Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Cancelados 86% dos auxílios-doença que passaram por pente-fino em SC

Nesta primeira etapa do pente-fino do Instituto Nacional Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram convocados 28.076 beneficiários de SC que recebem o auxílio-doença

 

O governo federal cancelou 6.721 auxílios-doença em Santa Catarina, o que trouxe uma economia de R$ 111,7 milhões aos cofres da União. O pente-fino nesses benefícios começou em julho do ano passado, após o governo identificar 101,5 mil catarinenses que estavam recebendo o benefício por determinação judicial sem que tivessem passado por avaliação médica nos últimos dois anos.

 

Nesta primeira etapa do pente-fino do Instituto Nacional Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram convocados 28.076 beneficiários de SC que recebem o auxílio-doença e que não passavam por perícia médica há mais de dois anos. Até o momento, foram convocados por cartas 19.334 beneficiários e realizadas 6.894 perícias. A ação resultou no cancelamento de 5.931 benefícios, ou seja, 86% dos catarinenses que passaram pelo pente-fino tiveram o auxílio-doença cancelado. A ausência de convocados levou ao cancelamento de outros 790 benefícios.

 

A expectativa é que agora comecem a ser convocados os beneficiários com mais de 60 anos para nova perícia médica no INSS.  Porém o Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário reforça que a convocação não é linear nem ocorre para todas as faixas ao mesmo tempo, em todas as cidades, pois depende da demanda das agências. Depois de encerradas as revisões nos auxílios-doença, começam a ser convocados os aposentados por invalidez com menos de 60 anos.

 

As informações são do jornal Diário Catarinense.

 

PENTE-FINO
Aposentados por invalidez e beneficiários de auxílio-doença que estão há mais de dois anos sem perícia serão convocados por meio de carta com aviso de recebimento. Nesta primeira etapa estão sendo convocados os beneficiários de auxílio-doença.
Assim que receber a convocação, o beneficiário terá cinco dias para agendar a perícia. O agendamento deverá ser feito pelo telefone 135, da Previdência Social. A ligação de telefone fixo é gratuita e a de celular tem custo de ligação local.

O beneficiário deverá levar seus documentos pessoais, como RG e CPF, e toda a documentação médica como atestados, laudos, receitas e exames.
Quem não atender a convocação ou não comparecer na data agendada terá o benefício suspenso até regularizar a situação.

Deixe Seu Comentário