Beto Faria é empossado presidente da Cidasc

Faria sendo empossado/Marcelo Tolentino/Divulgação

Ex-prefeito de Canoinhas assumiu o cargo na tarde desta segunda-feira, 9                               

 

Prefeito de Canoinhas entre 2013 e 2016, depois de ter cumprido dois mandatos como vereador, Luiz Alberto Rincoski Faria (MDB), mais conhecido como Beto Faria, assumiu a presidência da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc). A cerimônia de posse aconteceu no fim da tarde desta segunda-feira, 9, em Florianópolis.

 

 


Faria é médico veterinário e atuou por mais de uma década como professor do curso de Medicina Veterinária da Universidade do Contestado (UnC). Servidor de carreira da Prefeitura de Canoinhas, onde atuava junto a Secretaria de Desenvolvimento Rural, Faria se licenciou do cargo primeiramente para assumir a prefeitura. Depois de derrotado na disputa pela reeleição em 2016, foi cedido pelo Município para o Estado, onde assumiu o cargo de responsável pela Diretoria de Imprensa Oficial e Editora de Santa Catarina.

 

 

Agora, com o pedido de exoneração de Enori Baerbieri do cargo de presidente da Cidasc, Faria assume o comando da estatal. Barbieri deve concorrer a uma vaga na Assembleia Legislativa.

 

PERFIL

Luiz Alberto é natural de Curitiba (PR), médico veterinário, formado pela Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), com especialização em Produção de Ruminantes pela Universidade Federal de Lavras (UFLA). Desde 1985, desenvolve atividades ligadas à produção agropecuária em Santa Catarina, tendo experiência na área de zootecnia com ênfase em produção animal.



 

“Assumo hoje um grande desafio e espero trazer um pouco da minha experiência para somar ao trabalho já realizado pela Cidasc”, afirmou o novo presidente. Luiz Alberto ressaltou ainda a competência técnica da Companhia, que foi fundamental para que Santa Catarina se tornasse referência em sanidade agropecuária. “A credibilidade da Cidasc é reconhecida nacional e internacionalmente e é inegável a competência de seu corpo técnico”.

 

 

A Cidasc é uma empresa vinculada a Secretaria da Agricultura e da Pesca e tem como objetivo garantir a excelência sanitária dos rebanhos e lavouras do Estado. Santa Catarina possui dois certificados internacionais, concedidos pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE), como área livre de febre aftosa sem vacinação e, junto com o Rio Grande do Sul, de zona livre de Peste Suína Clássica (PSC).

 

“Santa Catarina tem um trabalho muito forte na defesa agropecuária e este é um grande diferencial que fez do nosso agronegócio um setor exportador de produtos com uma qualidade reconhecida no mundo todo”, destacou o secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Airton Spies.

 

 

Deixe seu comentário:

Top