JMais publica série de reportagens sobre tragédia de Valinhos

Família em meio à destruição em Valinhos/Arquivo Biblioteca Pública Municipal

Nesta quarta-feira, 16, completa-se 70 anos de uma das maiores tragédias climáticas da história de Santa Catarina

 

Às 20h15 de 16 de maio de 1948, uma das maiores tragédias climáticas do século passado em Santa Catarina começava a ceifar 23 vidas. Elas habitavam cerca de 70 casas arrasadas por um fenômeno climático que ainda divide opiniões. Não se tem certeza do que aconteceu de fato. O que se sabe é que em poucos minutos ventos de mais de 400 quilômetros por hora arrasaram a localidade de Valinhos, interior de Canoinhas. A partir desta quarta-feira, 16, dia em que se lembra os 70 anos da tragédia, o JMais publica série de três reportagens até sexta-feira, 18, relembrando a tragédia em detalhes.

 

 


Na primeira reportagem, publicada nesta quarta-feira, 16, o que sabe sobre o temporal. Nesta quinta-feira, 17, vamos resgatar histórias de quem sobreviveu à tragédia. Já na sexta-feira, 18, o JMais recorre aos arquivos dos jornais Correio do Norte, de Canoinhas, e A Noite, do Rio de Janeiro, para contar sob o olhar de repórteres que cobriram a tragédia nos dias que se seguiram, o horror da perda e da desilusão.



 

 

No dia 2 de junho, na estreia do JMais TV, os internautas poderão assistir a uma reportagem completa gravada em Valinhos, com depoimentos de moradores e sobreviventes.

Deixe seu comentário:

Top