Matérias de: Vídeos

Polícia conclui inquérito sobre assassinato de agricultor

Última prova para fechar inquérito foi retirada das profundezas de um tanque na terça-feira, 17

 

Policiais da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Canoinhas, acompanhados de peritos do Instituto Geral de Perícias (IGP) e bombeiros de Canoinhas, retiraram na tarde de terça-feira, 17, de um tanque na localidade de Rio d’Areia de Cima, distante cerca de 40km do centro de Canoinhas, o que seria a última prova de culpabilidade de uma dupla acusada de ter assassinado Antonio Wilmar Franco da Silva, 51 anos, em 23 de junho passado.

 

 

A Pampa usada pela dupla para tentar furtar bandejas de mudas de fumo da propriedade de Wilmar foi afundada dentro do tanque depois que os acusados souberam que a placa do carro tinha caído no local do crime.

 

 

Os policiais compararam o chassi do veículo com o que consta na documentação da placa. Os números bateram, o que para a Polícia, atesta a culpabilidade da dupla.

 

 

Para o delegado Rui Orestes Kuchnir, que conduz o inquérito, não há dúvidas da culpa dos dois comparsas que moram no interior de Bela Vista do Toldo. Um deles foi detido e praticamente confessou o crime. O outro segue foragido.  Segundo o detido, eles foram até a propriedade de Wilmar furtar as bandejas quando foram surpreendidos pela vítima. Ainda de acordo com o acusado, Wilmar tentou esganá-lo, quando seu comparsa desferiu duas pauladas na cabeça da vítima a fim de salvá-lo. Na sequência eles teriam fugido.

 

 

 

ASSISTA A REPORTAGEM COMPLETA CLICANDO NO PLAYER ACIMA

 

 

 

Top