HSCC pede sobras de recursos da Câmara, mas dinheiro vai voltar para o Executivo

Hospital Santa Cruz, de Canoinhas/Divulgação

Decisão foi anunciada pelo presidente da Casa, Coronel Mario Erzinger, durante sessão

 

 

QUEM NÃO CHORA…

Vereador Paulo Glinski (PSD) fez denúncia grave na Câmara de Vereadores. Ele não citou nomes, mas afirmou que um médico teria pedido R$ 30 mil para fazer uma cirurgia em um agricultor dentro do Hospital Santa Cruz (HSCC). Ele atacou diretamente a administração do HSCC. “Eles podem dizer que não tem nada a ver, mas (o Hospital) não pode atender como clínica particular de alguns”, disse lembrando que o HSCC recebe recursos públicos. O vereador conclamou o HSCC a dizer se tem parte na taxa cobrada pelo médico. “Pode ser que tenhamos passado muito tempo sem debater esse assunto, mas é preciso debatê-lo”, frisou.


 

 

A manifestação de Glinski veio depois que os vereadores de Canoinhas receberam documento do HSCC solicitando subvenção através de recursos legislativos provenientes das sobras do que é repassado pelo Executivo, no valor de R$ 500 mil. “O pedido se justifica pela necessidade de manter os materiais e medicamentos, entre outros itens, garantindo assim a continuidade do atendimento com qualidade à população”, justifica o HSCC.

 

 

Presidente da Câmara, Cel Mario Erzinger (PR) reconheceu a legitimidade do pedido do HSCC, mas afirmou que antes de receber o ofício da direção do Hospital, já havia acordado com o prefeito Beto Passos (PSD) a devolução dos recursos para o Executivo usá-los na compra de equipamentos para obras de infraestrutura.

 

 

Procurado pela coluna, o administrador do HSCC, Derby Fontana, disse que prefere falar depois de se reunir com o Conselho Administrativo do Hospital. Uma reunião foi marcada para a noite desta quarta-feira, 7.

 

 

COISA DE FIM DE ANO

Chegando o fim de ano, duas coisas o canoinhense tem certeza: as lojas serão enfeitadas com motivos natalinos e os vereadores leiloarão o que sobrou de recursos repassados pelo Executivo, aquilo que os vereadores têm direito da arrecadação.

 

 

Isso ocorre porque a Câmara só pode usar os recursos para manter o funcionamento da Casa, nada mais. Investimentos só podem ser feitos pelo Executivo. Dessa forma, é muito comum os vereadores elencarem o que é prioridade do ponto de vista deles e pedir que o prefeito use o dinheiro devolvido para este fim.

 

 

 

IDOSO

Prefeito Beto Passos (PSD) sancionou a lei que cria a Semana Municipal de Atenção ao Idoso no calendário oficial do Município.

 



 

 

NÃO VALE MAIS

A Lei de 2005 que regula o controle de zoonoses em Canoinhas foi anulada por estar em desacordo com o Manual de Vigilância, Prevenção e Controle de Zoonoses emitidas pelo Ministério da Saúde em 2016. Novo projeto de lei deve ser protocolado na Câmara nos próximos dias.

 

 

 

É NATAL

Passou ontem em primeira votação na Câmara de Canoinhas, projeto de lei que institui premiação por meio de isenção no imposto de renda para as casas mais enfeitadas com motivos natalinos neste ano.

 

 

TRABALHO PREMIADO

A Secretaria Municipal de Saúde de Mafra recebeu o prêmio por melhor Campanha de Aleitamento Materno, durante o 26º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, 3º Congresso Iberoamericano e 6º Encontro Sulbrasileiro de Fonoaudiologia, que aconteceu no mês de outubro em Curitiba.

 

O trabalho “Agosto Dourado: Amamentação é a base da vida”, recebeu o certificado do Departamento de Saúde Coletiva da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia e conquistou o 1º lugar na Categoria A (Professores e alunos de graduação ou fonoaudiologia de clínicas/instituições). No congresso, Mafra também concorreu ao prêmio de melhor Campanha em Disfagia.

 

 

 

PONTO FACULTATIVO

Dia 16 de novembro será ponto facultativo na prefeitura de Canoinhas. O feriado de 15 de novembro será em uma quinta-feira. Dia 24 de dezembro, uma segunda, também será ponto facultativo.

 

 

 

PASSOU EM BRANCO

Nem o prefeito Beto Passos (PSD), muito menos os vereadores, pautaram a crise do Coletivo Santa Cruz. Preferiram bancar avestruzes a despeito dos relatos de vários usuários do transporte coletivo que ficaram na mão por causa da redução de horários de linhas.

 

 

 

Deixe seu comentário:

Top