Câmara aprova redução de carga horária de servidores

Adriane Hess/Divulgação

Lei vale para quem tem dependentes diretos com algum tipo de deficiência que exija cuidados especiais               

 

Em segunda votação, os vereadores de Canoinhas aprovaram por unanimidade na noite desta terça-feira, 3, projeto de lei de origem executiva que permite redução pela metade da carga horária de servidores públicos do Município de Canoinhas que tenham dependentes com algum tipo de deficiência. Na semana passada, o vereador Célio Galeski (PR) havia pedido a retirada do projeto da pauta justificando que o projeto é muito amplo. “A falta de um dedo é uma deficiência, por exemplo”, citou.

 

 


Vereador Wilmar Sudoski (PSD) se disse preocupado com os trabalhadores da iniciativa privada. “Teríamos de pensar em algo que contemple também esses profissionais”, ponderou.

 



Presidente da Câmara, Coronel Mario Erzinger (PR) lembrou que uma junta composta por um médico e assistentes sociais é que vai autorizar a redução de carga horária.

 

Nesta terça, a procuradora do Município, Bianca Neppel, esteve com os vereadores e esclareceu os pontos do projeto que suscitaram dúvidas. Disse, inclusive, que a lei só regulamenta outra lei que já existe desde 2008. A lei original contemplava somente mães de pessoas com deficiência.

 

 

Top