< 2016 dezembro Archive | JMais | Jornalismo Digital

Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Enquete realizada pela página do JMais no Facebook elegeu a imagem do ano                                                        

 

Com 132 votos, a foto do amanhecer em Canoinhas na última quarta-feira do ano, feita pela fotógrafa Fátima Santos, foi eleita a foto do ano em enquete feita pelo JMais por meio da sua página no Facebook.

Em segundo lugar, com 105 votos, ficou a imagem do romeiro canoinhense emocionado ao chegar a Aparecida do Norte depois de 30 dias na estrada.

O terceiro lugar foi para a emoção de Beto Passos ao saber que tinha vencido as eleições municipais em Canoinhas. O flagrante foi do fotógrafo Johnatan Fuska Leôncio.

Acompanhe abaixo os demais concorrentes.

[Best_Wordpress_Gallery id=”101″ gal_title=”Fotos do ano”]

Fundador da ACD, José Clever Pereira Gomes nos deixou neste ano                                                              

 

José Clever Pereira Gomes foi eleito o canoinhense do ano em enquete realizada pelo JMais na última semana do ano.

Foram 4.740 votos pelo site. Destes, 43% para Clever, que obteve no total, 2.308 votos. O segundo colocado foi o estudante André Rossano Cordeiro, com 2.008 votos (42% do total).

Em terceiro lugar ficou outro estudante, Bruno Marques dos Santos, com 7% dos votos (309 no total).

Em seguida vêm a professora Eliane Vieira Moraes (111 votos), o prefeito eleito Beto Passos (102 votos), e Francieli Woitexem (74 votos), famosa pelos pastéis de farofa.

 

SAIBA MAIS SOBRE OS OUTROS CANDIDATOS

 

O CANOINHENSE

José Clever Pereira Gomes era presidente da Associação Canoinhense dos Deficientes (ACD) e morreu neste ano aos 42 anos depois de sofrer um acidente vascular cerebral (AVC) hemorrágico no Hospital Santa Cruz, de Canoinhas. Clever lutava há mais de 15 anos contra uma doença degenerativa, era deficiente visual e cadeirante.

Um dos fundadores da ACD, Clever se tornou conhecido estadualmente por lutar pelos direitos dos deficientes físicos. Recentemente, a ACD passou a usar a nomenclatura Associação Catarinense de Deficientes. Desde 2004, ele fazia parte do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (Comde).

Clever deixou esposa e uma filha de 15 anos.

Grisele Morantt, viúva de Clever, comemorou o resultado da enquete, mas lembrou que Clever não deve ser reconhecido apenas como uma pessoa que lutou contra suas limitações físicas. “Ele dedicou sua vida em busca dos direitos das pessoas com deficiência de Canoinhas e região, fundou a Associação Catarinense de Deficientes e trabalhou nela até seu último dia de vida”, ressaltou.

No Hospital, Clever não deixou de atender o celular para ouvir os problemas de pessoas que necessitavam de sua ajuda. Seu estado era crítico, mas aos que reclamavam de ele atender o telefone, ele dizia: “Pode ser alguém que precisa muito de ajuda.”

Clever era cego e ficou cadeirante devido a uma artrite reumatoide. “Ele tinha insuficiência renal crônica, mas isso jamais foi motivo para que ele ficasse triste, seu sorriso era sua marca registrada, sempre pronto para ajudar”, recorda Grisele.

Palestrante espírita, prestigiou várias cidades de Santa Catarina com suas palavras. “Sempre demonstrou alegria em viver nesta terra tão amada por ele, nunca reclamou de suas limitações pois o que movia meu amado marido não eram suas pernas, nem sua cadeira de rodas, mas a imensa vontade de fazer a diferença com amor e dedicação, auxiliando cada um que batia à sua porta”, recorda Grisele.

Confira o que foi destaque no JMais

 

 Vereador e vice-prefeito eleito Renato Pike ocupou a tribuna no seu retorno à Câmara/Rodrigo Melo/Divulgação

Vereador e vice-prefeito eleito Renato Pike/Rodrigo Melo/Divulgação

A legislatura 2013-2016 da Câmara de Vereadores de Canoinhas termina o mandato com 145 projetos de lei apresentados. Os projetos vão de nomes de ruas até alvarás para motoristas de táxi, passando por decretos de utilidade pública de entidades filantrópicas. Fora disso, a maioria das leis mais significativas, de fato, não são cumpridas. É o caso, por exemplo do projeto de lei que restringe a circulação de cães pelo centro da cidade, proposta pelo atual presidente da Casa, Célio Galeski (PSD).

A atuação dos vereadores se concentrou mais em requerimentos e indicações. Foram 2004 requerimentos e 1285 indicações em quatro anos. Os requerimentos podem ir de uma nota de pesar pela morte de alguém ilustre na visão do vereador até um pedido de informações sobre atos do Executivo. Já as indicações apontam problemas detectados pelo vereador como a falta de iluminação em determinada rua até os tão frequentes pedidos de melhorias em ruas da cidade.

Campeão de ações na legislatura – 45 projetos de lei, 8 projetos de resolução, 658 requerimentos e 164 indicações -, Renato Pike (PR) disse que sente-se realizado como vereador. “Ajudei e fui ajudado pelo executivo. Meu partido foi o que mais trouxe dinheiro para Canoinhas”, afirma. Sobre a pouca efetividade dos pedidos da Câmara, Pike diz que de nada adianta propor projetos de lei ou requerimentos sem costurar antes com o prefeito. “Sempre procurei conversar com o prefeito antes de propor qualquer coisa”, lembra.

Pike, que foi eleito vice-prefeito, diz que assim como o mandato de vereador que se encerra nesta semana, “quero sair da prefeitura daqui a quatro anos realizado. Tenho orgulho de ter participado dessa vereança.”

 

diáriasAo assumir a presidência da Câmara de Vereadores no primeiro ano da atual legislatura, em 2013, Renato Pike (PR) até que tentou moralizar a liberação de diárias para viagens de funcionários e vereadores. Gastou apenas R$ 13.429, a maior parte desse valor com viagens de funcionários para cursos de atualização nas suas respectivas áreas, especialmente a contábil.

Bastou trocar de presidente, no entanto, que a porteira semifechada em 2013 foi escancarada pelo presidente Neno Pangratz (PP), que dividiu o mandato com João Grein (PT). Em 2014 foram gastos R$ 47 mil em viagens. Neno, por sinal, foi o recordista de diárias nos quatro anos de mandato. Gastou R$ 25,6 mil.

Em 2015, Gil Baiano (PR) assumiu a presidência da Casa liberando R$ 69,7 mil em viagens, a maior fatia desse valor, para ele mesmo (R$ 9,8 mil).

Generosidade consigo próprio não é exclusividade de Baiano. Como presidente da Casa, em 2016, Célio Galeski liberou R$ 16,2 mil para ele mesmo viajar. No total, R$ 70,6 mil foram liberados em diárias no último ano de mandato.

 

Foto: Tiago Amaral/ Rádio Colmeia

Foto: Tiago Amaral/ Rádio Colmeia

Aristides Palermo, 73 anos, que morreu logo depois de sofrer um acidente envolvendo três veículos na manhã desta segunda-feira, 26, na BR 280, em Irineópolis, estava no Ford Escort que, ao forçar uma ultrapassagem em local proibido, acabou provocando a colisão. O motorista do Escort segue internado no Hospital São Braz, em Porto União.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o motorista do Ford Escort com placas de Brusque (SC), fez ultrapassagem em local proibido em final de aclive com visibilidade reduzida, vindo a colidir frontalmente com um Prisma, placas de Pacajá (PA), que posteriormente chocou-se com um Fiat Siena, placas de Joinville (SC).

Com a colisão, Palermo e o motorista do Ford Escort ficaram presos às ferragens. Eles sofreram politraumatismo craniano e foram encaminhados para o Hospital São Braz, de Porto União. Palermo não resistiu e morreu no caminho para o Hospital. No mesmo veículo estava uma criança que foi salva e não teve ferimentos. Ela estava na cadeirinha no banco traseiro.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), liberou a pista perto das 12h.

A segunda vítima gravemente ferida já está estabilizada e não corre risco de morte.

 

bombeiroO Instituto Médico Legal (IML) de União da Vitória confirmou a identificação das duas vitimas de afogamento nesta terça-feira, 27, em um açude no bairro Dona Mercedes, em União da Vitória. Trata-se de Antônio Fuá de Lima, 67 anos, e Nelson Roos Strege, de 60 anos.

Os corpos já foram liberados para velório e posteriormente sepultamento.

Segundo informações de testemunhas, as vítimas estariam pescando, quando em determinado momento o barco onde estavam virou. O Corpo de Bombeiros de União da Vitória realizou buscas por diversas horas, e localizou os corpos já no início da noite.

 

Policia 1200x620Um casal de comerciantes vai responder a termo circunstanciado por ter agredido um cliente na noite desta terça-feira, 27, em Canoinhas.

O casal mantém uma lavação de veículos e uma borracharia na rua Senador Ivo d’Aquino. O cliente deixou o carro durante o dia para lavar na lavação que é administrada pela mulher. À noite foi reclamar do serviço para a mulher, que o teria agredido com tapas no rosto e um soco no ombro. O marido da mulher, que administra a borracharia, ainda o teria agredido com uma chave de fenda, provocando um ferimento em sua mão esquerda.

Ao sair do local com seu Prisma, o casal ainda amassou a lataria do carro.

A Polícia Militar foi até o local e o casal confirmou a agressão e o dano ao veículo.

 

maozinhaA tia de uma menina de um ano e quatro meses chamou a Polícia Militar na tarde desta quarta-feira, 28, na rua Frohlinde, no bairro Piedade, em Canoinhas, depois que a vizinha dos pais da criança entrou em contato com ela para contar que as genitais da criança apresentavam ferimento. Segundo a mulher, ela teria trocado a fralda da menina de um ano e quatro meses de idade. A vizinha diz que achou estranha a atitude da menina, que colocava as mãos no órgão genital e chorava.

A Polícia foi até o local com uma conselheira tutelar. Ao avistar a viatura, o pai da menina fugiu, sendo abordado três quadras depois.

A PM conduziu as partes até a Delegacia de Polícia Civil, onde foi emitida guia para realização do exame de corpo de delito. O exame foi realizado no Instituto Médico Legal (IML), tendo como resultado, emitido pelo médico legista Fernando Voigt, negativo para violência sexual. Demais providências ficaram sob responsabilidade da Polícia Civil.

Segundo a PM, o casal já perdeu a guarda de outros dois filhos.

 

casa destelhada depois de temporal no interior de Três Barras/Arquivo

casa destelhada depois de temporal no interior de Três Barras/Arquivo

A secretaria de Estado da Defesa Civil de Santa Catarina definiu os 20 municípios pilotos do projeto SMS. A seleção foi feita pelo secretário de Estado da Defesa Civil, com o auxílio dos coordenadores regionais, diretoria de Prevenção e equipe técnica de Monitoramento e Alerta da secretaria. Em cada regional da defesa civil foi escolhido um município piloto. Os testes com alertas via SMS começam em fevereiro de 2017. Ainda é estudado qual número será usado para enviar os alertas.

O objetivo desse projeto é ampliar as plataformas de emissão de alertas de eventos climáticos. Hoje a secretaria de Estado da Defesa Civil comunica por meio do site oficial, redes sociais (Twitter, Instagram e Facebook), coordenadores regionais e municipais e grupos de imprensa.

Para selecionar os municípios, a equipe levou em consideração alguns critérios apontados pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Sendo que o número total da população dos 20 municípios deveria fechar em 500 mil habitantes; também foi considerado os municípios com pouca ou nenhuma estrutura de defesa civil e a tipologia de eventos climáticos.

O projeto terá três etapas. A primeira ocorre durante quatro meses com os 20 municípios catarinenses. Depois, o teste é ampliado para todo o Estado e o Brasil. Nessa fase as pessoas irão cadastrar o CEP para receber os alertas. Na terceira etapa, o alerta é emitido por georeferenciamento a partir das antenas de celulares. O cidadão receberá o alerta dentro da área de abrangência de telefonia móvel.

 

Centro comercial de Canoinhas/Fátima Santos

Centro comercial de Canoinhas/Fátima Santos

A despeito da queda nacional de 4,8% nas vendas de dezembro em todo o País, o comércio de Canoinhas reagiu e obteve vendas 5% superiores a 2015. O comparativo se dá somando as consultas ao Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) feitas por lojistas da cidade. Em dezembro de 2015 foram 12.168 consultas. No mesmo mês de 2016 esse número subiu para 12.802 consultas no período de 1 a 28 de dezembro.

O levantamento não considera as vendas à vista e no cartão de crédito ou débito que, geralmente, dispensam a consulta.

O Natal é considerado pelos lojistas a data comemorativa mais importante em faturamento e volume de vendas. Na comparação com outras datas comemorativas do ano, as vendas do Natal de 2016 caíram menos, segundo a pesquisa da Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL) e do SPC Brasil, que divulgaram os dados nacionais.

Nacionalmente, no Dia das Mães, as vendas parceladas caíram 16,4%. No Dia dos Namorados, 15,23%. No Dia dos Pais, 7,15%. No dia das Crianças, 9,02%.

A Regional Centro-Norte da Federação das Indústrias de SC (Fiesc), através do Sesi de Canoinhas, finalizou o ano de 2016 com 1.803 trabalhadores atendidos nas áreas de Saúde ocupacional, Jogos do Sesi, Ginástica na empresa, eventos, Educação Jovens e Adultos, Educação Corporativa, Farmácia e Alimentação. A cobertura de Mercado este ano foi de 29% em Canoinhas.

O diretor regional do Sesi, Daniel Tenconi, destaca que toda a equipe atingiu ótimos resultados. “O ano está terminando e já estamos com o planejamento pronto para 2017”, diz. Tenconi revela que o Sesi trabalhou com mais visibilidade nas ações e atuando de forma assertiva nas soluções para aumentar cada vez a competitividade da indústria em toda a Regional.

O vice-presidente Regional da Fiesc, Gilberto Seleme, explica que o Sesi está sempre empenhado em melhorar o ambiente, os relacionamentos e os processos de trabalho na indústria. “Quanto mais saudáveis forem os trabalhadores e o ambiente onde desempenham suas funções, maior também será o desenvolvimento das indústrias e da comunidade onde atuam”, salienta.

O Sesi atua com serviços de saúde, educação continuada, educação de jovens e adultos, além de estimular os industriários a adotarem um estilo de vida mais saudável com serviços como o da Ginástica na Empresa e o Sesi Esporte.

 

 

Os números de Canoinhas

Campanha de vacinação: aplicadas 2.996 doses;

EJA – Alunos: 153;

SIPAT Coletiva Canoinhas: 25 empresas e 270 participantes.

Leia a terceira parte da crônica de fim de ano de Adair Dittrich                                                   

 

Alícia falava devagar, pausadamente, respirando ainda com dificuldade; com uma voz ainda meio rouca, não aquela vozinha macia e levemente rouca a que eu estava acostumado, mas, uma voz dorida.

Entre um gole e outro de um chá quentinho que Dona Laura preparara ela continuou a nos contar a história daquela longa e gélida noite passada nas barrancas do rio e na enlameada estrada vermelha.

Alícia teve que transfundir o sangue em poucos minutos; porque do choque hipovolêmico era necessário tirar, com urgência, a paciente. Se assim não procedesse haveria um risco iminente de perder o bebê.

Como ela conseguiu fazer com que aquele líquido vermelho, líquido da vida, fluísse com rapidez?  Qual o artifício usado por Alícia para que o sangue corresse com mais velocidade?  E ela, lentamente, foi explicando:

– Bom, numa das pontas de um equipo de coleta de sangue eu adaptei uma agulha de grosso calibre que introduzi no orifício de entrada do ar do frasco. Na outra ponta adaptei um dos tubos do esfigmomanômetro. Então pedi a uma das pessoas que lá se encontravam que segurasse o manguito firmemente e fosse bombeando a pera assim como se faz para se tomar a pressão arterial. Com isto consegui fazer que com o sangue do frasco jorrasse com maior velocidade.  Não sei fui muito clara nesta explicação. Mas, creio que vocês me entenderam.

– Enquanto as coisas se acomodavam com a paciente perguntei pelo jipeiro, pois ele também poderia doar sangue. Só então sua ausência fora percebida.

– E o dono da casa foi me explicando, meio sem jeito, meio sem graça que àquela hora em que ele perguntara se iria demorar muito ainda, fora por insistência do dono da condução.

–Sabe, dona, nóis é gente simples, gente da lavora, gente da roça. A gente aqui depende de uma boa safra, de uma boa colheita. E a gente está agora meio sem fundo, meio sem condição de pagar esta corrida já, assim na hora… então ele disse que não ia ficar, assim, aqui perdendo seu tempo de descanso, assim, sem ganhar e foi embora muito brabo. Mas não ligue, não, Dona Alícia tem um outro vizinho mais longe que depois a gente acerta pra levá a sinhora de volta.

Alícia disse que nesta hora teve uma reviravolta no estômago… e se… Melhor nem pensar agora. Solucionar o caso aqui primeiro e depois as coisas se acertariam.

Começou então com as manobras necessárias para que o trabalho de parto continuasse o seu caminho da melhor forma possível.

Pacientemente, conseguiu virar a cabecinha do bebê e não demorou mais que alguns minutos para que os seus primeiros vagidos ecoassem naquele quarto. E, logo, fortemente, seu choro foi ouvido para alegria geral.

A paciente, aos poucos, foi criando cor. Sua pressão sanguínea foi se normalizando. Alícia pode então se sentar, respirar fundo e explicar para eles, em detalhes, como a paciente deveria ser cuidada. E o bebê também.

– A receita o senhor pega amanhã em meu consultório. Para agora está tudo bem. Já apliquei os antibióticos e demais medicamentos de que ela precisava. Então amanhã vocês me contarão como mãe e filho estão passando. Felizmente não houve ruptura de tecidos e pontos não foram necessários. Por favor, ajudem-me a colocar então a minha bagagem na condução que vai me levar…

Silêncio e pigarros antes que o marido da paciente tornasse a falar:

– Dona Alícia, a senhora nos desculpe mais uma vez, mas é que o peão aqui, aquele que doou o sangue foi atrás do outro vizinho que tem um jipe, mas a mulher dele disse que ele tinha ido levar umas pessoa pra uma fazenda e só volta lá por perto do meio dia… 

Agora sim, o estômago de Alícia virou mesmo do avesso… Fazer o quê? Precisava retornar. De qualquer jeito, precisava retornar. Uma amiga logo entraria em trabalho de parto e ela precisava estar lá. E aquele outro senhor, tão amigo, já de idade avançada, com grave problema cardíaco. E o Dr. Pedro que dele cuidava estava viajando. Precisava estar lá de manhã, pois imprescindível a troca de dosagem de sua medicação…

Não, ela voltaria a Itacugi de qualquer forma, com qualquer tempo.

– Deixo aqui com vocês a minha sagrada sacola com todos os meus equipamentos e vou caminhando para casa. Depois, quando vocês forem ao meu consultório vocês a levam para mim…

–Mas Dona Alícia, é muito, muito longe e quase só subida, quase só pirambera.

De nada adiantaram os rogos de ninguém ali.

Sorveu a xícara de café preto e forte com açúcar, que lhe ofereceram.

E foi. Pela tenebrosa noite gelada. Pela tenebrosa noite molhada. Por uma desconhecida estrada coberta de lama vermelha. Mais estreito caminho que estrada.

Foi. Pela escura noite sem estrelas.

Foi. Pela escura noite de lua cheia escondida em grosso e impenetrável véu de nuvens escuras.

Só um pensamento a movia. O compromisso com seus pacientes. O compromisso com a vida.

Sabia o que a esperava. Vira que o jipe, com toda a sua marcha reduzida, com toda a força de tração inculcada em suas quatro rodas, com pneus de fundos sulcos, com pneus próprios para a lama, quanta dificuldade passara.

Mas ela foi. Tomou de um bordão ali mesmo no sítio e encetou a caminhada rumo à cidade. Tinha plena certeza de que, no máximo, em quatro horas faria aquele íngreme percurso de quase quinze quilômetros. Só não avaliara que havia trechos em que mais para trás que para a frente ela andaria.

Era noite de luar, mas entre a estrada e a lua quilômetros de nuvens no céu a escondiam. Era noite de luar e, embora a camada de nuvens entre a estrada e a lua, alguma coisa era possível discernir. E ela levava consigo a possante lanterna com oito pilhas grandes.

(Continua)

31 de dezembro de 2016

O Globo

 

Manchete: Decisão sobre aumento de ônibus será de Crivella

Paes suspende reajuste de passagens após crítica de seu sucessor

Coronel Paulo César Amêndola, que será secretário municipal de Ordem Pública, anuncia que nova gestão terá tolerância zero com camelôs e a falta de educação de motoristas no trânsito

O prefeito Eduardo Paes suspendeu o aumento da tarifa dos ônibus após seu sucessor, Marcelo Crivella, informar, por meio de seu vice, Mac Dowell, que é contra o reajuste. Paes já tinha anunciado que a passagem subiria amanhã de R$ 3,80 para R$ 3,95. O coronel Paulo César Amêndola, que assumirá a Secretaria de Ordem Pública, anunciou ontem que a gestão Crivella terá tolerância zero com camelôs e desrespeitos no trânsito. (Págs. 6 e 7)

 

Pezão veta corte de seu salário; ICMS vai subir

No último dia útil do ano, o governador Luiz Fernando Pezão vetou a proposta aprovada na Alerj que previa corte de 30% de seu salário e dos secretários. Ele também baixou de 30% para 20% a redução das gratificações dos funcionários comissionados. Enquanto isso, após decisão do STF, o governador sancionou o aumento do ICMS de energia, telefonia, gasolina, refrigerante e cerveja. (Págs. 13 e 14)

 

Lava-Jato: acordos para recuperar R$ 10 bi

Com 24 presos, sendo 14 condenados, operação iniciada há quase 3 anos terá um 2017 de mais revelações (Pág. 3)

 

Capriles diz ver perigo de golpe

O líder opositor venezuelano Henrique Capriles diz em entrevista a JANAÍNA FIGUEIREDO que o governo Maduro transformou o país numa “panela de pressão” e que estão dadas as condições para um golpe militar. (Pág. 22)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

 

Manchete: Lava Jato prevê operações em mais 7 Estados em 2017

Força-tarefa avalia que delações da Odebrecht podem levar investigação a obras do metrô e estádios da Copa

A força-tarefa composta por Polícia Federal e Ministério Público Federal prevê desdobramentos da investigação da Operação Lava Jato em pelo menos mais sete Estados em 2017. A conta leva em consideração as suspeitas sobre obras e desvios de dinheiro público. A expectativa dos investigadores é de que a delação de executivos e ex-executivos da Odebrecht dobre o número de operações. Quase três anos depois do início da Lava Jato, o acordo com a empreiteira agrega 77 delações às 71 já existentes no processo. Após o desmembramento imposto pelo Supremo Tribunal Federal (STF) e o compartilhamento de informações com o Ministério Público de outros Estados, operações “filhotes” já foram deflagradas em São Paulo, Rio, Goiás, Pernambuco, Rondônia e no Distrito Federal. Apenas nos documentos apreendidos na 35.ª fase da operação, a Ommertá, foram encontrados e-mails e pedidos de pagamento via Setor de Operações Estruturadas, batizado como “departamento da propina”, atrelados a 27 projetos em 11 Estados – RJ, SP, BA, RS, PE, RN, PR, CE, PI, GO e ES. São obras que vão da expansão do metrô em São Paulo e no Rio aos estádios da Copa em Pernambuco, Rio e Bahia. (POLÍTICA / PÁG. A4)

 

Meirelles diz que não sacrificará ajuste fiscal por governadores

O governo endureceu o discurso sobre a crise financeira dos Estados. O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que “não deve haver ilusão de que tudo virá da ajuda federal”. Ele declarou que o governo está sensível ao problema dos governadores, mas que qualquer socorro poderá sacrificar as contas federais. “Ajuda só se não prejudicar o ajuste”, avisou. (ECONOMIA / PÁG. B1)

Bovespa em alta

Empresas da Bolsa se valorizaram em 2016. Petrobrás lidera a lista. (PÁG. B8)

 

Doria e Alckmin sobem em 14,8% bilhete integrado

Após congelarem a tarifa básica de ônibus, trem e metrô na Grande São Paulo em R$ 3,80, o governador Geraldo Alckmin e o prefeito eleito João Doria reajustaram ontem todas as demais passagens. O preço do bilhete integrado de ônibus com trilhos subiu 14,8%, o bilhete único mensal aumentou 35,7% e o mensal integrado, 30%. (METRÓPOLE / PÁG. A8)

 

Mulher de grego é presa

Foi presa no Rio Françoise Amiridis, mulher do embaixador da Grécia, Kyriakos Amiridis, que foi achado morto. Crime teria sido passional e cometido por um PM. (METRÓPOLE / PÁG. A10)

 

Com reajuste, salário de auditor chega a R$21 mil (Economia/ Pág. B3)

 

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

 

Manchete: Prefeitos assumem com mais cortes e sem investir

Redução de gastos e estrutura, dívidas e salários atrasados afetam capitais

Depois de dois anos de crise, os novos prefeitos iniciam seus mandatos, neste domingo (1º), num cenário de maior contenção de gastos e menos investimentos. Onze capitais tiveram queda real de receitas desde o início do mandato, e em só seis a arrecadação não caiu neste ano. Muitas iniciaram um rigoroso ajuste fiscal, que deve continuar em 2017. Em São Paulo, João Doria (PSDB) anunciou a venda da maior parte da frota municipal —mandou os servidores usarem Uber— e reduziu as secretarias de 27 para 22. A Prefeitura de Vitória (ES) não reajusta salários há dois anos, e atê o horário de expediente foi reduzido. Na capital capixaba, onde o prefeito Luciano Rezende (PPS) foi reeleito, servidores com celular tiveram verba para a conta reduzida a um terço —quem gasta mais tem o valor descontado em folha.
“Tem de saber lidar com a escassez”, diz o prefeito de Belo Horizonte, Mareio Lacerda (PSB), presidente da Frente Nacional de Prefeitos, que será sucedido por Alexandre Kalil (PHS). Mesmo com os cortes, alguns assumirão com salários atrasados. Em Porto Alegre, cuja dívida triplicou, a prefeitura parcelou o 13°. Especialistas veem risco de que as prefeituras encolham e a qualidade do serviço seja afetada. (Cotidiano B1)

 

Assembleias de RJ, MG e RS travam projetos anticrise

Dos 64 projetos enviados pelo Executivo às Assembleias dos três Estados em maior crise financeira —Rio de Janeiro, Minas e Rio Grande do Sul—, pouco mais da metade (36) foi aprovada, mostra levantamento da Folha. Apenas sete tratam de salários, previdência e benefícios de servidores, principais causas do rombo das contas públicas. (Mercado A11)

 

Doria e Alckmin sobem integração e bilhete mensal

Após definirem em conjunto o congelamento em 2017 da tarifa básica de ônibus, metrô e trens da CPTM em R$ 3,80, o prefeito eleito de São Paulo, João Doria, e o governador Geraldo Alckmin, ambos do PSDB, anunciaram reajustes acima da inflação na integração e em bilhetes como o mensal. As novas tarifas valem a partir do dia 8 de janeiro, domingo. (Cotidiano B3)

 

Para a polícia, viúva é cúmplice em assassinato de embaixador

A Polícia Civil do RJ pediu e a Justiça decretou a prisão da viúva do embaixador da Grécia no Brasil, Kyriakos Amiridis, 59. Françoise, um policial militar e o primo dele são suspeitos pela morte. Amiridis estava desaparecido desde segunda (26). A polícia confirmou que é do diplomata um corpo carbonizado encontrado dentro de um carro na quinta. A hipóteseéê de crime por motivo passional. (Cotidiano B4)

vvaleA chuva forte da tarde desta sexta-feira, 30, em Porto União e União da Vitória causou transtorno em especial aos motoristas. Pontos de alagamento foram registrados tanto em União da Vitória quanto em Porto União.

O cruzamento na Avenida Getúlio Vargas (perimetral) próximo ao trevo de acesso ao bairro São Pedro em Porto União teve alagamentos. Bem como, o trevo próximo a loja Havan.

Em União da Vitória, um dos locais afetados foi o bairro Rocio, próximo ao posto líder. Motoristas encontram dificuldades para trafegar pela Avenida Marechal Deodoro da Fonseca.

Uma árvore caiu na Rua Marechal Cândido Rondon em São Cristóvão.

ASSISTA O VÍDEO

Deputado federal contribuiu para liberação de emendas                                                               

 

Diante de crise econômica enfrentada pelos municípios, o deputado federal Mauro Mariani (PMDB) diz que priorizou ainda mais a atuação, em 2016, na busca por recursos para as prefeituras. A região de Canoinhas, sua base eleitoral, foi beneficiada com ações voltadas para a saúde, infraestrutura, atração de investimentos e inclusão digital, segundo sua assessoria.

Em Canoinhas foi inaugurada a primeira sede do Centro de Atenção Psicossocial (Caps) de Santa Catarina. Ao todo foram investidos mais de R$480 mil, com recursos da prefeitura e do Governo Federal, por meio de emenda parlamentar do deputado. O Caps é um serviço específico para o cuidado, atenção integral e continuada às pessoas com necessidades em decorrência do uso de álcool, crack e outras drogas. A equipe multiprofissional é composta por médico psiquiatra, clínico geral, psicólogos, entre outros.

Na infraestrutura, Mariani comemora a conclusão da pavimentação da Avenida Moisés Damaso, via que dá acesso ao Parque de Exposições Ouro Verde.  A obra tem recursos federais articulados pelo parlamentar, que também viabilizou garantiu recursos para a pavimentação de ruas.

Já o município de Major Vieira foi beneficiado com inclusão digital na educação.  Cerca de mil alunos foram beneficiados com 250 tablets, articulados por recursos de emenda de autoria do deputado.

 

FLORESTA NACIONAL TRÊS BARRAS

O deputado federal Mauro Mariani (PMDB) diz que ainda discutiu junto ao ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) um novo destino para a Floresta Nacional de Três Barras.  O deputado defende que a União repasse a área para o Estado, que, por meio de um plano de manejo, venderia a madeira – pinus e eucaliptos – para financiar um fundo destinado a projetos em benefício da região. “Uma espécie de compensação para a dívida histórica deixada pela União com uma região marcada pela Guerra do Contestado”.

 

BR-116

Mariani ainda pressionou a ANTT para que fosse contratado o projeto executivo para a duplicação da BR-116. Ao lado de prefeitos e entidades, o deputado comemorou a contratação, etapa importante para o início da obra em si.

 

 

AÇÕES ESTADUAIS

Agendas voltadas para a recuperação da economia, articulação de recursos para os municípios, saúde e infraestrutura do Estado marcaram a atuação do deputado federal Mauro Mariani  2016.

A aprovação de projetos como o que autoriza o microempreendedor individual a usar a própria casa como sede está entre os destaques. “A proposta, que já virou lei, beneficia mais de 200 mil empreendedores em Santa Catarina e seis milhões de autônomos no Brasil”, destacou o parlamentar.

O deputado diz que ainda conquistou o apoio do Governo Federal na criação de um fundo constitucional para estimular investimentos e reduzir as desigualdades regionais em Santa Catarina.

Mariani ainda defendeu que o Estado seja beneficiado com parte dos recursos arrecadados com a repatriação, que seriam revertidos em obras como a duplicação das rodovias BR-470 e BR-280. O Governo Federal estuda a proposta.

Mudanças no cardápio beneficiam a limpeza do corpo e afastam sintomas como fadiga e inchaço

Com a proximidade das festas, muitas pessoas iniciam suas resoluções de ano novo. Em geral, esta época é marcada pela reflexão e o desejo de mudar de hábitos, principalmente em virtude da saúde e da boa forma. Com as confraternizações e as ceias natalinas, a mesa farta reflete na balança e na saúde: as festividades acentuam ainda mais os excessos praticados ao longo de meses, resultando em inchaço, fadiga e retenção de líquidos. Não é por acaso que muitos decidem correr atrás do prejuízo logo nos primeiros dias do novo ano. Para facilitar este processo e evitar a adoção de dietas mais radicais, o mais adequado é preparar o corpo desde já: numa época de excessos, investir numa alimentação detoxificante pode auxiliar na reeducação alimentar e ajudar o organismo a eliminar as impurezas que atrapalham o corpo e a mente.

 

 

Faxina no organismo

Ao findar do ano é comum sentir certa fadiga, como se carregássemos um peso extra. Justamente por isso, muitos reservam tempo para dar aquela faxina na casa e jogar fora tudo aquilo que não tem mais utilidade. Se temos essa necessidade em relação ao lar, porque não fazer o mesmo com o corpo? A sensação de cansaço, stress e falta de energia podem parecer apenas reflexo de um ano cheio de tarefas, contudo, o excesso de impurezas vindas da alimentação, da poluição e até mesmo do uso de medicamentos podem estar por trás desses e de outros sintomas. Quando substâncias nocivas encontram-se acima do normal no organismo, seu acúmulo pode gerar incômodos como prisão de ventre, inchaço, problemas de pele e, inclusive, dificuldade em perder peso.

 

 

Eliminando as impurezas

O corpo humano conta com um sistema capaz de identificar o que é nocivo ou irrelevante ao organismo e então eliminar essas substâncias através das fezes, urina, bílis, suor e outros fluídos. Contudo, para que os este processo, também conhecido como detoxificação, funcione de forma eficaz é preciso que o organismo esteja devidamente saudável e nutrido. Infelizmente, nos dias atuais, é cada vez mais comum o consumo de alimentos que fazem justamente o contrário: sobrecarregam o organismo e causam o acúmulo de impurezas.

De acordo com a nutricionista Sinara Menezes, a dieta desequilibrada, com baixo consumo de alimentos naturais e um excesso de processados, açúcares e gorduras propicia essa retenção: “A culpa não é só das festas natalinas, mas de uma dieta desregrada ao longo de todo um período. Alimentos como fast foods, guloseimas e industrializados são ricos em corantes e conservantes, substâncias que podem se acumular no organismo e causar uma série de inflamações”. A profissional da Nature Center explica o porquê “Além de carregarem toxinas para o organismo, são de baixo valor nutricional, portanto, não colaboram para o processo natural de detoxificação, que depende de diversos nutrientes”.

Sinara aponta que a própria alimentação pode ser uma das maneiras mais eficazes de combater o problema: com uma dieta detoxificante, também conhecida como dieta detox, é possível fornecer ao corpo os nutrientes necessários para excreção de toxinas. Para a nutricionista, épocas como a virada de ano podem ser as mais adequadas para realizar este tipo de mudança no cardápio “Não somente pelo excesso das festas, mas porque é uma forma de reeducar a alimentação e, ao mesmo tempo, excretar as toxinas. É uma boa maneira de iniciar o novo ano com uma rotina mais saudável, estimulando escolhas mais acertadas.” – complementa.

 

 

 

Agentes de limpeza

Conforme explica a nutricionista, a dieta detoxificante tradicional deve ser aplicada em casos específicos, pois pode ser bastante restritiva. Porém, incluir alguns alimentos “próprios” dessa dieta no cardápio pode dar uma força extra para melhorar o processo de excreção de impurezas e ajudar a eliminar os excessos do final de ano. Alguns, inclusive, merecem destaque quanto às suas propriedades nutritivas. São eles:

  • Couve: altamente nutritiva, as folhas desse vegetal são ricas em vitaminas A, do complexo B e vitamina C. Rica também em sais minerais, a couve possui concentração equilibrada de cálcio e magnésio. É uma ótima fonte de fibras, auxiliando no processo digestivo e beneficiando a mucosa estomacal. “É um dos principais alimentos detox, porém também podemos destacar outros vegetais brássicos como o brócolis, repolho, couve-flor, couve de Bruxelas, rabanete e nabo.”
  • Frutas cítricas como a laranja possuem grande poder antioxidante e alta concentração de vitamina C. Graças a essas propriedades, aceleram a excreção de toxinas e impurezas do organismo. Além disso, são de fácil inclusão na dieta, podendo compor sucos funcionais. “Frutas como o limão, laranja e abacaxi tem poder diurético, anti-inflamatório e beneficiam o processo digestivo, auxiliando no combate ao inchaço”;
  • Arroz integral: rico em fibras insolúveis, este alimento auxilia na eliminação de toxinas durante o trânsito intestinal. Também é um cereal bastante nutritivo “É rico em sais minerais como potássio, cálcio, ferro e uma ótima fonte de vitaminas do complexo B”;
  • Líquidos: beber água é fundamental para que o corpo consiga eliminar as toxinas. Este é um dos componentes mais importantes no processo detoxificante, presente em praticamente todos os excrementos. Se o corpo está desidratado o trabalho dos rins é prejudicado; urina, suor e demais formas de expulsar as impurezas também ficam minimizados. “Além da água, o chá verde e a água de coco podem ajudar nesse aporte, inclusive, como ingredientes de um suco detox. Hidratar-se bem é essencial”.

 

Detox emagrece?

Bastante conhecido, o termo ficou popular entre as dietas de emagrecimento. Contudo, este não é seu principal objetivo, e sim, uma consequência. Como o acúmulo de toxinas gera constipação, inchaço, retenção de líquidos e outros processos inflamatórios, é natural que ao expulsar essas substâncias nocivas do organismo, o metabolismo passe a trabalhar melhor e a redução de medidas aconteça: “Apesar deste não ser seu objetivo principal, a dieta detox pode ser uma boa estratégia para iniciar uma reeducação alimentar e um plano de emagrecimento. A perda de peso pode acontecer, de fato, porém em virtude da adoção de uma alimentação mais saudável e o abandono de hábitos prejudiciais”.

 

 

O que pode e o que não pode?

A dieta ganhou, inclusive, diversas versões, desde as mais restritivas às mais light, podendo ser mais ou menos permissiva conforme o perfil e necessidade do indivíduo. Porém, para permanecer fiel ao seu propósito, alguns itens devem ser categoricamente evitados durante o período: alimentos gordurosos ou ricos em açúcar, industrializados, frios e embutidos; refrigerantes, bebida alcoólica, cigarro, entre outros. Dependendo do objetivo, a dieta também pode restringir ou minimizar o consumo de sal, carne vermelha, farinha branca, glúten e lactose.

No geral, a dieta detoxificante se resume, principalmente, à “comida de verdade”, ou seja, alimentos naturais. Obviamente alguns possuem propriedades detoxificantes mais elevadas. Contudo, os cuidados não se resumem somente à escolha dos ingredientes do cardápio: o preparo também é muito importante. Frutas, legumes e vegetais devem muito bem higienizados para eliminar ao máximo a presença de agrotóxicos. Se possível, dê preferência a alimentos orgânicos. Além disso, é preciso cuidado com a dieta como um todo “De nada adianta tomar um suco detox no café da manhã e comer um x-burguer no almoço” – enfatiza a nutricionista.

 

Quem pode fazer?

Apesar de benéfica e nutritiva, a dieta detox não pode ser seguida deliberadamente: por ser restritiva e influenciar sob tudo q ingerimos, deve ser acompanhada por um médico ou nutricionista. Justamente por essa razão, não é recomendada para pessoas que fazem uso de medicamentos, gestantes e lactantes. Outro ponto importante é que ela não é uma dieta ordinária, mas sim, uma terapia funcional, que deve ser adotada ocasionalmente, em períodos específicos. Dessa forma, mesmo para aqueles que desejam apostar na dieta detox para uma reeducação alimentar, a orientação de um profissional também é indispensável: somente ele poderá indicar o tempo adequado e um cardápio rico em alimentos detoxificantes, sem comprometer a oferta nutricional.

O presidente Michel Temer sancionou a Lei 13.409, que inclui pessoas com deficiência entre os beneficiários de reserva de vagas nas universidades federais e nas escolas federais de ensino médio técnico. A cota para estudantes vindos de escolas públicas já previa a destinação de vagas para pessoas de baixa renda, negros, pardos e indígenas.

O texto sancionado está publicado na edição desta quinta-feira, 29, do Diário Oficial da União e altera a Lei 12.711, de 2012, que é a Lei de Cotas de Ingresso nas Universidades.

A Lei de Cotas estabelece como primeiro critério que no mínimo 50% das vagas para ingresso em curso de graduação, por curso e turno, sejam reservadas para estudantes que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas. No caso do ensino técnico de nível médio, a reserva é para alunos que cursaram integralmente o ensino fundamental na rede pública.

Como segundo critério, as cotas se destinam a pessoas de baixa renda, negros, pardos e indígenas. Pelo texto sancionado por Temer, os estudantes com deficiência agora entram nessa subcota. A distribuição é feita de acordo com as vagas ofertadas e a proporção desses grupos na população da unidade da Federação onde fica a instituição.

Anteriormente, a regulamentação já permitia que as universidades federais instituíssem reservas de vagas para pessoas com deficiência, mas isso era opcional.

Conforme estabelecido na Lei de Cotas, no prazo de dez anos, será feita a revisão do programa especial para o acesso às instituições de educação superior de estudantes pretos, pardos e indígenas e de pessoas com deficiência, bem como daqueles que tenham cursado integralmente o ensino médio em escolas públicas.