Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Mafrense morre baleada em Piçarras

Talita tinha 32 anos/Facebook/Reprodução

Talita Regina Silveira Glória, 32 anos, teria sido morta acidentalmente                                      

 

Talita Regina Silveira Glória, 32 anos, morreu na noite desta terça-feira, 3, após ser atingida por um tiro de arma de fogo na rua Blumenau, em Balneário Piçarras. A vítima foi baleada por volta das 21h40min pela própria prima, a policial militar Karoline Cristine do Amaral, 28 anos, durante disparo acidental de uma pistola, segundo informações da Polícia Militar local, onde a ocorrência foi registrada.

A policial estaria manuseando a arma quando o disparo teria atingindo Talita, segundo informações da PM. A mulher chegou a ser levada ao Pronto Atendimento, mas não resistiu ao ferimento na região da clavícula e morreu. O corpo de Talita foi encaminhado ao Instituto Médico Legal de Itajaí.

Talita estava de férias no Litoral, segundo publicação dela nas redes sociais. Ela era casada e tinha uma filha pequena. Segundo o Jornal de Santa Catarina, que entrou em contato com a Polícia Civil de Balneário Piçarras para saber mais detalhes da investigação do caso, o delegado responsável está em férias e só retorna dia 9 de janeiro.

Em comunicado oficial, o comando-geral da PMSC confirmou o ocorrido e informou que a policial militar estava de folga e fazia a retirada de munições da pistola quando atingiu acidentalmente a prima.

“Após prestar os primeiros socorros a policial militar apresentou-se voluntariamente a Delegacia de Polícia, onde foi ouvida e liberada. Ela tem 28 anos de idade, serve há três na Corporação e integra o 14º Batalhão de Polícia Militar, sediado em Jaraguá do Sul. A arma de fogo é uma pistola Taurus modelo PT100 e pertence a Polícia Militar. Ela será submetida a perícia pelo IGP.”

 

Nigel Ericson, viúvo de Talita, com quem ela tinha uma filha, postou a seguinte mensagem no Facebook: ”

“A ficha ainda não caiu. Só tenho a dizer obrigado meu amor por ter me concedido o prazer de passar estes 6 anos de casado com você e quase 8 anos juntos. Estes anos foram os melhores da minha vida, e você foi parte principal deles. Vivemos momentos lindos juntos os quais ficarão para sempre em minha memória. Perdoe-me caso eu não tenha sido o marido que você sonhou para passar o resto da vida mas juro que dei o meu melhor. Quis o destino nos separar desta maneira trágica. Não tenho palavras para expressar o que estou sentindo agora. Só quero que saiba que eu te amo e que a nossa princesinha estará bem cuidada. Tenho certeza que vou te encontrar, não sei o dia e a hora, mas sei o lugar.
Sei que você está bem, mesmo assim.isso não me impede de chorar.”

Deixe Seu Comentário