Hospital de Mafra aperfeiçoa atendimento em Emergência

Equipe responsável pelo setor/Divulgação

A principal função do especialista em Medicina de Emergência é otimizar o processo de atendimento

 

 

Nas últimas décadas, a medicina está passando pelo maior avanço de toda a sua história. O desenvolvimento das tecnologias e aprimoramento nos estudos da área contribuíram para a ramificação da atividade médica em várias especialidades. Uma vez que os profissionais focam seus aperfeiçoamentos em segmentos específicos, sua atividade profissional se torna cada vez mais competente e bem-sucedida.


 

 

A especialização em Medicina de Emergência é um ramo relativamente novo da medicina. No Brasil, o primeiro programa surgiu apenas em 1994, no Hospital de Pronto Socorro, em Porto Alegre (RS). E, somente 10 anos depois, chegou em Fortaleza (CE). No entanto, apenas em 2015 a prática da Medicina de Emergência foi reconhecida como especialidade médica no país, tornando possível que os médicos recebessem o registro profissional na área.

 

 

Por ser uma área da medicina que envolve as situações de urgência e emergência, na qual o principal agravante é a vida do paciente que está em jogo, o tempo nos atendimentos desse segmento vale ouro. O paciente não escolhe o médico que vai lhe atender, a doença é súbita e aguda e a qualificação do médico é decisiva e fundamental. A principal função do especialista em Medicina de Emergência é otimizar o processo de atendimento.

 

 

SÃO VICENTE

O Hospital São Vicente de Paulo, de Mafra, já conta com a atuação em Medicina de Urgência e Emergência, mas a partir de agora, os atendimentos acontecerão em instalações novas e modernas. Na semana passada foi totalmente concluída a reforma e ampliação que permite a totalidade do serviço.



 

 

A nova Unidade possui 700 m2 de área física e foram investidos em instalações e equipamentos especializados em torno de R$ 2 milhões, provenientes de recursos próprios do hospital e das doações feitas pela Comunidade na conta de energia.  Os recursos para custeio provém parte do Ministério da Saúde, por meio da Habilitação, do Hospital como Porta de Entrada de Urgência Especializada e parte de Convênio com o município de Mafra.

 

 

Os Serviços de Urgência e Emergência realizam atendimentos aos pacientes do SUS encaminhados pela UPA de Mafra e demais prontos atendimentos do Planalto Norte, através do Sistema de Regulação do Estado (SISREG). Assim como os pacientes de convênios e articulares a partir do procura espontânea. O serviço opera durante as 24 horas por dia, com 96 profissionais, entre médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, técnicos de radiologia, técnicos de gesso, auxiliares de farmácia, recepcionistas, higienização e limpeza e manutenção.

 

 

A Coordenação Médica do Serviço é da Dra. Natália Alcântara Zimmermann, especialista em Emergência, junto com a enfermeira Jéssica Cristina Farias, que exerce a função de gestora da Unidade. A Equipe Médica é composta de 63 profissionais, sendo 15 médicos plantonistas, mais 58 médicos especialistas de suporte de Plantão e Sobreaviso Médico 24 horas, nas seguintes especialidades: clínica médica, ortopedia, cirurgia geral, cirurgia vascular, cardiologia, neurologia clínica, neurocirurgia, urologia, cirurgia torácica, pediatria, buco maxilo facial, anestesia, radiologia, ultrassonografia, endoscopia. Também, conta com retaguarda de serviços de diagnóstico e terapia de raios-x, ultrassom, tomografia, ressonância magnética, hemodinâmica, banco de sangue e laboratório de análises clínicas.

 

 

 

 

Deixe seu comentário:

Top