Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Ainda sobre desenvolver Canoinhas

Fátima Santos

Edinei Wassoaski comenta sobre debate promovido pela 98FM dobre desenvolvimento local                                 

 

O salutar debate aberto a partir da publicação intitulada “A cidade do Lá Tinha”, coincidente com os 10 anos do blefe Aurora, levou o Governo municipal a reagir rapidamente. Na semana passada a assessoria de Beto Passos (PSD) distribuiu release intitulada “Canoinhas  está desenvolvendo, sim!”. No texto afirma que ações como valorização das empresas que já estão aqui instaladas, recuperação de imóveis doados para empresas improdutivas e as comemorações do Natal são exemplos de desenvolvimento, frisando que a busca por novas empresas é constante. “Todo o trabalho realizado nestes 10 meses resultará – até o final de 2017, início de 2018, na criação efetiva de 100 empregos diretos somente com ampliações e inaugurações”, cota o texto.

 

     A reportagem/relatório mostra que não errei ao afirmar que Passos tem vontade e não lhe falta disposição para desenvolver a cidade, mas peca por achar que isso basta para melhorar as condições econômicas do Município. É preciso mais, como muito bem pontuaram os participantes do debate promovido pelo programa Fala Cidade, da 98FM, na segunda-feira, 31 (convidado, Passos não foi ao debate, assim como o deputado Antonio Aguiar). Professor Reinaldo Knorek alertou: o problema é que não há continuidade de programas que não podem ser de gestão, mas políticas públicas. “Uma questão complexa como essa não consegue ser resolvido em um mandato”, garante. É o caso do Plano de Desenvolvimento Regional criado por Leoberto Weinert no seu primeiro governo. “Esse não é um plano para um governo, é para 20, 30 anos”, afirmou Weinert, reconhecendo logo em seguida que nem seu aliado, Beto Faria (PMDB), deu continuidade ao plano.

 

     “Quem vai fazer o concerto?”, questiona Knorek, provocando as autoridades políticas. O regente precisa ser conciliador, propenso ao diálogo e colocar o Município acima de egos e diferenças políticas. Não seria a hora de baixar as armas e retomar o Plano de Desenvolvimento desenvolvido no governo Weinert?

     Ainda dá tempo.

 

 

A PROPÓSITO: O médico Marcelo Allage escreveu longo email à coluna disposto a contribuir com o debate. “Não obstante ao que você escreveu, em relação aos serviços que Canoinhas está perdendo para Mafra podemos citar, ainda, a reitoria da UnC, orçamento e vários cursos que existiam aqui e hoje estão em Mafra, bem como atenção especial da própria reitoria e governo do estado para com a cidade vizinha e total esquecimento com Canoinhas, além da questão da faculdade de Medicina que se instalou em Mafra. Há gargalos que temos na saúde , com remota possibilidade de solucionar em curto prazo, pois ‘já existe em Mafra’”.

 

O médico chama de absurdo o fato da referência em Cardiologia da nossa região  ser em Florianópolis (pela distância, porque quase nunca há vagas para a transferência dos pacientes). Cita, também, a recente abertura da unidade de Hemodinâmica em Mafra. “O fato é positivo, pois precisamos disso no planalto norte, porém, o ideal seria em Canoinhas, pela localização geográfica”.

 

 

Allage lembra ainda que os três excelentes profissionais de neurocirurgia de Canoinhas são remunerados pela tabela de média complexidade. Em Mafra, é alta complexidade. “Isto sem falar que Mafra nos ultrapassou em população e nos demais indicadores socioeconômicos utilizados pelo IBGE (IDH)  e outras entidades”. “Precisamos agir rápido e alertar as autoridades para esta diferença (abissal hoje) e tentarmos fazer com que o governo do estado veja Canoinhas com outros olhos, ou seremos (hoje já somos), uma ‘sombra’  do Polo regional de Mafra e estaremos condenados a eterna Mafra-dependência”, conclui .

 

 

“Infelizmente não seguiu também”

do ex-prefeito Leoberto Weinert (PMDB), cortando na própria carne, ao criticar Beto Faria (PMDB) por não ter dado sequência ao seu Plano de Desenvolvimento

 

 

 

QUASE LÁ

Deputado Antonio Aguiar (PMDB) comemorou aniversário nesta semana ao lado do prefeito Beto Passos (PSD) e da esposa, Marilu, que recentemente se filiou no partido de Passos. Aguiar depende apenas de uma garantia do PMDB de que não vai reivindicar seu mandato para mudar de mala e cuia para o PSD. Do contrário, só a janela de abril para garantir a troca partidária.

 

 

Mudança de discurso

Depois de ter sido repreendido pelo prefeito Beto Passos (PSD), o secretário de Desenvolvimento Econômico Paulo Machado negou o que disse à reportagem do JMais sobre os 10 anos do blefe Aurora. À reportagem disse o óbvio: que a WestRock deve trazer empresas de fora para prestar serviços na possível obra de expansão por não haver aqui mão de obra qualificada. Depois mudou o discurso: afirmou que “vamos fazer uma reunião com a diretoria da empresa para identificar os serviços que serão necessários na obra para em parceria com a Acic e demais entidades trabalhar para capacitar nossas empresas para fazer com que o menor número possível de empresas venham de fora, levando embora os empregos e o dinheiro.”

A PROPÓSITO: Machado é persona non grata por quase toda equipe de governo. O secretário, que só ocupa o cargo na administração municipal, atendendo a pedido do deputado Décio Lima, é notório intrometido em todas as áreas da administração, o que irrita profundamente seus pares. Corre a boca pequena que Passos espera que ele desista e parta pra outra!

 

 

 

 



IDEIAS: Reinaldo de Lima Jr, Reinaldo Knorek e Leoberto Weinert  participam de debate na 98FM sobre desenvolvimento local.

 

 

 

Pronto, falei

A crítica pública de Leoberto Weinert ao seu sucessor, Beto Faria (PMDB), mostra o que foi velado ao longo dos quatro anos de gestão Faria. No primeiro ano de governo, Weinert funcionou como uma espécie de conselheiro de Faria. Influenciado por Wilson Pereira (PMDB), Faria foi se afastando cada vez mais do guru. Só agora, no entanto, Weinert aponta uma falha do governo de seu sucessor.

 

 

RÁPIDAS

CARA DE PAU: O vice-governador Eduardo Pinho Moreira (PMDB) ganhou na Justiça o direito a receber pensão de R$ 15 mil de ex-governador por ter assumido por duas vezes o Governo do Estado.

 

CAMPO MINADO: Professor Reinaldo de Lima Jr desistiu de concorrer à Reitoria da UnC.

 

ATUAL REITORA: Dessa forma, Solange Sprandel tem tudo para ser candidata única.

 

22%: dos brasileiros são pobres, diz estudo do Banco Mundial.

 

PREVISÍVEL: Estudo aponta que o brasileiro renova, em média, metade do Congresso Nacional a cada eleição. A dúvida é o que uma Lava-Jato pode fazer para mudar essa tradição.

 

CINCO: partidos receberão metade do Fundo Eleitoral ano que vem. Só o PMDB receberá R$ 234 milhões.

 

SHOW DO MILHÃO: Na sequência o PT receberá R$ 212,5 milhões; o PSDB, R$ 185,8 milhões; o PP, R$ 134,1 milhões; e o PSB, R$ 118,7 milhões.

 

13,5%: dos Municípios catarinenses têm todas as crianças de quatro a cinco anos na escola.

 

FALTA MUITO: Em Timbó Grande, 49% dessas crianças estão matriculadas.

 

 

 

PERGUNTA PERTINENTE:

Há possibilidade de prefeito e ex-prefeitos dialogarem sobre o progresso canoinhense?

 

Deixe Seu Comentário