Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Câmara de Canoinhas aprova criação de cargos na Saúde

Arquivo

Vereadora Telma também apresentou solicitação para município convocar o segundo colocado no concurso público para vaga de médico ortopedista

 

 

Foi aprovado em segunda votação na sessão desta segunda-feira, 7, o projeto de Lei nº 48/2018, encaminhado pela prefeitura de Canoinhas, que tem por objetivo a criação de cargos efetivos e de empregos públicos na estrutura do poder executivo municipal, vinculados à Secretaria Municipal de Saúde.

 


 

No projeto de Lei estão previstos a criação de cargos de provimento efetivo, sendo um médico generalista e um enfermeiro e dois cargos para técnico em enfermagem e um cargo de servente feminino. Ainda ficam criados, com fundamento na Lei Complementar Municipal nº 15, de 16 de maio de 2007, seis empregos públicos de agente comunitário de saúde. Todos os cargos são para carga horária de 40 horas semanais.

 

 

Os cargos são vinculados à secretaria municipal de Saúde, e os servidores serão lotados para compor a equipe da Estratégia de Saúde da Família (ESF), que atenderá os moradores do bairro onde será inaugurada a Unidade Básica de Saúde do Alto da Tijuca. O projeto de Lei foi aprovado pelos vereadores em 1ª e 2ª votação, por unanimidade.

 

 

CONVOVAÇÃO



Ainda, na mesma sessão, a vereadora Telma Bley (MDB) apresentou requerimento ao prefeito Beto Passos e secretária de Saúde, Zenici Dreher Herbst, solicitando que seja convocado o segundo classificado no concurso público para assumir a vaga de médico ortopedista.

 

 

A vereadora explicou que visto que o primeiro colocado já foi chamado, e tem a previsão para assumir a vaga nos próximos dias, faz-se necessário mais um profissional da área de ortopedia na rede de assistência pública de saúde de Canoinhas, e que resultará num número maior de atendimentos, “principalmente para casos crônicos, patologias que fazem tratamento ambulatorial continuamente, pacientes que são encaminhados para a especialidade e necessitam de avaliação e conduta para diagnóstico preciso e precoce, consultas urgentes e outros atendimentos na área de ortopedia”, explicou Telma.

 

 

Os médicos ortopedistas foram aprovados no último concurso público do município, realizado neste exercício. A vereadora também frisou que em vários concursos públicos realizados anteriormente e que ofereceram a vaga para especialidade de ortopedia, foi deserta a inscrição de profissional desta área. Em seu pedido também destacou que é muito alto o custo das consultas e procedimentos liberados através do Cisamurc e a demanda reprimida à espera destes atendimentos.

 

 

“Somos sabedores da relevante demanda que tem necessidade de atendimento na área de ortopedia, e do engessamento financeiro que assola todas as prefeituras do país e, neste momento em que há esta possibilidade de ampliar a assistência na área de economicidade, o chamamento do segundo colocado para atuar diariamente nos ambulatórios da rede pública se torna urgente”, finaliza a vereadora.

Deixe Seu Comentário