Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Minhas apostas para o Oscar 2017

Colunista do JMais comenta os favoritos para a grande festa do cinema

 

O melhor filme do ano passado não concorre ao Oscar principal na noite deste domingo, 26. Dirigido pelo sempre ótimo Martin Scorsese, Silêncio pode não ter a graça de La La Land, o grande favorito da noite, com suas 14 indicações (recorde repetido por A Malvada e Titanic), mas melhor representa a época que vivemos. Isso, apesar de se passar no século 17. O filme mostra padres europeus tentando converter japoneses ao cristianismo. A reação da maioria budista é violenta. Nada mais atual em tempos em que o Ocidente presunçoso tenta impor seu modo de vida ao Oriente Médio.

 

Feita essa ressalva, vamos as minhas apostas ao Oscar 2017:

 

VEJA A LISTA DE INDICADOS

 

Cena de La La Land

MELHOR FILME: Gosto muito de A Qualquer Custo, que vai na mesma toada de Silêncio. Expõe um problema moderno por meio de um roteiro bem conduzido, além de ter a interpretação sempre marcante de Jeff Bridges. Mas aqui quem leva mesmo é La La Land, e não sem justiça. O filme é delicado, bonito, conquista pela leveza e ainda evoca a Hollywood que só está nos sonhos de jovens atores.

Ressalve-se que a seleção deste ano na categoria é uma das melhores dos últimos anos.

 

 

MELHOR DIRETOR: O trabalho de Damien Chazelle em La La Land é primoroso. Apesar da pouca idade ele já merecia ao menos uma indicação por Wiplash. Agora deve papar seu primeiro Oscar com mérito. Fala-se muito de Barry Jenkins (Moonlight), mas acho o filme supervalorizado.

 



 

MELHOR ATOR: Não tem pra ninguém. Ele papou todos os principais prêmios pré-Oscar e, também merecidamente, vai levar o Oscar. Casey Affleck tem o papel de sua vida em Manchester à Beira-Mar. Correndo por fora tem Denzel Washington (Um Limite Entre Nós), sempre um candidato a se respeitar, e Andrew Garfield, muito bem em Até o Último Homem.

 

 

MELHOR ATRIZ: a melhor interpretação do ano é de Meryl Streep, como uma cantora desprovida de talento em Florence, que é esta mulher?, mas pela fofura deve ganhar Emma Stone (La La Land). Ah, tem também a sempre ótima Isabele Hupert (Elle).

 

 

MELHOR ATOR COADJUVANTE: Ao que tudo indica deve ganhar Mahershala Ali (Moonlight), mas acho que o trabalho de Jeff Bridges em A Qualquer Custo é superior.

 

 

MELHOR ATRIZ COADJUVANTE: Muitos dão como certa a vitória de Viola Davis (Um Limite Entre Nós) e se ganhar será mais que merecido. Correndo por fora tem Naomie Haris (Moonlight).

 

Façam suas apostas e bom Oscar a todos!

Deixe Seu Comentário