< novembro 2016 - JMais | Jornalismo Digital Archive | JMais | Jornalismo Digital

Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Vereador está encaminhando requerimento no qual solicita intervenção da Casan junto a empresa executora dos serviços

 

Por meio de requerimento, vereador Wilmar Sudoski (PSD) está solicitando que a gerência da Casan intervenha junho à empresa Itajui Engenharia Ltda, no sentido de que sejam evitadas obras de implantação da rede de esgotamento sanitário no centro da cidade durante todo o mês de dezembro, período em que a região comercial recebe um grande fluxo de veículos e, principalmente, de pessoas que saem às ruas para fazer as compras natalinas.

No documento o vereador ainda pede que a Casan cobre celeridade nos serviços que estão em curso na região central, para que os comerciantes locais não tenham suas vendas prejudicadas em virtude das péssimas condições de mobilidade ocasionadas pelas obras realizadas nas calçadas e nos espaços destinados a estacionamentos.

Vereadores realizaram reuniões de regimes ordinário e extraordinário para votar as matérias na noite de segunda-feira

 

Em sessões ordinária e extraordinária sem remuneração realizadas na noite de segunda-feira, 28, vereadores canoinhenses deliberam pela aprovação definitiva e unânime de cinco projetos, sendo que quatro deles têm origem do Executivo Municipal.

Duas matérias foram aprovadas em segundo turno na sessão de regime ordinário. O projeto de resolução n°008/2016 altera para as 19h do dia 1° de janeiro, o horário da solenidade de posse do prefeito, vice-prefeito e vereadores eleitos em Canoinhas. O texto que trata da mudança do parágrafo 1 do artigo 3° da Resolução n°825 de 21 de dezembro de 2001 tem a autoria do presidente da Câmara, vereador Célio Galeski (PR).

Também aprovado o projeto de lei n°192/2016, que autoriza a prefeitura de Canoinhas a firmar convênio com o Estado de Santa Catarina, através da Secretaria de Segurança Pública e Defesa do Cidadão, e a ceder o veículo Renault, modelo Novo Master Grand Furgão L2h2 ao Corpo de Bombeiros Militar local.

O automóvel foi adquirido com recursos provenientes do Fundo de Reaparelhamento e Modernização do Corpo de Bombeiros (FunrebomPM).

Outras três matérias foram apreciadas em dois turnos na mesma noite. De acordo com o projeto de lei n°188/2016, a prefeitura de Canoinhas fica autorizada a anular dotações orçamentárias da secretaria municipal de Administração, Finanças e Orçamento e a remanejar recursos de R$ 50 mil à secretaria municipal de Desenvolvimento Rural, a fim de atender atividades do Programa Porteira Adentro.

Pelo projeto de lei n°189/2016, o município fica autorizado a anular dotações orçamentárias da secretaria municipal de Administração, Finanças e Orçamento e a remanejar recursos ordinários que totalizam R$ 280 mil, para que a secretaria municipal de Obras e Desenvolvimento Urbano possa aplicar no reperfilamento asfáltico de trecho da Rua Francisco de Paula Pereira e na Travessa Ernesto Ballmann.

Já o projeto de lei n°111/2016, regulamenta o artigo 70 da Lei Complementar n°21 de 20 de dezembro de 2007. Na prática, a matéria trata da normatização de padrões das calçadas públicas no perímetro urbano de Canoinhas. O texto segue para a sanção ou veto do prefeito municipal, com emendas substitutivas propostas pelos vereadores Wilmar Sudoski (PSD) e Renato Pike (PR).

Equipe da Rede Barriga Verde acompanha vigília na Arena Condá                                         

 

Uma equipe da Rede Barriga Verde de Rádios, que tem na Band FM Canoinhas uma de suas filiadas, está na Arena Condá, em Chapecó, acompanhando a vigília de torcedores e familiares à espera dos corpos dos 71 mortos no acidente aéreo ocorrido nesta terça-feira, 29, na Colômbia. Veja fotos feitas pela equipe:

 

Confira a biografia dos jogadores que faleceram no acidente:

danilo2Danilo (goleiro)

Marcos Danilo Padilha era paranaense de Cianorte e iniciou a carreira no time de sua cidade natal. Fez a carreira em clubes do interior paranaense com mais destaque no Londrina. Estava em sua quarta temporada na equipe de Chapecó, onde era titular e ídolo. O goleiro tinha 31 anos e era um dos destaques da campanha histórica na Sul-Americana.

 

cleber_santanaCléber Santana (meia)

Natural de Abreu e Lima (PE), Cléber Santana Loureiro era um dos jogadores mais experientes do elenco. O meia-campista começou a carreira no Sport e passou por clubes como Vitória, Santos, São Paulo e Flamengo. Jogou também pelo Atlético de Madrid, da Espanha. A partir de 2012, começou a rodar pelo futebol catarinense, passando por Avaí, Criciúma e Chapecoense. O atleta tinha 35 anos.

 

bruno_rangel02Bruno Rangel (atacante)

Nascido em Campos dos Goytacazes (RJ), Bruno Rangel é o maior artilheiro da história da Chapecoense, com 77 gols. O atacante iniciou no futebol carioca e passou por clubes como Paysandu, Guarani e Joinville. Chegou ao clube de Santa Catarina em 2013, quando foi artilheiro da Série B e alcançou o auge da carreira. Foi para o futebol do Catar e retornou ao clube ainda em 2014. Aos 34 anos, era um dos jogadores mais velhos do elenco.

 

Lucas Gomes (atacante)

Lucas Gomes da Silva era natural de Bragança (PA) e iniciou a carreira em clubes menores do Pará. Passou também por Londrina (PR) e Icasa (CE), até chamar atenção do Fluminense em 2015. O atacante, que tinha 26 anos, chegou à Chapecoense nesta temporada.

 

Filipe Machado (zagueiro)

Filipe José Machado nasceu em Gravataí (RS) e tinha 32 anos. O zagueiro defendeu o Internacional nas categorias de base e jogou boa parte da carreira em países da Europa e da Ásia. No Brasil, passou por clubes como Duque de Caxias, Guaratinguetá e Macaé. Filipe chegou à Chapecoense em 2016, vindo do futebol iraniano.

 

kempesKempes (atacante)

Everton Kempes dos Santos Gonçalves, 34 anos, nasceu em Carpina, Pernambuco. Kempes, como é mais conhecido, chegou para compor o ataque da Chapecoense neste ano. O experiente jogador passou por diversos times como Portuguesa, Nacional de Muriaé, Paraná, Vitória, Estrela do Norte, Sertãozinho, Ceará, Caxias, Ipatinga, Criciúma, Novo Hamburgo, Américo Mineiro e pelo Cerezo Osaka, do Japão.

 

ananiasAnanias (atacante)

Ananias Eloi Castro Monteiro, 27 anos, era natural de São Luís (MA). O atacante, revelado pelo Bahia, se destacou pela Portuguesa entre 2011 e 2012. Nos anos seguintes, jogou no Cruzeiro, no Palmeiras e no Sport. Ananias chegou à Chapecoense em 2015 e se tornou uma das principais armas ofensivas do time.

 

Willian Thiego (zagueiro)

Zagueiro, Willian Thiego de Jesus formava a dupla titular da defesa da Chapecoense. Natural de Aracajú, o atleta de 30 anos passou pelas categorias de base do Grêmio. Jogou ainda no Bahia, Ceará, Figueirense e em clubes do Japão e Azerbaijão. O jogador estava no time de Chapecó desde janeiro de 2015.

 

denerDener (lateral esquerdo)

Dener Assunção Braz, 25 anos, era o lateral esquerdo titular da Chapecoense. Natural de Bagé (RS), iniciou na base do Grêmio. No início da carreira, foi emprestado para equipes do interior gaúcho até chegar ao Vitória (BA). Foi contratado pelo Caxias, em 2013, mas foi com o título paulista pelo Ituano, em 2014, que chamou atenção do país. No mesmo ano, acertou com o Coritiba, e desde 2015 está na Chapecoense.

 

mateus_caramelo_0Mateus Caramelo (lateral direito)

Mateus Lucena dos Santos tinha 22 anos e era lateral direito. O jogador foi revelado pelo Mogi Mirim e foi contratado pelo São Paulo em 2013. No ano seguinte foi emprestado ao Atlético Goianiense. Sem chances no clube da capital paulista, ele estava em sua segunda temporada na equipe de Chapecó.

 

 

chapecoense-gimenezGimenez  (lateral direito)

Guilherme Gimenez de Souza, de 20 anos, nasceu em Ribeirão Preto (SP). O jovem atleta passou por times como Goiás, Olé Brasil, Comercial-SP e Botafogo-SP. Foi contratado neste ano pela Chapecoense para atuar na lateral direita.

 

 

Marcelo (zagueiro)

Marcelo Augusto Mathias da Silva, 25 anos, em Juiz de Fora (MG). Foi contratado neste ano pela Chapecoense para a defesa. Marcelo iniciou sua carreira no futebol aos 19 anos nas categorias de base do Macaé (RJ), onde não conseguiu alavancar a carreira e abandonou o futebol por um tempo. Voltou aos campos em 2012, quando foi contratado pelo Volta Redonda. Antes de ser contratado pelo pelo time catarinense, passou ainda pelo Cianorte (PR) e pelo Flamengo (RJ).

 

 

Sérgio Manoel (volante)

Sérgio Manoel Barbosa Santos, 27 anos, nasceu em Xique-Xique (BA). O baiano foi contratado neste ano pelo Chapecoense. O atleta passou por clubes como Água Santa, Paysandu, Atlético Goianiense, Coritiba, Mirassol, Rio Preto, Nacional-SP, Atlético Araçatuba. Em 2013, pelo Coritiba, foi campeão paranaense.

 

 

Matheus Biteco (volante)

Matheus Bitencourt da Silva, 21 anos, conhecido como Matheus Biteco, nasceu em Porto Alegre. Iniciou sua carreira no futebol na escolinha do Grêmio em 2007. Sua carreira profissional teve início em 2013, quando disputou partidas do Gauchão, do Brasileirão e da Copa do Brasil pela equipe gaúcha. Chegou a Chapecoense em 2016.

 

 

Tiaguinho (atacante)

Tiago da Rocha Vieira, 22 anos, ou Tiaguinho, é natural de Trajão de Moraes, no Rio de Janeiro. O atleta reforçou o atraque da Chapecoense neste ano. Ele já havia jogado pelo XV de Piracicaba, Metropolitano e Cianorte.

 

 

Josimar (volante)

Josimar Rosado da Silva Tavares, 30 anos, é natural de Pelotas, no Rio Grande do Sul. Sua carreira profissional como jogador teve início aos 20 anos, quando começou a jogar pelo time B do Internacional, em 2007. Atuou ainda pelo Brasil de Pelotas, Ponte Preta, Palmeiras e também pelo  Al-Watan da Arábia Saudita. Josimar chegou na Chapecoense em 2016.

 

 

Gil (volante)

José Gildeixon Clemente de Paiva, 29 anos, mais conhecido como Gil, nasceu na cidade de Santo Antônio, no Rio Grande do Norte. Iniciou sua carreira no futebol em 2005, quando começou a jogar pelo time mineiro da URT. No mesmo ano foi contratado pelo Santa de Cruz. Gil ainda teve passagem pelos times de Mogi Mirim, Guaratinguetá, Vitória, Santo André, Ponte Preta e Coritiba. O atleta foi contratado pela Chapecoense em 2015.

 

 

arthur_maia-1Arthur Maia (meia)

Arthur Brasiliano Maia, 24 anos, é natural de Maceió (AL). Começou a jogar pelo Chapecoense neste ano, mas sua história no futebol começou cedo, nas categorias de base do Vitória, com apenas 10 anos de idade. Arthur Maia defendeu outros times como o Joinville, América-RN, Flamengo e o time japonês Kawasaki Fronyale.

 

 

 

 

canelaAílton Canela (atacante)

Ailton Cesar Junior Alves da Silva, 22 anos, nasceu na cidade de Matão, em São Paulo. Antes de ser contratado para o ataque da Chapecoense, em 2016, o jogador atuou pelo Inter de Bebedouro, Vitória-ES, Monte Azul, Olímpia, Botafogo-SP e Cianorte.

 

 

 

 

Ao vivo: acompanhe as últimas notícias sobre a queda do avião da Chapecoense

Evento começa nesta quinta-feira, dia 1º, e segue até domingo, 4                                                                   

 

Lucio Colombo

Já está tudo pronto para o 11º Fórum de Turismo da Abrajet/SC, Associação Brasileira de Jornalistas de Turismo, que será realizado na cidade de Canoinhas, em parceria com os municípios integrantes do roteiro “Caminhos do Contestado”.

 

O evento será de 1º. a 4 de dezembro. Os jornalistas especializados em divulgar o turismo de todas as regiões do Estado, ficarão hospedados em vários hotéis da cidade, e farão um Fantour pelas principais atrações turísticas de algumas cidades que integram o roteiro “Caminhos do Contestado”: Itaiópolis, Mafra,  Três Barras, Canoinhas, Irineópolis e Porto União, dias 2 (sexta-feira) e 3 (sábado).

 

Os jornalistas começarão a chegar em Canoinhas no início da tarde desta quinta-feira, dia 1º, se hospedando nos hotéis Planalto, Petry Plaza, Santa Catarina Plaza e Fenix Hotel. Às 20 horas, participam de um jantar de recepção no  Restaurante Doces & Fricotes, com um prato especial preparado pelo gourmet Marcelo Tokarski, em parceria com chefe Sérgio Buch, de Porto União. Trata-se de uma comida à base de galinha caipira ao molho de Cerveja Nó de Pinho, que fará parte de um cardápio regional.

 

A solenidade de abertura oficial do 11º Fórum de Turismo da Abrajet/SC, será no plenário da Câmara Municipal de Canoinhas às 20 horas, com a presença de autoridades municipais da região, convidados especiais e membros da diretoria do roteiro Caminhos do Contestado, que apresentarão  em data-show, aos jornalistas da Abrajet, as principais atrações turísticas  de cada município participante do Roteiro.

 

Na sexta-feira, 2, os abrajetianos a bordo do ônibus da Fenix – Viagens e Turismo,  farão um fantour por Itaiópolis, com visita e almoço em Alto Parguaçu, em Mafra, no Cempáleo; na cidade de Três Barras no Museu e Canoinhas na Cervejaria Catarinense (Loeffler, a mais antiga do Brasil).         

 

A solenidade de abertura oficial do Fórum de Turismo da Abrajet/SC, será no plenário da Câmara Municipal de Canoinhas às 20 horas, com a presença de autoridades municipais da região, convidados especiais e membros da diretoria do roteiro Caminhos do Contestado, que apresentarão em data-show, aos jornalistas da Abrajet, as principais atrações turísticas  de cada município participante do Roteiro.

 

No sábado pela manhã, após reunião interna da Abrajet, o fantour prossegue com visitas ao Posto Piwedade, Ervateira Dranka, seguindo para o almoço na Pousada Recanto Bela Vista, em Porto União. Às 14 horas, as visitas serão no Parque São João Maria e Mirante, Castelinho (museu e Casa da Cultura), Estação Férrea, e retornando para uma visita ao show room da Doble W.

 

O fantour se encerra em Irineópolis, com a visita ao Casarão Amarelo (museu tombado pelo Iphan) e a seguir na Estância Hidromineral Águas de Valões, onde será servido um Café Colonial com comidas típicas da região. No local será também a festa de fim de ano da Abrajet/SC, com chope Eco Bioer e coquetel servidos pelo Barzito Eventos, preparado em parceira de Anderson Cordeiro (proprietário) e o chefe Zilton Duarte, que comanda a cozinha do restaurante no centro da cidade.

 

Ao todo são 28 parceiros que se dispuseram a se integrar neste projeto que tem o objetivo de divulgar o destino e as atrações turísticas da região, já formatados e em condições de receber turistas com eficiência e qualidade.

 

 

Ala Gustavo Barros fala sobre clássico contra o Mafra Ferromax                                                       

 

A ADC Canoinhas enfrenta o Mafra Ferromax na noite desta quarta-feira, 30, às 20h15min, no Ginásio Magno Victor Fuck, em Canoinhas, pela primeira partida da final da Copa Santa Catarina de Futsal. O jogo foi mantido mesmo após a tragédia da Chapecoense. A cidade de Canoinhas fica a 320 km de Chapecó.

 

O Canoinhas chegou à final depois de ter conquistado duas vitórias sobre o Joaçaba (3 a 1 e 2 a 1). Já o Mafra foi derrotado, fora de casa, por 3 a 1, e venceu por 6 a 3.

 

O ala Gustavo Barros, que terminou como artilheiro do Canoinhas na Divisão Especial do Catarinense com 11 gols e tem cinco na Copa, falou sobre a expectativa pelo primeiro jogo da final.

 

“Sabemos que vai ser uma partida extremamente difícil, mas queremos sair em vantagem diante da nossa torcida e vamos em busca desse título para nosso clube e cidade. Vivemos um momento de muita tristeza aqui em Santa Catarina e em todo o mundo com a tragédia da Chapecoense, mas vamos unir forças e jogar com muita vontade e disposição”, disse Gustavo Barros.

 

A segunda partida da final será realizada no dia 7 de dezembro, no Ginásio Wilson Buch, em Mafra.

Motorista contou que realiza desmatamento junto com seu patrão há um mês                                                  

 

portalNa manhã desta terça-feira, 29, a Polícia Rodoviária apreendeu um caminhão carregado com madeira ilegal de cedro na localidade do Turvo de Baixo, em São Mateus do Sul. A madeira é fruto de desmatamento em Faxinal dos Elias, segundo a Polícia.

O caminhão iniciava seu trajeto de madrugada, por volta das 4h, ao menos três dias na semana, e seu destino era a cidade de Irati (PR).

O motorista não tinha habilitação para esse tipo de veículo. Ele contou que realiza o desmatamento junto com seu patrão há um mês.

Foram encontradas duas motosserras que eram utilizadas para o corte das árvores de cedro. Todos os envolvidos foram encaminhados para a Delegacia.

Segundo a Polícia, ainda não foi possível chegar até o desmatamento devido as condições climáticas e ao difícil acesso do local.

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) pediu vista do relatório de Pedro Chaves

 

agencia brasiO relator da Medida Provisória do Ensino Médio (MP 746/2016), senador Pedro Chaves (PSC-MS), apresentou, nesta terça-feira, 29, na comissão mista que discute a MP, relatório que inclui a obrigatoriedade de artes e educação física como componentes do ensino médio. O texto também propõe uma meta intermediária de ampliação da carga horária para pelo menos mil horas anuais no prazo máximo de cinco anos para todas as escolas do ensino médio.

A senadora Fátima Bezerra (PT-RN) pediu vista do relatório de Pedro Chaves. O presidente da Comissão Mista de Medida Provisória 746, deputado Izalci Lucas (PSDB-DF) concedeu vista coletiva e a votação do texto foi adiada. O texto original da MP 746 previa a retirada da obrigatoriedade artes e educação física e a ampliação da carga horária do ensino médio das atuais 800 horas anuais para 1.400 horas, em regime de educação integral.

Em relação à volta da obrigatoriedade de filosofia e sociologia no ensino médio, retirada pela medida provisória, Pedro Chaves disse que essa discussão será feita pelo Conselho Nacional de Educação, na definição da Base Nacional Comum Curricular.

O relatório apresentado por Pedro Chaves ainda prevê que o governo federal amplie de quatro para dez anos o prazo de repasse de recursos federais aos estados para apoiar a ampliação da carga horária.

“O financiamento era um ponto nevrálgico, sentíamos a angústia dos governadores porque eles teriam quatro anos e, a partir daí, a responsabilidade era integralmente deles. Eu falei com o ministro [da Educação, Mendonça Filho] e estendemos esse prazo de quatro pra dez anos. Então vai dar um fôlego para os estados, para que um maior número de estabelecimentos de ensino médio possa ter tempo integral”, explicou Pedro Chaves.

O relatório ampliou de 50% para 60% a composição do curriculum do ensino médio preenchido pela Base Nacional Comum. Os 40% restantes serão destinados aos itinerários formativos que o estudante poderá escolher: linguagens, matemática, ciências da natureza, ciências humanas e formação técnica e profissional.

Foi mantida no relatório a permissão para que profissionais com notório saber, ou seja, sem formação acadêmica específica na área que lecionam, possam dar aulas no ensino técnico e profissional.

Após apresentado, o relatório deverá ser votado na comissão mista do Congresso, onde poderá sofrer alterações, e passar pelos plenários da Câmara e do Senado.

A decisão da Turma foi tomada com base no voto do ministro Luís Roberto Barroso

 

agencia brasiA Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta terça-feira, 29, descriminalizar o aborto no primeiro trimestre da gravidez. Seguindo voto do ministro Luís Roberto Barroso, o colegiado entendeu que são inconstitucionais os artigos do Código Penal que criminalizam o aborto. O entendimento, no entanto, vale apenas para um caso concreto julgado pelo grupo nesta terça-feira.

A decisão da Turma foi tomada com base no voto do ministro Luís Roberto Barroso. Para o ministro, a criminalização do aborto nos três primeiros meses da gestação viola os direitos sexuais e reprodutivos da mulher, o direito à autonomia de fazer suas escolhas e o direito à integridade física e psíquica.

No voto, Barroso também ressaltou que a criminalização do aborto não é aplicada em países democráticos e desenvolvidos, como os Estados Unidos, Alemanha, França, Reino Unido e Holanda, entre outros.

“Em verdade, a criminalização confere uma proteção deficiente aos direitos sexuais e reprodutivos, à autonomia, à integridade psíquica e física, e à saúde da mulher, com reflexos sobre a igualdade de gênero e impacto desproporcional sobre as mulheres mais pobres. Além disso, criminalizar a mulher que deseja abortar gera custos sociais e para o sistema de saúde, que decorrem da necessidade de a mulher se submeter a procedimentos inseguros, com aumento da morbidade e da letalidade”, decidiu Barroso.

Apesar de admitir a descriminalização do aborto nos três primeiros meses, Barroso entendeu que a criminalização do procedimento pode ser aplicada a partir dos meses seguintes.

“A interrupção voluntária da gestação não deve ser criminalizada, pelo menos, durante o primeiro trimestre da gestação. Durante esse período, o córtex cerebral – que permite que o feto desenvolva sentimentos e racionalidade – ainda não foi formado, nem há qualquer potencialidade de vida fora do útero materno. Por tudo isso, é preciso conferir interpretação conforme a Constituição aos Artigos 124 e 126 do Código Penal, para excluir do seu âmbito de incidência a interrupção voluntária da gestação efetivada no primeiro trimestre”, disse Barroso.

 

PRISÕES

O caso julgado pelo colegiado tratava da revogação de prisão de cinco pessoas detidas em uma operação da polícia do Rio de Janeiro em uma clínica clandestina, entre elas médicos e outros funcionários. Os cinco ministros da Primeira Turma votaram pela manutenção da liberdade dos envolvidos. Rosa Weber, Edson Fachin acompanharam o voto de Barroso. No entanto, Marco Aurélio e Luiz Fux não votaram sobre a questão do aborto e deliberaram apenas sobre a legalidade da prisão.

Foi mantido o texto aprovado na Câmara dos Deputados                                                              

agencia brasiOs senadores rejeitaram todas as emendas ao texto da Proposta de Emenda à Constituição do Teto de Gastos. Com isso, foi mantido o texto aprovado na Câmara no primeiro turno de votação no Senado.

Foram apresentados três destaques para votação em separado. Um deles propunha retirar a saúde e a educação do teto de gastos. Assim, o limite de gastos para os próximos 20 anos valeria para todas as outras áreas, exceto para essas duas.

O segundo destaque previa que, após aprovada, a PEC deveria passar por referendo. Os senadores de oposição queriam que a população pudesse opinar se concorda com a proposta de impor o limite de gastos públicos equivalente ao valor do ano anterior corrigido pela inflação.

O último destaque propunha que os juros da dívida pública também estivessem incluídos no teto, de modo que o gasto do governo com isso também tivesse que obedecer ao limite. Os três destaques foram rejeitados.

Com isso, os senadores concluíram a votação da PEC em primeiro turno. Ela passará agora por três sessões de discussão em segundo turno e tem a próxima votação marcada para o dia 13 de dezembro. Se for aprovada sem alterações, a PEC será promulgada no dia 15 de dezembro.

 

Projeto com várias mudanças inseridas de madrugada foi aprovada pela maioria dos deputados

 

A Câmara dos Deputados aproveitou que os olhos do País estavam voltados para a comoção em torno do acidente com o avião da Chapecoense que matou 71 pessoas, e aprovou por 450 votos a favor, um contra e três abstenções na madrugada desta quarta-feira, 30, o texto-base do Projeto de Lei (PL) 4.850/16, que trata das medidas de combate a corrupção. No total, foram apresentadas 12 emendas ao projetos, que foram rejeitadas pelo relator, deputado Onyx Lorenzoni (DEM-RS), e 16 destaques a pontos do texto. Todas os destaques foram aprovados pelos deputados e a matéria segue agora ao Senado.

O deputado Zé Geraldo (PT-PA) foi o único a se posicionar contra o projeto. O texto prevê, entre outros pontos, a transformação de corrupção que envolve valores superiores a 10 mil salários mínimos em crime hediondo e a criminalização do enriquecimento ilícito de funcionários públicos.

A votação do projeto ocorreu em meio a um dia tumultuado em Brasília. Na tarde dessa terça-feira, uma manifestação contra a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 55/16 que limita o teto de gastos da União por 20 anos foi dispersada pela Polícia Militar(PM) com bombas de gás de efeito moral, lacrimogêneo e spray de pimenta, houve confronto entre a PM e manifestantes e vandalismo e depredação de bens públicos e privados.

Entre os principais pontos do projeto está o que criminaliza a prática de utilização de recursos não contabilizados formalmente, o chamado caixa dois. Pela proposta, o candidato, o administrador financeiro que incorrer na prática poderá sofrer uma pena de dois a cinco anos de prisão, e multa. As penas serão aumentadas de um terço se os recursos forem provenientes de fontes vedadas pela legislação eleitoral ou partidária.

A possível anistia ao caixa dois foi um dos temas que mais gerou polêmicas no projeto. Mais cedo, chegou a circular um rumor de que seria apresentada uma emenda ao projeto para promover a anistia.

 

Crime de responsabilidade a juízes e a promotores

Outro tema que também gerou divergências é o que previa a inclusão no texto da previsão de crime de responsabilidade a juízes e a promotores, o que hoje não é previsto. O PDT chegou a apresentar uma emenda ao projeto com esse conteúdo, mas o texto precisa ser votado. A proposta chegou a constar no relatório de Lorenzoni, mas foi retirada após o deputado se reunir com integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato.

Durante a apresentação do relatório no plenário, Lorenzoni excluiu a emenda com o argumento de que, apesar de haver a previsão constitucional para crimes de responsabilidade, o texto não cabia no mérito do projeto. Diante do rumor, integrantes da força-tarefa da Lava Jato soltaram uma nota em que manifestaram repúdio contra a previsão de crime de responsabilidade para juízes e promotores.

Na nota, os integrantes da Lava Jato classificaram a proposta como uma tentativa de “aterrorizar procuradores, promotores e juízes em seu legítimo exercício da atividade de investigação, processamento e julgamento de crimes, especialmente daqueles praticados nas mais altas esferas de poder.”

Segundo a nota, a afirmação de que essas classes são uma “casta privilegiada” ou “intocável” são “falsas e objetivam manipular a opinião pública”. “A pretensão de sujeitar membros do Ministério Público e do Poder Judiciário a crimes de responsabilidade é totalmente descabida. Nem mesmo os próprios deputados e senadores estão sujeitos a esses crimes. Além disso, a proposta tornada pública atenta contra a independência do exercício da atividade ministerial e judicial”, diz o texto.

 

PROPOSTA APROVADA

Apesar da manifestação, a aprovação da emenda foi defendida por vários deputados, com o argumento de que juízes e membros do Ministério Público se comportam como agentes políticos. Ao final da votação, a proposta, primeiro destaque a ser votado, foi aprovada por 313 votos a favor, 132 contra e cinco abstenções. “A primeira medida deste pacote deveria ser o fim dos privilégios e abusos de poder da categoria deles. Não pode haver castas”, disse o líder do PDT, Weverton Rocha (MA).

Já o deputado Nelson Marchezan Junior (PSDB-RS) argumentou que a emenda colocaria juízes e promotores em “pé de igualdade” com os demais cidadãos. “Temos a oportunidade de tornar juízes e promotores brasileiros como os outros. Porque hoje, se alguém faz uma nota contra juízes e promotores, é processado, mas quando eles recebem mais de R$ 100 mil, nada acontece”, disse.

Pelo texto aprovado, juízes poderão responder por crime de responsabilidade, nos seguintes casos: alterar decisão ou voto já proferido (exceto se por recurso); julgar quando estiver impedido ou suspeito; exercer atividade político-partidária; proceder de modo incompatível com a honra dignidade e decoro de suas funções; exercer outra função ou atividade empresarial; receber custas ou participação em processo; manifestar, por qualquer meio de comunicação, opinião sobre processo pendente de julgamento.

Já os promotores podem crimes de responsabilidade nos casos de emitir parecer quando estiver impedido ou suspeito; se recursar a agir; proceder de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo; receber honorários, percentagens ou custas processuais; exercer a advocacia; participar de sociedade empresarial; exercer qualquer outra função pública, com exceção do magistério e exercer atividade político-partidária.

Lorenzoni defendeu a rejeição da emenda. Segundo o deputado, a aprovação seria vista como uma espécie de ‘cala a boca’ a promotores e juízes. “Aqui está uma emenda que, se for aprovada, será conhecida no Brasil como uma emenda anti-investigação, uma emenda do mal. Vamos aguardar para discutir isso em outro projeto”, defendeu.

O deputado Glauber Braga (PSOL-RJ) também foi contra a emenda por considerar que algumas tipificações são genéricas. “Defendemos que tem que haver limites claros ao abuso de poder, de todos os poderes, mas não achamos que essa emenda seja a solução para resolver os problemas ques estão sendo colocados pelos deputados. Não parecer ser a melhor saída”, disse. “O magistrado progressista que tenha uma visão crítica de operações que utilizam a prisão preventiva por regra, por exemplo, vai estar sendo criminoso se ele manifestar sua opinião sobre o tema?”, questionou Braga. “Na nossa opinião, não”.

 

MAIS DESTAQUES

O plenário da Câmara dos Deputados também aprovou, por 326 a 14, destaque do PSB e retirou do projeto de lei de medidas contra a corrupção a possibilidade de os órgãos públicos fazerem teste de integridade com servidores públicos.

A aprovação da emenda que cria a previsão de crime de responsabilidade para juízes e promotores abriu espaço para que os deputados promovessem diversas alterações no projeto aprovado, por unanimidade, na comissão especial que analisava as dez medidas. Com isso, na sequência, o plenário aprovou um destaque do PSB que suprimiu toda a parte do projeto relativa ao Programa de Proteção e Incentivo a Relatos de Informações de Interesse Público, o chamado reportante do bem. Pela proposta, qualquer cidadão que relatar atos ilícitos perante a administração contaria com proteção contra atentados a sua integridade física, além da possibilidade de receber um percentual de recursos que viessem a ser recuperados pelo Estado.

A medida foi apelidada por deputados contrário de “incentivo a dedo duro”. “Essa matéria não veio das dez medidas. Essa medida veio do relator e nós temos que retirar do texto isso do ‘dedo duro’, com isso nós estaremos mantendo a iniciativa das dez medidas, em vez de oferecer incentivo financeiro para os reportantes fazer as delações”, disse o líder do DEM, partido de Lorenzoni, Pauderney Avelino (AM).

O líder do PPS, Rubens Bueno (PR) criticou o que chamou de esfacelamento do projeto. “Se retiram mais de 30 itens do relatório aprovado por unanimidade na comissão especial. É muito estranho”, disse.

Por 317 a 97, também foi retirado do texto a parte que trata da extinção de domínio de bens e propriedades do réu quando provenientes de atividade ilícita ou usados para tal. Esse trecho do texto original facilitaria o confisco de bens provenientes de corrupção. A exclusão foi criticada pelo deputado Arnaldo Jordy (PPS-PA). “O relatório e essa medida foi aprovada por unanimidade por membros de vários partidos que tinham integrantes na comissão. O que estamos vendo agora é uma insurreição contra as matéria que foram subscritas pelos integrantes da comissão”, disse.

Outro destaque aprovado, este de autoria do PT, retirou do projeto uma regra que condicionava a conversão de pena restritiva de direitos com a reparação do dano causado ou do valorizado. O texto do projeto condicionava, nos crimes contra a administração pública, que a progressão da pena privativa de liberdade por uma mais branda ficaria condicionada à reparação do dano que causou, ou à devolução do produto do ilícito praticado, com os acréscimos legais.

As alterações propostas nas regras de prescrição de crimes também foram retiradas do texto. Entre elas estavam a que previa que a contagem do prazo para prescrição começaria a partir do oferecimento da denúncia e não do seu recebimento. Também foi aprovado outro destaque, apresentado pelo PP-PTB-PSC, que retira do texto a tipificação do crime de enriquecimento ilícito e a decretação de perda estendida de bens de origem ilícita, a favor da União, se assim considerados por consequência da condenação transitada em julgado por vários crimes.

O Plenário aprovou, por 220 votos a 151, destaque do PSOL que retirou do projeto de lei  todo o trecho sobre o acordo penal, que poderia ser formalizado após o recebimento da denúncia e até a promulgação da sentença, implicando a confissão do crime e a reparação do dano. Também foi aprovado, por 280 votos a 76, o destaque do bloco PP-PTB-PSC que retirou do projeto de lei texto no qual é suprimida a defesa prévia nas ações de atos de improbidade, permanecendo a regra atual prevista na legislação.

Também foi retirou do projeto de lei todos os artigos sobre reformulação das regras relativas aos acordos de leniência, após a aprovação do destaque do PT por 207 votos a 143. O Plenário também aprovou, por 285 votos a 72, destaque do PMDB ao projeto de lei para incluir no texto emenda do deputado Carlos Marun (PMDB-MS) caracterizando como crime, por parte de juiz, promotor ou delegado, a violação da prerrogativa do advogado, com detenção de um a dois anos e multa. A emenda também especifica que, se a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) não concordar com o arquivamento de inquérito policial sobre esse crime ou o de exercício ilegal da advocacia, poderá assumir a titularidade da ação penal.

Os deputados aprovaram, na última votação da madrugada, destaque do PR ao projeto de lei que mantém na legislação dispositivo que prevê a responsabilização pessoal civil e criminal dos dirigentes partidários somente se houver irregularidade grave e insanável com enriquecimento ilícito decorrente da desaprovação das contas partidárias.

A sessão foi encerrada às 4h20 desta quarta-feira, após aprovar todos os destaques ao projeto de lei de medidas contra a corrupção (PL 4850/16).

30 de novembro de 2016

O Globo

 

Manchete: A tristeza é verde

Queda de avião que levava Chapecoense mata 71 na Colômbia

Tragédia comove o planeta e deixa futebol mundial de luto

Falta de combustível na aeronave da Lamia é a principal suspeita

A queda do avião que transportava a delegação da Chapecoense e 22 jornalistas para Medellín, onde a equipe catarinense realizaria o sonho de disputar pela primeira vez uma final da Copa Sul-Americana, deixou apenas seis sobreviventes — três atletas, um repórter e dois tripulantes — e comoveu o mundo, especialmente o dos esportes. Especialistas em aviação civil disseram que o fato de não ter havido explosão e a concentração de destroços numa mesma área levantam suspeitas de que a aeronave da Lamia, modelo Avro RJ-85, não tinha combustível suficiente para completar o trajeto entre Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, e a cidade colombiana. Clubes brasileiros se ofereceram para emprestar jogadores à Chapecoense e pediram à CBF que a equipe não sofra rebaixamentos nos próximos três anos. O maior gesto, porém, veio do rival da Copa Sul-Americana, com quem a Chapecoense jogaria hoje: o Atlético Nacional requisitou à Conmebol que a taça seja entregue ao clube brasileiro. A tragédia atingiu também a imprensa brasileira, que perdeu 21 profissionais. (Caderno Especial)

 

Protestos violentos contra teto de gastos

Manifestantes depredam carros e prédios públicos em Brasília enquanto Senado vota proposta que limita despesas

A votação da emenda que fixa um teto para gastos públicos foi alvo de protestos violentos, que reuniram cerca de 12 mil pessoas em frente ao Congresso, segundo a PM. Manifestantes depredaram os prédios dos ministérios da Educação e dos Esportes, além de oito carros. O presidente Michel Temer condenou o vandalismo. O governo dizia ter maioria para aprovar com folga a proposta do ajuste fiscal no Senado. (Pág. 29)

————————————————————————————

O Estado de S. Paulo

 

Manchete: Tragédia com Chapecoense mata 71 e comove o país

Seis pessoas sobreviveram ao acidente, entre elas três jogadores e um repórter

Entre os mortos, 20 profissionais da imprensa

Time catarinense viajava a Medellín para disputar final da Copa Sul-Americana

Autoridades apuram se falta de combustível derrubou avião

A maior tragédia aérea da história envolvendo um time de futebol matou 71 pessoas ontem na Colômbia. Dezenove eram jogadores da Chapecoense que estavam indo disputar a primeira final da Copa Sul-Americana contra o Atlético Nacional. O avião da LaMia caiu à 1h30 (horário de Brasília), a 30 km do aeroporto de Medellín. Sete pessoas foram retiradas com vida dos destroços, mas o goleiro Danilo morreu no hospital. Sobreviveram o também goleiro Jackson Follmann, que teve uma perna amputada, o lateral Alan Ruschel, com lesão na coluna, e o zagueiro Neto, com hematoma craniano, no abdômen e no tórax. Dos 21 profissionais de imprensa a bordo, só Rafael Henzel, narrador da Rádio Oeste Capital, se salvou. Entre os mortos está o ex-jogador da seleção Mario Sérgio. Autoridades apuram as causas do acidente. Uma hipótese é falta de combustível. (PÁGS. E1 a E10)

 

Projeto que fixa teto para gasto público avança no Senado

O Senado aprovou ontem em primeiro turno o projeto que fixa teto para os gastos públicos. Foram 61 votos a favor e 14 contra. Já aprovada em dois turnos na Câmara, a proposta de emenda à Constituição prevê que o crescimento das despesas do governo tenha um limite por 20 anos. Na primeira década, ele será determinado pela inflação acumulada em 12 meses. Após dez anos, o presidente da República poderá solicitar mudança no indexador. (ECONOMIA / PÁG. B1)

 

Câmara aprova lei contra abuso de autoridade

O plenário da Câmara aprovou na madrugada de hoje proposta que prevê a possibilidade de punição ao abuso de autoridade praticado por juízes e membros do Ministério Público. O argumento dos deputados é de que “ninguém está acima da lei”. A medida é vista como retaliação à Operação Lava Jato e foi um dos destaques votados após a aprovação do texto-base do pacote contra corrupção. (POLÍTICA / PÁG. A4)

 

1ª Turma do STF diz que aborto até 3º mês não é crime

A 1.ª Turma do STF abriu precedente ao entender que não é crime o aborto realizado durante o primeiro trimestre de gestação. A decisão valeu para o caso de uma clínica clandestina em Duque de Caxias (RJ). Mesmo assim, pode servir como base para decisões de juízes. Em reação, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), criou comissão para analisar a legislação que regulamenta o aborto. (METRÓPOLE / PÁG. A12)

 

————————————————————————————

Folha de S. Paulo

 

Manchete: Queda do avião da Chapecoense mata 71 pessoas; 6 sobrevivem

Time catarinense viajava para Medellín, na Colômbia, onde disputaria 1ª final fora do Brasil; 20 jornalistas morreram

Um acidente aéreo nesta terça (29) matou 71 pessoas, sendo 19 jogadores da Chapecoense, perto de Medellín ( Colômbia). O time disputaria sua primeira final fora do país. Em homenagem, os colombianos do Atlético Nacional pediram que o rival fosse declarado campeão da Copa Sul-Americana. Vinte profissionais de imprensa também morreram. Seis pessoas sobreviveram. O horário da queda e as causas do acidente são desconhecidos. O avião Avro RJ85, da empresa boliviana La-Mia, saiu de Santa Cruz de La Sierra às 20h15 (horário de Brasília). Por volta da 1h, os pilotos reportaram falha elétrica ao controle aéreo. Não houve contato em seguida. A tragédia interrompe a surpreendente ascensão do time de Chapecó (SC), cidade de 210 mil habitantes. Em apenas sete anos, subiu da quarta para a primeira divisão do Brasileiro e tornou-se sensação no país. É um dos raros exemplos de sucesso dentro e fora do campo. O presidente Michel Temer decretou luto oficial de três dias. A Confederação Brasileira de Futebol adiou a final da Copa do Brasil e a última rodada do Brasileiro. As vítimas foram homenageadas em estádios no exterior e na Arena Condá, casa da Chapecoense. (B1 a B8)

 

Aborto até o 3º mês não é crime, decidem ministros do Supremo

Três dos cinco ministros da primeira turma do STF decidiram que a prática do aborto até o terceiro mês de gravidez não é crime. Para Luís Barroso, Edson Fachin e Rosa Weber, o Código Penal viola direitos da mulher. O entendimento sobre um caso específico deve influenciar magistrados pelo país. A decisão, no entanto, ainda não é de repercussão geral. Nesse caso, todas as instâncias teriam de seguir a mesma orientação. (Cotidiano B9)

 

Ato contra Temer tem vandalismo e confronto no DF (Poder A4)

 

Deputados aprovam emenda vista como desforra à Lava Jato (Poder A6)

Prazo para adequações é de até cinco anos em alguns pontos da cidade

 

Com emendas substitutivas propostas pelos vereadores Wilmar Sudoski (PSD) e Renato Pike (PR), o plenário da Câmara Municipal deliberou pela aprovação definitiva do projeto de lei n°111/2016, que normatiza a padronização das calçadas no perímetro urbano de Canoinhas.

A matéria foi votada em duas sessões (ordinária e extraordinária sem remuneração) na noite de segunda-feira, 28. Havia um ano que o esboço do projeto vinha sendo debatido e revisado com as entidades ligadas à indústria e comércio locais.

O projeto foi elaborado pela prefeitura do município, por meio da equipe técnica da secretaria de Planejamento e de sua assessoria jurídica.

Uma das emendas propostas pelos vereadores diz respeito à espessura do paver de revestimento dos passeios, que deverá obedecer o padrão de seis centímetros e com superfície regular. A cor do piso será cinza, para contrastar com as faixas de piso tátil direcional e de alerta vermelhas. Outro tipo de material até poderá ser utilizado, desde que aprovado previamente pela prefeitura.

O material de revestimento terá, ainda, que evitar trepidações para facilitar o deslocamento das pessoas que utilizam cadeira de rodas. As esquinas serão dotadas de rampas de acesso, com ligação para as faixas de travessias de pedestres.

Em outra emenda, os vereadores propuseram a adequação das calçadas em até 60 meses a partir da renovação de alvará de localização e funcionamento, a todos os proprietários de imóveis e pontos comerciais estabelecidos no quadrilátero da região central, compreendido entre as Ruas Marechal Floriano Peixoto, Eugênio de Souza, Doze de Setembro e Três de Maio, inclusive as Avenidas dos Expedicionários e Rubens Ribeiro da Silva, no Campo D’Água Verde.

Os proprietários de imóveis localizados no quadrilátero e que não se adequarem à lei no prazo previsto, terão acréscimo anual de 20% no valor do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU). Nesses locais, as faixas de travessia de pedestres também serão elevadas ao mesmo nível das calçadas.

 

PADRÕES

Os munícipes terão três tipos padrões de calçadas: para os passeios de até 2,50 metros de largura, para os de até 3,00 metros de largura e para os acima de 3,00 metros de largura. Pelo projeto, os alvarás de novas construções ou reformas só serão liberados mediante apresentação do projeto das calçadas, enquanto nas vias pavimentadas, o habite-se só será fornecido após implantação do passeio de acordo com o padrão.

Também por emenda proposta pelo Legislativo, o proprietário terá 12 meses para adequar sua calçada em havendo pavimentação da via em que reside. Pelo texto original, esse prazo era de apenas seis meses.

Passeios já existentes e que não atendem as condições estabelecidas pela Lei, terão de se adequar de acordo com o material de revestimento indicado e também: disponibilizar acesso e recuar qualquer tipo de obstáculo para dentro dos limites do terreno quando a largura da calçada for igual ou menor a 2,50 metros; e permitir área livre para a construção de jardins nas calçadas com largura superior a 2,50 metros.

Para garantir a segurança e conforto de quem transita pelas calçadas, a inclinação transversal terá que ser de no mínimo 1% e no máximo 5%, conforme a norma brasileira de acessibilidade (ABNT/NB R9050).

A prefeitura deverá, ainda, notificar os proprietários para a execução ou adequação de trechos de calçadas, que será realizado em etapas e obedecer os seguintes critérios de prioridade: passeios com mais intensidade de uso por pedestres; calçadas de vias públicas com maior volume de tráfego de veículos e passeios que não oferecem condições satisfatórias de segurança e conforto às pessoas.

A final da Copa do Brasil foi remarcada para 7 de dezembro                                                   

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) decretou luto oficial de sete dias pelo acidente aeronáutico na Colômbia que vitimou a delegação da Chapecoense, jornalistas e convidados. Com o luto, todas as partidas que seriam realizadas nesse período foram remarcadas.

A final da Copa do Brasil, entre Grêmio e Atlético Mineiro, que seria disputada nesta quarta-feira, 30, foi remarcada para 7 de dezembro, às 21h45. Já a rodada final da Série A do Campeonato Brasileiro será realizada no dia 11 daquele mês, domingo, às 17h.

A final da Copa do Brasil sub-20, entre Bahia e São Paulo, foi remarcada para 8 de dezembro, às 21h15.

O avião seguia da Bolívia para a Colômbia quando caiu na região da Antióquia, nas proximidades da cidade de Medellín. Pelo menos 75 pessoas morreram na queda do avião na Colômbia.

Cinco profissionais da emissora morreram no acidente

 

A RBS, em Santa Catarina (Grupo NC) e no Rio Grande do Sul (Grupo RBS), divulgou as fotos dos cinco funcionários da empresa que morreram no acidente da madrugada desta terça-feira, 29, na Colômbia. Em nota, a RBS lamenta a triste tragédia ocorrida na Colômbia, envolvendo a Chapecoense e suas equipes de reportagem que acompanhavam a delegação. “As empresas se solidarizam com as famílias e reforçam seu compromisso em oferecer toda a assistência necessária neste momento de profunda tristeza.”

Abaixo, seguem informações sobre os profissionais da RBS que participavam da cobertura:

andre-podiackiAndré Podiacki
André Luiz Goulart Podiacki, 26 anos, é repórter de esportes do Diário Catarinense. Atua na empresa há quase seis anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

bruno-silvaBruno Silva
Bruno Mauri da Silva, 25 anos, é técnico de externa da RBS TV. Atua na empresa há quatro anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

djalma-araujoDjalma Araújo
Djalma Araújo Neto, 35 anos, é cinegrafista da RBS TV. Atua na empresa há 13 anos.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

giovane-kleinGiovane Klein
Giovane Klein Victoria, 28 anos, é repórter da RBS TV em Chapecó. Atua na empresa há um ano e meio.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

laion-espindulaLaion Espíndula
Laion Machado de Espíndula, 29 anos, é repórter do Globo Esporte SC. Atua na empresa há dois anos e meio.

Cruz Vermelha diz que 60 corpos já foram resgatados de avião                                                           

 

A Aeronáutica Civil da Colômbia (Aerocivil) publicou a lista das pessoas que foram resgatadas com vida do acidente com o avião da equipe da Chapecoense que caiu na madrugada desta terça-feira, 29, próximo a Medellín, na Colômbia.

Segundo o comunicado, o jogador Alan Ruschel foi encaminhado para o hospital de La Ceja, e os jogadores Jackson Ragnar Follmann e Danilo Padilha para a Fundação São Vicente. O jornalista Rafael Hensel também foi para o hospital de La Ceja. Já os tripulantes Ximena Suárez e Erwin Tumiri foram atendidos na clínica Somer, na cidade de Rionegro.

O goleiro da Chapecoense Marcos Danilo Padilha, que tinha sido resgatado com vida, morreu após chegar ao hospital. Posteriormente, a TV colombiana noticiou que o zagueiro Hélio Zampier Neto também foi resgatado com vida e levado ao Hospital San Juan de Dios.

A equipe viajava para Medellín, onde disputaria a primeira final da Copa Sul-Americana, contra o Atlético Nacional, nesta quarta à noite. No acidente, 75 pessoas morreram.

Pelo Twitter, o presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, lamentou a tragédia e disse que a Unidade Nacional de Gestão de Risco de Desastres confirmou os seis sobreviventes.

ACOMPANHE AS INFORMAÇÕES MINUTO A MINUTO PELA AGÊNCIA BRASIL

 

JOGADORES SE DESPEDEM DO BRASIL RUMO À COLÔMBIA

 

VEJA FOTOS DO LOCAL DO ACIDENTE, A SOLIDARIEDADE DA TORCIDA E UMA BONITA HOMENAGEM

Vinicius Denk e Sabrina Mizva foram convocados para disputar uma vaga na  Seleção 

 

Os atletas da  Equipe de Tênis de Mesa da  ADCR, de Três Barras,  Vinicius Denk e Sabrina Mizva, foram convocados para disputar uma vaga na  Seleção Brasileira em 2017.

A seletiva acontecerá na cidade de São Paulo (SP) entre os dias 9 e 11 de janeiro de 2017. São duas vagas em disputa na mesa por categoria e apenas 16 atletas  por categoria foram convocados em todo o País.

A Equipe de Tênis de Mesa tem o apoio da  Westrock e da Prefeitura de Três Barras.

 

Atletas Convocados:

FEMININO

ID VIRTUAL

ATLETAS CATEGORIAS MIRIM E PRE MIRIM

CLUBE

Ranking Mirim CBTM

MARIA EDUARDA MATEUCCI MAGAGNIN

CLUBE CONCORDIA – SC

Ranking Mirim CBTM

MARIA COMIN

ASSOCIAÇÃO VIDEIRENSE – SC

Ranking Mirim CBTM

LAIRA ONDINA DA SILVA

CLUBE CONCORDIA – SC

Ranking Mirim CBTM

ALLANA MASCHIO

ASSOCIAÇÃO BAL. CAMBORIU DE TENIS DE MESA SC

Ranking Mirim CBTM

YASMIN FRANCO SANTOS

E. M. RODRIGO OTÁVIO FILHO

Ranking Pré-Mirim CBTM

FERNANDA LAMB CASTAMANN

ASSOCIAÇÃO SÃO BENTO DO SUL – SC

Ranking Pré-Mirim CBTM

MARIA FERNANDA YUKIE MATSUMURA TAMURA

ATEME/COOPER/IMSJT/YASAKA – SP

Ranking Pré-Mirim CBTM

FERNANDA REBARTINI REIS

ASSOC. VARGINHENSE DE ESPORTE-MG

Indicação Técnica

BEATRIZ KANASHIRO

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Indicação Técnica

LAURA YUMI WATANABE

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Indicação Técnica

FABIANA SHINTATE

ATEME/COOPER/IMSJT/YASAKA – SP

Indicação Técnica

WANESSA SUWU

FLUMINENSE FOOTBALL CLUB – RJ

ID VIRTUAL

ATLETAS CATEGORIA INFANTIL

CLUBE

Ranking Infantil CBTM

LIVIA DE SOUZA LIMA

ASSOC. NOVA ERA DE T.M.-SP

Ranking Infantil CBTM

BEATRIZ AYUMI KIMOTO

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Infantil CBTM

KARIN MIHO TSUMURA

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Infantil CBTM

DANIELLA CASADO DE BARROS E SILVA

CLUBE SANHAROENSE DE TÊNIS DE MESA-PE

Ranking Mirim CBTM

GIOVANNA FARIA GRILO

SEST/SENAT- SÃO VICENTE – SP

Ranking Mirim CBTM

TAINARA IZUMI TANAKA

SOGIPA PORTO ALEGRE – RS

Ranking Mirim CBTM

ANA CAROLINE BONSERE

YARA TOLEDO – PR

Ranking Mirim CBTM

REBECA DANIELLO

JUNDIAI/OSJ-ESPORTES/UCEG/XIOM/JUC-SP

Indicação Técnica

GIULIA YURI TAKAHASHI

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Indicação Técnica

JULIANA YURI SHINTATE

ATEME/COOPER/IMSJT/YASAKA – SP

Indicação Técnica

LAURA YUMI WATANABE

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Indicação Técnica

FABIANA YURI SHINTATE

ATEME/COOPER/IMSJT/YASAKA – SP

Indicação Técnica

WANESSA SUWU

FLUMINENSE FOOTBALL CLUB – RJ

Indicação Técnica

MAYARA DEFAVARI

CCP APTM PIRACICABA – SP

Indicação Técnica

MARIANA MOURÃO

MACAPA ESPORTE CLUBE – AP

Indicação Técnica

MARIA EDUARDA MATEUCCI MAGAGNIN

CLUBE CONCORDIA – SC

ID VIRTUAL

ATLETAS CATEGORIA JUVENIL

CLUBE

Ranking Juvenil CBTM

FERNANDA KAORI HANADA KODAMA

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Juvenil CBTM

LIVIA DE SOUZA LIMA

ASSOC. NOVA ERA DE T.M.-SP

Ranking Juvenil CBTM

DANIELA HIKARI YANO

ATEMEL/ACEL LONDRINA – PR

Ranking Juvenil CBTM

LUANA KATSUMATA DE SOUZA

ASSOC. NOVA ERA DE T.M.-SP

Ranking Infantil CBTM

BEATRIZ AYUMI KIMOTO

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Infantil CBTM

TAMYRES TIEMI FUKASE

ATEME/COOPER/IMSJT/YASAKA – SP

Ranking Infantil CBTM

NATALY FERNANDA DA CRUZ DUARTE

CLUBE DE TÊNIS DE MESA JACAREÍ – SP

Ranking Infantil CBTM

MARIA CLARA LEITE VASCONCELOS

ASSOCIAÇÃO CARUARUENSE/IBRA/PMC- PE

Indicação Técnica

ISABELA CASSEMIRO

CCP APTM PIRACICABA -SP

Indicação Técnica

AMY SEKIMOTO

JUNDIAI/OSJ-ESPORTES/UCEG/XIOM/JUC-SP

Indicação Técnica

GABRIELLA MIE HANADA KODAMA

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Indicação Técnica

MAITE SANMARTIN

JUNDIAI/OSJ-ESPORTES/UCEG/XIOM/JUC-SP

Indicação Técnica

BRENDA MACENA AMARAL

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA ADALBERTO VALLE – AM

Indicação Técnica

VITORIA UCIMA

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Indicação Técnica

SABRINA MIZVA

ASSOCIAÇÃO DE TRÊS BARRAS – SC

Indicação Técnica

ISABELA DA SILVA LIMA

FME CRICIUMA-SC

 

 

MASCULINO

ID VIRTUAL

ATLETAS CATEGORIA MIRIM E PRE MIRIM

CLUBE

Ranking Mirim CBTM

GUSTAVO GERSTMANN

JUNDIAI/OSJ-ESPORTES/UCEG/XIOM/JUC-SP

Ranking Mirim CBTM

JOON SHIM

ATEMEL/ACEL LONDRINA – PR

Ranking Mirim CBTM

HENRIQUE KENJI KIMURA NOGUTI

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Mirim CBTM

JOSE LUCAS ARAÚJO SANTOS

CEPE ARACAJU – SE

Ranking Mirim CBTM

LEONARDO FRANKLIN TENÓRIO CORDEIRO

ASSOCIAÇÃO CARUARUENSE/IBRA/PMC- PE

Ranking Pré-Mirim CBTM

CESAR KAMOTO MENEZES

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Pré-Mirim CBTM

CAIO YUKIO YAZAWA

ACEAS SUZANO – SP

Ranking Pré-Mirim CBTM

EDUARDO DE OLIVEIRA FRAGOSO

ASSOCIAÇÃO SÃO BENTO DO SUL – SC

Indicação Técnica

THIAGO YUDI MOTIZUKI UIEDA

JUNDIAI/OSJ-ESPORTES/UCEG/XIOM/JUC-SP

Indicação Técnica

ARTHUR SANTANA ALMEIDA

MACAPA ESPORTE CLUBE – AP

Indicação Técnica

LEONARDO KENZO IIZUKA

ADR ITAIM KEIKO/S.J. DOS CAMPOS – SP

Indicação Técnica

GUILHERME MARCHIORI

ASSOCIAÇÃO SÃO BENTO DO SUL – SC

ID VIRTUAL

ATLETAS CATEGORIA INFANTIL

CLUBE

Ranking Infantil CBTM

DANIEL DE DEUS E SILVA DE GODOI

PRO TÊNIS DE MESA- JOAÇABA – SC

Ranking Infantil CBTM

FELIPE YUGO AKITA MIUA

KOSMOS CLUBE – SP

Ranking Infantil CBTM

JOÃO PAULO BEZERRA NASCIMENTO SANTOS

ACADEMIA SERGIPANA – SE

Ranking Infantil CBTM

KENZO AUGUSTO KANO CARMO

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Mirim CBTM

GUSTAVO GERSTMANN

JUNDIAI/OSJ-ESPORTES/UCEG/XIOM/JUC-SP

Ranking Mirim CBTM

JOON SHIM

ATEMEL/ACEL LONDRINA – PR

Ranking Mirim CBTM

MATHEUS FILGUEIRA DE SÁ MENEZES MOURA

ACADEMIA SERGIPANA – SE

Ranking Mirim CBTM

GUSTAVO DOS SANTOS CARVALHO

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA UNICAP – PE

Indicação Técnica

DIOGO CARDOSO MOREIRA DA SILVA

ATEME/COOPER/IMSJT/YASAKA – SP

Indicação Técnica

ANDRE GUILHERME MARQUES MURCHIE

APCEF MANAUS – AM

Indicação Técnica

THIAGO RODRIGO HAU FRANÇA

ASSOCIAÇÃO SÃO BENTO DO SUL – SC

Indicação Técnica

VINICIUS TAKESHI TOCURA

AOVC/KENZEN/ITU/AOCV/JUVENTUS – SP

Indicação Técnica

MATHEUS BOARO BRAZ

SANTO ANDRE / ADSA / XIOM – SP

Indicação Técnica

VINICIUS DENK

ASSOCIAÇÃO DE TRÊS BARRAS – SC

Indicação Técnica

GABRIEL INOUE

NIKKEI CURITIBA – PR

Indicação Técnica

GUILHERME SOUZA DA SILVA

ASSOCIAÇÃO JOINVILENSE – SC

ID VIRTUAL

ATLETAS CATEGROIA JUVENIL

CLUBE

Ranking Mundial

RAFAEL TORINO

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Ranking Juvenil CBTM

VITOR BIBIANO COELHO DOS SANTOS

ASSOCIAÇÃO CHAPECOENSE – SC

Ranking Juvenil CBTM

RODRIGO REBARTINI REIS

ASSOC. VARGINHENSE DE ESPORTE-MG

Ranking Juvenil CBTM

ENZO VINICIUS NAKASHIMA

ASSOCIAÇÃO CHAPECOENSE – SC

Ranking Juvenil CBTM

SERGIO TEIXEIRA BIGNARDI JUNIOR

ATEME/COOPER/IMSJT/YASAKA – SP

Ranking Infantil CBTM

GUILHERME DA COSTA TEODORO

SANTA CECILIA / SALDANHA DA GAMA / LSTM – SP

Ranking Infantil CBTM

LAURO SCHWEITZER SEBOLD

PRO TÊNIS DE MESA- JOAÇABA – SC

Ranking Infantil CBTM

EDUARDO YUJI TOMOIKE

ADR ITAIM KEIKO/S.J. DOS CAMPOS – SP

Ranking Infantil CBTM

GUILHERME GUIMARAES ALMICO

ACADEMIA SERGIPANA – SE

Indicação Técnica

RENAN FERREIRA

SÃO CAETANO / SEEST / XIOM – SP

Indicação Técnica

LUIS ANJOS

PRO TÊNIS DE MESA- JOAÇABA – SC

Indicação Técnica

HENRIQUE HAYASHI

SANTA CECILIA / SALDANHA DA GAMA / LSTM – SP

Indicação Técnica

JOÃO GABRIEL SANTOS

PRO TÊNIS DE MESA- JOAÇABA – SC

Indicação Técnica

PEDRO RODRIGUES

SANTA CECILIA / SALDANHA DA GAMA / LSTM – SP

Indicação Técnica

CARLOS KARASSAWA ISHIDA

ADR ITAIM KEIKO/S.J. DOS CAMPOS – SP

Indicação Técnica

HENRIQUE FERNANDO HAU FRANÇA

ASSOCIAÇÃO SÃO BENTO DO SUL – SC

Eles são suspeitos de tráfico de drogas                                                                                           

 

Policiais militares de Canoinhas prenderam três jovens na manhã desta segunda-feira, 28, na localidade da Cachoeira, interior de Canoinhas.

Segundo a PM, denúncia recebida pela Central de Operações dava conta de que os três estariam revendendo drogas na rua Etelvina de Almeida Pires, bairro São Cristóvão, município de Três Barras.

O grupo teria saído do São Cristóvão, passado pelas localidades do Parado e Matão. Ao chegar à estrada que dá acesso à Paula Pereira, os suspeitos viram uma das viaturas da PM na igreja.

Ao avistar os policiais, o condutor do veículo mudou de direção, tentando fugir em alta velocidade e de forma perigosa. Pouco depois, o carro foi abordado. Segundo a PM, o condutor não possuía Carteira Nacional de Habilitação (CNH), um dos passageiros é foragido da penitenciária de Itajaí e o outro passageiro está em prisão domiciliar. Dentro do carro foi encontrada quantia não informada de maconha, um rádio comunicador marca Balfeng, copiando a frequência da Polícia Militar, além de três aparelhos celulares, marca Samsung, sendo que um deles estava parcialmente desmontado. Diante dos fatos, os jovens foram presos em flagrante por crime de tráfico drogas. Há suspeita de que dois dos homens integram a facção criminosa Primeiro Grupo Catarinense (PGC).

Com o acesso ao mercado “premium”, a Mili planeja faturar cerca de R$ 2 bilhões até 2020                  

 

A empresa Mili, de Três Barras, que por mais de três décadas se especializou em atender à classe C, tenta agora crescer no mercado “premium” de produtos de higiene, dominado por marcas famosas, como Neve, da multinacional Kimberly-Clark, e Personal, da brasileira Santher. Apesar de ser pouco conhecida nos grandes centros, a Mili, fundada em 1983 em Santa Catarina, é a líder no País em volume de produção de papel higiênico. Seus produtos, no entanto, continuam sendo populares apenas no interior do País, onde se concentra a distribuição.

A fabricante está encerrando, neste ano, um ciclo de investimentos de R$ 400 milhões. O capital foi usado para trocar o maquinário de duas das três fábricas da Mili (a empresa tem produção em Santa Catarina, no Paraná e no Maranhão). Os equipamentos mais modernos permitiram que a companhia passasse a produzir mercadorias de qualidade superior.

Com o acesso ao mercado “premium”, a Mili planeja faturar cerca de R$ 2 bilhões até 2020, o dobro do patamar de 2014. Em 2015, chegou a R$ 1,13 bilhão e, neste ano, deverá atingir R$ 1,23 bilhão, alta de 8,5%, sem descontar a inflação. A catarinense divide com a paulista Santher a liderança do segmento de papel higiênico, cada uma com fatia de cerca de 15%.

Segundo o gerente de estudos econômicos da consultoria Pöyry, Manoel Neves, a Mili foi a empresa do setor que mais investiu nos últimos anos, ganhando competitividade e podendo competir com as marcas mais famosas.

Alta renda. Neste ano, a Mili colocou no mercado dois modelos de guardanapo e uma linha de absorventes femininos. A diferença é que esses lançamentos serão destinados ao público de classe média alta. “Onde tem consumidor, temos de ir atrás”, resume um dos sócios da companhia, Vanderlei Micheletto.

A estratégia da Mili segue os movimentos do mercado. Dados da Nielsen apontam que, mesmo com a crise, as vendas do papel higiênico de folha dupla avançaram, enquanto as de folha simples diminuíram. Nos nove primeiros meses deste ano, os supermercados registraram uma alta de 1% no número de rolos de folha dupla comercializados. No segmento de folha simples, houve retração de 9,2%.

Para continuar comprando o produto de melhor qualidade, ao qual teve acesso nos anos em que o Brasil crescia economicamente, o consumidor das classes B e C está adquirindo marcas menos conhecidas. O preço do papel folha dupla também diminuiu, favorecendo a migração do consumido do produto simples para o superior, explica Débora Oliveira, da Nielsen. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

Estudo da Fiesc engloba a SC-135, que liga Porto União a Matos Costa                                                         

 

Estudo da Federação das Indústrias de Santa Catarina (Fiesc) analisou 1,6 mil quilômetros de rodovias estaduais catarinenses e mostra que as intervenções paliativas que estão sendo realizadas, como operações tapa-buracos e roçadas, são insuficientes para melhorar a situação e a segurança de estradas nas regiões Extremo-Oeste, Meio-Oeste, Norte, Vale do Itajaí e Sul, avaliadas pelo engenheiro Ricardo Saporiti. O trabalho integra a Agenda Estratégica da Indústria para Infraestrutura de Transportes, que a Fiesc apresentou nesta segunda-feira, 28, em Florianópolis, com o apoio do Crea-SC. O trabalho integra a Agenda Estratégica da Indústria para Infraestrutura de Transporte e a Logística Catarinense 2017.

Conforme o trabalho, o montante total médio dos recursos alocados para as regiões analisadas − R$ 4.717,10 por quilômetro – não permite a realização de obras de preservação, reforços de base, fresagens da capa asfáltica, microrrevestimentos, recuperações de obras de artes especiais (como pontes e viadutos, por exemplo) e sinalizações. “A malha estadual exige investimentos mais robustos que garantam uma solução definitiva para os problemas existentes, assim como um planejamento adequado à manutenção corretiva, preventiva e rotineira”, recomenda o trabalho.

O estudo englobo a SC-135, que liga Porto União a Matos Costa, mas estão na mesma situação a SC-477, que liga Canoinhas a BR-116 e a SC-120, estrada de chão que liga Canoinhas a Timbó Grande.

Segundo Estudos do Instituto de Pesquisas Rodoviárias e do DNIT, o mau estado de conservação da rede viária resulta no acréscimo do consumo de combustíveis (em até 58%), no aumento no custo operacional dos veículos (em até 40%), na elevação do índice de acidentes (em até 50%) e no acréscimo no tempo de viagem (em até 100%), além de efeitos adversos na economia e no desenvolvimento regional.

Na seleção das rodovias estaduais analisadas, foi levada em consideração a interligação com as estradas federais que cortam o Estado e os trechos que são de responsabilidade das superintendências regionais do Deinfra e das Agências de Desenvolvimento Regionais (ADRs).

Clique aqui e veja a alocação de recursos do governo do Estado para manutenção e conservação de estradas, por meio do Deinfra e ADRs, além dos mapas das estradas percorridas.

Este é o segundo aparelho que queima em decorrência de queda de energia; no mês passado, o aparelho de tomografia também queimou pelo mesmo motivo

 

Uma rápida queda de energia na tarde desta segunda-feira, 28, provocou mais um prejuízo para o Hospital Santa Cruz, de Canoinhas. O aparelho de ressonância magnética, que atende a pacientes de sete municípios, queimou logo depois da queda de energia.

Segundo o diretor administrativo do Hospital Santa Cruz, Derby Fontana, é a segunda vez que um equipamento queima por causa de quedas de energia, cada vez mais frequentes na região onde está instalado o Hospital. No mês passado o aparelho de tomografia queimou por causa de uma queda de energia. O custo para conserto do tomógrafo é de R$ 83 mil. Já o aparelho de ressonância depende de um diagnóstico de técnicos da fabricante do aparelho, a Philips. “Ligamos para a Celesc e protocolamos a reclamação. Dessa vez vamos acionar a empresa para que arque com o prejuízo”, afirmou Fontana.

Enquanto os equipamentos estão estragados, pacientes que precisarem de exames de tomografia e ressonância estão sendo encaminhados para Mafra.

 

CELESC

O gerente da Celesc de Canoinhas, Ionir João dos Santos, disse que a queda de energia na tarde desta segunda, foi provocada por um caminhão que passou pelas redondezas do Hospital, enroscou-se e rompeu cabos elétricos, levando à queda de energia.

Ionir afirmou, ainda, que não são tão frequentes as quedas de energia na região e garantiu que se decorrido processo judicial ficar provado que a Celesc tem culpa, a empresa vai arcar com os custos.