< 2015 setembro Archive | JMais | Jornalismo Digital

Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Acontece neste domingo, 4, das 8h às 17h, a Eleição Unificada para Conselheiro Tutelar. Em Três Barras, a votação será realizada nas escolas Guita Federmann, João Pacheco de Miranda Lima (CAIC) e Francisco Rocha. De acordo com o secretário executivo temporário do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, Rodrigo Zaleuski, comparecer as urnas para escolher um candidato é de grande importância, pois nesta eleição serão escolhidos os representantes que irão zelar pelos direitos das crianças e adolescentes do município. Todos os eleitores estão convidados a participar desta eleição tão importante para os rumos das políticas voltadas a proteção de crianças e adolescentes.

Confira abaixo a lista e número de candidatos ao cargo de Conselheiro Tutelar e para outras informações referente ao dia de votação e ao processo de escolha dos candidatos clique aqui.

 

OS CANDIDATOS

Marcilene Jussara Pires – Nº 01

Solange Soares de Souza – Nº 04

Rosangela Pereira da Cruz Vielereski – Nº 05

Giceli Sudoski – Nº 06

Rafael Veiga – Nº 07

Ani Carolina da Cruz – Nº 08

Gislaine Leite Siems – Nº 09

Josiane Pinto – Nº 10

Viviane Leal de Barros – Nº 14

Karina Franco Fagundes – Nº 15

Maiara Ostroski – Nº 16

Foto: secretários regionais de Mafra e Canoinhas, Abel Schroeder e Ricardo Pereira Martin, com o deputado Antonio Aguiar e os prefeitos Gilberto Damaso (Bela Vista do Toldo) e Beto Faria (Canoinhas) logo depois da assinatura dos convênios/Divulgação

Foram assinados novos contratos do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) que vão garantir R$ 74 milhões em investimentos para 59 cidades catarinenses. O governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Casa Civil, Nelson Serpa, receberam os prefeitos para o ato de assinatura em evento realizado em Florianópolis na tarde desta quarta-feira, 30. Para Canoinhas, Bela Vista do Toldo, Três Barras e Papanduva foram liberados mais de R$ 5,3 milhões.

“O Fundam é um grande projeto, que está capitalizando os 295 municípios catarinenses. Muitas obras já estão sendo realizadas e chegando à população. Um programa como o Fundam faz com que Santa Catarina de fato consiga ter um desempenho melhor e uma eficiência maior, ajudando o Estado a enfrentar a crise. São obras em ginásios, escolas, creches e estradas sendo realizadas ao mesmo tempo, melhorando a infraestrutura das cidades, dinamizando a economia e gerando empregos”, destacou o governador Raimundo Colombo.

Cada cidade pode assinar até dois contratos com o Fundam. Com os convênios firmados nesta quarta, 290 municípios já assinaram pelo menos um contrato cada, somando 444 convênios realizados. O município de Atalanta está com o contrato pronto para ser assinado em ato na cidade nesta sexta-feira, 2 de outubro. E os outros quatro municípios faltantes – Araquari, Água Doce, Governador Celso Ramos e Balneário Camboriú – estão com os contratos em fase final de revisão.

O Fundam é um programa do Governo do Estado que está disponibilizando R$ 605 milhões aos 295 municípios de Santa Catarina para investimentos em áreas estratégicas. Já foram repassados às contas das prefeituras cerca de R$ 395 milhões utilizados para compra de equipamentos, máquinas e veículos e execução de obras e estão previstos mais R$ 92 milhões em parcelas subsequentes, além de outros cerca de R$ 20 milhões que estão no aguardo de licitação dos municípios.

Com os R$ 74 milhões dos convênios assinados nesta quarta, chega-se a cerca de R$ 580 milhões injetados na economia catarinense pelo programa. Os projetos restantes estão em fase de preparação para assinatura ou aprovação junto ao Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), contratado pelo Estado para a análise técnica dos projetos. “O Fundam é um programa de parceria com as prefeituras, exclusivamente para a realização de investimentos nos municípios, em áreas estratégicas para o desenvolvimento”, explicou o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa.

O secretário lembrou que o programa foi idealizado para garantir critérios técnicos de distribuição de recursos a todas as prefeituras, de forma desburocratizada, sem exigência de contrapartida, nem de devolução, cabendo aos municípios a decisão sobre a área de aplicação de recursos. Entre as opções, estão as áreas de infraestrutura, saúde, educação, assistência social, desporto, lazer, saneamento básico e aquisição de equipamentos e máquinas rodoviárias.

Para os prefeitos, a parceria tem sido de extrema importância. Discursando em nome dos beneficiados, o prefeito de Florianópolis, Cesar Souza Júnior, destacou o caráter apartidário do programa. “Trata-se de um programa inovador em todo o Brasil. Diante de tantas dificuldades para acessar recursos federais, o gesto do Governo do Estado junto a todos os municípios é um alento para as prefeituras”, ressaltou. Nesta quarta, a prefeitura de Florianópolis assinou convênio que vai garantir R$ 4,5 milhões para a compra de máquinas e equipamentos.

Outra cidade beneficiada, Xanxerê assinou seu segundo convênio nesta quarta-feira. O primeiro, no valor de R$ 400 mil, foi para compra de equipamento. E agora, firmou o segundo, no valor de R$ 2,6 milhões, para pavimentação asfáltica na cidade. “Esse programa tem uma importância muito grande para todos os municípios do Estado, só por meio do Fundam que nós prefeitos conseguimos fazer com que as cidades tenham recursos para realizar importantes obras de infraestrutura”, acrescentou o prefeito Ademir José Gasparini.

 

CONTRATOS ASSINADOS

MUNÍCIPIO VALOR (R$) OBJETO
ABDON BATISTA 700.000,00 Centro Poliesportivo
ÁGUAS DE CHAPECÓ 517.525,77 Pavimentação de ruas
ALFREDO WAGNER 1.235.247,22 Pavimentação de ruas
ANCHIETA 847.447,43 Pavimentação de ruas
ARARANGUÁ 3.189.682,56 Pavimentação de ruas
ARMAZÉM 1.000.000,00 Pavimentação de ruas
BALNEÁRIO BARRA DO SUL 2.031.625,25 Construção de ponte
BANDEIRANTE 619.337,67 Pavimentação de ruas
BARRA VELHA 2.480.000,00 Pavimentação de ruas
BELA VISTA DO TOLDO 436.577,74 Pavimentação de ruas
BELMONTE 52.601,71 Pavimentação de ruas
BENEDITO NOVO 1.362.183,37 Pavimentação de ruas
BIGUAÇU 1.315.508,53 Pavimentação de ruas
BOM JARDIM DA SERRA 1.399.910,46 Pavimentação de ruas
CAMPO ALEGRE 363.126,11 Construção de ponte
CAMPO ALEGRE 1.636.843,66 Pavimentação de ruas
CANOINHAS 333.624,48 Construção Centro de Eventos
CELSO RAMOS 1.383.493,11 Pavimentação de ruas
CONCÓRDIA 1.021.229,82 Revitalização da Rua Tancredo A. Neves
CORONEL FREITAS 410.000,00 Revitalização da Av. Santa Catarina
CORUPÁ 1.759.874,40 Pavimentação de ruas
DONA EMMA 986.667,96 Pavimentação com blocos de concreto
FLORIANÓPOLIS 4.546.396,53 Máquinas e equipamentos
FORMOSA DO SUL 1.020.000,00 Pavimentação de ruas
FREI ROGÉRIO 72.361,33 Praça de convivência
IBIAM 291.361,13 Construção de ponte
IPORÃ DO OESTE 280.609,10 Pavimentação asfáltica
IRACEMINHA 368.116,80 Ciclovia e calçadão
IRANI 1.350.000,00 Construção Centro de Idosos
ITAJAÍ 806.244,52 Aquisição de veículos
ITAPEMA 2.599.906,39 Pavimentação asfáltica
MARACAJÁ 100.000,00 Aquisição máquina para limpeza urbana
MARAVILHA 450.089,83 Pavimentação de ruas
MASSARANDUBA 1.010.069,37 Construção Unidade Básica de Saúde
MELEIRO 134.102,26 Pavimentação de ruas
MIRIM DOCE 899.977,23 Pavimentação de Ruas
MORRO DA FUMAÇA 268.07,34 Ampliação Praça de Esportes B. Maccari
NOVA VENEZA 1.382.164,95 Pavimentação de ruas
ORLEANS 273.447,53 Construção de ponte
OTACÍLIO COSTA 923.608,25 Pavimentação de ruas
PAINEL 697.864,32 Construção Ginásio de Esportes
PALMITOS 1.899.939,16 Pavimentação asfáltica
PAPANDUVA 1.400.000,00 Pavimentação asfáltica
PAPANDUVA 340.000,00 Construção Ginásio de Esportes
PARAÍSO 1.060.742,45 Pavimentação asfáltica
PAULO LOPES 230.071,40 Pavimentação de ruas
POMERODE 1.272.986,44 Pavimentação de rua
SÃO BONIFÁCIO 1.149.995,95 Construção Ginásio de Esportes
SÃO JOÃO DO ITAPERIÚ 1.278.674,72 Pavimentação de ruas
SÃO JOSÉ DO CERRITO 798.413,69 Pavimentação asfáltica
SCHROEDER 1.485.123,31 Pavimentação de ruas
SERRA ALTA 13.092,68 Aquisição de carreta motorizada
TAIÓ 2.670.000,00 Requalificação urbana (R. Cel. Federssen)
TRÊS BARRAS 2.829.828,62 Pavimentação de ruas
TROMBUDO CENTRAL 1.146.987,75 Pavimentação de ruas
TUBARÃO 3.239.706,49 Pavimentação de ruas
URUBICI 1.561.927,54 Pavimentação asfáltica
VIDEIRA 4.357.107,16 Pavimentação asfáltica
WITMARSUM 1.031.885,54 Pavimentação asfáltica
XANXERÊ 2.649.551,33 Pavimentação asfáltica
ZÓRTEA 1.080.000,00 Construção de escola de educação básica

O Governo do Estado por meio das Secretarias de Estado do Desenvolvimento Econômico e Sustentável (SDS) e Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR) de Canoinhas, celebrou convênios na tarde desta terça-feira, 29, para transferência de recursos financeiros na ordem de mais de R$ 208 mil para cada Comitê. No total, são R$ 471.809,24 liberados, sendo R$ 208.904,62 para o Comitê do Rio Canoinhas, e o mesmo valor para o Comitê do Rio Timbó.

Os comitês do Rio Canoinhas e Rio Timbó tem como finalidade atender de melhor forma a população das bacias, bem como promover a divulgação sobre legislação de recursos hídricos dentro das áreas de atuações. O Comitê do Rio Canoinhas atende os municípios de Major Vieira, Três Barras, Papanduva, Monte Castelo e Canoinhas. Já o Comitê do Rio Timbó atende os municípios de Bela Vista do Toldo, Caçador, Calmon, Irineópolis, Lebon Régis, Matos Costa, Porto União, Santa Cecília e Timbó Grande.

O deputado estadual Antônio Aguiar esteve referendando os convênios junto com o secretário regional Ricardo Pereira Martin. O presidente da Associação Empresarial de Canoinhas, Alfredo Lang Scultetus também já assinou os documentos. Agora os convênios serão assinados pelo secretário da SDS, Carlos Chiodini, para posterior publicação no Diário Oficial.

“Os comitês tem trabalho fundamental, que visa atender todos os municípios com trabalhos de divulgação e educação ambiental voltados para preservação e conservação dos recursos hídricos, totalizando 14 municípios atendidos de forma direta e indireta”, destacou o secretário regional.

Ainda, o comitê tem como tarefas, realizar estudos técnicos para identificação e mapeamento das nascentes nas duas bacias, além de contratação de profissional para trabalhar com o mapeamento de uso do solo, realização seminários municipais para divulgação e articulação do programa, além de continuidade do seminário do programa Planorte Água e Solo. Também serão confeccionados com os recursos, camisetas e bonés, coletes de identificação, produção de jornais informativos, além de ações de sensibilização e motivação voltada à educação ambiental para população e alunos das redes estaduais e municipais de ensino da região.

Prefeito afastado de Três Barras, Elói Quege (PP) conseguiu reduzir no Tribunal de Justiça de Santa Catarina o tempo de afastamento do cargo de 180 para 90 dias. A decisão foi publicada nesta terça-feira, 29. Dessa forma, ele voltaria ao cargo de prefeito dentro de 20 dias.

Quege foi afastado temporariamente do cargo após decisão da 2ª Vara Civil de Canoinhas. Segundo a medida cautelar, a qual Quege recorre, ele deve ficar fora das funções por até 180 dias. No lugar do político, Alinor Lescovitz assumiu a chefia do poder Executivo municipal.

A decisão judicial atendeu a uma ação movida pelo Ministério Público de Santa Catarina (MPSC), que pediu o afastamento temporário do político por não realização de concurso público. Além do afastamento do cargo, Elói teve os direitos políticos suspensos por cinco anos, pagou multa e foi proibido de contratar com o poder público.

O município também teve de realizar concurso público no domingo passado. O resultado do certame foi publicado nesta terça-feira, 29.

Região assina convênios de R$ 5,3 milhões com o Fundam

O governador Raimundo Colombo assina R$ 72,8 milhões em convênios do Fundo de Apoio aos Municípios (Fundam) com 57 prefeituras catarinenses, nesta quarta-feira, 30, incluindo Canoinhas e Bela Vista do Toldo. O ato será realizado na sala de cinema do Centro Integrado de Cultura (CIC), em Florianópolis, a partir das 14h. O Fundam é um programa do Governo do Estado que disponibilizou R$ 605 milhões aos 295 municípios de Santa Catarina para investimentos em áreas estratégicas.

 

Mais quatro foragidos da Cadeia de São Mateus do Sul são recapturados

Uma abordagem policial na rua Ângelo Sampaio, no bairro Batel, em Curitiba, terminou no bairro Santa Felicidade após uma perseguição de quase dez quilômetros pelas ruas da capital paranaense, na manhã desta quarta-feira, 30, e resultou na prisão de foragidos da Cadeia de São Mateus do Sul. Quatro suspeitos foram presos em flagrante em um veículo Etios com alerta de roubo, após baterem contra uma viatura do 12° Batalhão da Polícia Militar. Três deles – Sérgio Alves, Alex Neves da Silva e Everaldo de Oliveira – estavam foragidos desde 21 de setembro da Cadeia de São Mateus do Sul.

Gildo Pires dos Santos, que também estava foragido da Cadeia de São Mateus do Sul desde fevereiro deste ano, foi recapturado na madrugada desta quarta-feira, 30,  na região do Marmeleiro, em Rebouças.

 

Bombeiros registram dois incêndios em Três Barras

Dois incêndios foram registrados em Três Barras entre a noite desta terça-feira, 29, e madrugada de quarta-feira, 30, pelos bombeiros da cidade.

O primeiro incêndio consumiu uma casa de 25 metros quadrados na localidade de São João dos Cavalheiros. Os bombeiros tiveram de usar 2 mil litros de água para apagar as chamas. O dono da casa, Paulo Sérgio Cavalheiro, de 34 anos, não estava em casa no momento do incêndio. Como o local não tinha energia elétrica, há suspeita de incêndio criminoso.

Já na madrugada desta quarta-feira, um barracão de alvenaria de 96 metros quadrados foi destruído com um Fusca dentro na localidade da Campininha. O barracão também não tinha energia elétrica. Os bombeiros usaram 3 mil litros de água no combate às chamas.

 

Aprovada nova fórmula para cálculo de aposentadorias

A Câmara dos Deputados aprovou no início da tarde desta quarta-feira, 30, a Medida Provisória 676/15, que cria uma nova fórmula para o cálculo de aposentadorias.

O texto é resultado de um acordo com o governo, que vetou a primeira proposta do Legislativo de criação da regra 85/95 – soma da idade e o tempo de contribuição para mulheres e homens respectivamente.

 

Termina nesta quarta prazo para regularizar dívidas de empregados domésticos com o INSS

Termina nesta quarta-feira, 30, o prazo para que empregadores regularizem dívidas de empregados domésticos com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os débitos poderão ser parcelados em até 120 prestações, sem descontos. Se for à vista, o pagamento poderá ser feito com redução de 100% de multas, de 60% de juros de mora e de 100% do valor dos encargos legais e advocatícios.

da Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou no início da tarde desta quarta-feira, 30, a Medida Provisória 676/15, que cria uma nova fórmula para o cálculo de aposentadorias.

O texto é resultado de um acordo com o governo, que vetou a primeira proposta do Legislativo de criação da regra 85/95 – soma da idade e o tempo de contribuição para mulheres e homens respectivamente.

Na medida proposta por uma comissão especial, que negociou com o Planalto uma  migração que ocorreria até 2018, em uma escala que começaria com 85/95 e terminaria com a fórmula 90/100.

Poucos minutos antes de abrir a sessão da Câmara, marcada para evitar a votação de vetos presidenciais hoje (30), o presidente da Casa, Eduardo Cunha (PMDB-RJ) garantiu que a medida não pode ser vista como “birra” com Senado.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, decidiu não incluir na pauta do Congresso o veto publicado em edição especial do Diário do Congresso de ontem sobre o projeto da minirreforma política, que trata do financiamento privado de campanha, voto impresso e da janela partidária.

“Ninguém está fazendo birra de nada. Não tem objetivo nenhum disto. Existe uma matéria que se lutou para que fosse publicada em edição extraordinária do Diário Oficial para que se permitisse que fosse hoje [para a pauta do Congresso] e aí não pautar. É esse o problema”, explicou Cunha.

A sessão da Câmara foi uma imposição dos líderes parlamentares que queriam definir estes pontos da legislação eleitoral até sexta-feira (2), prazo para que as regras valham para as eleições do próximo ano.

Segundo Eduardo Cunha, se não votar hoje, a pauta do Congresso pode ser vencida, sem problemas na próxima semana. Mas a base aliada quer esgotar temas – reajuste do salário de servidores da Justiça e o texto que vincula o índice de correção de aposentadorias ao usado no ajuste do salário mínimo.

Por resolução do Congresso, a sessão de vetos tem que ocorrer na terceira terça-feira de todo o mês. No caso de não haver quórum, a pauta é adiada para a terça-feira seguinte. E foi este o argumento usado por Cunha para explicar que não há uma questão direta com o Senado.

“O que foi combinado comigo foi que eu não fizesse a sessão. É uma questão política. Foi uma determinação dos líderes, tanto da situação quanto da oposição. Só não participaram desta decisão os líderes do PT, do PcdoB e do PDT. Eu tenho pauta. A Casa não vai ficar parada”, afirmou Cunha.

Agência Brasil

Termina nesta quarta-feira, 30, o prazo para que empregadores regularizem dívidas de empregados domésticos com o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). Os débitos poderão ser parcelados em até 120 prestações, sem descontos. Se for à vista, o pagamento poderá ser feito com redução de 100% de multas, de 60% de juros de mora e de 100% do valor dos encargos legais e advocatícios.

Para o pagamento à vista, o valor total devido pelo empregador doméstico deverá ser quitado nesta quarta-feira (30), após as deduções. Para o pagamento das prestações do parcelamento, a primeira prestação deverá também ser paga hoje.

Segundo a Receita Federal, até que ocorra a consolidação do parcelamento, o empregador doméstico fica obrigado a recolher mensalmente prestação equivalente a R$ 100,00 até o último dia útil de cada mês.

Os interessados em receber os benefícios, que se estendem inclusive às pessoas que tenham débitos em dívida ativa, devem aderir ao Programa de Recuperação Previdenciária dos Empregadores Domésticos (Redom) nos sites da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional e da Secretaria da Receita Federal.

As condições beneficiam também os devedores que tenham débito em fase de execução fiscal, ou que tenham sido objeto de parcelamento anterior não integralmente quitado. O pagamento à vista ou a inclusão no parcelamento de débitos objeto de discussão administrativa implicam desistência de pedido de impugnação ou de recurso interposto e, ainda, renúncia às alegações de direito sobre as solicitações encaminhadas ou recursos administrativos.

O Redom foi instituído em decorrência Lei Complementar 150 de junho de 2015, que criou, entre outros direitos, o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para os trabalhadores domésticos .

Outra obrigação importante para os empregadores ocorre a partir de amanhã, quando será possível cadastrar o empregador e seus trabalhadores domésticos no portal www.esocial.gov.br.

Foto: Vereadores Wilmar Sudoski e Renato Pike, durante reunião com os responsáveis pelas obras do esgotamento sanitário em Canoinhas/Rodrigo Melo/Divulgação

De acordo com o contrato firmado com a Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan), a Itajui Engenharia de Obras Ltda é obrigada a oferecer cinco anos de garantia a todas as obras de reconstrução de ruas e calçadas que estão recebendo a rede de esgotamento sanitário. Nesse período, também deve executar reparos em todos os locais que por ventura apresentarem problemas.

A informação partiu do próprio engenheiro civil da empresa, André Oshima, durante reunião com os vereadores Wilmar Sudoski (PSD) e Renato Pike (PR), na manhã desta quarta-feira, 30.

Também participaram do encontro o outro engenheiro civil da Itajui, Jackson Munchen; o gerente local da Casan, Herbert Groscopf Junior, além de Bruno Guimarães de Oliveira, engenheiro sanitarista do Consórcio SC San – Prosul Engevix, grupo contratado pela Casan para fiscalizar as obras que estão sendo realizadas no município.

Diante da série de reclamações expostas pelos vereadores, a Itajui confirmou que algumas obras estão apresentando problemas.

Informou ainda que está cobrando os reparos dos serviços mal feitos junto as oito empresas contratadas para fazer as escavações, implantar a rede de saneamento e atuar na reconstrução de ruas e passeios. “A nossa dificuldade está na mão de obra oferecida por algumas dessas terceirizadas”, comentou Oshima, ao lembrar que o prazo para a entrega da primeira etapa do saneamento básico é de dois anos.

Oshima garantiu ainda que com o passar dos meses, tendem a se nivelar as ondulações horizontais formadas no eixo central das ruas pavimentadas com lajotas ou paralelepípedos. “Em alguns casos existia uma base compactada há 20 ou 30 anos e que agora foi mexida. Isso leva certo tempo para assentar novamente”, explicou.

A Itajui informou que os recortes feitos nos asfaltos estão sendo preenchidos com massa tão logo acontece à implantação da rede. Porém, disse que afundamentos podem aparecer em até seis meses, mas que todos os desníveis verificados serão arrumados.

Outro compromisso assumido pela empresa foi o de finalizar as obras na região central da cidade até o final do mês de novembro deste ano.  A solicitação foi feita pelos próprios vereadores, devido ao aumento de pessoas circulando nas ruas, principalmente, no comércio, no período que antecede as festividades de final de ano.

A empresa ainda se colocou à disposição dos munícipes sobre qualquer reclamação referente à reconstrução das calçadas.

Apesar de ser responsável por refazer só a parte danificada pelas obras, Oshima afirmou que a Itajui não descarta a hipótese de parceria com os moradores, a fim de que os passeios sejam remodelados num todo.

Qualquer tipo de informação ou dúvida sobre as obras devem ser feitas junto ao escritório da empresa, situado a Rua Lourenço Rollando Malucelli, 222, no centro de Canoinhas.

 

COBRANÇA

A iniciativa da reunião partiu da Câmara Municipal. Recentemente, diversos vereadores foram procurados por pessoas da comunidade, que expuseram sua indignação com relação à qualidade das obras.

Na sessão ordinária realizada no dia 15 de setembro, vereador Paulo Glinski (PSD) chegou a dizer que as obras estavam sendo ‘entregues de qualquer jeito’ e cobrou comprometimento e fiscalização da Itajui junto às empresas executoras.

Inúmeras obras estão em andamento no município de Canoinhas são construções, reformas, ampliações, e as inúmeras pavimentações asfálticas. A rua João da Cruz Krailling é uma das vias que já recebeu a massa asfáltica, a importante obra, que fica próximo ao Hospital Santa Cruz, faz parte do pacote de investimentos que a prefeitura está realizando em diversas vias do município.

No trecho pavimentado da rua João da Cruz Krailling está sendo investido mais de R$ 143 mil, por meio de financiamento com a Agência de Fomento de Santa Catarina (Badesc). Atualmente no município várias ruas estão recebendo pavimentação, sendo que parte delas já estão sendo finalizadas, com investimento de mais de R$ 7,7 milhões.

Na semana passada o prefeito Beto Faria esteve acompanhando o andamento das obras, e ressaltou a importância das pavimentações. “Certamente essas pavimentações são uma grande conquista para os moradores. A implantação do asfalto é uma reivindicação de praticamente toda comunidade que deseja o desenvolvimento do seu bairro, pois na sequência virão outros benefícios”, comentou Faria.

Atualmente em Canoinhas estão em obra de pavimentação as ruas João Tomaschitz, João da Cruz Kreiling, Francisco de Paula Pereira, Hilda Ostroski, João Allage, Kurt Mendes, Lázaro Bastos, Lourenço Rolando Malucelli, Virgílio Trevisani, Otávio Tabalipa, Theodoro Humenhuk, Avenida Moisés Damaso da Silveira, Afonso Carvalho Kohler, Sérgio Gaspski, e ainda as ruas Esmael Cunha, Miguel Schiessl Sobrinho e Gil Costa que estão recebendo pavimentação em lajota. Somente em pavimentações estão sendo investidos em Canoinhas mais de R$ 7,7 milhões, com convênios da prefeitura com os governos do estado e federal.

Foto: Viatura da PM atingida pelos bandidos/Plantão Policial WhatsApp/Portal Cultura Sul FM
Sergio Alves Peris

Sergio Alves Peris

Alex Neves da Silva

Alex Neves da Silva

Everaldo de Oliveira Santana (Tarja)

Everaldo de Oliveira Santana (Tarja)

Uma abordagem policial na rua Ângelo Sampaio, no bairro Batel, em Curitiba, terminou no bairro Santa Felicidade após uma perseguição de quase dez quilômetros pelas ruas da capital paranaense, na manhã desta quarta-feira, 30, e resultou na prisão de foragidos da Cadeia de São Mateus do Sul. Quatro suspeitos foram presos em flagrante em um veículo Etios com alerta de roubo, após baterem contra uma viatura do 12° Batalhão da Polícia Militar. Três deles – Sérgio Alves, Alex Neves da Silva e Everaldo de Oliveira – estavam foragidos desde 21 de setembro da Cadeia de São Mateus do Sul.

Segundo o capitão Lima, da Polícia Militar, foi uma ação impecável dos policiais, que não precisaram disparar nenhum tiro na ocorrência. “Eles fizeram tudo corretamente, sem expor ninguém ao risco, e conseguiram a prisão após esse acidente na Via Veneto. Os marginais jogaram o carro contra a viatura e foram presos”, disse.

Ainda de acordo com o capitão, com os suspeitos foram encontradas duas armas de fogo. “Nós não temos dúvidas que eles são envolvidos com a criminalidade. Não respeitaram a voz de abordagem e saíram correndo. Agora o caso vai para a Polícia Civil que descobrirá o que eles pretendiam fazer com a arma”, contou.

Os três foragidos já foram recambiados para a Cadeia de São Mateus do Sul. As informações são do Portal Cultura Sul FM.

 

MAIS UM

foragidoGildo Pires dos Santos, que também estava foragido da Cadeia de São Mateus do Sul desde fevereiro deste ano, foi recapturado na madrugada desta quarta-feira, 30,  na região do Marmeleiro, em Rebouças.

Segundo informações da Polícia, Gildo tentava furtar algumas casas quando foi percebido e contido por moradores até a chegada da PM.
O foragido foi agredido por moradores da região e encaminhado até o hospital local para atendimento médico.
Após alta hospitalar,  será recambiado para São Mateus do Sul.