< abril 2017 - JMais | Jornalismo Digital Archive | JMais | Jornalismo Digital

Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Mulher de 18 anos dizia que se jogaria em rio                                                                                       

 

Uma moça de 18 anos foi salva por bombeiros de Mafra quando se preparava para se jogar em um rio nos fundos do Campo do Pery Ferroviário, próximo da ponte desativada sobre o rio Negro, na tarde deste sábado, 29, em Mafra. Segundo os bombeiros que atenderam a ocorrência, a jovem revelou que participa há dois anos do jogo virtual Baleia Azul, composto por uma série de “tarefas” que os participantes têm de executar, entre elas, o suicídio.

 

Ela só desistiu da ideia de se matar depois de muita conversa com os bombeiros. A moça foi levada para o Pronto Atendimento de Mafra, onde permaneceu aos cuidados da equipe médica. Os familiares foram acionados.

 

Os bombeiros frisam que a divulgação da ocorrência é um alerta aos pais.

 

COMO SABER SE SEU FILHO PARTICIPA DO JOGO DA BALEIA AZUL

1. Mutilações na palma da mão

2. Ele assiste filmes de terror/psicodélicos com frequência

3. Mutilações nos braços – cortes grandes com desenhos de baleia ou qualquer outro animal

4. Desenhos de baleia

5. Posts em redes sociais com os dizeres “#iamwhale” (“Eu sou uma Baleia”)

6. Sair de casa em horários estranhos, principalmente de madrugada

7. Cortes nos lábios

8. Furos nas mãos com agulhas

9. Arranjar brigas

10. Evitar conversar durante muitas horas

 

COMO DENUNCIAR

Caso haja desconfiança de que o adolescente esteja participando do jogo, os pais denunciar o caso das seguintes maneiras:

No Facebook

1. Ao lado do botão “Compartilhar”, clique nas reticências

2. Escolha uma razão – “Conteúdo violento ou prejudicial”

3. Clique em concluir

 

No Whatsapp

Quando o curador entrar em contato, clique em “Denunciar como spam e bloquear”

 

Na Polícia

Em caso de ameaças ou de existir algum material que comprove a participação no jogo Disque Denúncia – 181

 

 

 

Conheça as séries inspiradoras que a maioria dos empreendedores adoram                                                                                                                                                     

 

Em ritmo da Semana do Empreendedorismo em Canoinhas , hoje resolvi fazer um artigo um pouco diferente da linha que sigo aqui no JMais.

 


E vou te contar que um dos meus hobbies é assistir séries e documentários.

 


Essa lista é minha preferida e também preferida da maioria dos empreendedores do Brasil, pois esta lista já foi citada na revista Pequenas Empresas Grandes Negócios.

 

Então se você é um empreendedor pegue a pipoca e guaraná e devore essas séries.

 

 

#1) O Sócio


O investidor americano Marcus Lemonis ajuda normalmente pequenas empresas a superarem suas fraquezas e conseguirem recuperar negócios que estão quase falidos.

 


O Marcus Lemonis, apresentador da série, investe nas empresas e já aplicou mais de US$ 7 milhões.

 


Ele compra uma participação na empresa e começa uma revolução para tirar ela da beira da falência.

 


Por que você deve assistir?

O protagonista da série coloca o empresário cara  a cara com a realidade que muitos empreendedores de pequeno e médio porte vivem ao misturar as finanças pessoais com jurídicas. Além de mostrar o impacto que uma gestão profissional pode causar na empresa.


Gosto muito da simplicidade da gestão que o Marcus aplica logo após de virar sócio da empresa.


Ele foca na regras dos 3Ps (Produto, Pessoas, Processo).

 

 



#2) Shark Tank


Uma série originalmente americana, porém desde 2016 já tem uma temporada aqui no Brasil.


A série mostra empreendedores tentando convencer um grupo de investidores a comprarem sua ideia.

Os casos são reais e mostram como é importante ter o pitch veloz e preciso para convencer os investidores.


Por que você deve assistir?

Muito simples no meu ponto de vista.


No universo dos negócios você precisa muito mais do que uma boa ideia, você precisa saber vender esta ideia e, principalmente, mostrar para os investidores que ela é viável.

 

Na temporada brasileira eu gosto muito da abordagem de dois personagem do elenco: Carlos Wizard e o Sorocaba. (Sim, o da dupla sertaneja Fernando e Sorocaba).

 

 

 

 

#3) Suits


As negociatas de um escritório de advocacia são incrivelmente inteligentes.

 

Os personagens Harvey Specter e Mike mostram como é importante contar com a inteligência para fazer bons negócios e conseguir conquistar o que você quer.

 

Por que você deve assistir?

Em Suits muitos momentos são de extrema pressão, e nos mostram como é importante você separar o emocional para que sua decisão não seja afetada.

 

Nos negócios muitas vezes precisamos ser frios e calculistas, devemos sim quebrar as regras porém nunca desrespeitar as leis.

 

 

 

#4) Gigantes da Indústria


Os lendários empreendedores e inventores que construíram as maiores indústrias do mundo.

 

Certamente você já ouviu falar desses caras: John D. Rockefeller, Andrew Carnegie, J.P Morgan e Henry Ford.

 

Por que você de assistir?

A série mostra como os Gigantes da Indústria começaram a construir seus impérios, além de mostrar os desafios que tiveram de enfrentar para construir indústrias e modelos de negócios que usamos até hoje.

 

Além de serem as vanguardas das doações milionárias para instituições públicas.

 



 

#5) Silicon Valley


Esta série americana conta a história de seis programadores que tentam criar e uma carreira próspera no maior polo de empreendedorismo e startups do mundo, o Vale do Silício na Califórnia.


Por que você deve assistir?
A série mostra como uma startup nasce e consegue investimentos para escalar.

 

Ótimo para empreendedores de tecnologia que podem aprender bastante sobre os processos de buscar investimentos para seu projeto.

 

 

 

 

 #6) House of Cards


A saga de um político americano no posto de homem mais poderoso do mundo.
Por que você deve assistir?

Eu indico essa série a outros empreendedores por mostrar o jogo da influência em alto nível, além de demonstrar a importância de dominar técnicas avançadas de negociação.

 

#7) Mad Men


Uma série que se passa nos anos 1960 e retrata o cotidiano de uma agência de publicidade que vive as mudanças no mercado e na vida dos americanos naquela época.

 

Por que você deve assistir?

Eu gosto desta série porque ela mostra como as marcas conversavam com os consumidores na época, e como são criadas as campanhas de marketing e a importância de relacionamentos de politicagem que existe no mundo os negócios.

 

 

 

 

Espero que você tenha gostado deste post.

Particularmente já assisti todas elas e conto os dias para as novas temporadas começarem.

 

E você já assistiu alguma destas série? Se sim deixe aí o seu comentário com a sua opinião.

 

 

 

 

👉 Curta fan page
👉 Inscreva-se no canal no youtube
👉 Acesse nosso blog

30 de abril de 2017

O Globo

 

Manchete : Violência no Rio volta ao nível de antes das UPPs

Indicadores de criminalidade aumentam a partir de 2011

Pesquisa da FGV analisa uma década de política de pacificação e revela que crimes como roubo de veículos, que afetam a sensação de segurança, deram salto; queda de homicídios dolosos perde ritmo

Após caírem com a implantação das Unidades de Polícia Pacificadora, os índices de criminalidade no estado voltaram a crescer devido a falhas de planejamento e à falta de estrutura, ameaçando conquistas da política de segurança. A constatação é da Fundação Getulio Vargas, que analisou estatísticas de 2006 — dois anos antes da inauguração da primeira UPP, no Morro Dona Marta — até 2016. Segundo os pesquisadores, 2011 marca o início da deterioração dos indicadores que afetam a sensação de segurança da população. O roubo de veículos, no ano passado, superou em 20% o total de casos de 2006. Os homicídios dolosos, após queda drástica, não retrocederam a patamares pré-UPP, mas aumentaram 23% de 2012 a 2016. Em uma década, os roubos a transeuntes deram um salto de 102,7%. (Pág. 14)

Jovens sem esperança

Quase um terço da população de cem mil pessoas do Complexo do Alemão, os jovens convivem com rotina de dor e conhecem a morte muito cedo. Projetos sociais estão abandonados. (Pág. 15)

 

Endereços confirmam delações

Visitar imóveis citados por delatores da Odebrecht ajuda a confirmar ligações com os acusados. No endereço onde emissário do ministro Padilha teria recebido R$ 1 milhão funcionam três empresas ligadas a ele. Mas há casos de delações imprecisas. (Pág. 3)

 

Protestos deixam rastro de destruição

Cidade teve seis estações de VLT depredadas, nove ônibus queimados e vitrines de lojas destruídas. Em São Paulo, prefeitura quer cobrar prejuízos de sindicatos. (Pág. 28)

Menos cidades ligadas por voos

Em dez anos, o número de cidades atendidas por voos domésticos recuou de 180 para 122. Em 33% delas, não há concorrência. Juiz do Ceará liberou cobrança por despacho de bagagem. (Págs. 25 e 26)

 

A primeira geração da microcefalia

Um ano e meio após o governo decretar emergência sanitária nacional para enfrentar a microcefalia causada pelo vírus zika, o sistema de atenção às crianças afetadas é insuficiente, revela ANA LUCIA AZEVEDO. Meninos como Samuel da Silva, ao centro na foto com colegas de uma creche regular, estão abaixo do desenvolvimento que poderiam alcançar, caso tivessem recebido o atendimento precoce e intensivo que tem impacto pelo resto da vida. (Págs. 8 e 9)

 

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

 

Manchete : Dilma sofre de ‘amnésia moral’, diz João Santana

Segundo ex-marqueteiro, petista sabia de caixa 2 na campanha e se sentia chantageada por Odebrecht

A presidente cassada Dilma Rousseff se sentia “chantageada” pelo empresário Marcelo Odebrecht. Foi o que disse em depoimento sigiloso à Justiça Eleitoral o marqueteiro João Santana, responsável pelas campanhas do PT à Presidência em 2006, 2010 e 2014, informa Rafael Moraes Moura. Segundo Santana, Dilma “infelizmente” sabia do uso de caixa 2 em sua campanha, o que reforçou a percepção nele de que a petista e os demais políticos do País sofrem de “amnésia moral”. Uma das últimas testemunhas ouvidas no processo que apura se a chapa Dilma-Michel Temer cometeu abuso de poder em 2014, o publicitário afirmou que o governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, servia como “porta-voz” de recados de Odebrecht e o objetivo da chantagem do empreiteiro seria intimidar a então presidente a ponto de fazê-la impedir o avanço da Lava Jato. (Política A6)

 

Mello: ‘Investigar presidente não é ilegal’

Decano do STF, Celso de Mello disse a Luiz Maklouf Carvalho que eventual investigação do presidente Michel Temer na Lava Jato não desrespeita Constituição. (Política A4)

 

Maia: ‘Servidor quer inviabilizar reforma’

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, diz que os funcionários públicos fazem um “lobby enorme” contra a reforma da Previdência. (Economia B4)

 

R$ 126 bilhões não foram repatriados

Levantamento feito por meio da Lei de Acesso à Informação identificou que a maior parte do dinheiro que era mantido ilegalmente no exterior não retornou ao Brasil. (Economia B1)

 

Ações contra planos de saúde explodem

Nos três primeiros meses do ano foram julgadas, em São Paulo, 117 ações por dia de usuários inconformados com decisões tomadas por operadoras. (Metrópole A15)

 

Desemprego, medo e esperança

Eles são o retrato da crise que afeta 14 milhões de pessoas no Brasil, conta Douglas Gavras. (Economia B8)

 

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

 

Manchete : Bolsonaro sobe e disputa 2° lugar; Lula amplia liderança

Doria é o tucano mais competitivo; num segundo turno, só Marina e Moro superam petista

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) cresceu e assumiu o segundo lugar da corrida à Presidência em 2018, atingindo atê 15% das intenções de voto, em empate técnico com a ex-senadora Marina Silva (Rede). Na primeira pesquisa Datafolha após a divulgação da delação da Odebrecht na Lava Jato, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) ampliou sua liderança e foi a 30%, apesar de ter sido muito atingido pelas revelações.Lula, por outro lado, é rejeitado por 45%, empatado com o tucano Aécio Neves (44%), e seu governo é tido como o mais corrupto. Incluído pela primeira vez na sondagem, o prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), oscila entre 9% e 11%. É um índice igual ou superior ao dos tucanos Aécio e Geraldo Alckmin, ambos alvejados pelas delações. Em eventual segundo turno, Lula vence todos, exceto Marina e o juiz Sergio Moro, sem filiação partidária. Num empate técnico, Moro bate Lula por 42% a 40%. O Datafolha fez 2.781 entrevistas, em 172 municípios, na quarta (26) e quinta (27), antes da greve geral de sexta (28). A margem de erro da pesquisa ê de dois pontos percentuais. (Poder A4)

 

Temer tem pior avaliação; 85% defendem diretas já (Poder a5)

 

Massacre em MT foi precedido por casos de violência

Dois casos de violência registrados na polícia, em 2014 e 2015, precederam o massacre de nove trabalhadores rurais e posseiros no dia 19 deste mês em Taquaruçu do Norte (MT), relata o enviado Fabiano Maisonnave. Ali, 3.600 hectares estão sob disputa com grileiros, afirmam moradores. (Poder A10)

 

PCC mira presídios para dominar tráfico no país

Comandado de fora das prisões pela primeira vez desde sua criação, em 1993, o PCC (Primeiro Comando da Capital) deflagrou em outubro de 2016 uma série de conflitos letais contra facções adversárias nas cadeias do Norte e Nordeste, informa Rogério Pagnan. O objetivo ê garantira adesão de novos membros e ampliar a todo o país o domínio sobre o crime organizado e o tráfico de drogas, como o que já tem em São Paulo. “O confronto não tem volta e vai se estender para as ruas”, diz o promotor Lincoln Gakiya. (Cotidiano B1)

Ivo Antunes Fernandes bateu na lateral de um Astra

 

Morreu o ciclista Ivo Antunes Fernandes, que ficou gravemente ferido na noite deste sábado, 29, ao ser atingido por um Astra, placas de Três Barras, conduzido por uma mulher de 19 anos. O acidente aconteceu no km 5 da SC 303, nas proximidades da empresa Mili.

 

Astra envolvido no acidente

Segundo os bombeiros de Três Barras, que atenderam a ocorrência, o ciclista bateu na lateral do Astra e caiu em uma vala. Ele apresentava suspeita de traumatismo craniano (TCE) e estava em processo de parada cardiorrespiratória. Ivo foi levado em estado grave para o Pronto Atendimento de Três Barras, onde morreu pouco depois.

 

Segundo a motorista do Astra, o ciclista estava no meio da pista. Ela freou, mas não conseguiu parar, batendo lateralmente no ciclista que foi jogado para uma vala.

 

No carro havia, além da motorista, um casal com 54 e 49 anos, respectivamente pai e mãe da motorista. A senhora teve uma crise nervosa e também precisou ser levada ao Pronto Atendimento.

 

A Polícia Militar de Três Barras, esteve presente em apoio no fluxo do trânsito.

Acidente aconteceu na localidade de Colônia Escada                                                                                      

 

Um capotamento na BR 280, na localidade de Colônia Escada, em Irineópolis, deixou três pessoas feridas na tarde deste sábado, 29. O acidente envolveu um veículo Golf, com placas de Caçador, e um segundo veículo não identificado.

 

Segundo a equipe do Serviço Móvel de Urgência (Samu) de Irineópolis, que atendeu a ocorrência, quatro pessoas – o motorista e três mulheres com 18, 30 e 32 anos – viajavam no Golf.  Duas mulheres ficaram presos às ferragens. O motorista estava fora do carro sem ferimentos. A terceira vítima apresentava suspeita de hemorragia interna. As três vítimas foram encaminhadas ao Hospital São Braz, em Porto União.

 

Segundo as vítimas, um segundo veículo não identificado e cujo motorista deixou o local teria se envolvido no acidente.

 

 

A Polícia Militar de Irineópolis trabalhou na segurança da rodovia durante a ocorrência.

 

Guia+ Canoinhas tem o objetivo de servir como referência em busca na internet de negócios de Canoinhas e região                                                                                         

 

O JMais lança em maio seu mais ambicioso projeto: o Guia+ Canoinhas. Trata-se de um site no qual de qualquer parte do mundo, o internauta vai poder consultar dados sobre negócios comerciais de Canoinhas e região.

 

O site já está no ar e pode ser acessado aqui, mas seu lançamento oficial ocorre no dia 15 de maio com mais de 300 negócios já cadastrados. Os negócios estão separados por setor e podem ser encontrados por meio de um mecanismo de busca intuitivo e ágil. Isso quer dizer que mesmo que o internauta não saiba o nome do negócio que procura ou que faça uma busca por setor digitando “mecânica”, por exemplo, ele vai encontrar todos os negócios cadastrados que se aproximam daquele setor ou que têm nome parecido com o que o internauta começou a digitar.

 

O Guia+ Canoinhas estará linkado ao JMais, por meio de uma ferramenta de busca que estará no topo do site. “Dessa forma, quem anunciar no Guia terá a sua disposição um público de mais de 120 mil usuários únicos que acessam o JMais todo mês por quase meio milhão de vezes, conforme dados fornecidos pelo Google Analytics”, explica o editor do JMais, Edinei Wassoaski.

 

O editor frisa que a ambição do Guia+ é se tornar uma referência de confiabilidade. “Hoje é muito comum as pessoas pesquisarem dados das empresas no Google. Se você estiver procurando uma Coca-Cola da vida certamente vai encontrar todos os dados. Mas se pesquisa uma pequena empresa de Canoinhas dificilmente encontra e quando encontra os dados estão errados”, diz Wassoaski. Para popularizar o Guia+, está sendo planejada uma grande estratégia de marketing com anúncio em rádio, redes sociais e outdoor além de uma grande ação no dia 20 de maio no centro de Canoinhas. Ímãs de geladeira com o endereço do Guia+ serão distribuídos aos motoristas e pedestres. A ação terá apoio da Band FM Canoinhas. O próprio JMais, com audiência que chegou a 423.670 acessos em março, será um motor de divulgação do novo site.

 

Desenvolvedor da plataforma do Guia+, o líder da Studio Silver, Rudmar Silveira, explica que o trabalho, desenvolvido desde o final do ano passado, foi feito com muito cuidado par aliar a praticidade à eficiência, de modo a garantir ao usuário todas as informações que busca sobre o negócio.

 

EFICIÊNCIA

Desde o começo do ano o JMais vem estimulando seus usuários a cadastrarem seus negócios por meio deste formulário. No Guia, o anunciante vai poder intervir alterando os dados de seu negócio quando necessário por meio de um login e senha fornecidos pelo site. Os usuários também poderão se cadastrar e opinar sobre os negócios. Cabe ao anunciante moderar os comentários.

 

No primeiro mês de funcionamento o Guia+ vai manter de forma gratuita todos os negócios cadastrados. Depois, o anunciante terá de pagar taxa única de R$ 99 por seis meses de veiculação. Todo o sistema de inscrição e até pagamento da taxa poderá ser feito por meio do próprio Guia.

 

 

Confira o que foi destaque no JMais

 

São Mateus: Erro anula votação do projeto que retira direitos do servidor

 

Baleia Azul: ‘Balas envenenadas’ é notícia falsa

 

Homem é morto atropelado em São Mateus do Sul

 

Morre DJ acidentado na BR-280, em Canoinhas

 

Agentes controlam princípio de motim na Unidade Prisional de Canoinhas

 

Marco histórico de Canoinhas está abandonado

 

Manifestantes bloqueiam BR-280, em Rio Negrinho

 

Sexta tem protesto de bancários e estudantes em Canoinhas

 

Canoinhas tem a gasolina mais cara do Planalto Norte; Mafra vem em seguida

 

 

Leia análise de Edinei Wassoaski sobre os novos vereadores de Canoinhas                                                     

 

Minhas atividades profissionais me impedem de acompanhar as sessões da Câmara de Canoinhas, mas tenho lido com atenção o material enviado pela assessoria de imprensa da Casa e tenho observado a movimentação dos vereadores. Passado o primeiro quadrimestre de mandato, dá pra apontar pelo menos uma característica desta legislatura: a heterogeneidade. E isso não se restringe a onipresente posição política. Há diferentes visões entre os dez vereadores e, de um modo geral, o que tem se ouvido deles é positivo, especialmente no que toca o futuro da cidade.

    Wilmar Sudoski (PSD) tem feito o que se esperava dele como presidente da Casa. Remanescente da gestão anterior junto com Paulo Glinski (PSD), os dois têm usado da experiência para defender o governo Passos. Os novatos Paulinho Basílio (PMDB) e Camila Lima (PMDB) têm tentado protagonizar pela oposição, nem sempre com sucesso, dado que Passos detém a maioria. Até mesmo Telma Bley (PMDB) tem assumido uma postura muito mais simpática a Passos do que alinhada ao pensamento de Basílio, que desponta de longe como líder da oposição. Basílio age agora de olho no futuro. Não é de seu interesse desgastar Passos, mas firmar seu nome para a disputa de 2020, já que o PMDB canoinhense, desmontado com a derrota de Beto Faria, precisa de novas lideranças. Há muito tempo Basílio compreendeu isso e tem aproveitado com certo êxito essa posição de juntar as cinzas da sigla em Canoinhas.

      Os suplentes Chico Mineiro (PR) e Ivan Karuncho (PR) parecem se limitar a cumprir o que pede o partido, ou seja, votar com o governo, assim como Zenici Dreher (PR), mais próxima de Passos do que o próprio líder do governo, Paulo Glinski.

     Entre opositores e simpatizantes, Norma Pereira (PSDB) e Coronel Mário (PR) têm adotado uma postura de independência e com isso têm ganhado destaque. Ideias e ações apresentadas pelos dois têm tido boa adesão e repercussão.

    Ganha disparada a atitude de Norma de doar metade de seu salário como vereadora para entidades filantrópicas da cidade. Até agora ninguém ousou repetir a boa ação, embora todos garantam que ajudam esporadicamente várias entidades e aflitos.

 

 

Banheiro público

Dia desses Luis Fernando Veríssimo escreveu no Estadão que as redes sociais parecem parede de banheiro público, todos escrevem o que bem entendem. Concordo. A única diferença é que na parede do banheiro a identidade do difamador é oculta, mas não no Facebook. Escrevo isso porque o prefeito de Canoinhas, Beto Passos (PSD), anunciou nesta semana que vai processar todos os que proferem ofensas pessoais contra ele nas redes sociais.

Dias atrás, chegou-se ao cúmulo de uma usuária do Facebook cobrar uma conta do prefeito pela rede. Deva-se ou não, configura crime constranger publicamente qualquer pessoa por conta não paga.

 

 

Rodrigo Melo/Divulgação

DESCONTRAÇÃO

Prefeitos Luis Shimoguiri (Três Barras), Adelmo Alberti (Bela Vista do Toldo) e Reginaldo Fernandes (Itaiópolis) conversam animadamente pouco depois de serem empossados presidentes das Juntas Militares de suas respectivas cidades na terça-feira, 25.

 

 

 

Foro privilegiadíssimo

Se você acha injusta a existência de um foro privilegiado para políticos que respondem a crime, saiba que há um outro dispositivo legal – mas menos conhecido – que garante a uma Casa parlamentar, tanto federal quanto estadual, a possibilidade de suspender o trâmite de qualquer processo.     O artigo 53 da Constituição possibilita que um deputado ou um senador só responda à ação, seja qual for o crime, após deixar o cargo.

 

A PROPÓSITO: O Senado aprovou nesta semana projeto que acaba com o foro privilegiado. Permanecem com a prerrogativa de foro apenas os presidentes da República, do Supremo Tribunal Federal, da Câmara e do Senado. Projeto agora vai para 2ª votação. Ainda nesta semana, o Senado aprovou o projeto que tipifica os crimes de abuso de autoridade. O projeto só passou porque foi amenizado a fim de não dar tão na cara que objetivava atingir os procuradores da Lava-Jato.

 

 

Divulgação

CONTESTADO

Em visita ao Cenpáleo, na UnC Mafra, deputado Mauro Mariani (PMDB) prometeu empenho em buscar recursos federais ou uma parceria com a iniciativa privada para construir o Espaço Cultural do Contestado. Acompanharam a visita do deputado, o secretário regional Abel Schroeder, e o diretor do Departamento Nacional de Produção Mineral, Victor Hugo Froner Bicca.

 

 

 

 RÁPIDAS

NA MÉDIA: Sondagem não oficial feita com moradores de Canoinhas deu nota 8,2 para os primeiros 100 dias de Beto Passos no poder.

 

BALANÇA: Enquete no JMais aponta que para 199 dos 595 internautas que opinaram, Passos vai mal. Para 185, no entanto, está ótimo. 116 classificam seu governo como regular e 95, bom.

 

COMOÇÃO…: A RBS TV fará reportagem especial sobre os 10 anos do caso Gabrielli.

 

… E INJUSTIÇA: Em março de 2007, o canoinhense Oscar Rosário foi acusado de estuprar e estrangular a menina de 1 ano e 6 meses de idade. Preso e condenado, foi solto por falta de provas.

 

16.517: é o número de sindicatos ativos hoje no Brasil que devem perder a contribuição compulsória do trabalhador com a Reforma Trabalhista.

 

MUDANÇA DE PLANOS: Com o tombo de Raimundo Colombo (PSD) na Lava-Jato, Jorginho Melo (PR) estuda investir na disputa pelo Senado em 2018.

 

70%: é a parcela dos municípios brasileiros onde aposentadoria supera o valor do repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM).

 

 

Na segunda-feira, dia 1º, feriado nacional, comércio fecha em geral                                                                       

 

A coincidência entre os feriados do Trabalho na segunda-feira, dia 1º, e o de Santa Cruz, na quarta-feira, 3, muda a rotina dos canoinhenses. Bem por isso, é bom ficar de olho no que abre e fecha durante os feriados.

 

De modo geral, o comércio fecha na segunda-feira, dia 1º, incluindo os supermercados que usam mão de obra contratada. Na quarta-feira, 3, no entanto, as lojas fecham, mas os supermercados têm autorização, mediante acordo coletivo, a abrir com mão de obra contratada das 8h30 até as 12h30.

 

Veja abaixo o que abre e fecha entre segunda e quarta-feira:

 

 

 

 

 

 * Ausência de imagem: aberto

A Receita Federal recebeu 28.524.560 declarações do Imposto de Renda Pessoa Física até o fim do prazo para a entrega da documentação. O resultado superou a expectativa, que era de 28.3 milhões.

 

A perspectiva da Secretaria da Receita Federal, no entanto, só se confirmou a poucas horas do fim do prazo legal, encerrado às 23h59 (horário de Brasília) dessa sexta-feira, 28. Até o meio-dia de ontem, 25,764 milhões de contribuintes, cujos rendimentos tributáveis superaram R$ 28.559,70 em 2016, tinham entregado a declaração. Ou seja, cerca de 2,76 milhões de pessoas só prestaram contas ao Fisco nas últimas 12 horas do prazo aberto em 2 de março. É quase 10% do total de declarações entregues ao longo dos 58 dias.

 

Os contribuintes que perderam o prazo estão sujeitos ao pagamento de multa mínima de R$ 165,74 e máxima de 20% do imposto devido.

 

Quem identificou algum erro, omissão ou imprecisão na documentação entregue pode apresentar a declaração retificadora – a menos que a primeira declaração esteja sob procedimento de fiscalização, a chamada “malha fina”. A versão retificadora substitui a primeira versão integralmente e, portanto, deve conter todas as informações anteriormente declaradas, com as alterações e exclusões necessárias, bem como as informações adicionadas, se for o caso.

Basta acessar a plataforma na internet e seguir as orientações                                           

 

O Edital Elisabete Anderle de Estímulo à Cultura está com inscrições abertas para a edição deste ano. Basta acessar a plataforma www.fcc.sc.gov.br/editalelisabeteanderle  e seguir as orientações. A novidade deste ano é que todo o processo será digital, mais ágil, seguro e econômico. No site é possível ter acesso a todas as orientações com tutoriais, baixar a íntegra do edital e conhecer as premiações e os valores.

 

As inscrições serão recebidas até o dia 26 de junho, culminando com o prazo de 60 dias para esta etapa. Estão habilitados a participar do Edital proponentes nascidos em Santa Catarina ou que residem no Estado há mais de dois anos.

 

Com investimento total de R$ 5,6 milhões, o edital selecionará até 176 projetos em 11 premiações. Os recursos são do Governo do Estado de Santa Catarina, com promoção da Secretaria de Estado de Turismo, Cultura e Esporte (SOL), por meio da Fundação Catarinense de Cultura (FCC) e do Conselho Estadual de Cultura (CEC). O lançamento oficial da nova edição do Edital ocorreu na quinta-feira (27), em cerimônia na Sala de Cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, com a participação do Secretário de Turismo Cultura e Esportes, Leonel Pavan, do Presidente da Fundação Catarinense de Cultura (FCC), Rodolfo Joaquim Pinto da Luz, representantes do Conselho Estadual de Cultura, dirigentes culturais, produtores e artistas. Tão logo a plataforma foi ao ar, o sistema já começou a receber as primeiras inscrições de projetos.

 

Proponentes de todo o Estado poderão submeter seus projetos para as 11 premiações: Culturas Populares; Arte e Cultura Negra e Indígena; Artes Visuais; Dança; Literatura; Música; Patrimônio Material e Imaterial; Museus; Teatro e Circo, Apoio a Eventos Artísticos e Culturais; Bolsa de Trabalho, Intercâmbio e Residências.

Valor foi anunciado por Mauro Mariani a pedido de vereadores que compõem a bancada do PMDB

 

A fila de espera por exames radiológicos e de endoscopias, colonoscopias e cirurgias em Canoinhas pode diminuir. Isso porque, após solicitação dos vereadores Paulinho Basílio (PMDB), Camila Lima (PMDB) e Telma Bley (PMDB), o deputado Mauro Mariani (PMDB) vai liberar R$ 250 mil para serem aplicados nestes exames e cirurgias eletivas represadas. Entre os exames radiológicos estão ultrassonografias, ressonâncias magnéticas e tomografias.

 

De acordo com a vereadora Telma Bley, que foi responsável pela saúde municipal por muitos anos, as demandas desses exames e, principalmente, as filas para as cirurgias eletivas, preocupam, já que “pacientes sofrem à espera dos procedimentos cirúrgicos e existem poucos médicos que se submetem à realização dessas cirurgias.” Ela atribuiu a dificuldade aos atrasos de repasses estaduais em dia ao Hospital Santa Cruz, o que, segundo ela, compromete o salário dos médicos, que se recusam a trabalhar sem receber. Telma ainda destacou que “com o comprometimento e parceria do prefeito Gilberto dos Passos (PSD), poderemos dar atenção especial aos que tanto necessitam desses procedimentos.”

 

Camila e Basílio também comemoraram o repasse.

Neste ano, Santa Catarina incluiu intensificação da vacinação contra o Tétano

 

A Gerência Regional de Saúde de Canoinhas está intensificando a campanha de vacinação contra Gripe nos próximos dias, com distribuição de mais doses para todos os sete municípios atendidos pela Regional – Bela Vista do Toldo, Canoinhas, Irineópolis, Major Vieira, Matos Costa, Porto União e Três Barras.

 

Segundo a enfermeira Francieli Costa Colla, a meta desse ano é vacinar 90% dos grupos elegíveis para vacinação. “Temos um público maior que 42 mil pessoas na região para serem vacinados e estamos ofertando esse quantitativo de doses. Pedimos a colaboração dos municípios na oferta das vacinas e conscientização da população para a busca das vacinas” frisa.

 

Nesta campanha, além de indivíduos com 60 anos ou mais de idade, serão vacinadas as crianças na faixa etária de seis meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias), as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os trabalhadores da saúde, os povos indígenas, os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, os adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional. Também serão incluídos para a vacinação, neste ano, os professores das escolas públicas e privadas. O público alvo, portanto, representará aproximadamente 60 milhões de pessoas em todo país.

 

Na Regional Canoinhas o público alvo totaliza 42.487 pessoas nos sete municípios. O Gerente de Saúde Antônio Gilberto de Carvalho lembra que a campanha teve início no dia 17 de abril e segue até 26 de maio. “Teremos ainda o sábado do Dia D, que acontece em 13 de maio, com os postos de saúde municipais abertos durante todo dia para atender a população”. Tanto a vacina contra Gripe ou contra o Tétano já estão disponíveis em todas as salas públicas de vacinação do Estado.

 

INTENSIFICAÇÃO

Neste ano, o Estado de Santa Catarina lança junto à campanha de vacinação contra a influenza a intensificação da vacinação contra o tétano. O tétano acidental permanece como importante problema de saúde pública no Estado: apesar da baixa incidência, ainda mantém a média de casos ao longo dos anos, com oscilações nas taxas de letalidade. Em 2016, foram confirmados 12 casos de tétano acidental, a faixa etária mais atingida foram os maiores de 50 anos.

 

Quantitativo da Influenza por grupos, total por município e total da Regional Canoinhas*

Município 6m a < 2a 2 a 4 anos Trab. de Saúde Gestantes Puér-puras Idosos Comor-bidades Professores Total
Bela Vista do Toldo      117     272        70       59     10        571        481         158     1.738
Canoinhas    1.203  2.206    1.063     602     99     5.664     4.161      1.311   16.499
Irineópolis      207     470       118     104     17     1.149        552         166     2.783
Major Vieira      114     315        79       57 9        813        267         160     1.814
Matos Costa        50     145        55       25 4        294        250           31        854
Porto União      653  1.415       690     326     54     4.171     3.324      1.630   12.470
Três Barras      482     925       353     241     40     1.639     2.153         496     6.329
TOTAL     2.826   5.748     2.428    1.414     233     14.301     11.188        3.952      42.487

*a soma inclui indígenas e presos

Ederson Mota escreve sobre  a Lei de Abuso de Autoridade                                                                            

 

   “Desmandos e arbitrariedades, marcas da violência dos

                          falsos mandatários que se abrigam sobre o manto da

                          impunidade”. (Elmo)

 

Há uma discrepância evidente entre o que se diz, leia-se o que se promete, e a realidade atual brasileira. Discordâncias de quem ocupa o poder, em todos os níveis, que se espalham Brasil afora em obras inacabadas, projetos mal elaborados, desperdícios de toda ordem, materiais e humanos, péssimo atendimento dos órgãos prestadores de serviço e, o que é pior, o menosprezo de quem foi eleito pela sociedade, que demonstra total inoperância e evidente descaso, assim que recebe a dúbia diplomação, após o resultado das urnas.

 

E o desemprego, atualmente em torno de 13 milhões de pessoas, não aparece claramente como prioridade para os que governam a nação, conduzindo ao entendimento de que o cidadão brasileiro é apenas um detalhe incomodativo neste jogo de interesses pessoais e dos grandes conglomerados, que contribuíram, geralmente com caixa 2, para eleger esses iluminados, a maioria com lâmpadas queimadas pelo desprestígio da classe e pela ausência da ética na política que praticam.

 

São tão poucos, mas conseguiram, através de acordos e conchavos,  praticamente levar uma riquíssima nação à bancarrota. E as contradições continuam nos tapetes forenses dos recursos, dos adiamentos, das cansativas declarações de inocência, das prorrogações, dos meandros da legislação, das oitivas, das investigações e outras possibilidades, que sempre favorecem essa minoria de arremedos democráticos, denominados representantes.

 

Agora, aprovou-se no congresso nacional uma legislação própria dos regimes autoritários – a famigerada lei do Abuso de Autoridade – um mecanismo de auto-proteção, sem qualquer respaldo popular, para proteger exatamente parlamentares que têm dívidas expressivas com o erário, alegando que ficaram sem qualquer cobertura, mesmo diante de provas substanciais, na tentativa de criar mecanismos próprios do continuísmo, do coronelismo e das constantes arbitrariedades praticadas. O receio provém da operação Lava-jato, certamente, que atingiu grande parte dos membros da câmara e do senado da república.

 

Porém, o projeto de lei de aspiração popular, com 10 medidas eficazes contra a corrupção, contendo 2 milhões de assinaturas, foi deformado na sua essência, mostrando ao povo brasileiro que os parlamentares defendem, antes de tudo, seus próprios interesses e governam de costas para a sociedade brasileira.

 

A contradição prossegue alvissareira com a fabulosa despesa ocasionada para manter pessoas descompromissadas com os anseios do Brasil, em tempos de profunda crise econômica nacional. Cortar o orçamento para colaborar com o tesouro nacional, jamais; para destinar mais recursos à saúde e educação, nunca; canalizar dividendos pessoais para a segurança, nem pensar.

 

Se o sacrifício é de todos, vamos dividi-lo por uma questão moral e por que não dizer legal?

 

Mas, a contrapartida virá em seguida, com exceção daqueles envolvidos em ideologias ultrapassadas; pois em 2018 haverá eleições e, desta feita, o povo brasileiro saberá discernir e renovar os quadros tradicionais viciados e infestado de políticos profissionais acomodados que marcam posições com desmandos e implacáveis perseguições.

 

“Mudanças históricas são lentas, dolorosas e exigem sacrifício, compreensão e persistência. Abrir janelas, há muito cerradas, provoca impacto e rejeição aos filhos das trevas”.

Adair Dittrich se despede da Argentina                                                                                                                                                                                         

 

Últimas horas em Buenos Aires. Últimas frenéticas buscas por recuerdos e regalos. Últimos cartões postais endereçados. Último almoço para nos despedirmos do inigualável baby beef e do vinho e da cerveja platinas. Sem esquecer da água que se gaseificava na hora apertando apenas um sifão na tampa das garrafas de vidro.

 

Nossa bagagem, que triplicara desde nossa saída de Curitiba, empilhava-se no cais, pronta para o embarque no “Louis Lumière”, o navio francês que nos deixaria no porto de Santos.

 

Minha madrinha Elfrida Olsen também lá se encontrava para um último adeus. Com ela já havia passado parte daquele dia. Com ela fizera minha última refeição na capital portenha. E o amigo Ulisses, o Adido da Aeronáutica junto à Embaixada Brasileira em Assunção sempre ao nosso lado.

 

O burburinho, pessoas a embarcar, amigos e amores cercando os que partiam, marinheiros despedindo-se das namoradas que naquele porto deixavam, carregadores do porto empurrando vagonetes estufados de bagagens, a habitual malandragem transitando em torno…

 

E a nossa animada conversa correndo solta… quando, num repente, dei por falta de minha maletinha de couro cru, em forma de bauzinho… A maletinha que eu adquirira ainda no Paraguai logo no início de nossa viagem. Dentro dela alguns pequenos recuerdos, muitos cartões postais, muitos folhetos de restaurantes e hotéis, teatros e casas de espetáculo e tantos locais outros por onde andáramos nestes dias todos.

 

Seu conteúdo era o menos importante. Mas, perder a maletinha de couro cru, em formato de um bauzinho, fez com que eu me sentisse como a criança que se vê privada de seu mais novo e amado brinquedinho.

 

Do alto do convés centenas de braços acenavam um último adeus aos que no cais permaneciam. Do alto do convés centenas de olhos fixavam-se nos que do cais acenavam seu último adeus.

 

Lentamente, bem lentamente, o navio se afastava da amurada do porto. Lentamente, bem lentamente, o rebocador o conduzia enquanto, soberanamente o prático o levava para fora do movimentado canal.

 

O entardecer já nos encontra em alto mar. Ou seria em alto Rio-Mar del Plata? Porque ao sul das costas do Uruguai nosso navio singrava.

 

Era noite já quando, ao longe, cintilavam as luzes de Montevideo. Vagávamos ao largo. Alternavam-se alguns pedaços de escuridão total com outros de poucas e tênues luminosidades. As cidades e as vilas lá estavam. A memória me dizia por onde estávamos passando, pois, há poucas semanas, por toda aquela orla havíamos trilhado.

 

Quando um clarão ao longe apareceu, sabíamos que estávamos nas cercanias de Punta del Este.  E, logo após, em pleno Oceano Atlântico nós nos encontrávamos. O Louis Lumière em alto mar deslizava.

 

Como cantava Caymi, era “um balanço de berço… o balanço do mar…”. Deste enlevo no convés aspiraram-me para o grande salão de refeições onde o jantar da primeira noite a bordo nos aguardava. O menu, as iguarias, o estilo, os vinhos tudo era francês; até água mineral oriunda era dos Alpes franceses. Lembrava-me um certo restaurante de Curitiba que ainda existe e que fica lá pelas bandas do Passeio Público. Ah! O sabor daquelas iguarias… o tempero… tudo uma preciosidade.

 

Melodias francesas rodavam em discos de vinil. Depois do jantar vieram músicos a nos brindar com um coquetel de músicas internacionais.

 

Uma lua crescente espalhava já, pelas águas turbulentas, os primeiros sinais de sua ainda tênue luminosidade. De nada adiantava forçar minha visão porque nada além da marmórea escuridão do mar se estendia por todos os lados. O balançar das águas era um afago para o corpo e para a alma. E no seu embalo o sono chegou.

 

Na fria manhã meridional, cedo já nos encontrávamos para saborear a nossa primeira refeição em alto mar. Algo inusitado para aquela hora chama-me a atenção. Alguns colegas de olhos vermelhos e com forte hálito lembrando o odor do vinho. Não só sorrisos, mas sonoras gargalhadas foram as respostas à minha inquisição. A deliciosa bebida tradicional francesa, de ótima qualidade e procedência, servida fora em jarras no decorrer do jantar da véspera e por muitas horas ainda no bar do navio. Vinho à vontade. Alguns colegas levaram as jarrinhas para suas cabines. Não só ingeriram o que o organismo deles aceitou e suportou, como ainda o usaram como líquido para escovar os dentes naquela manhã.

 

Entre jogos e brincadeiras e tentativas de, ao largo, no horizonte, vislumbrarmos algumas nesgas de terra e ou outras embarcações, passavam-se os dias. Meus buliçosos amigos inventavam, a cada passo, novidades para ajudar o tempo passar. Algo havia de invariável no cardápio francês. As indefectíveis batatas, que, naquela folha de cartolina vinham, solenemente grafadas como pommes de terre.

 

            E em uma refeição após a outra lá estavam as pommes de terre sautés ou pommes de terre four ou pommes de terre frites ou pratos outros sempre avec du pommes de terre.

 

            Então os jocosos colegas, na mais santa brincadeira, datilografaram em uma folha de papel com o timbre do “Louis Lumière”, um diferente menu que deixou o Maître muito magoado e muito irritado. Tudo o que era servido no correr do dia desde o café da manhã, até a última sobremesa do jantar, no menu por eles elaborado, trazia, como complemento, o infalível avec du pommes de terre.

 

Não tenho lembrança da duração dessa nossa jornada pelo mar. Foram muitos dias, pois o Louis Lumière desenvolvia uma velocidade de 17 nós. Era um navio muito elegante, todo branco, muito diferente das torres flutuantes de hoje. Tinha apenas três conveses e capacidade para quatrocentos passageiros e cento e cinquenta tripulantes. Parecia ser tudo perfeito. Para a época. Penso, no entanto, que estabilizadores ainda não faziam parte dos componentes dos navios.

 

Posso não me recordar do número de dias desta viagem. Mas há uma noite que jamais será esquecida, a noite da passagem pelo turbulento golfo conhecido pelos marujos como o Golfo de Santa Catarina.

 

O jantar já havia terminado e reuníamo-nos no convés para observar o que do mar se via sob as luzes do entorno do navio. Envolta em meus pensamentos logo percebi que lá eu me encontrava sozinha. E a indagar-me fiquei tentando imaginar o que teria acontecido com o resto do povo. Ventava muito, ventava forte e o navio estava a balouçar-se de uma forma bem mais violenta. Resolvi então que era hora de tomar um banho e ir dormir também. Voltando ao camarote estranhei lá não encontrar minha colega de quarto.

 

Dentro do banheiro percebi que algo diferente acontecia. Fui jogada, impiedosamente, de um lado para o outro, entre as quatro paredes, enquanto a água do chuveiro espalhava-se em todas as direções. Meu primeiro pensamento foi pôr a culpa na taça extra de vinho que havia tomado no jantar. A muito custo o banho findou. O terrível balançar continuava. Saí para ter notícias dos amigos e tentar saber o que ocorria. Nada e nem ninguém. Lá fora a noite era um breu e o rugir do vento parecia o rugir violento de feras enjauladas.

 

Finalmente encontro um taifeiro a vagar pelo navio. Dele eu só enxergava a brancura dos dentes. Era um carioca, de avantajada estatura, que já no Rio embarcara. Um marujo cor de ébano que, sorrindo me explicava as histórias do golfo, do Golfo de Santa Catarina. Que era um local no qual os navios dançavam ao bel prazer “dos homi do fundo do mar”… Ao meu olhar interrogativo, sussurrou-me baixinho: “não se deve fala o nome… mas… os homi são os demônios das trevas do fundo das águas…” E aconselhou-me a logo me deitar em qualquer lugar, assim como todos os demais passageiros já haviam feito.

 

Claro que não fui. Mas, não demorou muito para que à tontura que se já se instalara somadas fossem as náuseas e um crescente mal-estar.  Então eu entendi porque não haveria termo mais cabível que o termo mareado para definir este enjoo.

 

Na manhã seguinte pouca gente no salão de refeições para o primeiro desjejum.E os que lá conseguiram chegar tinham os olhos fundos e a lassidão estampada nas faces.

 

Uma noite de tempestade no Golfo. No Golfo de Santa Catarina. Onde os rugidos são os mais fortes. Onde os gritos de desespero, os mais intensos. Onde até os mais fortes esmorecem. Pelo mal-estar causado pelo balançar que parecia não ter fim ou pelo pavor intenso de ir morar para sempre no fundo da escuridão do mar sem fim.

 

Uma noite de tempestade no Golfo. No Golfo de Santa Catarina. Uma noite que, como estigma, em minha memória ficou.

29 de abril de 2017

Diário Catarinense (fim de semana)

Pedidos de falência na construção civil de SC dobram em três anos

Uma das principais consequências é o atraso na entrega das edificaçõe

Conheça o juiz que defende alternativas às penas de prisão em SC

Atuação de João Marcos Buch é marcada por fortes opiniões e posições polêmicas

________________________________________________

O Globo

 

Manchete : Protesto de centrais afeta transportes e tem violência

Sindicalistas bloqueiam vias e estradas; no Rio, ônibus foram queimados

Temer lamenta ‘graves incidentes’ no Rio e reafirma compromisso com reformas

A greve geral convocada pelas centrais sindicais contra as reformas trabalhista e da Previdência teve manifestações em todos os estados e no Distrito Federal, mas os protestos afetaram principalmente os transportes, com bloqueios em estradas e vias de acesso ao centro de capitais, como a Ponte Rio-Niterói. Mascarados fizeram atos de violência e vandalismo, com depredação de bancos e lojas. No Rio, oito ônibus foram queimados e cinco pessoas ficaram feridas. O presidente Temer lamentou os bloqueios e reafirmou o compromisso com a “modernização da legislação”. (Págs. 21 a 24)

 

Desemprego já atinge 14 milhões

De acordo com o IBGE, taxa de 13,7% é a pior da série histórica que começou em 2012; no primeiro trimestre de 2016, estava em 10,9%

O país tem um contingente de 14,2 milhões de desempregados, o que representa 13,7% da força de trabalho, de acordo com a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) divulgada ontem pelo IBGE. O número de pessoas trabalhando (88,9 milhões) e o de empregados com carteira assinada (33,4 milhões) são os menores da série histórica, iniciada em 2012. Só no primeiro trimestre de 2017, 1,3 milhão de tralhadores perderam vagas, sendo que 600 mil tinham carteira assinada. (Pág. 25)

 

Supremo manda soltar Eike

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo, determinou a libertação de Eike Batista, preso em Bangu 9 por suspeita de contratos fraudulentos com o governo do Rio na gestão Cabral. (Pág. 5)

 

Muito mais do que sobras

Documentos e delações na Lava-Jato contestam versão de Cabral de que comprou artigos de luxo com caixa 2 e sobras de campanha. (Pág. 3)

 

Renan e Jucá são alvos da PF

A PF fez busca ontem em dez endereços ligados aos senadores Romero Jucá e Renan e ao ex-presidente José Sarney. (Pág. 4)

 

Lula terá que devolver presentes (Pág. 6)

 

Violência no Rio – Dobram as mortes em confrontos

Em março, o número de mortos em confrontos entre policiais e criminosos quase dobrou no Estado do Rio: 120 contra 61 no mesmo mês do ano passado. (Pág. 9)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

 

Manchete : Greve afeta transporte e comércio e termina com atos de vandalismo

Protestos começaram com paralisação de ônibus e metrô
Manifestantes entraram em confronto com a PM em SP e no Rio
Para centrais sindicais, foi a maior greve da história do País
Governo diz que movimento foi menor do que o esperado e não afetará as reformas

A greve geral convocada pelas centrais sindicais em protesto contra as reformas trabalhista e da Previdência afetou a rotina de cidades em todas as regiões do País. Com a adesão dos trabalhadores do setor de transportes, ruas ficaram vazias nos grandes centros urbanos. As centrais sindicais disseram que foi a maior greve já registrada no País. O governo afirmou que adesão ao movimento foi menor do que a esperada. A avaliação era de que as manifestações ficaram concentradas nos grandes centros urbanos. O ministro Moreira Franco (Secretaria- Geral da Presidência) considerou que o número de pessoas que foi às ruas deixou o Planalto animado para avançar com a agenda de reformas. Em São Paulo, manifestantes se reuniram no Largo da Batata e seguiram em passeata até a casa do presidente Michel Temer, no Alto de Pinheiros. A PM dispersou o protesto com bombas de efeito moral e de gás lacrimogêneo. No centro do Rio também houve confronto entre manifestantes e a polícia. (Economia B1 a B8)

 

Gilmar Mendes manda soltar Eike Batista

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal, mandou soltar o empresário Eike Batista, preso em Bangu por lavagem de dinheiro e corrupção. A decisão suspende a prisão preventiva, mas mantém medidas como uso da tornozeleira eletrônica. (Política A4)

 

Brasil tem 14 milhões de desempregados

A taxa de desemprego saltou para a marca recorde de 13,7% no trimestre encerrado em março, segundo dados do IBGE. No período, 1,8 milhão de trabalhadores perderam o emprego. O País já tem 14,2 milhões de pessoas à procura de uma vaga no mercado. (Economia B9)

 

Dono da Andrade vai depor sobre propina (Política A6)

 

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

 

Manchete : Greve atinge transportes e escolas em dia de confronto

Atos de rua contra reformas de Temer foram pontuais; aeroportos funcionaram normalmente

A greve geral liderada por centrais sindicais e movimentos sociais de esquerda contra as reformas trabalhista e da Previdência propostas pelo governo Temer paralisou parcialmente as principais capitais do país. Em algumas cidades, como Curitiba, Salvador e Recife, ônibus não circularam. Noutras, caso de São Paulo, Rio e Brasília, a circulação foi restrita. Metrô e trens funcionaram parcialmente na maior parte das cidades. Bancários e professores pararam em várias capitais. Não houve aulas em colégios particulares tradicionais de São Paulo, como Equipe, Santa Cruz e Palmares. Os aeroportos funcionaram sem grandes transtornos e, no comércio, a adesão foi parcial. Grandes empresas disseram ter tido um expediente quase normal. Apesar da calmaria na maior parte do dia, houve confrontos entre PM e manifestantes e depredações no Rio e em São Paulo, inclusive nos arredores da casa do presidente Michel Temer. Na estimativa de organizadores, entre 35 e 40 milhões de trabalhadores pararam em todo o país —o que seria, dizem, a maior greve geral da história. O governo deu à greve caráter de manifestação política e minimizou a adesão. (Mercado A17)

Index – Greve Geral

Temer parabeniza Doria por atitudes contra paralisação (Ilustrada C2)

Principais capitais do país acordam em clima de feriado (Mercado A24)

Gilmar Mendes manda soltar empresário Eike Batista

O ministro Gilmar Mendes, do Supremo, mandou soltar o empresário Eike Batista, preso no Rio desde janeiro em um desdobramento da Operação Lava Jato. Para o magistrado, o perigo à ordem pública ou ao processo pode ser reduzido por outras medidas que não a prisão. Eike é suspeito de lavar R$ 16,5 milhões em um esquema de pagamento de propinas ao ex-governador Sérgio Cabral. (Poder A6)

 

Falta atenção à indústria, afirma liderança do setor de máquinas (Mercado A27)

Maquinário e pessoal da prefeitura trabalham em um trecho de aproximadamente um quilômetro da via de acesso à Campininha

 

Após retomar as obras de pavimentação asfáltica em 650 metros lineares da estrada Transfalcônica, a prefeitura de Três Barras também está trabalhando na recuperação de outra parte da via, especificamente no trecho entre o antigo depósito de barro da empresa Porto Belo e a Dalquim.

 

Até neste sábado, 29, maquinário e pessoal da secretaria de Viação e Obras estarão realizando serviços de patrolamento e alargamento de pista, limpeza e abertura de valas laterais para o escoamento das águas da chuva e fazendo o revestimento com cascalho.

 

O secretário Francisco Farias, o Chicão, diz que cerca de 40 cargas do material estão sendo espalhadas e compactadas no trecho com aproximadamente um quilômetro de extensão. “É mais um trabalho de parceria que o poder público municipal está fazendo com a iniciativa privada, desta vez com a Dalquim, a fim de garantir melhores condições de tráfego e de escoamento da própria produção da empresa e dos produtores rurais radicados naquela região do município”, explicou.

 

Um das vias de acesso à localidade da Campininha, a partir do trevo da BR-280, a estrada Transfalcônica também serve de ligação para a empresa Forex, outra importante geradora de renda e de postos de trabalho no município.

 

Assim que for finalizada a recuperação desse trecho, Chicão informa que os trabalhos serão novamente concentrados nas ruas do distrito do São Cristóvão. “Onde deveremos permanecer pelos próximos 15 dias, em razão da demanda de serviços que ainda temos por executar”, observou.

Confira os destaques em Canoinhas e região                                                                                         

 

CINE POP DANCE

Quando? Sábado, 29

O que? Sábado Nota 10

 

 

 

 

 

 

DAJ E AUSTIN BAR

Quando? Sexta, 28

O que? Pagode/Micareta e Samba Pop com o grupo Soul Assim

Quando? Sábado, 29

O que? Pop Rock com Fabrício Necker na DAJ e Open Brahma com Wesley Bachega + DJ Residente na Austin

 

PANCADÃO MUSIC BAR

Quando? Sexta, 28

O que? 4 anos de Pancadão com Bruno e Sibila

 

SBO

Quando? Domingo, 30

O que? Tribaile com Talagaço, Paulinho Mocelim e Herança de Gaiteiro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

FESTA DO PADROEIRO

Quando? Domingo, 30

Onde? Capela da Anta Gorda. Animação do Grupo Marcas do Rio Grande

 

FIELD, EM PAPANDUVA

Quando? Sábado, 29

O que?  Sunset Garden Festival w/ Gabe / Andre Gazolla / Zacchi / Duodisco / Sound Cloup e mais

 

 

 

 

DIA DO PEDAL E CORRIDA RÚSTICA

Quando? Segunda, dia 1º

Onde? Saída a partir das 8h30 do Sesc Canoinhas

 

CINEMA

A Bela e a Fera segue em cartaz no CineMax Canoinhas

VEJA TRAILER, DATAS E HORÁRIO

SEXTA, 28

19h

 

 

SÁBADO, 29

16h30

 

19h

 

 

DOMINGO, 30

16h30

 

19h

 

 

 

VELOZES E FURIOSOS 8 SEGUE EM CARTAZ

VEJA TRAILER, DATAS E HORÁRIO

 

SEXTA, 28

21h30

 

 

SÁBADO, 29

  21h30

 

 

DOMINGO, 30

21h30

 

Enquanto bancários protestaram contra reformas, estudantes foram às ruas contra o Governo do Estado

 

Duas manifestações marcaram a manhã desta sexta-feira, 28, em Canoinhas. Bancários fizeram uma manifestação pacífica entre 10 e 11 horas da manhã. Eles apoiam a greve geral motivada pelas reformas trabalhista e previdenciária propostas pelo governo federal. Com a manifestação, as agências bancárias de Canoinhas abriram depois das 11 horas.

 

Bancários se posicionaram em frente às agências e cruzaram os braços em sinal de protesto por uma hora. A adesão ao protesto variou de acordo com a agência. Caixa e Itaú tiveram adesão de todos os funcionários, já no Bradesco houve funcionários que começaram a atender as 10 horas.

 

VEJA GALERIA DE FOTOS FEITAS PELO COLUNISTA BILUKA

 

Ao mesmo tempo, mas por motivo diferente, estudantes da Escola de Educação Básica Julia Baleoli Zaniolo, que fica no distrito do Campo d’Água Verde, saíram às ruas para protestar contra o Governo do Estado por negligenciar a situação do ginásio da escola, desabado em julho de 2013 com a neve que atingiu toda a região. A mobilização ocorreu das 10h30 às 11h30.

 

Desde a queda do teto do ginásio, os estudantes têm aulas de educação física ao relento. Quando chove as aulas têm de ser transferidas para as salas. “Somos estudantes e merecemos respeito. Como poderemos querer um futuro melhor se tratamos dessa forma os nossos estudantes?”, questionou a presidente do Grêmio Estudantil da escola, Ana Carolina Wille.

 

Segundo o secretário regional Aloisio Salvatti, o ginásio deve ser reconstruído com recursos federais já garantidos. Nos próximos dias ele e a gerente regional de Educação, Celina Muraro, vão a Florianópolis acertar os detalhes da obra.

 

VEJA GALERIA DE FOTOS FEITAS PELA COLUNISTA FÁTIMA SANTOS

A estratégia já executada na Operação Tiradentes e Semana Santa será mantida

 

A Polícia Rodoviária Federal iniciou às 00h01 desta sexta-feira, 28, e termina às 23h59 da próxima segunda, 2, a Operação Dia do Trabalho. A exemplo dos últimos feriados de Semana Santa e Tiradentes, esta operação também terá a duração de quatro dias e tem o objetivo de reduzir o número de vítimas no trânsito e manter a normalidade do fluxo de veículos e pessoas.

A estratégia já executada na Operação Tiradentes e Semana Santa será mantida: policiais rodoviários federais concentrarão a fiscalização em locais e horários de maior incidência de acidentes e crimes, de acordo com estatísticas do órgão. O objetivo é diminuir o número e letalidade dos acidentes e garantir segurança e fluidez do trânsito aos usuários das rodovias federais através do controle do excesso de velocidade, ultrapassagens indevidas, de dirigir sob influência de álcool e do uso inadequado do cinto de segurança.

Em 2016, não houve Operação Dia do Trabalho, uma vez que a data caiu em um domingo. Já no ano de 2015, com o feriado sendo comemorado em um sexta-feira, a operação teve quatro dias de duração e nas rodovias federais de SC registrou 191 acidentes, com 156 feridos e 9 vítimas fatais.

A PRF espera um fluxo de veículos semelhante ao do final de semana passado,  feriadão de Tiradentes. No entanto, o motorista deverá ficar alerta quanto à possibilidade de congestionamentos nesta sexta, durante todo o dia, devido a protestos populares contra as reformas políticas e também no retorno do feriadão, segunda-feira, entre 14 e 22h, devido ao grande fluxo de veículos principalmente nas áreas urbanizadas das BRs 101, 282, 470 e 280.