< outubro 2014 - JMais | Jornalismo Digital Archive | JMais | Jornalismo Digital

Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

O resultado do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2013 por escola deverá estar disponível a partir do dia 27 de novembro na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). A partir desta data, as escolas que discordarem poderão interpor recurso. O resultado final será divulgado no dia 22 de dezembro. As previsões estão em portaria divulgada nesta sexta-feira, 31, no Diário Oficial da União.

Serão disponibilizadas as médias das proficiências dos alunos participantes, por área do conhecimento e redação, além da porcentagem de estudantes em cada faixa de proficiência. Este ano, o Inep vai divulgar ainda indicadores contextuais a serem considerados na análise do resultado.

Em caso de discordância, os dirigentes das escolas poderão interpor recurso no Inep em até dez dias após a data da divulgação preliminar. O Inep vai analisar e responder os recursos no prazo de 15 dias.

Os resultados serão calculados e divulgados para as escolas que tenham pelo menos dez alunos concluintes do ensino do médio regular. Eles devem representar pelo menos 50% dos estudantes na etapa de ensino na escola. O número total de alunos a ser considerado é o que está computado no Censo Escolar 2013.

De acordo com a portaria, as escolas que certificam na 4ª série do ensino médio regular deverão solicitar a inclusão dos alunos concluintes nesta série e/ou a exclusão dos alunos da 3ª série, caso os eles não sejam certificados nessa série, para o cálculo das proficiências médias da escola. O dirigente da instituição deverá enviar ao Inep formulário detalhando a solicitação no prazo de até 15 dias após a data de publicação da portaria.

ATUALIZADO ÀS 11h53 DE 31/10/14

Diego Rodrigo Kanzler Delfino, 22 anos, foi encontrado morto em avançado estado de decomposição por pescadores na tarde desta quinta-feira, 30, no rio Canoinhas, entre os distritos de Marcílio Dias (Canoinhas) e São Cristóvão (Três Barras).

Segundo os bombeiros, o corpo havia se prendido em galhos de árvores. Ele não carregava nenhum documento de identificação. Aparentemente, não havia sinais de violência.

O corpo foi levado ao Instituto Geral de Perícias (IGP) e a identidade foi confirmada na manhã desta sexta-feira, 31. A causa da morte ainda não foi divulgada.

INVESTIGAÇÃO
Segundo a família, Delfino estava desaparecido desde segunda-feira, 27.

A mãe dele havia feito o boletim de ocorrência sobre o desaparecimento. Ela contou à polícia que o filho havia saído de casa e não havia mais retornado. Ela também informou no boletim de ocorrência que Diego era usuário de crack. A Polícia investiga o desaparecimento, à espera da confirmação da causa da morte.

A partir do dia 3 de novembro, o expediente dos serviços públicos municipais em Canoinhas fica reduzido para turno único de trabalho, compreendido entre às 7h30 e 13h30. Os serviços essenciais da saúde e da educação atenderão em horário normal. Este expediente deve persistir até o término do horário de verão.

 

CONSELHO REGIONAL SE REÚNE NESTA SEXTA

O município de Canoinhas recebe nesta sexta-feira, 31, na sala de reuniões da prefeitura, reunião do Conselho de Desenvolvimento Regional (CDR). Com início as 14h, o presidente do CDR, secretário regional Ricardo Pereira Martin, prefeitos dos seis municípios e conselheiros discutirão projetos dos municípios para aprovação, que envolvem melhorias nas áreas de assistência social, turismo, esporte, infraestrutura, saúde, segurança pública e meio ambiente.

Para o secretário regional e presidente do CDR, Ricardo Pereira Martin, é importante que a comunidade e entidades também participem das reuniões. “Estes encontros servem para discutir e aprovar projetos de melhorias para comunidade. A SDR Canoinhas, como órgão descentralizado do Governo, pode viabilizar os recursos para investimentos na região, conforme necessidades dos municípios”.

Foto: Maria Aparecida Cunha morreu a caminho do hospital de Porto União depois de ser recusada no hospital de Irineópolis/Facebook/Reprodução

O funcionário do Serviço Móvel de Urgência (Samu) de Irineópolis, Carlos Emerson Garcia, foi à Câmara de Vereadores n segunda-feira, 27, denunciar suposta negligência por parte da Secretaria da Saúde do Município.

Segundo o motorista da ambulância do Samu, a equipe do serviço teria sido impedida de levar um paciente para o Hospital Bom Jesus. A ordem expressa teria sido emitida pela secretária de Saúde, Giseli Kenpinski, que teria orientado o Samu a levar pacientes com politrauma grave diretamente para o Hospital São Braz, de Porto União, contrariando ordem do Samu, que orienta os funcionários a levar os pacientes ao hospital mais próximo, no caso, o Hospital Bom Jesus.

Ele disse que no caso de Maria Aparecida Cunha, que morreu depois de levar uma pancada na cabeça na localidade de Poço Preto, onde morava, no dia 27 de setembro, a paciente poderia ser salva se a ordem não tivesse sido para transferi-la direto para Porto União. Ela morreu no caminho para a cidade vizinha.

Antes de ir à Câmara, Garcia denunciou o caso ao Ministério Público.

Vereador José Nogara (PSDB) questionou se não seria mais prudente levar a paciente direto para Porto União, que dispõe de mais recursos. Para Garcia, a prioridade é encontrar um médico, como preconiza o Samu. “Preciso de um médico para estabilizar esse paciente, depois ele pode ser transferido para outro hospital.”

Presidente da Câmara, Cleusa Clarice (PSD), ressaltou o papel do vereador enquanto fiscalizador: “Vamos arregaçar as mangas e investigar essas acusações que estão surgindo aqui na Câmara. É nosso dever.”

Ao final da sessão, o vereador Alcides Wagner recomendou que a Câmara formasse uma comissão a fim de investigar as denúncias contra a secretária de Saúde. “Ela tem de fazer o trabalho dela, mas não se meter no que ela desconhece”, afirmou.

 

GPS FALHO

No caso da paciente que morreu a caminho de Porto União, houve um agravante. Quando parentes e vizinhos telefonaram para o Samu, a ligação caiu em Ponta Grossa (PR), dada a proximidade da localidade de Poço Preto do estado vizinho. Dessa forma, até que o Samu entendesse que a região pertencia ao núcleo de Joinville (SC), a ambulância de Irineópolis só foi acionada uma hora depois do chamado.

 

CONTRAPONTO

A prefeitura de Irineópolis emitiu nota que contesta a fala do funcionário do Samu. A nota afirma que o Município é apenas gestor administrativo da equipe do Samu, ou seja, deve contratar pessoal (motorista socorrista e auxiliar de enfermagem), ambientalização para servir de base ao veículo do Samu, sua manutenção, entre outras regras contidas na apostila do Samu.

A nota diz que “nenhuma ambulância sob gerência administrativa do município ou uma Unidade de Suporte Avançada (UTI móvel) pode ser despachada sem a ordem da regulação médica (sediada em Joinville) e é dela a responsabilidade de despachar nos casos mais simples a Unidade Medicalizada UBS e nos casos mais graves a Unidade de Suporte Avançada ou UTI móvel, não podendo em hipótese alguma o secretário de Saúde ter qualquer ingerência sob tal decisão.”

Em casos graves, como os descritos pelo funcionário, “a responsabilidade de despacho é do médico da Central de Regulação e se este aciona uma Unidade Básica para o atendimento de um caso grave está indo contra as normas do Samu”, diz a nota, que segue afirmando que “não há nenhuma recomendação no protocolo pactuado na CIB de que o paciente grave que já não deveria ter sido atendido pela UBS e sim pela USA seja encaminhado ao Hospital mais próximo, o que existe é que o mesmo não pode ser removido enquanto não for estabilizado. Está aí a razão para que nos casos graves o atendimento seja efetuado pela USA, pois além do motorista socorrista e auxiliar de enfermagem possui médico e enfermeiro capacitados para tal.”

A nota conclui dizendo que “não é verdadeira, portanto a declaração do Sr. Carlos Emerson Garcia, que teria recebido ordem sobre os critérios de regulação da secretária municipal de Saúde, uma vez que é a regulação estadual que detém este poder.”

Confira os destaques de Canoinhas e região:

TALAGACOPANCADÃO MUSIC BAR

Quando? Sexta, 31

O que? Talagaço

 

chaQuando? Sábado, 1

O que? Warm up Chakra

 

 

caTHE HALL, EM UNIÃO DA VITÓRIA

Quando? Sexta, 31

O que? Cavaco e viola

 

feiraFEIRA DE TROCA DE LIVROS

Quando? Sábado, 1

Onde? Praça Oswaldo de Oliveira

 

 

 

 

 

 

 

pafoDAJ CACHAÇARIA

Quando? Sábado, 1

O que? Pagodaj

 

capSBO

Quando? Domingo, 2

O que? Capital Tchê

 

 

 

 

CINEMA

Segue em cartaz no Cine Queluz, em Canoinhas, o romance Se eu Ficar. Confira as datas e horários:

D A T A  DIAS DA SEMANA HORÁRIO              F I L M E S
30.10 Quinta 20h Se eu ficar (Dub – 12 anos)
31.10 Sexta 20h Se eu ficar
01.11 Sábado 17h Se eu ficar
20h Se eu ficar
02.11 Domingo NÃO TEM SESSÃO
03.11 Segunda NÃO TEM SESSÃO
04.11 Terça 20h Se eu ficar
05.11 Quarta 20h Se eu ficar
06.11 Quinta 20h Se eu ficar
PREÇOS DOS INGRESSOS
TERÇA A DOMINGO E FERIADOS – MEIA R$ 7,00 – INTEIRA R$ 14,00
QUARTA  – PREÇO ÚNICO R$ 7,00
O Queluz se reserva o direito de mudar a programação sem aviso prévio.

 

 

 

 

Com a pauta enxuta, vereadores canoinhenses votaram e aprovaram apenas três matérias em segundo turno esta semana. Todas tiveram parecer unânime da edilidade.

Único de origem legislativa, o projeto de lei complementar a Lei Orgânica nᵒ001/2014 faz adequações aos dispositivos do Artigo 18 da Lei maior do município, em conformidade com emendas estabelecidas nos anos de 1998, 2003 e 2005, no Artigo 40 da Constituição Federal.

Com o aval da Câmara, o Executivo agora tem condições de criar o Fundo de Previdência Municipal. A matéria tem a autoria do vereador Osmar Oleskovicz (PSD).

Por se tratar de projeto de emenda a Lei Orgânica, o texto necessitou ainda de outras três assinaturas. Dessa forma, vereadores Paulo Glinski (PSD), Wilmar Sudoski (PSD) e Gilmar Martins, o Gil Baiano (PSDB) entraram como coautores.

Através da apreciação do projeto de lei nᵒ167/2014, fica permitida a utilização do parque de exposições Ouro Verde pela Cooperativa Agroindustrial Alfa, no dia 21 de novembro, no período das 08h às 23h. Neste dia, o local vai sediar o “Jantar Dançante” para os funcionários da cooperativa e também aos seus familiares.

Pelo projeto de lei nᵒ173/2014, a prefeitura fica autorizada a repassar subvenção social à Sociedade Beneficente Operária (SBO). O valor de R$ 2 mil será utilizado no custeio de despesas gerais e promoção da 60ª Festa do Tiro, que acontece na primeira semana do mês de novembro.

Ainda de acordo com o projeto, o município de Canoinhas também cederá três tendas (coberturas) para que sejam utilizadas única e exclusivamente nos dias dos festejos. A entidade terá o prazo de 60 dias para realizar a prestação de contas dos recursos recebidos.

O Reclame AQUI, site especializado em queixas de consumidores, realiza diversos levantamentos periódicos, com objetivo de oferecer ao consumidor as melhores opções de empresas em atendimento. Com base nesses critérios, listou 100 piores lojas virtuais no tratamento ao consumidor. Muitas delas até já fecharam as suas portas. Ordenadas por número de reclamação, aparecem na lista as que tiveram as menores médias de solução e, consequentemente, piores reputações de acordo com avaliação de seus próprios consumidores.

Empresa

Qtd de Reclamações

Indice de Solução

OrangeMix

1944

0,00%

Eletro MM

1882

0,00%

Shopping do Gugu

1771

0,00%

Mundo DIX

1181

0,00%

Xingui Lingui

1160

0,00%

Isto é ofertas

774

0,00%

Eletro MM

762

0,00%

Makro Eletro

725

0,00%

Dia Magazine

391

0,00%

Alibaba

361

0,00%

ebay

315

0,00%

Localclub

309

0,00%

FJR Eletrônicos

293

0,00%

Neon Eletro

289

0,00%

Loja Vip Clothings

274

0,00%

Cesta Cheia – Compras Coletivas

273

0,00%

Novo Mundo Eletro

245

0,00%

Tablets-Mercadolivre.com

241

0,00%

Consul Ofertas

235

0,00%

Mania Digital Shop

223

0,00%

Certa Compra

203

0,00%

Lojas Will

191

0,00%

Origin

174

0,00%

Steam

172

0,00%

MBags

172

0,00%

Paradoxum Importação

164

0,00%

XpanStore

158

0,00%

Anne Perfumes

157

0,00%

Meu Celular Novo

156

0,00%

Eletro Fast Shop

154

0,00%

Shopping Best TV

149

0,00%

hp Loja Online

148

0,00%

Oba! Fashion Import

142

0,00%

Cosse Couture

141

0,00%

China em Varejo Shop

123

0,00%

Tênis na Web

121

0,00%

Fica Chic

106

0,00%

Namastê

105

0,00%

Blu Ofertas

104

0,00%

Biovea

102

0,00%

Mac Brasil

239

25,00%

Oliveira Shopping

167

25,00%

Clique Receptores

148

25,00%

Boutique da Monique

204

30,00%

Forasteiro.com

1131

31,00%

SaveMe

117

35,00%

3D Import

807

37,00%

Liquida Bay

1387

38,00%

GUGUILU

757

40,00%

Body Treino

416

50,00%

Produto Direto

388

50,00%

perfumagi.com

165

50,00%

Loja Geek

148

50,00%

Mercancia

346

61,00%

Rortek Web Store Ltda

354

73,00%

AIKADE

514

10.2%

TMania

1070

10.8%

EGD Eletro

280

11.6%

Best Mania

4818

12.1%

Shopdoaz

349

15.5%

Global Shop

729

16.3%

Sacris Malhas

111

18.2%

Pelicano Compras

1824

18.5%

Infinity EletroShop

201

18.5%

Importafácil.net

1001

20.2%

Anna Joana

150

20.5%

TicketBrasil

150

21.5%

TotalClique.com

1124

23.2%

Aproveitex

292

28.6%

Mente Urbana

4233

29.8%

MPXSHOP Eletrônicos – www.mpxshop.com

112

31.4%

Wikee Imports

1363

36.7%

AgarraLogo

289

37.3%

Cia da Pechincha

716

37.5%

Dona Dona

1058

37.6%

LuCunha Store

1422

37.7%

UzzeTop

115

38.1%

Envio Master

101

38.3%

Goji Actives – Herbalist

7791

38.8%

Clickaê

2119

41.9%

Compre2

164

42.9%

Banana Dagua

468

43.6%

Gabriela Moda e Presentes

1651

44.5%

EDLOJA.COM

405

44.8%

Inter Xtreme Importados

173

48.6%

Mega TNT

133

48.6%

Seven Skates Elétricos

158

49.1%

Karoll Doll Makeup

683

51.9%

Só Agora

229

53.2%

O Chefão Eletro

151

53.7%

Adoro Comprar On Line

135

53.7%

Oregon Scientific Brasil Ltda

109

53.8%

MundialBooks

800

54.4%

AguiaShop

230

57.6%

Blue Robot Tech – Robô Azul

361

57.8%

Wincenter

182

6.7%

Compucel Online

123

60.9%

Flor de Menina Makeup

894

67.4%

LupusNet

238

75.9%

DigitalCompras

123

76.7%

 

No Brasil, estima-se que 200 mil pessoas por ano nasçam com traço falciforme, e outras 3,5 mil tenham anemia falciforme. Por isso, no Dia da Luta pelos Direitos das Pessoas com Doença Falciforme, lembrado em 27 de outubro, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) chama atenção para o diagnóstico precoce feito pelo Programa de Triagem Neonatal (Teste do Pezinho), aliado aos cuidados multiprofissionais. Esses fatores reduzem significativamente a morbidade e a mortalidade decorrentes da doença.

A data, instituída pela Lei Federal nº 12.104/2009, é considerada um passo fundamental de incentivo à pesquisa e ao desenvolvimento de campanhas de educação sobre o problema. Em Santa Catarina, segundo dados publicados pelo Ministério da Saúde (MS), a incidência de traço falciforme diagnosticado pelo teste de triagem neonatal é de um para cada 65 nascidos vivos. E o da doença falciforme é de cerca de um para cada 13,5 mil nascidos vivos.

“A principal característica da doença é a presença de anemia crônica e outras complicações que podem afetar quase todos os órgãos e sistemas, com expressiva morbidade, redução da capacidade de trabalho e da expectativa de vida”, explica a pediatra do Hospital Infantil Joana de Gusmão (HIJG), Denise Bousfield da Silva.

DOENÇA FALCIFORME

Considerada uma das doenças mais comuns no Brasil, ela afeta principalmente pessoas de etnia negra. Cerca de um em cada oito afro-brasileiros tem o chamado traço falcêmico. A anemia falciforme se caracteriza por uma alteração nos glóbulos vermelhos, que perdem a forma arredondada e elástica, adquirem o aspecto de uma foice (daí o nome falciforme) e endurecem dificultando a passagem do sangue pelos vasos de pequeno calibre e a oxigenação dos tecidos.

Os principais sintomas são dor forte provocada pelo bloqueio do fluxo sanguíneo e pela falta de oxigenação nos tecidos, dores articulares, fadiga intensa, palidez e icterícia (cor amarelada na pele, mucosas e olhos), atraso no crescimento, feridas nas pernas, tendência a infecções, cálculos biliares, problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais e priapismo.

O diagnóstico é feito através de testes hematológicos e estudo da hemoglobina. À medida que a população toma consciência da gravidade dessa doença e de sua alta prevalência, mais deverá buscar diagnóstico precoce por meio do Teste do Pezinho em recém-nascidos.

Foto: Multa para quem for flagrado ultrapassando pelo acostamento ficará sete vezes mais cara/Arquivo

Do site Floripamanha.org

A placa e a sinalização no asfalto deixam claro que é proibido ultrapassar naquele local. Em plena curva e em alta velocidade, em trecho de pista simples da BR-282, na Grande Florianópolis, o carro pressiona o caminhão, que cede espaço e deixa o motorista imprudente fazer a ultrapassagem em local proibido, arriscando a vida de todos naquele momento. A cena não é difícil de ser flagrada nas rodovias estaduais e federais, em que as situações de risco no trânsito provocam graves acidentes e mortes. Para tentar reduzir a violência nas estradas, as multas para motoristas que provocam situações de risco ficarão até 900% mais caras a partir de 1º de novembro.

No caso de quem trafega em pista simples e força a passagem entre veículos que estão em sentidos opostos e na iminência de passar um pelo outro, por exemplo, o aumento da multa chega a ser dez vezes maior. Passará de R$ 191,54 para R$ 1.915,40, um acréscimo de 900%.

As mudanças valem para todo o país e foram aprovadas pela presidente Dilma Rousseff em maio deste ano, na tentativa de conscientizar os motoristas. Pela lei federal 12.971, 11 artigos do Código de Trânsito Brasileiro que dispõem sobre sanções administrativas e crimes de trânsito foram alterados e entram em vigor no início do próximo mês.

Ultrapassagem em local proibido ou de forma forçada em pista simples, transitar sobre a via de acostamento e disputar “rachas” terão sanções mais severas. Quem for flagrado ultrapassando pelo acostamento, por exemplo, receberá multa de R$ 957,70, aumento de 650% sobre o valor antigo, que era de R$ 127,69.

Já a nova redação do artigo 175 diz que “utilizar-se de veículo para demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento ou arrastamento de pneus” acarretará multa dez vezes maior (de R$ 191,40 para R$ 1.915,40), além da suspensão do direito de dirigir. Em caso de reincidência no período de 12 meses, aplica-se em dobro a multa prevista, além dos sete pontos perdidos na carteira. Quem disputa “rachas” ou participa de competições de arrancada ou derrapagens em vias públicas sem autorização de autoridade competente terá, além da multa, suspensão ou proibição de dirigir, com detenção de seis meses a três anos.

POSITIVO

Nas estradas federais de Santa Catarina, ultrapassagens em linha contínua amarela são o segundo tipo de infração mais cometida pelos motoristas – foram mais de 11 mil até outubro de 2014 -, atrás apenas da infração de velocidade superior à máxima permitida, que totaliza 176 mil infrações este ano, somando-se as infrações de até 20% do limite de velocidade excedido e mais de 20%. Em sexto lugar, com mais de 5.000 multas, transitar em acostamento também é uma das infrações com valores alterados pela nova lei.

Segundo o chefe do núcleo de multas e penalidades da PRF (Polícia Rodoviária Federal), Hermes De Lima Santos Neto, o novo valor das infrações é uma luta antiga para conter a violência no trânsito. “É uma medida extremamente positiva, pois o valor das multas era muito baixo. Com a nova legislação as pessoas verão que essas infrações graves terão um peso maior no bolso. Se os próprios órgãos governamentais davam penalidades brandas a infrações graves, as pessoas entendiam que a situação também era branda. Isso fará com que essas infrações não se tornem banais e as pessoas evitem cometê-las”, explica.

O novo valor das multas, aliado à maior intensificação das fiscalizações nas ruas, vão coibir ainda mais estes tipos de infrações no Estado. “Geralmente as ultrapassagens em locais proibidos provocam graves acidentes e já temos feito um trabalho de prevenção e de controle a esse tipo de infração. Com a nova legislação iniciaremos operações temáticas dessas infrações, visando coibi-las. Acreditamos que funcionará da mesma forma que a Lei Seca que, com forte fiscalização, mudam-se os paradigmas dos motoristas”, ressalta Santos Neto. De acordo com ele, a reestruturação do sistema de infrações da PRF está sendo finalizada para, em 1 de novembro, entrar em operação em todo o país com os novos valores.

RESPEITO

Para o empresário Alan Kremer, 36 anos, o novo valor das multas só trará benefícios para quem trafega pelas estradas. Ele percorre de 5.000 a 6.000 quilômetros por mês de carro por Santa Catarina e está acostumado a ver acidentes de trânsito por conta de imprudências e infrações gravíssimas em altas velocidades.

“Só mexendo no bolso das pessoas para mudar alguma coisa. Concordo com esses novos valores, que poderiam até ser ainda mais altos. Tem muita gente que tenta tirar vantagem, mas a fila e a pressa são para todo mundo. Quem anda direito não leva multas, então só haverá benefícios”, diz. Mas, além de novos valores, Kremer cobra também mais fiscalização nas estradas. “Nossa legislação é boa, basta cumpri-la e que se fiscalize”, pede.

RODOVIAS FEDERAIS

As infrações mais cometidas este ano no Estado

1. Transitar em velocidade superior à máxima em até 20%: 134.357 autos de infração

2. Transitar em velocidade superior à máxima em mais de 20% até 50%: 42.409

3. Ultrapassar em linha de divisão de fluxos contínua amarela: 11.601

4. Deixar o condutor de usar cinto de segurança: 10.185

5. Veículo indevidamente licenciado: 5.733

6. Transitar em acostamentos: 5.650

7. Transitar em velocidade superior à máxima em mais de 50%: 3.765

8. Conduzir veículo com equipamento obrigatório em desacordo: 2.502

9. Dirigir sem possuir CNH: 2.448

10. Deixar de conservar nas faixas da direita o veículo lento de maior porte: 2.203

11. Dirigir sob influência de álcool: 2.121

12. Deixar o passageiro de usar cinto de segurança: 2.091

* De 1 de janeiro a 1 de outubro de 2014

Fonte: Polícia Rodoviária Federal

OS NOVOS VALORES

Todas as penalidades são gravíssimas e geram 7 pontos na carteira

(O quê – Valor atual – Novo Valor (a partir de 1/11))

Artigo 173 – Disputar corrida – R$ 574,62 – R$ 1.915,40 – A B

Artigo 174 – Promover competições ou participar como condutor (“rachas”) – R$ 957,70 – R$ 1.915,40 – A B

Artigo 175 – Demonstrar ou exibir manobra perigosa, mediante arrancada brusca, derrapagem ou frenagem com deslizamento de pneus – R$ 191,54 – R$ 1.915,54 – A B

Artigo 191 – Forçar passagem entre veículos que, transitando em sentidos opostos, estejam na iminência de passar um pelo outro ao realizar operação de ultrapassagem – R$ 191,54 – R$ 1.915,54 – B

Artigo 202 – Ultrapassagem pelo acostamento ou em passagens de nível e intersecções – R$ 127,69 – R$ 957,70 – C

Artigo 203 – Ultrapassagem em local proibido (nas curvas, aclives e declives, faixas de pedestres, nas pontes, viadutos e túneis, entre outros) – R$ 191,54 – R$ 957,70

A – Suspensão do direito de dirigir e apreensão do veículo

B – Aplica-se o dobro da multa em caso de reincidência em até 12 meses do período da infração

C – Deixa de ser penalidade grave (5 pontos) e passa a ser gravíssima (7 pontos)

Da Agência Brasil

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado aprovou nesta quarta-feira, 29, o Projeto de Lei Complementar (PLC) 37/2013, que muda a Lei Antidrogas.

Um dos pontos principais da proposta torna clara a diferença entre usuário e traficante. Pelo texto, usuário é quem porta drogas em quantidade suficiente para consumir por até cinco dias. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ficará responsável por definir o volume da droga.

No texto, além de acatar sugestões de parlamentares, o relator da matéria, senador Antônio Carlos Valadares (PSB-SE) considerou sugestões dadas pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. Uma delas foi levar em conta avanços no debate sobre a descriminalização do uso de drogas.

Em meio à polêmica discussão sobre o uso medicinal da maconha e aos apelos de dezenas de mães que têm conseguido progressos no tratamento dos filhos com o uso de medicamentos à base de canabidiol (substância encontrada na maconha), o relator inovou. Valadares permite a importação de derivados da maconha para uso medicinal. “Optamos por seguir a tendência que já vem sendo encampada pelo Judiciário, que é permitir a importação de canabinóides para uso medicinal, em casos específicos de certas doenças graves.”

A autorização da importação será dada a pacientes ou a seus representantes legais em caso de tratamento de doenças graves. A liberação, no entanto, ficará sujeita prescrição médica e autorização da Anvisa.

Apesar de já ter sido aprovada na Câmara dos Deputados, a proposta ainda tem um longo caminho pela frente. Somente no Senado, o texto vai passar por mais quatro comissões: Educação, Cultura e Esporte; Assuntos Econômicos; Assuntos Sociais e Direitos Humanos.

Foto: Confraternização dos dois primeiros colocados na modalidade/Fernando Henrique Mayer/Divulgação

Foi encerrada nesta quarta-feira, 29, a penúltima modalidade dos Jogos do Sesi em Canoinhas: o Futebol Sete Máster.
Na decisão, entraram em campo na A.D.C.F.CIA Canoinhas as equipes da Fuck S/A e CIA Canoinhas-B. Como era esperado por se tratar de uma decisão, a partida foi bastante equilibrada e disputada durante todo o tempo.

A equipe da CIA Canoinhas-B conseguiu abrir dois gols de vantagem no início do primeiro tempo com os gols de Amilton Fagundes e Christiano Tasso, mas ainda na primeira etapa a equipe da Fuck S/A igualou o marcador com os gols de Márcio Ricardo de Oliveira.
Na segunda etapa a partida manteve o ritmo. Novamente a CIA Canoinhas-B ampliou o marcador com gols de Gilberto Linkoski, Christiano Tasso e do goleiro Buture em cobrança de pênalti. Mas, da mesma forma que no primeiro tempo, a equipe da Fuck S/A não desistiu e diminuiu a vantagem com gols de Marcos Steklain e Jaime de Liz Sampaio.

A partida ganhou em emoção nos minutos finais, quando a Fuck S/A buscava de todas as maneiras empatar a partida, até que em um contra-ataque já nos acréscimos a CIA Canoinhas-B chegou ao sexto gol com Jefferson Provenci, garantindo o título da modalidade.
A defesa menos vazada da modalidade ficou com a MWV Rigesa-A com quatro gols sofridos em quatro partidas, bem como, os artilheiros, Paulo Iloir Schermack e Luciano de Souza também da MWV Rigesa-A com seis gols cada um.

Foto: Irmã Magdalena concede entrevista ao repórter da Globo/Reprodução da TV

Canoinhas foi destaque no programa Profissão Repórter, da TV Globo, nesta terça-feira, 28.

Na cidade funciona a Casa Mater Rainha da Paz.

Há um ano e meio, a religiosa Magdalena Chicon dá abrigo a grávidas que querem abortar. “Ele é um ser independente, que foi colocado no útero dessa mulher, e deus tem um objetivo para ele”, diz.

Uma mulher que 36 anos, mãe de dois adolescentes, foi recebida no abrigo de Magdalena após tentar abortar quatro vezes sem sucesso. Dois meses antes do parto, ela decidiu entregar a criança para a adoção. “Pelo fato de tentar prejudicá-lo, eu não me achei digna de ficar com ele. Acho que ele merece uma família melhor”, disse. O menino nasceu saudável, foi entregue ao Juizado da Infância e adotado por outra família.

Assista o programa clicando aqui.

O Saudosista
Foi morar fora por motivos de trabalho ou estudo. Mas fala bem da cidade e afirma ter saudades, e querer voltar pra Canoinhas.

O Ingrato
Foi embora e fala mal da cidade, do seu povo e sua cultura. Sempre que possível critica Canoinhas, e diz que a cidade atual é muito melhor.

O Metido
Foi embora e passa a se achar “superior”, nem cumprimenta se ver outro canoinhense. Às vezes mora nas piores e mais violentas favelas da cidade pela qual optou morar, mas mesmo assim se acha.

O Tradicionalista
Semelhante ao saudosista, mas não pensa em voltar pra Canoinhas. Segue os hábitos como tomar chimarrão e fazer churrasco todo domingo, e também nunca perde o dialeto típico de Canoinhas.

O Neo-Manezinho
Normalmente se aplica aos canoinhenses que foram para o litoral e pegaram o sotaque e o estilo de vida local. Vem de vez em quando pra Canoinhas, mas todo mundo estranha o jeito de falar.

O Ostentação
Saiu de Canoinhas pobre, foi pra fora trabalhar e cresceu na vida. Vem pra Canoinhas e ostenta muito seus novos bens materiais adquiridos, e faz sempre surgir boatos entre a população de Canoinhas do tipo “tá se prostituindo”, “tá traficando” ou “deu o golpe do baú em uma véia rica”.

O Vida Loka
Saiu de Canoinhas para se tornar famoso nas páginas policiais. Já era “vida loka” em Canoinhas, mas aprimorou seus conhecimentos nesta arte quando saiu da cidade e passou a ter sucesso com esta ocupação.

Foto: Vereadores canoinhenses na reunião realizada no TJSC/Heloisa Guarezi

Falha relacionada ao número de aparelhos de ar condicionado a ser instalado no novo prédio do Fórum da Comarca teria motivado o cancelamento do edital de licitação que prevê a sua construção. O documento deveria ter sido lançado no mês de setembro.

A explicação foi dada pelo chefe de engenharia do Tribunal de Justiça de Santa Catarina (TJSC), durante audiência entre o vice-presidente do Poder Judiciário, desembargador Torres Marques, e uma comitiva suprapartidária de vereadores canoinhenses.
O encontro, realizado na quinta-feira da semana passada, foi agendado pelo deputado estadual Antonio Aguiar (PMDB).

Durante manifestação na sessão ordinária de terça-feira, 28, vereador Paulo Glinski (PSD) reiterou a informação de que o novo edital será lançado no início de novembro. “Foi nos dito que a falha já foi corrigida”, explicou.

O vereador, que esteve presente na audiência em Florianópolis, disse que a comunidade espera com expectativa o início da obra orçada em mais de R$ 18 milhões. “Irá resolver os problemas relacionados à infraestrutura física do Judiciário canoinhense para os próximos 50 anos”, garantiu.

Afirmou ainda que uma estrutura moderna e mais bem aparelhada permitirá a vinda de novos juízes e promotores que, por consequência, darão mais celeridade na análise dos processos em trâmite na Comarca. “Se tudo acontecer dentro do previsto, creio que a obra deva iniciar já no primeiro semestre do próximo ano”, acrescentou.

Na audiência realizada no TJSC, também estiveram os vereadores Renato Pike (PR), Osmar Oleskovicz (PSD), Gilmar Martins, o Gil Baiano (PSDB) e Neno Pangratz (PP), além do empresário canoinhense Adilson Machado.

ESTRUTURA
O projeto de arquitetura e engenharia do novo Fórum prevê uma área construída de 7,5 mil metros quadrados em um terreno situado na Rua Duque de Caxias, entre o 3º Batalhão de Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros.

A área foi doada pelo Governo do Estado ao Poder Judiciário, através de projeto de lei de autoria do deputado Antonio Aguiar (PMDB) e que teve a aprovação da Assembleia Legislativa.

O novo prédio terá capacidade de abrigar até seis Varas, sendo que cada uma delas contará com gabinetes, salas de audiência e cartórios. Terá ainda mais um juizado especial, dois gabinetes para juízes substitutos e espaços exclusivos para os representantes do Ministério Público.

Foto: Grupo de servidores públicos municipais compareceu à sessão e acompanhou a votação da matéria/Rodrigo Melo/Divulgação

Antiga reivindicação do funcionalismo público municipal começa a ganhar força com a aprovação unânime e, em segundo turno, do projeto de emenda a Lei Orgânica do Município nᵒ001/2014.

Com a adequação de dispositivos do Artigo 18 da Lei Orgânica, em conformidade com emendas estabelecidas nos anos de 1998, 2003 e 2005 no Artigo 40 da Constituição Federal, os vereadores canoinhenses autorizaram o Executivo a criar o Fundo de Previdência Municipal.

A votação definitiva aconteceu na noite de terça-feira, 28, sendo acompanhada por um grupo de servidores públicos municipais. A matéria, que tramitava pelas comissões técnicas da Casa há dois meses, voltou à pauta após o interstício de dez dias da primeira votação.

Autor do projeto, vereador Osmar Oleskovicz (PSD) ocupou a tribuna da Câmara para lembrar que além de instituí-lo, o Executivo também ficaria responsável por administrá-lo, geri-lo e definir as formas de contribuição por parte do funcionalismo.

Conforme o vereador, o Fundo de Previdência também garantiria o pagamento dos proventos integrais aos servidores aposentados, assim como estabelece a Carta Magna Nacional aos funcionários públicos municipais, estaduais e federais concursados até o ano de 1998.

Atualmente, servidores municipais aposentados têm buscado na justiça o direito a complementação do valor que percebem do INSS até a integralidade de quando estavam na ativa. “E, futuramente, o município de Canoinhas poderá ter dificuldades para arcar com o pagamento de todas essas diferenças”, alertou o vereador.

Oleskovicz ainda fez questão de explicar que a Câmara estava dando condições para que o sistema fosse criado, mas que sua efetivação teria que partir obrigatoriamente e legalmente por meio do Poder Executivo.
Sugeriu que, a partir de agora, os servidores públicos municipais formassem uma comissão, começassem a visitar municípios e buscar informações onde o mecanismo já é uma realidade e também passassem a dialogar com o prefeito Beto Faria (PMDB).
Em abril deste ano e por iniciativa de Oleskovicz, vereadores canoinhenses encaminharam requerimento ao chefe do Executivo propondo a viabilidade de se implantar o Fundo.

Através de ofício, o prefeito informou que o estudo já vinha sendo realizado pela Caixa Econômica Federal através do calculo atuarial que é a análise de riscos e expectativas, principalmente, na administração de seguros e fundos de pensão.
Por se tratar de projeto de emenda a Lei Orgânica, o texto aprovado nesta terça-feira necessitou de outras três assinaturas. Dessa forma, vereadores Gilmar Martins, o Gil Baiano (PSDB), Wilmar Sudoski (PSD) e Paulo Glinski (PSD) também entraram como coautores.

Ao se pronunciar sobre o assunto, Glinski considerou a criação do Fundo uma necessidade, já que exceto os concursados até o ano de 1998, os demais funcionários públicos terão perdas salariais quando de suas aposentadorias. “Lá na frente os proventos estarão reduzidos”, falou.

Solicitou ainda que o sindicato dos servidores públicos municipais e o próprio funcionalismo se mobilize e cobre um posicionamento por parte do Executivo. “Esse Fundo, com o passar do tempo terá um valor financeiro grande, que além de complementação salarial, vai permitir outros benefícios e que estarão previstos no seu regulamento”, finalizou.

“No Rastro dos Pterossauros” é o tema da reportagem especial produzida pela TV da Assembleia Legislativa de SC. A matéria, com duração de 17 minutos, retrata em detalhes a descoberta da espécie de Pterossauro, denominada Caiuajara dobruskii, pelos pesquisadores do Centro Paleontológico da UnC (Cenpaleo).

A reportagem foi veiculada no Programa Mosaico, que tem como foco retratar as diversidades e potencialidades de Santa Catarina, bem como as características culturais, econômicas, turísticas e sociais que compõem a realidade do nosso estado.
A Reitora da UnC, Solange Sprandel da Silva, diz que a repercussão nos meios científicos do Brasil e do exterior em torno da descoberta do Pterossauro Caiuajara dobruskii pela equipe de pesquisadores do Cenpaleo/UnC, tem como elementos principais o fato de tratar-se de uma nova espécie fóssil de réptil voador, localizado no interior de um continente e o primeiro registro na Bacia Sedimentar do Paraná/Bacia Bauru. “Isso é resultado de um trabalho árduo e dedicado de uma equipe de pesquisadores da nossa Universidade”.

O vídeo pode ser acessado no Link abaixo:
http://agenciaal.alesc.sc.gov.br/index.php/tval/noticia_single_tval/no-rastro-dos-pterossauros

Graficos_dos_eleitosA Assembleia Legislativa de Santa Catarina terá uma renovação de 32,5% na próxima legislatura, com posse marcada para 1º de fevereiro do ano que vem. Dos 40 eleitos, 13 vão ocupar pela primeira vez uma cadeira de deputado estadual.

Milton Hobus (PSD), Gean Loureiro (PMDB), Leonel Pavan (PSDB), Vicente Caropreso (PSDB), Gabriel Ribeiro (PSD), João Amin (PP), Ricardo Guidi (PPS), Mário Marcondes (PR), Rodrigo Minotto (PDT), Natalino Lazare (PR), Patrício Destro (PSB), Claiton Salvaro (PSB) e César Valduga (PCdoB) serão os novatos na próxima legislatura.

A votação deste domingo manteve o PSD e o PMDB como os partidos com as maiores bancadas, como acontece na atual legislatura. O PMDB terá dez cadeiras a partir de 2015, seguido do PSD, que passou de sete para nove parlamentares. O PT, embora tenha perdido duas vagas na Assembleia (atualmente, sua bancada tem sete deputados), seguirá como o terceiro maior partido, com cinco parlamentares.

PP e PSDB terão o mesmo número de parlamentares na legislatura 2015-2019: quatro deputados cada. As duas legendas perderam uma cadeira cada na comparação com a atual legislatura. Democratas (DEM), PCdoB e PPS mantiveram o mesmo número de cadeiras para o próximo mandato.

Três partidos sem representação na atual legislatura elegeram deputados para 2015. O PR e o PSB fizeram duas cadeiras cada. O PDT, que até o ano passado tinha uma vaga e ficou sem representante com a ida de Sargento Amauri Soares para o PSol, conseguiu eleger um parlamentar para a próxima legislatura.

QUEDA NA REPRESENTAÇÃO FEMININA
A bancada feminina perderá cadeiras para a próxima legislatura. Atualmente, são cinco as mulheres deputadas na Assembleia Legislativa. A partir de 1º de fevereiro de 2015 serão quatro, todas já com mandato na Casa: Ana Paula Lima e Luciane Carminatti, ambas do PT, Dirce Heiderscheidt e Ada De Luca, do PMDB.

VOTAÇÕES
Nas eleições deste domingo, Gelson Merisio (PSD) fez a maior votação entre os candidatos a deputado estadual. Reeleito para seu quarto mandato, o representante de Xanxerê e do Oeste Catarinense fez 119.280 votos. Seu correligionário José Nei Ascar (PSD), representante do Sul, ficou em segundo, com 72.790 votos. O candidato eleito com menos votos foi Cleiton Salvaro (PSB), representante de Criciúma e do Sul do estado, com 14.896.

INfoEleitosClique para ampliar

Simões, sendo recebido pelo prefeito e vice/Divulgação

Simões, sendo recebido pelo prefeito e vice/Divulgação

Aconteceu entre os dias 16 a 19 de outubro em Brasília (DF), a Etapa Final do Campeonato Brasileiro de Karatê 2014, no Ginásio Nilson Nelson.

Do evento participaram todos os atletas do Brasil classificados nas primeiras etapas de suas regiões. Nesta competição o professor André Simões esteve presente representando (em sua categoria de 40 a 43 anos Open) o município de Canoinhas e também o Estado de Santa Catarina, alcançando o vice-campeonato brasileiro de 2014.

O professor e atleta André tem como apoiadores que oportunizaram a sua participação na etapa final do Campeonato Brasileiro de 2014: Deputado Federal Mauro Mariani, Fuck S/A, Samuka Materiais de Construção, Supermercado Bom Dia Avenida, Trevisani 1,99, Ideal Conveniência, Band FM, Auto Show Chevrolet, Super Auto Renault, Laboratório Peninha, Dalpet Três Barras, Bavaria Lanches, Compensados Fuck Ltda – Três Barras, Niceto Osmar Fuck, Restaurante Bom Apetite, Loja Alfa Campos e demais apoiadores do Projeto Social Cia Canoinhas de Papel e Prefeitura Municipal de Canoinhas com Beto Faria e Wilson Pereira.


O prefeito Beto Faria e o vice-prefeito Wilson Pereira receberam a visita do atleta  após seu retorno de Brasília (DF), que orgulhosamente apresentou a medalha de prata do brasileiro.

Neste sábado, 25, aconteceu a primeira edição da Copa Iripa Béts, promovida  pela Diretoria de Esportes de Irineópolis em parceria com o Rotaract Club de Canoinhas e Rádio 88,9 fm. A competição animadíssima aconteceu no Estádio David Sinder Sobrinho  com duas categorias Infantil Misto (até 13 anos) e Adulto Misto (acima de 13 anos).

O objetivo do evento é difundir o esporte na região, mostrando para as novas gerações como é possível a diversão longe de computadores e vídeo games. Além de ajudar adultos a reviverem os bons tempos de sua infância. Ao todo participaram 17 duplas com atletas de diferentes idades. O atleta mais jovem a participar foi Willian Kardec Binder, de 6 anos e o com maior idade foi o atleta Pedro Miranda, de 53 anos.

Para o diretor de esportes, Amilton Souza, o campeonato de Béts, foi um momento muito divertido que fez lembrar o tempo de criança. “É uma satisfação para nós podermos reunir o pessoal em uma tarde divertida”, disse.

Souza ressaltou o apoio da Secretaria Municipal de Educação e do Esporte Clube Iguaçu, que cedeu o espaço. “Objetivo foi alcançado”, finalizou.

 

Duplas campeãs:

Adulto Misto

1º Bagacera (Nerinho e Jeferson)

2º Macanudos (Gabriel e Israel)

3º Paga essa (Diego e Camila)

 

Categoria Infantil Misto

1º Os bão (Gustavo e Ivan)

2º Pipocas (Gabriel e Andrei)

3º Alfa (Gileade e Matheus)

Foto: Rodrigo Melo/Divulgação

Cerca de 800 produtores de tabaco se reuniram no Centro de Eventos A Firma, em Canoinhas (SC), para celebrar o dia 28 de outubro, Dia do Produtor de Tabaco. Esta é a segunda edição do encontro promovido pela Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra), Federação dos Trabalhadores na Agricultura (Fetaesc), Federação da Agricultura e Pecuária (Faesc) e Sindicato Interestadual da Indústria do Tabaco (SindiTabaco). Em 2013, a data foi celebrada em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul.

Representantes de toda a cadeia produtiva foram a Canoinhas prestigiar o evento. A abertura foi feita pelo tesoureiro da Afubra, Marcílio Laurindo Drescher. “A cadeia produtiva do tabaco é exemplo para a organização para outras culturas. É preciso termos orgulho do nosso trabalho”, destaca Drescher.

O vice-presidente da Faesc, Enori Barbieri, parabenizou os produtores pela grande contribuição à economia catarinense. “A produção de vocês, produtores de tabaco, reverte em divisas e renda que melhoram a qualidade de vida dos municípios de nosso Estado. Acima de tudo, nosso compromisso é defender esta categoria que tem uma atividade muito organizada, mas que está sendo fortemente combatida”, afirmou.

José Walter Dresch, presidente da Fetaesc, conclamou a sociedade para aprofundar o debate sobre a fumicultura. “Este é um bom momento para lembrar os inúmeros entraves que esta atividade tem enfrentando nos últimos anos, no sentindo das criticas inventadas por quem não conhece a atividade, fazendo que centenas de famílias fiquem preocupadas sobre seu futuro. É preciso dizer que esta atividade é importante, gera renda, gera bem-estar e traz segurança para milhares de famílias. Tem muita gente falando alto que não conhece a produção de tabaco de fato. É preciso ouvir quem vive o dia a dia no campo, no âmbito da agricultura familiar”, disse.

Para o presidente do SindiTabaco, Iro Schünke, o produtor deve se orgulhar de fazer parte de uma cadeia produtiva tão importante quanto o tabaco. “Geramos tantos empregos no campo e nas cidades, somos um potencial de desenvolvimento nos municípios, pois a produção do campo alimenta outras oportunidades nas cidades, especialmente na geração de renda e empregos. Temos muitos motivos para nos orgulharmos desta atividade, instituída legalmente no Brasil”, afirmou.

Schünke também falou da importância da união de forças para defender o  setor contra ações antitabagistas. “Quem deve determinar se vai ou não plantar o tabaco é o produtor. A primeira decisão é do produtor. A segunda decisão é de mercado, que determina se vamos ter uma maior ou menor demanda pelo produto. Conseguimos avançar ou pelo menos minimizar as ações de antitabagistas. Daí a importância de termos esta união entre toda a cadeia produtiva para defendermos este setor. Tenho certeza que a união de forças vai permitir que a gente continue mantendo o Brasil como o segundo maior produtor mundial e maior exportador da folha”, afirmou.

Marcelo Moraes, deputado do RS, afirmou que “quem planta tabaco não planta nada ilícito e deve ter o respeito dos governos estaduais e municipais, mas precisa especialmente ter mais atenção do governo federal que não tem uma posição firme sobre a cadeia produtiva”.

O tabaco é a quarta maior economia agrícola do estado de Santa Catarina, atrás somente do frango, de suínos e do leite. É a primeira atividade vegetal que gera renda e circula a economia no estado catarinense. Airton Spies, secretário de Estado da Agricultura e Pesca, representou o governador Raimundo Colombo no evento e defendeu o sistema integrado da produção de tabaco. “A agricultura familiar precisa de alta densidade econômica em pequenas áreas. Hoje em dia não é o tamanho da propriedade que define a renda do produtor, mas a forma como ela é utilizada. Hoje temos três cadeias produtivas que vão muito bem: a avicultura, a suinocultura e o tabaco. O que elas têm em comum é a integração, que garante assistência técnica e comercialização. No caso do tabaco, percebemos que é o setor que mais atende a legislação e preocupa-se com a conformidade legal. Significa que o tabaco está dando lições para outras atividades agrícolas no sentido da produção sustentável”, elogiou Spies reafirmando o compromisso do governo do Estado com os produtores de tabaco.

Canoinhas é o maior município produtor de tabaco de Santa Catarina. O prefeito, Beto Faria, falou da importância da produção da folha para a comunidade que na última safra gerou mais de R$ 80 milhões de receita. “O tabaco é o principal produto com valor agregado para a receita do município e possibilita uma distribuição de renda importante, diminuindo o êxodo rural. É dentro desta cadeia produtiva bem estruturada e organizada que temos percebido a manutenção da qualidade de vida dos municípios produtores”, avaliou.

A programação contou com depoimentos de produtores de Bandeirante, Barra Bonita, Braço do Norte, Canoinhas, Imbuia, São João do Sul e Vidal Ramos. Apesar de morarem em diferentes regiões do Estado, em comum eles tem a tradição do cultivo do tabaco e a geração de renda e, consequentemente, a qualidade de vida gerada a partir do tabaco. Na parte da tarde, o evento seguiu com a palestra do presidente da Afubra, Benício Albano Werner, culminando com o show da dupla Osvaldir e Carlos Magrão.

DATA QUE VEM DA HISTÓRIA

 Em 1492, Cristóvão Colombo navegava em direção às Américas quando dois tripulantes presenciaram, em 28 de outubro, na ilha hoje denominada Cuba, o uso de folhas conhecidas pelos nativos como Cohiba, atualmente chamada tabaco. Em 2012, 520 anos depois, a Associação Internacional dos Produtores de Tabaco (ITGA) instituiu o dia 28 de outubro, como o Dia do Produtor de Tabaco. Nno Brasil, o Rio Grande do Sul foi o primeiro a oficializar a data ao aprovar o projeto de autoria do deputado estadual Heitor Schuch. A lei nº 14.208 passou a vigorar em 6 de março de 2013. Santa Catarina instituiu a data no dia 11 de setembro de 2013 (lei nº 16.114), proposta pelo deputado estadual Mauro de Nadal. Já no Paraná, a lei nº 17.729, de 23 de outubro de 2013, foi resultado da proposta do deputado estadual Antonio Anibelli Neto.