Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Câmara aprova criação de três cargos em segunda votação

Adriane Hess/Divulgação

Depois de votar a favor do projeto em primeira votação, desta vez Paulo Glinski se absteve de votar

 

Com votação mais apertada que na primeira votação – 4 votos a 4 com voto de minerva do presidente da Casa, Coronel Mário Erzinger (PR) –, passou em segunda votação nesta segunda-feira, 12, o projeto de lei que extingue o cargo de supervisor nível 1 vinculado à Secretaria de Planejamento criado em 2005 e cria outros três cargos. Segundo o prefeito em exercício Renato Pike (PR), que explicou o projeto aos vereadores na semana passada, os três cargos a serem criados pelo projeto dividem o salário hoje pago ao cargo a ser extinto.

 

 


Paulinho Basilio (MDB), que votou contra o projeto, justificou seu voto na semana passada dizendo que a prefeitura já tem muitos cargos e que “não sei se está faltando cargos ou está faltando contemplar pessoas”. Ele ainda afirmou que possivelmente esses cargos custarão mais que o extinto, considerando que o Município pode dar gratificação de 30% a livre escolha para eles.

 

 



Camila Lima também votou contra o projeto argumentando que “não tem nada de ilegal (no projeto), mas é cabide de empregos”.

 

Acompanharam Basilio e Camila na votação contra o projeto, as vereadoras Norma Pereira e Telma Bley (MDB). O vereador Paulo Glinski (PSD), que votou a favor do projeto da primeira vez, se absteve de votar nesta segunda.

 

O projeto deve ser sancionado pelo prefeito em exercício Renato Pike (PR) nos próximos dias.

Deixe Seu Comentário