Neve registrada em SC e Governo faz acordo com Odebrecht nas manchetes desta terça-feria

Sede da Odebrecht em São Paulo. Foto: Divulgação

10 de Julho de 2018

 

 

 


Diário Catarinense                                                                                                                       

 

Santa Catarina registra a primeira neve acumulada de 2018

 

 

Mais dois meninos são resgatados de caverna na Tailândia nesta terça

————————————————————————————

 

O Globo

 

Manchete : Previsão para crescimento do PIB tem ‘teto’ de 1,5%

Inflação em 4,39% eleva risco de alta dos juros 

Efeitos da greve dos caminhoneiros sobre principais indicadores derrubam expectativas de retomada da economia

Depois de as projeções para a alta do PIB no ano terem chegado perto de 3%, por conta do crescimento acima do esperado em 2017, os efeitos da greve dos caminhoneiros sobre os principais indicadores estão derrubando as expectativas de retomada da economia. Especialistas afirmam que um crescimento de 1,5% já é considerado “teto” para o PIB em 2018. A avaliação é que a queda de 10,9% da produção industrial em maio, em relação a abril, dificilmente será recuperada integralmente, e a subida da inflação em junho, acumulando 4,39% em 12 meses, aumenta o risco de alta dos juros antes do fim do ano.
(PÁGINA 15)

 

 

Crivella articula sua defesa na Câmara

Depois de reportagem do GLOBO mostrar uma reunião em que o prefeito Marcelo Crivella oferecia privilégios a um grupo de pastores, vereadores de oposição se mobilizam para pedir seu afastamento. Na Câmara Municipal foram protocolados três pedidos de abertura de processo de impeachment contra Crivella, que, por sua vez, trabalha para rearticular sua base aliada na Casa.
(PÁGINA 7)

 

 

Odebrecht fecha acordo de leniência

A Advocacia-Geral da União e a Controladoria-Geral da União fecharam acordo de leniência de R$ 2,7 bilhões com a Odebrecht, 87% do valor firmado com os procuradores da Lava-Jato. TCU discutirá os termos amanhã.
(PÁGINA 16)

————————————————————————————

 

O Estado de S. Paulo

 

Manchete : Após manobra, PGR quer que só STJ avalie recursos de Lula

Pedido seria ‘medida de segurança’ para manter decisão do TRF-4 em novos embates com a defesa do petista

Na primeira manifestação oficial depois do impasse jurídico envolvendo o pedido de habeas corpus em favor do ex-presidente Lula, a Procuradoria-Geral da República (PGR) acionou o Superior Tribunal de Justiça (STJ) para que os recursos do petista sejam avaliados somente por aquela Corte. O pedido, feito pelo procurador-geral em exercício, Humberto Jacques de Medeiros, funcionaria como “medida de segurança” para evitar novas tentativas de manobras jurídicas. Um dos autores da ação pela liberdade de Lula, o deputado Paulo Pimenta (PT-RS) afirmou que vai recorrer ao Supremo contra a decisão do Tribunal Regional Federal da 4.ª Região (TRF-4) de manter o petista na prisão. Lula disse ontem aos seus advogados que estava “descrente” de que sairia da cadeia. O Conselho Nacional de Justiça recebeu oito representações contra o desembargador do TRF-4 Rogério Favreto, que determinou a soltura do petista, e duas contra o juiz Sérgio Moro, que se pronunciou contra a decisão.
(POLÍTICA / PÁGS. A4 e A6)

 

 

Odebrecht firma acordo de leniência de R$ 2,7 bilhões

A Odebrecht fechou com a União acordo de leniência de R$ 2,72 bilhões, que serão pagos em 22 anos. A negociação, primeira fechada com uma grande empreiteira envolvida na Lava Jato, está sendo contestada pelo TCU. Na prática, o acordo melhora a situação jurídica da Odebrecht e tem potencial para reduzir os entraves na disputa de licitações e na liberação de crédito público.
(ECONOMIA / PÁGS. B1 e B3)



 

 

Datena desiste de candidatura ao Senado (Política / Pág. 8)

 

 

Advogado é nomeado ministro do Trabalho (Política / Pág. 8)

 

 

O plantonista amigo 

A tentativa de petistas de obter ilegalmente a soltura do cacique Lula da Silva evidencia menosprezo pelo Estado de Direito.
(PÁG. A3)

 

Conflitos de competência 

O STF deve se debruçar sobre a validade do uso de provas de colaboração premiada.
(PÁG. A3)

————————————————————————————

 

Folha de S. Paulo

 

Manchete : Estados compensam baixa no óleo diesel com alta na gasolina

Preço de referência para o ICMS aumenta após paralisação dos caminhoneiros; em SP, ganhos devem superar perdas

Na esteira da redução do ICMS sobre o óleo diesel, 13 governos estaduais decidiram aumentar a taxação da gasolina por meio de elevação no preço de referência (PMPF) sobre o qual incide o imposto. Essa alta visa compensar a diminuição na receita provocada pela queda de arrecadação com o diesel. O ICMS dos combustíveis é cobrado sobre o PMPF, que é definido pelas secretarias estaduais de Fazenda. Nele incidem alíquotas que variam por produto e por estado. Desde o fim da paralisação dos caminhoneiros, 17 estados reduziram o PMPF do diesel, acompanhando a queda de preço provocada pelas subvenções dadas pelo governo federal para encerrar o movimento. Em alguns casos, como Goiás, Rio Grande do Sul e São Paulo,estados que aumentaram o PMPF da gasolina devem ter ganhos superiores às perdas com a redução no ICMS do diesel. Em SP, considerando a média mensal de vendas em 2017, a receita seria de R$ 68,9 milhões por mês, contra um prejuízo de R$ 45,1 milhões. (Mercado A11)

 

 

Procuradoria diz que STJ deve julgar Lula

A PGR (Procuradoria-Geral da República) enviou ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) na noite de anteontem uma manifestação em que defendeu a atribuição dessa corte para julgar pedidos de habeas corpus feitos em favor do ex-presidente Lula (PT), preso em Curitiba. A petição foi uma resposta da PGR à guerra de decisões no domingo, quando Rogério Favreto, juiz plantonista do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, que foi filiado ao PT por quase 20 anos, decidiu libertar Lula após pedido de deputados petistas. O cálculo dos parlamentares foi premeditado: souberam com antecedência que Favreto seria o plantonista do TRF-4 nesse fim de semana. Eles previam que a decisão do magistrado seria cassada, mas que o caso ilustraria a tese de que o Judiciário age contra Lula. (Poder A6)

 

 

Governo anuncia acordo de leniência com a Odebrecht

O governo anunciou que assinou um acordo de leniência (espécie de delação premiada de empresas) com a Odebrecht por desvios de recursos da União e de estatais. A multa aplicada à empreiteira é de R$ 2,7 bilhões. (Mercado A13)

 

 

Contra lotação nas emergências, SUS se inspira em montadora

Unidades de urgência e emergência do SUS (Sistema Único de Saúde) adotaram um sistema de gestão inspirado na indústria automobilística para reduzir a superlotação. O método organiza fluxos internos. Em prontos-socorros de seis hospitais públicos de São Paulo, Belo Horizonte, Palmas,Goiânia, Florianópolis e Fortaleza, onde a novidade foi inicialmente implementada, houve redução do tempo de atendimento em até 50%. (Cotidiano B1)

————————————————————————————

Deixe seu comentário:

Top