Foco do debate ao Governo ficou em Mauro Mariani

Divulgação/Rádio Som Maior

Adversários provocaram o emedebista com citações a Michel Temer

 

 

DEBATE

A julgar pelo comportamento dos candidatos ao Governo no primeiro debate realizado pela rádio Som Maior, de Criciúma, neste sábado, 11, Mauro Mariani (MDB), apesar do desempenho insuficiente nas pesquisas, é o adversário a se abater. Foi ele quem respondeu às questões mais delicadas.


 

 

A primeira provocação veio de seu maior rival, Gelson Merisio (PSD). O deputado estadual quis saber sobre a relação de Mariani com o presidente Michel Temer. “O governo atual surgiu de instabilidade política. Presidente Michel fez a sua parte, avançamos mas todo o processo sofreu atropelo por episódios de corrupção. Combati dentro do partido as injustiças, as pessoas que comandam o partido atrapalham a imagem do partido. Eu enfrento dentro de casa. O MDB de Santa Catarina é diferente”.

 

 

Quando votou pela absolvição de Temer na primeira denúncia, Mariani não esperava que tivesse uma repercussão tão negativa. Tentou corrigir votando a favor da segunda denúncia, mas a emenda saiu pior que o soneto. Nos comentários das reportagens que o JMais publica envolvendo o candidato, sempre tem um internauta que lembra o desastre, sendo acompanhado por tantos outros que rejeitam Mariani por causa desse comportamento. Uma pena considerando que Mariani pode ser um péssimo governador para o Sul, mas creio que não vai se esquecer do Norte, considerando que é a sua região. Exemplo de que governadores privilegiam suas regiões não faltam, basta ver as ações de Raimundo Colombo (PSD) em Lages nos últimos oito anos.

 

 

 



FALANDO EM SUL

Uma das perguntas dos jornalistas aos candidatos disse respeito ao abandono do Sul do Estado por parte dos governantes. Se eles reclamam, imagino o que o Planalto Norte tem a dizer sobre o assunto?

 

 

 

MORNO

De modo geral houve proposições interessantes, como a do candidato Leonel Camasão (PSOL), que afirmou que pretende rediscutir as tantas regalias da Assembleia Legislativa, mas nada que empolgue. Foi um debate morno e cordial, que mostrou três candidatos em baixa nas pesquisas orbitando em torno de Mariani e Merisio, que aglutinaram a maioria dos partidos e terão mais dinheiro e tempo de TV e rádio.

 

 

 

 

 

 

Deixe seu comentário:

Top