Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Canoinhas tem nova esperança de ter seu parque

Área desapropriada para se tornar o Parque da Cidade, no Campo d'Água Verde/Divulgação

Leia análise de Edinei Wassoaski sobre o retorno da discussão sobre o Parque da Cidade

 

Na semana passada, prefeito Beto Passos (PSD) formou uma comitiva para visitar a área desapropriada por seu antecessor no Campo d’Água Verde, onde, futuramente, espera-se, seja construído o Parque da Cidade.

    O projeto remete à década de 1960, quando Emílio Ritzmann liderou um grupo de empresários e elaborou um documento, quase um livro, que detalhava as virtudes e benefícios de a cidade ter um parque. Em tempos em que abrir uma lata de cerveja na rua já é motivo para se responder a termo circunstanciado, o parque se torna ainda mais premente e responde a um questionamento de décadas: onde nossos jovens podem se divertir num domingo à tarde, por exemplo?

    Um parque para se ler, passear com a família, jogar futebol, vôlei, tomar um chimarrão e até se refrescar dado o calor que tem feito nos nossos verões não só preenche uma grande lacuna como vai melhorar a autoestima do canoinhense. Não se trata de uma opção de lazer tão somente. O Parque da Cidade pode devolver a identidade perdida com a queda da produção de erva-mate.

    Se Passos conseguir avançar no projeto nos próximos quatro anos já deixará um bom legado para o Município. Mas isso dependerá de uma equipe muito bem antenada, que consiga emplacar o projeto no Ministério das Cidades. Além da técnica do projeto, Passos terá de peregrinar em gabinetes em Brasília, onde tudo funciona na base da influência, todos sabem.

    Enquanto isso não ocorre, fica uma sugestão. Por que não revitalizar a área da antiga estação ferroviária de Marcílio Dias, abrindo uma trilha do local até a ponte de ferro imponente que corta o rio Canoinhas?

    Quem já fez esse singelo passeio sabe como ele se torna especial por evocar um período tão promissor da nossa Canoinhas. Dadas as dificuldades do Município, creio, seria uma forma menos custosa de oferecer algum lazer aos canoinhenses e visitantes.

 

O mais poderoso

O juiz Márcio Schiefler Fontes deixou a comarca de Canoinhas depois de dois anos e meio para assumir a assessoria do ministro Teori Zavascki. Com a trágica morte do chefe, Fontes é hoje o homem mais poderoso da República.

Na quarta-feira, 24, a presidente do Supremo, Cármem Lucia, autorizou Fontes e outros dois juízes – Paulo Marcos de Farias e Hugo Sinvaldo da Gama Filho – a prosseguir ouvindo os 77 delatores da Operação Lava-Jato.  Fontes coordena a equipe.

Já é consenso, também, que independente de qual ministro assumir a relatoria da Lava-Jato, Fontes e os outros dois juízes serão mantidos na coordenação dos depoimentos.

 

Viajar é preciso

Sidilon Pazda, que coordenou a campanha de Emílio Gazaniga (PP) a prefeito de Três Barras no ano passado, foi reembolsado em R$ 42,9 mil em 2016 por viagens feitas a serviço do Serviço Autônomo de Água e Saneamento (Samasa).  Entre agosto e setembro, em plena campanha eleitoral, foram dez viagens à serviço do Samasa.

Viajou mais que Elói Quege, que retirou R$ 22 mil em diárias.

 

Prefeitos da região se reuniram com o secretário César Souza na manhã desta quarta, 25/Divulgação

FALA QUE EU TE ESCUTO

Secretário de Assuntos Estratégicos, César Souza ouviu muitos desabafos de prefeitos e da imprensa durante sua passagem por Canoinhas na quarta, 25. Há quase dois anos Raimundo Colombo não aparece na cidade, simplesmente porque não tem o que fazer aqui. Sobra para os secretários que ouvem por ele. Principal reivindicação: melhorias nas SCs 477, 135 e 120.

 

Vereadores e secretários

Por mais que o político tente explicar, o povo não aceita eleger um vereador e este, por sua vez, abdicar do cargo para assumir uma secretaria. Em Canoinhas, Célio Galeski e o mais votado, Gil Baiano (ambos PR) não tomaram conhecimento da bronca do eleitor.

Marinheira de primeira viagem, Zenici Dreher (PR) está com um pé lá e outro cá. Mantém-se como vereadora, mas tem liderado a Saúde. Renato Pike assina a documentação como titular da pasta. Por mais que o eleitor não goste dessa situação, Zenici dá exemplo de economia aos cofres públicos ao assumir a responsabilidade pela pasta recebendo o salário de assistente social efetiva. Economiza-se, nesse caso, quase R$ 10 mil por mês com o salário de secretário.

 



Foto: Fernanda Rodrigues/SAN

EM BRASÍLIA

Raimundo Colombo, enfim, deu uma dentro anteontem ao anunciar a liberação de uma nova etapa do Fundam, fundo que distribui dinheiro para novas obras direto para os prefeitos.

 

 

 

 

“O PSD tem de respeitar o poder do PMDB”

do secretário de Assuntos Estratégicos, César Souza, sobre a possibilidade de os partidos romperem nas próximas eleições

 

 RÁPIDAS

SUMIU: Presidente da Câmara de Três Barras, Laudecir Gonçalves, disse que vai tomar providências sobre o desaparecimento das contas do site da Casa.

 

COISAS DO…: Presidente da Alesc, Gelson Merísio, disse que Teori Zavascki o salvou da tragédia com o avião da Chapecoense. O deputado cancelou a viagem ao receber um convite para jantar com o ministro.

 

…DESTINO: Dois meses depois, no entanto, o ministro morre em uma tragédia de avião.

 

TRANSPARÊNCIA: Lei de autoria do deputado Antonio Aguiar que prevê publicidade pela internet de listas de espera para exames, consultas com especialistas e cirurgias foi sancionada pelo governador Raimundo Colombo.

 

51%: dos professores do ensino médio da rede pública e privada de SC não têm formação na área que dão aula.

 

GULA: O deputado federal catarinense Cassildo Maldaner (PMDB) foi reembolsado por 13 almoços no mesmo dia. A cota é exclusiva para ele. Descoberto o deslize, ele diz que devolveu o dinheiro de 12 almoços.

 

87%: dos microempreendores individuais catarinenses chegam ao segundo ano de empresa, aponta levantamento do Sebrae.

 

 

 

Deixe Seu Comentário