar do que Passos, mas fato é que por Aguiar ter sido do MDB até há poucos meses, a priori, todos os votos que o MDB lhe rendeu em 2014 iriam para Weinert.

 

 

    Ideal seria se o dois fossem eleitos. Tem como? Sim, basta que ampliem seu território eleitoral. Basicamente, é o que Aguiar tem feito. Weinert, por sua vez, é muito bem visto em Canoinhas e cidades limítrofes. Mas tenho dúvidas sobre sua capacidade para somar para além disso, em Mafra e Porto União, por exemplo.

 

 

    A Aguiar cabe ficar bem esperto. Sua votação vem caindo desde 2006, quando conseguiu 46.831 votos. Foi a 41.946 em 2010 e, a 39.714 em 2014. Com adversários que surgem cada vez com mais força, fica difícil acreditar na sua permanência na Assembleia. Mais distante, ainda, sua sonhada vaga na Câmara Federal.

 

 

A PROPÓSITO: Enquete do portal JMais perguntou qual político melhor representaria Canoinhas na Assembleia Legislativa. Para 43,9% o melhor nome é Beto Passos. Na sequência, para 37,99%, Leoberto Weinert. 14,26% acham que Antonio Aguiar é o melhor nome e 3,86%, Renato Pike.

 

 

30% a menos

Os famosos 30% de acréscimo salarial para cargos de confiança com dedicação exclusiva, concedidos a dezenas de servidores pelo prefeito Beto Passos (PSD) no ano passado, foram cortados.

 

Alegando dificuldade para fechar a folha de pagamento, Passos determinou que o benefício será retirado de todos os servidores.

 

A medida já provoca protestos de boa parte dos servidores, insatisfeitos com a decisão.

 

 

ANO ELEITORAL

E segue a temporada de caça ao voto na região. Desta vez, a deputada estadual Ana Paula Lima (PT) esteve na semana passada em Canoinhas, onde entregou ao prefeito Beto Passos (PSD) emenda no valor de R$ 250 mil. O recurso é para pavimentação da rua Guilherme Gonchorowski. Ela ainda visitou as obras do mercado municipal.

 

Lá e cá

Em viagem a Brasília na semana passada, o prefeito de Mafra, Wellington Bielecki (PSD), participou de reuniões para solicitar recursos para realização de obras na área urbana do município. Saiu de lá com garantia de R$ 2,8 milhões.



 

Enquanto isso Canoinhas recebia os R$ 250 mil de emenda parlamentar da deputada estadual Ana Paula Lima (PT).

   

 

HISTÓRIA: O mapa turístico do Vale do Contestado exposto no Museu do Contestado, em Irani, berço da Guerra, exclui Canoinhas como um dos pontos a se visitar. A propósito, Irani, Caçador e Três Barras têm seus museus alusivos à Guerra do Contestado. E Canoinhas? Por que não?

 

 

“A assessoria de imprensa é melhor que o próprio governo”

de um expoente da oposição a respeito do governo Beto Passos. Priscila Noernberg, responsável pela assessoria, sai logo de licença maternidade

 

 

Fora do governo

Vivianne Pailo Collares não é mais secretária de Planejamento de Canoinhas. Ela deixou o cargo na quarta-feira, 2, alegando problemas pessoais. Até o fechamento da coluna não havia um nome para substituí-la. Vivianne estudava deixar a secretaria desde o começo do ano.

 

 

RÁPIDAS

CORDIALIDADE: Zenici Dreher lembrou o papel da ex-secretária Telma Bley na construção da UBS do Água Verde, mas também deixou claro que participou do processo desde o início e que a obra foi conquistada graças a projeto técnico encabeçado por ela.

 

FALANDO NISSO: Começam neste mês as obras de reforma da UBS do Alto da Tijuca. Aquela que precisa de reforma antes de ser inaugurada.

 

ROTATIVO: Ainda está longe o desenrolar do imbróglio envolvendo a licitação para o estacionamento em Canoinhas.

 

ROTATIVO 2: Ao analisar a questão a fundo, o setor jurídico da prefeitura percebeu que vários pontos legais não foram observados nas licitações anteriores. Agora, tudo será refeito do zero.

 

CANOINHENSE…: Ex-secretário de Administração de Canoinhas, Argos Burgardt está se destacando no mesmo cargo em Jaraguá do Sul.

 

… COM ORGULHO: Ele publicou uma cartilha que informa de modo claro, direto e sem partidarismo, as receitas e despesas do Município.

 

R$ 70 MILHÕES: é quanto o Governo de SC está devendo aos hospitais filantrópicos.

 

424: servidores foram exonerados pelo governador Pinho Moreira nesta semana, incluindo a gerente de Saúde de Mafra, Marlete Arbigaus.

 

 

 

PERGUNTA PERTINENTE:

  Bom seria se os deputados trouxessem emendas todos os anos e não só em ano eleitoral, não é?

 

Deixe seu comentário:

Top