< novembro 2015 - JMais | Jornalismo Digital Archive | JMais | Jornalismo Digital

Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Quando presidente da Câmara de Vereadores, Beto Passos (PSD) achou uma aberração o pagamento de salário polpudo para o contador Frederico Valdir Ecker (foto), que teria sido cedido pela prefeitura em 1998 na falta de um contador contratado pela Câmara. De fato, nos anos seguintes outros contadores trabalharam na Casa, não justificando a presença de Ecker, que acabou sendo devolvido para o Município por Passos em 2011.

    Pois bem, Didi não gostou nem um pouco da remoção. Diz ter sofrido constrangimentos. Disse que a remoção foi, na verdade, motivada por perseguição política, com o objetivo de desmoralizá-lo perante a sociedade e de maquiar esquema de contratação irregular realizada pela Câmara. Ingressou com uma ação na Justiça dizendo ter direito adquirido sobre o cargo e exigindo o retorno à função, além de multa por danos morais.

     Nesta semana, a juíza da Comarca Griselda Rezende de Matos Muniz acatou o pedido de Ecker e determinou seu imediato retorno ao rol de funcionários da Câmara, além de indenização de R$ 20 mil pago pela Câmara a título de indenização por danos morais. Outro valor ainda será apurado a título de indenização por danos materiais.

    A Câmara, no entanto, pode recorrer da decisão.

 

Consequências

O possível retorno de Didi à Câmara repercutiu no meio político. Vice-prefeito Wilson Pereira (PMDB) disse que o justo seria cobrar de Beto Passos (PSD) a indenização devida à Ecker.

    Passos, por sua vez, se diz tranquilo, já que acatou um aconselhamento de sua assessoria jurídica. “Confio na justiça e medida de economia que implantei na Câmara. O alto salário do servidor da prefeitura também fez parte do pacote de medidas para diminuir os gastos da Câmara.”

>>>  Da série Lembranças que insistem em ficar vivas, recordo que Didi Ecker já havia sido abonado pela troca de casa. Ao ser cedido à Câmara, recebeu um alto valor a título de compensação pela troca. Além disso, à época, saiu ganhando cerca de R$ 1 mil da prefeitura e saltou para R$ 5 mil na Câmara. Agora, ao que tudo indica, vai ganhar mais uma indenização pelo mesmo motivo.

 

colunaMário Renato Erzinger foi promovido coronel nesta semana em sessão solene em Florianópolis. Dessa forma, deixa o comando do 3º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Canoinhas para assumir função no Comando Estadual, na Capital. No próximo dia 11, assume o comando do 3º BPM, o tenente-coronel Gilberto Dominico, remanejado do Batalhão de Mafra.

    Canoinhense, Erzinger comandou o 3º BPM por cinco anos, sendo citado por seus subordinados como um exemplo de comando, ética e responsabilidade. Fará falta não só para seus comandados, mas para toda a comunidade.

 

 

 

 

 

 

Eleição na Câmara

Célio Galeski (PSD) deixa hoje a Secretaria de Habitação sem o sonho de inaugurar as 400 casas populares do loteamento que está sendo construído no bairro Aparecida, mas com um foco muito específico na presidência da Câmara de Vereadores, para onde volta na terça-feira, dia 1º.

     Galeski tem apoio da base governista, cada vez mais pálida, e pode enfrentar gente do partido para o qual já está de passaporte carimbado. Paulo Glinski e Wilmar Sudoski (PSD) tendem a lançar candidatura que ameaça Galeski. Glinski joga pelo empate e cinco votos ele consegue fácil.

 

Samasa

Consórcio formado por três empresas, incluindo a Itajuí, responsável pelas obras de saneamento em Canoinhas, e a Serrana, responsável pela coleta de lixo em Canoinhas e Três Barras, foi o único interessado em explorar os serviços de água e esgoto em Três Barras.

     O período para apresentar propostas se encerrou na semana passada.

 

Porém

O Tribunal de Contas suspendeu o edital baseado em questionamentos sobre termos do contrato que terá validade de 35 anos. Há outra ação correndo na Justiça canoinhense, mas ainda não houve decisão. O Município já apresentou defesa ao Tribunal. Os vereadores são contrários a terceirização.

 

 RÁPIDAS

ENFIM: Prefeito Elói Quege se reúne na terça-feira, dia 1º, com técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil em Florianópolis para discutir a anunciada reforma do aeroporto de Três Barras.

 EXPECTATIVA: O Aeroporto de Três Barras faz parte de um plano nacional para instalar voos regionais comerciais em cidades interioranas.

 ABRE-TE SÉSAMO: A expectativa do vice-prefeito Wilson Pereira é de que até janeiro a abertura do calçadão da Felipe Schmidt esteja concluída.

A PROPÓSITO: Vereador Renato Pike quer saber quais comentários surgiram da consulta popular feita pelo site da prefeitura sobre mudanças no trânsito.

DADO: Levantamento da Controladoria-Geral da União (CGU) mostra que 29 municípios têm nota máxima em transparência, em uma escala de 0 a 10, o que equivale a menos de 2% do total de cidades avaliadas (1.587).

REGIÃO: Por aqui, só Canoinhas tem setor para atender a pedido de informação.

 

 

Mafra (foto) saiu na vantagem na disputa pelo título da primeira divisão do estadual de futsal, jogando em casa contra a ADC Canoinhas. O jogo aconteceu na noite deste domingo, 29.

ADC Canoinhas começou bem os 10 primeiros minutos de jogo, com posse de bola e boas oportunidades, mas quem abriu o placar foi a equipe mafrense com gol de Mateusinho. Na volta do segundo tempo a ADC Canoinhas empatou a partida com o jogador Didi. O jogo continuou equilibrado até que aos 15 minutos Ruan desempatou a partida para alegria da torcida mafrense. A ADC Canoinhas colocou goleiro linha e acabou levando mais dois gols, primeiro de Diego e depois de André, encerrando a partida em 4 a 1.

No fim do jogo o treinador da ADC canoinhas comentou sobre a partida. “Grandes jogos são decididos em detalhes e esse não foi diferente. Não podemos tirar o mérito de Mafra que fez uma grande partida e venceu, mas temos de trabalhar durante a semana para vencer a segunda partida”, disse Tchelo.

Diego, atleta da ADC, também comentou sobre o jogo: “Jogamos bem, mas infelizmente não vencemos. Agora é erguer a cabeça e saber que ainda temos reais chances de ser campeão.”

Com o resultado, Mafra joga na vantagem o segundo e decisivo jogo da final da primeira divisão do estadual de futsal. O jogo de volta acontece no sábado, 5 de dezembro, no Ginásio Magno Victor Fuck, em Canoinhas.

Foto: Sessão encerrou as atividades da 20ª edição do Parlamento Jovem/Solon Soares/Agência AL

Os deputados do Parlamento Jovem aprovaram 21 itens na sessão ordinária que encerrou, na tarde desta quinta-feira, 26, as atividades da 20ª edição do programa realizado pela Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira. Entre os projetos aprovados, destaca-se a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 1/2015, que reduz em 1/5 a aposentadoria recebida pelos ex-governadores de Santa Catarina.

A aprovação, na prática, não muda nada, afinal o Parlamento Jovem é um projeto que proporciona a jovens estudantes do ensino médio de todo o Estado a possibilidade de vivenciar a rotina de um deputado estadual, e a aprovação dos projetos é simbólica. Mas qualquer um dos 40 parlamentares da Alesc, caso queira – desde que obtenha o número de assinaturas necessário – , pode apresentar a PEC, como já ocorreu com projetos aprovados em edições anteriores do Parlamento Jovem.

A PEC dos deputados jovens foi elaborada pelos alunos da EEB Albina Mosconi, de Macieira. Ela altera o artigo 195 da Constituição Estadual, reduzindo dos atuais R$ 33 mil para R$ 6,6 mil as aposentadorias recebidas pelos ex-governadores catarinenses. “Esse aposentadoria é, de certa forma, desnecessária, pois, após o término dos mandatos, os governadores podem retornar aos seus empregos”, justificou a deputada jovem Laina Borges Alves, uma das autoras.

A proposta contou com o apoio de todos os parlamentares jovens. “Estamos vivendo um momento de contenção de gastos e podemos economizar com a redução dessas aposentadorias”, concordou José Felipe Comper Nasario, da EEB Rubens de Arruda Ramos, de Criciúma. Diego Cabral Melo, da EEB General Pinto Sombra (Lages), lembrou que a maioria dos professores não recebem nem R$ 6,6 mil mensais. Já Aldair Nicolli da Silva, da EEB Francisco Brasinha Dias (Belmonte), sugeriu que o dinheiro gasto com as aposentadorias poderia ser investido na educação.

 

ÉTICA
A crise ética que a política brasileira atravessa também é motivo de preocupação para os deputados jovens. A EEB Alvino Tribess, de Jaraguá do Sul, apresentou o PL 3/2015 que institui a Semana Catarinense Interdisciplinar sobre Ética e Cidadania. Segundo a estudante Vitoria Matias dos Santos, a proposta visa incentivar a inclusão do jovem na política.

“Estamos numa idade em que começamos a ter direito ao voto, um dos mais importantes direitos de qualquer cidadão”, disse. “Sabemos que nosso país precisa de mais ética, de mais cidadania, e por isso apresentamos esse projeto. O fato de estarmos hoje aqui mostra que o Brasil pode ir pra frente, que já há pessoas comprometidas com a política e não com a políticagem.”

Os estudantes também aprovaram outras duas propostas para chamar a atenção da comunidade a dois problemas sociais: o alcoolismo e a gravidez precoce. O PL 4/2015, da EED Rubens de Arruda Ramos cria a Semana de Conscientização sobre a Gravidez Precoce. Já o PL 6/2015 institui a Semana Catarinense de Conscientização sobre o Alcoolismo, e foi elaborado pela EEB Francisco Brasinha Dias. “O álcool causa acidentes de trânsito, destroi vidas e famílias”, lembraram os estudantes.

A educação também está entre as preocupações dos jovens parlamentares. Eles aprovaram o PL 5/2015, que cria o Dia Estadual do Assistente Tecnico-pedagógico, apresentado pela EEB Julia Baleoli Zaniolo, de Canoinhas; e o PL 7/2015, da EEB Manoel Henrique Assis (Penha), que institui a Semana Catarinense de Ação Social nas escolas.

Foi aprovada, ainda, uma indicação, da escola de Lages, ao governador do Estado, que disponibilizará mais recursos para as escolas estaduais. Os alunos também pediram ao governador a criação de cursos de Língua Portuguesa e História para os imigrantes que estão no Estado, e a melhoria da qualidade da internet nas escolas públicas.

 

BALANÇO
A sessão do Parlamento Jovem foi aberta pelo deputado Neodi Saretta (PT). O parlamentar destacou a importência do projeto e lembrou que o trabalho do deputado não se restringe apenas ao que ocorre dentro da Alesc. “Aqui é apenas um dos momentos desse trabalho. Lá fora, temos as audiências públicas, as reuniões com as lideranças, as vistas às bases, que também são importantes”, disse.

Como de praxe, os deputados jovens utilizaram os horários das Breves Comunicações e dos Partidos para apresentar suas escolas e suas cidades de origem. Além dos PLs e da PEC, os estudantes deliberaram e aprovaram nove indicações e dois requerimentos.

A gestora do Núcleo de Educação para a Cidadania da Escola do Legislativo, Lea  Medeiros, fez um balanço positivo da 20ª edição do programa. “Estamos no caminho certo para desconstruir essa visão negativa que os jovens têm da política. Eles entendem qual o papel da democracia e do parlamento, bem como sua importância”, disse.

Ao final da sessão, os deputados jovens ocuparam a tribuna para agradecer professores e todos os envolvidos com o Parlamento Jovem. “Política não tem só corrupto e não é só votar. É envolver os jovens na política. Vamos levar esse aprendizado para toda a nossa vida”, ressaltou a aluna Évely Andreolla, de Belmonte.

 

Outros projetos aprovados pelo Parlamento Jovem:

  • PL 8/2015 – Reconhece o município de Belmonte como a Capital Catarinense dos Trilheiros (EEB Francisco Brasinha Dias – Belmonte)
  • PL 1/2015 – Institui a Semana de Conscientização sobre a Importância das Regiões Metropolitanas (Colégio Adventista – Florianópolis)
  • PL 9/2015 – Institui o Dia Estadual do Mineiro (EEB Rubens de Arruda Ramos – Criciúma)
  • PL 2/2015 – Cria o Dia de Preservação da Gralha Azul (EEB General Pinto Sombra – Lages)