Campanha de vacinação contra a gripe começa dia 23

Vacina tem sido negligenciada por muitos brasileiros/Priscila Noernberg/Arquivo

O Dia D está marcado para 12 de maio, sábado, véspera de Dia das Mães                   

 

Está prevista para iniciar no dia 23 de abril a campanha de vacinação contra a gripe em Canoinhas. O Dia D está marcado para 12 de maio, sábado, véspera de Dia das Mães.

 

Se você faz parte dos grupos de risco para complicações da doença sua participação é primordial: devem ser imunizadas crianças de seis meses a cinco anos, gestantes, mulheres que deram à luz nos últimos 45 dias, profissionais da saúde, professores da rede pública e particular, pessoas com 60 anos ou mais, população indígena, portadores de doenças crônicas, como diabetes, asma e artrite reumatóide, indivíduos imunossuprimidos, como pacientes com câncer que fazem quimioterapia e radioterapia, portadores de trissomias, como as síndromes de Down e de Klinefelter e pessoas privadas de liberdade e adolescentes internados em instituições socioeducativas.


 

 

A secretaria de Saúde, Zenici Dreher, lembra que a gripe é uma doença que deve ser levada a sério, porque mata mais de 650 mil pessoas todos os anos, de acordo com um recente levantamento da Organização Mundial da Saúde (OMS). Além de causar aqueles sintomas clássicos — febre alta, nariz entupido, cansaço e dor no corpo —, ela está por trás de complicações como pneumonia e infarto.

 

 

Nas unidades da área central de Canoinhas as doses estarão disponíveis ao público-alvo em todas as unidades de saúde. Para o interior, um calendário será divulgado na véspera do início da campanha com as datas em que as vacinas estarão disponíveis.

 

 

A campanha deve ir até o dia 1º de junho. De acordo com Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Canoinhas, as datas estão sujeitas à alteração do Ministério da Saúde.

 

 

 

CASOS

Canoinhas teve dois casos de síndrome respiratória aguda grave em 2017. De acordo com a Dive municipal, foram coletadas amostras de 12 casos suspeitos. Santa Catarina registrou 288 casos de influenza em 2017, sendo 226 pelo vírus H3N2, um pelo H1N1e e 58 pelo vírus influenza B. Também foram registrados 38 mortes pela doença.

 

De 31 de dezembro de 2017 a 17 de março de 2018 (SE 11), foram notificados 46 casos suspeitos de síndrome respiratória aguda grave (SRAG) em Santa Catarina. Destes, 7 (15,2%) foram confirmados para influenza, sendo 5 (71,4%) pelo vírus A (H3N2) e 2 (28,6%) pelo vírus influenza B. Outros 26 (56,5%) casos de SRAG tiveram resultado negativo para influenza A e B (SRAG não especificada), 4 (8,7%) casos de SRAG foram ocasionados por outro vírus respiratório e 9 (19,6%) casos se encontram em investigação.



 

 

COMO EVITAR A GRIPE

• Evite ambiente onde houver aglomeração de pessoas;

• Mantenha os ambientes ventilados;

• Não compartilhe alimentos, copos, toalhas e outros objetos de uso pessoal;

• Lave as mãos com água e sabão frequentemente. Quando não for possível, faça uso de álcool gel.

 

 

 

ESTÁ GRIPADO?

• Cubra a boca e o nariz com um lenço quando tossir ou espirrar.

• Coloque o lenço usado no lixo.

• Se não tiver lenço, tussa ou espirre no seu antebraço, não em suas mãos, pois elas são veículos de transmissão.

• Limpe as mãos depois de tossir ou espirrar, lavando-as imediatamente.

• Lave as mãos com água e sabão frequentemente, secando-as com papel toalha descartável.

• Evite sair de casa enquanto estiver com sintomas de gripe.

• Mantenha-se distante de locais com aglomerações de pessoas;

• Adote hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e a ingestão de líquidos.

Deixe seu comentário:

Top