Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Megaoperação desmantela quadrilha de caixeiros que atuava na região

Material apreendido com a quadrilha/Divulgação

Porto União, Irineópolis, Papanduva, Monte Castelo, Salto Veloso, Luis Alves e cidades do Paraná teriam sido alvos da quadrilha

 

Depois de cinco meses de trabalho intenso, Operação Integração entre as polícias do Estado de Santa Catarina e Paraná encerrou nesta quarta-feira, 2, com diversas prisões, apreensões de armas, muitas munições e emulsão de explosivos. A quadrilha é suspeita de ter cometido as explosões a caixas eletrônicos registradas no primeiro semestre deste ano em Porto União, Monte Castelo e Papanduva, além de uma tentativa mal-sucedida em Irineópolis.

 

O bando é o mesmo que trocou tiros com a Polícia Militar e o Gaeco em maio na BR-280, na região de Canoinhas e Major Vieira, quando planejava explodir um banco em Caçador. A polícia evitou o ataque, mas os ladrões conseguiram escapar do cerco policial. Os outros confrontos foram em Quitandinha e Janiópolis, ambas cidades no Paraná.

 

A operação começou com o Ministério Público de Porto União, que investigava uma explosão de caixas no Supermercado Glória e da tentativa de explosão em Irineópolis. Mirando nos dois casos isolados, o MP de Porto União chegou a poderosa quadrilha, articulada e fortemente armada com ramificações nos dois estados do sul.

 

Na manhã desta quarta-feira, 2, o Grupo de Atuação Especial de Combate à Organizações Criminosas (Gaeco) de Santa Catarina, Batalhões da PM de Caçador, São Bento do Sul, Balneário Camboriú, PM de Porto União, além dos batalhões da PM em São José dos Pinhais e Curitiba, cumpriram 33 mandatos de busca e apreensão.  Armas, munições de grosso calibre e mais de 60 quilos de explosivos foram apreendidos pela Força Tarefa.

 

A Operação foi denominada Integração, em razão da união e dos esforços dos órgãos responsáveis pela Segurança Pública de Santa Catarina e Paraná, que conseguiram desmantelar a quadrilha de caixeiros e reduzir consideravelmente as ocorrências voltadas a essa modalidade delitiva.

 

Os 33 mandados de busca e apreensão foram cumpridos em Camboriú, Balneário Camboriú, Itapema, Navegantes, Brusque, Rio Negrinho, Calmon, em Santa Catarina.



 

No Paraná foram alvo da operação as casas de suspeitos de Fazenda Rio Grande, Quitandinha, Araucária, São José dos Pinhais, Pinhais, Tijucas do Sul e Curitiba, base da quadrilha. Um suspeito foi baleado no braço. Dois suspeitos foram presos com um arsenal de armas e explosivos. Ao todo entre fuzis pistolas foram mais de 50 que a Força Tarefa recuperou.

 

“Ao todo, nove integrantes foram identificados. São células flutuantes, agem às vezes em grupos maiores ou menores, tinham armamentos pesados como fuzil israelense e fuzil 556. São violentos e estão por trás de uma série de crimes”, destacou o promotor Assis Marciel Kretzer, coordenador do Gaeco em Joinville.

 

Assista a ação da quadrilha em Porto União (SC) filmada por câmeras de segurança


Assista  a ação da quadrilha em Cruz Machado (PR) filmada por cinegrafista amador

 

OS NÚMEROS DA OPERAÇÃO

Doze prisões, sendo onze homens e uma mulher;
Três fuzis cal. 5.56;
Um fuzil cal. 7.62;
Um submetralhadora HK cal. 9mm;
Uma espingarda cal. 12;
Duas pistolas;
Um revólver cal. 38;
Uma espingarda cal. 22;
Noventa e cinco quilos de emulsões de explosivos;
Mil e quinhentas munições cal. 5.56;
Trezentas e dez munições cal. 7.62;
Quatro munições cal. .50;
Seis munições cal. .38;
Três coletes balísticos;
e dezenas de aparelhos celulares e documentos dos suspeitos com envolvimentos de explosões e roubos a bancos nos Estados de Santa Catarina e Paraná.

 

Histórico de algumas ocorrências:

  • Roubo tentado ao Banco do Brasil em Irineópolis (SC): 08/02/017, por volta de 01h30 min;
  • Roubo ao Banco Bradesco na cidade de Mandirituba (PR): madrugada do dia 21/02/2017;
  • Roubo ao Banco Bradesco em Quitandinha (PR): 28/02/2017, por volta das 03h40min;
  • Roubo ao Banco do Brasil em Monte Castelo (SC): 16/03/2017, por volta das 03h;
  • Roubo ao Banco Bradesco em Quitandinha (PR): 28/02/2017, por volta das 3h40;
  • Roubo ao Banco Itaú em Quitandinha (PR): 29/03/2017, por volta das 04h da manhã;
  • Roubo ao Banco do Brasil em Cruz Machado (PR): 04/05/2017, por volta das 03 horas.
  • Tentativa de roubo as agências do Banco do Brasil e Bradesco em Rio dos Cedros (SC): madrugada do dia 09/05/2017;
  • Roubo a agência do banco Bradesco e Caixa Econômica Federal na cidade de Otacílio Costa (SC): 12/05/2017, por volta das 03h45min.
  • Roubo a agência do Banco do Brasil na cidade de Janiópolis (PR): 01/06/2017, por volta da 03h30min.

Deixe Seu Comentário