< fevereiro 2014 - JMais | Jornalismo Digital Archive | JMais | Jornalismo Digital

Formulário + Botão Guia+ Desktop

Formulário + Botão Guia+ Mobile

Colisão entre três veículos aconteceu no trecho entre Canoinhas a Bela Vista do Toldo

O condutor do veículo Fiat Strada não resistiu ao impacto e morreu no local/ Foto: Joselito Biluka
[slideshow id=20]

VEJA GALERIA DE FOTOS

A Polícia Rodoviária Federal e o Corpo de Bombeiros de Canoinhas atenderam por volta das 20 horas desta sexta-feira, 28, o primeiro acidente do feriadão de Carnaval na região. A colisão envolveu três veículos na BR 280, trecho entre Canoinhas e Bela Vista do Toldo, próximo a localidade de Encruzilhada.

Segundo relato do condutor do veículo Toyota Bandeirante, placas ACH 0034, de Canoinhas,um homem de 55 anos, que dirigia sentido Canoinhas, o condutor do veículo Fiat Strada, com placas MFP-1623, de Bela Vista do Toldo, perdeu o controle da direção, invadindo a pista contrária e se chocando de frente com a Toyota.

O veículo Strada atingiu também uma Montana, placas MLH 2970, de Bela Vista do Toldo, conduzida por um homem de 55 anos, que nada sofreu. Sua carona, uma mulher com 50 anos, também nada sofreu, apresentando apenas pressão arterial abaixo do normal. O condutor do Fiat Strada, Sandro Fuck, de 35 anos, foi arremessado para fora do veículo e não resistiu aos ferimentos falecendo no local do acidente. O corpo da vítima foi encaminhado ao Insituto Médico Legal (IML). Os condutores dos outros veículos não se feriram, e passam bem.

Com o forte impacto, o motor e várias peças do veículo Fiat ficaram espalhados pela rodovia. Os bombeiros tiveram de lavar a pista. A BR 280 ficou interditada por quase duas horas. Com o trânsito interditado, se formou quase quatro quilômetros de congestionamento dos dois lados da rodovia.

josianereunidas ofcia

Com a mudança, embora façam parte da mesma Fundação, campus se torna independente de Canoinhas

 Foto: Fachada do núcleo de Porto União/Bruna Kobus/vvale

Está em fase de conclusão o processo de transformação do núcleo de Porto União da Universidade do Contestado (UnC), hoje atrelado ao campus de Canoinhas, em campus. Dessa forma, embora façam parte da mesma Fundação Universidade do Contestado (FUnC), os dois campi se tornam independentes em várias áreas administrativas.

Segundo prevê a reitora da UnC, Solange Sprandel da Silva, o setor administrativo da UnC Porto União está sendo reestruturado. O segundo passo será o encaminhamento do processo de transformação do núcleo em campus para o Conselho Estadual de Educação.

Todo o processo deve estar concluído na segunda quinzena de abril.

Para Solange, a mudança traz ao campus Porto União, “condições de crescer de modo ordenado e planejado.”

A reunião do Conselho Estadual de Educação que deve apreciar o processo ocorre em 10 de março. A partir de então, se tudo estiver certo, em 20 dias o processo se efetiva.

Solange frisa que com a transformação em campus, Porto União passa a trabalhar pesquisa e extensão. Coordenadorias de extensão, pesquisa e de ensino devem ser criadas. “Todos os campi terão as mesmas funções”, frisa a reitora.

 

NOTÍCIA BEM-VINDA

Professores, pedagogos e acadêmicos do núcleo de Porto União comemoraram a notícia. “A estrutura terá um novo perfil, teremos mais trabalho, mas também mais emprego, fonte de renda. Quem está na casa pode ter outras funções. O campus permite maior estabilidade em termos de gestão, de eficiência e tudo isso favorece com que a cidade ganhe, cresça”, explica a coordenadora do núcleo, Maria Alcenir de Carvalho, em entrevista ao jornal O Comércio. Ela acrescenta, ainda, a possibilidade de criação de novos cursos.

O campus terá a coordenação de Marcelo Boldori, hoje vice-coordenador do núcleo. Para ele, mais do que um privilégio, assumir o posto representa um novo desafio em sua carreira. “Nós vivemos um momento especial na história da UnC, que entra em uma fase de expansão. Neste contexto, estamos colhendo os frutos dos coordenadores anteriores. É um desafio porque a medida que temos autonomia, temos responsabilidades maiores”, afirma em entrevista ao jornal O Comércio.

 

Bela Vista do Toldo recebe R$ 150 mil e Irineópolis R$ 222 mil. Recursos serão investidos em infraestrutura e agricultura

No total, R$ 377 mil foram repassados aos municípios/ Foto: Sérgio Teixeira/ Divulgação

Bela Vista do Toldo

Foi assinado nesta sexta (28), na Secretaria de Desenvolvimento Regional de Canoinhas, dois convênios para liberação de recursos no valor total de R$ 150 mil para o município de Bela Vista do Toldo.

O valor de R$ 100 mil liberados servirá para a recuperação e melhoria da malha viária municipal, e o convênio assinado no valor de R$ 50 mil, visa a compra de dois veículos para a administração do município. No total, o valor liberado é de R$ 150 mil através de convênio do Governo do Estado por meio da SDR Canoinhas.

O prefeito de Bela Vista do Toldo, Gilberto Damaso da Silveira explica que os veículos a serem adquiridos para a administração pública visam renovar a frota de veículos, dando mais agilidade às ações administrativas. O convênio foi liberado através de pedido do vice-governador Eduardo Pinho Moreira.

“Já o valor para recuperação da malha viária, solucionará a melhoria de pontos críticos e trechos de estradas, incluindo localidades rurais de acesso a regiões produtoras”, destaca o prefeito. A recuperação da malha viária irá beneficiar mais de 580 famílias e 2,3 mil pessoas que usam as estradas periodicamente.

Irineópolis

Foi assinado também nesta sexta, 28, recursos no valor de R$ 222 mil para a compra de plainas niveladoras de arrasto acopláveis para o município de Irineópolis.

A aquisição das plainas servirá para manutenção das estradas do município. Segundo o secretário regional Ricardo Pereira Martin, o município, por ser essencialmente agrícola e ter sua economia explorada em produtos de pequenas propriedades que trabalham em regime de economia familiar. “A maioria dessas famílias trabalham e residem no meio rural, o que justifica manter as estradas do município em boas condições, e este recurso assinado e liberado pelo governador Raimundo Colombo vai ajudar muito a população”.

As plainas irão facilitar o trabalho da equipe de obras do município, que já possui tratores para acoplar as plainas. São mais de 800 famílias que utilizam estes trechos, que precisam ser constantemente melhorados. Os convênios foram assinados pela prefeita em exercício, Circe Neppel Sfair.

 

Serviços essenciais como das áreas de Saúde e Segurança e atendimentos emergenciais da Celesc e Casan, atenderão normalmente

A partir desta sexta-feira até a quarta-feira de Cinzas, muitos serviços públicos e privados deixarão de ser prestados em função do Carnaval. Outros continuarão sendo oferecidos, porém em horário diferente do habitual.

Foram estabelecidos pontos facultativos nos dias 3 e 4 de março, segunda e terça-feira, e na parte da manhã do dia 5 de março, quarta-feira. Neste período serão mantidos os serviços essenciais como os da área de Saúde e Segurança e o atendimento emergencial de plantão em órgãos como Celesc e Casan.

Confira abaixo as informações:

SERVIÇOS

Água — Casan fecha na segunda e terça-feira, funcionando em esquema de plantão pelo 0800-643-0195 (24h para emergências). Quarta-feira horário normal.

Luz — Segunda e terça nenhuma agência da Celesc abre, mas atenderá em esquema de plantão pelo 0800-48-0196 (24h para emergências) ou 0800-48-0120 (serviços comerciais) ou mensagem de texto “sem luz+CPF to titular + número da unidade consumidora” para 48916. Quarta-feira funcionamento das 13h às 18h30min. A empresa comunica também que promoverá melhorias na Agência Web, o que deixará o sistema ficará fora do ar das 17h do dia 28, sexta-feira, até as 13h do dia 5, quarta-feira. Após esse período, os serviços e consultas estarão liberados.
Durante o feriado de Carnaval, a Celesc terá 55 equipes extras para responder a possíveis ocorrências na rede de distribuição com 2,6 milhões de unidades consumidoras em Santa Catarina. O objetivo é providenciar o pronto restabelecimento do sistema elétrico e abastecimento de energia nos 263 municípios atendidos pela concessionária.
Correios — No sábado, atendimento normal nas agências. De domingo a terça-feira não haverá expediente. Na quarta-feira o atendimento será normal a partir do meio-dia.

Bancos — Segunda e terça-feira fechados. Atendimento ao público na quarta-feira a partir do meio-dia.

Saúde – Os atendimentos nos hospitais públicos serão mantidos em esquema de plantão durante todos os dias.
Apenas a rede do Hemosc não funcionará nos dias 3 e 4 de março. As atividades voltam a funcionar no dia 5, quarta, a partir das 13h.

Escolas – Os alunos das escolas estaduais não terão aulas nos dias 3 e 4 e na manhã do dia 5. As aulas serão retomadas ainda no dia 5, quarta-feira, mas apenas na parte da tarde.

Segurança –As Delegacias de Polícia Civil (181), a Polícia Militar (190), o Corpo de Bombeiros (193) e órgãos como o Instituto Geral de Perícias (IGP) e o Instituto Médico Legal (IML) funcionarão todos os dias em esquema de plantão.

Detran – O Departamento Estadual de Trânsito (Detran) informa que o órgão de trânsito, suas Ciretrans e Citrans não terão expediente nos dias 3 e 4 de março. O atendimento ao público retornará no dia 5, quarta-feira, das 13h às 19h.

SDR Canoinhas – segunda e terça-feira fechados. Atendimento ao público na quarta-feira a partir das 13h. A Gerência Regional de Saúde de Canoinhas atenderá durante o feriado, as secretarias municipais de Saúde dos municípios que compõem a Regional.

Prefeitura de Canoinhas – Conforme o decreto, nos dias 03 e 04 de março não haverá expedientes, e no dia 05 somente a partir das 13h30. O decreto ainda traz que o ponto facultativo não se aplica aos serviços essenciais.

Câmara de Vereadores de Canoinhas – A Câmara de Canoinhas decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais nos dias 4 e 5 de março. Desta forma, não haverá expediente e nem a realização de sessões ordinárias na Câmara Municipal de Vereadores nos dias 3 (segunda-feira) e 4 (terça-feira) de março.

As reuniões em regime ordinário voltam a acontecer somente no dia 10 (segunda-feira) de março, às 19h00. Já o atendimento ao público retorna no dia 05 (quarta-feira) de março a partir das 13h30.

 

Foto: Joares Ponticelli, acompanhado de diretores da Assembleia e deputados, durante coletiva. FOTO: Eduardo Guedes de Oliveira/Agência AL

A Procuradoria Jurídica da Assembleia Legislativa de Santa Catarina estuda quais medidas poderão ser tomadas para se questionar, junto ao Tribunal de Justiça (TJSC), o afastamento do presidente do Parlamento catarinense, deputado Romildo Titon (PMDB), determinada na tarde de quarta-feira (26) pelo desembargador José Trindade dos Santos. A decisão foi anunciada nesta quinta-feira (27) pelo presidente em exercício da Assembleia, deputado Joares Ponticelli (PP), em entrevista coletiva na Sala de Imprensa do Palácio Barriga Verde.

O parlamentar informou que a decisão foi tomada em uma reunião da Mesa Diretora e os líderes das bancadas partidárias da Casa, realizada horas antes. Segundo Ponticelli, de forma unânime, os integrantes da Mesa e os líderes dos partidos pediram para que a Procuradoria Jurídica do Parlamento apresente ainda nesta quinta-feira que medidas jurídicas podem ser utilizadas para questionar o afastamento.

“Segundo manifestação de alguns deputados, houve um exagero [na decisão de afastar o presidente]”, contou Ponticelli. “Não vamos questionar o mérito da ação, isso já é feito pelos advogados do deputado Titon. A Procuradoria estuda como questionar o afastamento sem haver a manifestação pelo acolhimento ou não da denúncia apresentada pelo Ministério Público”.

Ponticelli informou que, também por decisão da Mesa e das bancadas, a Assembleia pedirá celeridade ao TJSC no trâmite da ação. “Não se pode fazer pré-julgamentos enquanto o TJ não se manifestar sobre a denúncia. A celeridade na ação interessa não só ao deputado Titon, mas à Casa como um todo, para que possamos restabelecer a normalidade”.

O presidente em exercício informou, ainda, que esteve reunido nesta quinta-feira com o presidente do TJSC, desembargador Nelson Schaefer Martins. Segundo ele, a harmonia entre o Poder Judiciário e o Poder Legislativo está mantida. “Tivemos uma conversa republicana e ambos manifestaram a preocupação em manter o bom relacionamento. Esse caso não pode e não contaminará a harmonia entre os poderes”.

Sobre o andamento das atividades legislativas, Ponticelli afirmou que, durante o afastamento de Romildo Titon, todas as decisões serão tomadas em conjunto com a Mesa Diretora e os líderes das bancadas partidárias. “Nesse período, vamos trabalhar para garantir o pleno funcionamento da Casa”, finalizou.

Confira o que vai rolar neste fim de semana em Canoinhas e região:

Foto: Divulgação do carnaval do The Hall/Reprodução

pancadPANCADÃO MUSIC BAR

Quando? Sexta, 28, até terça, 4

O que? Pancadão na Folia, Carnaval 2014

 

 

1609633_418556034913502_655881852_nCTG OS VAQUEANOS

Quando? Sábado, 29

O que? Os Serranos

 

1891295_270505279777305_350746576_nSBO

Quando? Domingo, 2

O que? Capital Tchê

Quando? Segunda, 3

O que? Tchê Campeiro

 

 

 

999280_355611417911166_475196694_nDAJ DIVINE (antiga V12)

Quando? Sexta, 28

O que? Daj Fanfest

 

 

 

 

 

 

 

1972538_822592357754545_1416542546_nTHE HALL

O que? Bloco Sambacana

Quando? Sexta, 28 a terça, 4

 

 

 

 

 

 

gFIELD CLUB

O que? Gabe

Quando? Sábado, 1

 

CINEMA

Frozen, uma aventura congelante segue em cartaz no Cine Queluz neste fim de semana de carnaval. Veja o trailer e confira os horários:

28.02 Sexta 20h Frozen – Uma aventura congelante
01.03 Sábado 17h Frozen – Uma aventura congelante (Dub – Livre)
20h Frozen – Uma aventura congelante
02.03 Domingo 17h Frozen – Uma aventura congelante
20h Frozen – Uma aventura congelante
03.03 Segunda NÃO TEM SESSÃO
04.03 Terça 20h Frozen – Uma aventura congelante
05.03 Quarta 20h Frozen – Uma aventura congelante
06.03 Quinta 20h Frozen – Uma aventura congelante
07.03 Sexta 20h Frozen – Uma aventura congelante
PREÇOS DOS INGRESSOS
TERÇA A DOMINGO E FERIADOS – MEIA R$ 7,00 – INTEIRA R$ 14,00
QUARTA                     – PREÇO ÚNICO R$ 7,00

 

 

 

 

Foto: Manifestantes protestando em frente à agência/www.betopassos.com.br

Dezenas de pessoas protestaram na manhã desta quinta-feira, 27, em frente à agência do INSS de Canoinhas.

O objetivo é cobrar do INSS o auxílio-maternidade de seis meses para as mulheres agricultoras familiares e também a agilidade nas perícias médicas para trabalhadores que pleiteiam auxílio doença.

No ano passado, a agência ficou por meses apenas com um médico perito, o que gerou uma fila de espera de cerca de 800 pessoas.

O movimento sindical envolveu a Fetraf-Sul, Sintraf Planalto e Comsol do Planalto Norte entre outras entidades parceiras.

Mesmo com chuva a movimentação de pessoas no evento foi significativa. O ato público ocorreu em 16 agências do INSS em várias regiões de Santa Catarina das 8 às 10 horas.

As informações são do site www.betopassos.com.br

Foto: Instituto Médico Legal recolhe corpo de Marli

Foi identificado na noite desta quinta-feira, 27, a mulher encontrada morta por volta das 17h em um matagal próximo ao arroio Monjolo, mais conhecido como Valetão, no centro de Canoinhas.

Trata-se de Marli Tavares de Camargo, de 39 anos.

Marli era paciente do Centro de Apoio Psicossocial de Canoinhas (Caps) e foi vista pela última vez no Morro da Fumaça, onde mora sua filha. Uma irmã da vítima também foi localizada. Ambas prestaram depoimento anda nesta quinta na Delegacia de Canoinhas.

O corpo de Marli foi encontrado por dois homens que passavam próximos ao matagal. Ela estava nua e apresentava um corte profundo no pescoço, o que foi confirmado pela perícia pouco depois. A perícia acredita que ela tenha sido assassinado com uma lâmina cortante provavelmente na noite anterior.

A Polícia Civil inicia agora o trabalho de busca a possíveis suspeitos. Os depoimentos da filha e da irmã de Marli devem orientar as investigações. Até o momento, a Polícia não descarta nenhuma hipótese.

O corpo de Marli está no Instituto Médico Legal e deve ser liberado nesta sexta-feira, 28, para sepultamento.

Em virtude das festividades de Carnaval e da Quarta-feira de Cinzas, 04 e 05 de março, a prefeitura de Canoinhas decretou ponto facultativo nas repartições públicas municipais.

Conforme o decreto, nos dias 03 e 04 de março não haverá expedientes, e no dia 05 somente a partir das 13h30. O decreto ainda traz que o ponto facultativo não se aplica aos serviços essenciais.

Requerimento de autoria do vereador busca saber se os itens e prazos estabelecidos pela Antaq estão sendo respeitados

Vereador Wilmar Sudoski se preocupa com a possibilidade dos serviços pararem novamente/ Rodrigo Melo/ Divulgação

Em abril expira o prazo para que o município de Canoinhas regulamente a exploração dos serviços de balsas em três localidades do interior. O período de seis meses ficou estabelecido em outubro do ano passado quando a Agência Nacional dos Transportes Aquaviários (Antaq) e a prefeitura firmaram Termo de Ajuste de Conduta (TAC).

Durante manifestação esta semana, na Câmara, vereador Wilmar Sudoski (PSD) demonstrou preocupação com a proximidade do fim do prazo. “Não podemos correr o risco de ter novamente os serviços paralisados”, falou.

No ano passado, técnicos da Antaq estiveram no município e suspenderam temporariamente as travessias das balsas situadas nos distritos de Paula Pereira e Felipe Schmidt e também na localidade de Taunay. “Esta interdição causou transtornos, principalmente, aos produtores rurais que utilizam as balsas para a locomoção de máquinas agrícolas, tratores e outros equipamentos ao sul do Paraná, onde realizam o plantio de diversas culturas”, ressaltou.

Requerimento assinado por Sudoski está sendo encaminhado ao prefeito Beto Faria (PMDB) e também ao diretor do Departamento de Trânsito de Canoinhas, Lorival Schipitoski. No documento, o vereador busca informações sobre a adequação do município às normas estabelecidas pela Antaq e se os prazos estão sendo respeitados.

Medidas

Para dar celeridade à regulamentação, vereadores canoinhenses aprovaram no mês de setembro do ano passado projeto de lei que autorizava o município a conceder a exploração dos serviços por uma empresa privada, conforme prevê determinação da Antaq.

Pelo projeto, a definição da empresa ocorreria por meio de concorrência pública. De acordo com o TAC, o lançamento do edital e o processo de escolha deveriam ser concluídos em até seis meses.

Na noite desta quarta, 26, o Corpo de Bombeiros de Canoinhas foi acionado para atender um incêndio em uma residência na localidade de Rio da Areia de Cima, no município de Bela Vista do Toldo.

Segundo informações dos Bombeiros, ninguém reside na casa, que é de propriedade de Paulo Alberti. Ao chegarem no local, a mesma estava totalmente consumida  pelo fogo.

Foram utilizados 500 litros de água para acabar com o fogo. Segundo a esposa do proprietário, no momento que o incêndio iniciou havia uma máquina de lavar roupas ligada na casa, onde foi percebido que a energia elétrica estava oscilando, dando início em seguida ao incêndio que destruiu totalmente a casa.

 

Governador esteve reunido nesta quarta (26), em Brasília com a Ministra do Meio Ambiente

Governador com ministra do Meio Ambiente, Izabella Mônica Vieira Teixeira/Foto: Fernanda Rodrigues/Secretaria de Articulação Nacional

O governador Raimundo Colombo cumpriu agenda em Brasília nesta quarta-feira (26), onde se reuniu com o ministro da Secretaria Especial de Portos, Antônio Henrique Pinheiro Silveira e, posteriormente, com a ministra do Meio Ambiente, Izabella Mônica Vieira Teixeira. Entre outros assuntos, Colombo tratou de assuntos como a exploração da área de Pinus em Três Barras, das pendências que envolvem os portos catarinenses, bem como o licenciamento ambiental da Usina Hidrelétrica de Pai Querê, no Planalto Serrano.

Floresta em Três Barras

Um dos assuntos discutidos pelo governador em Brasília, foi a exploração da área de Pinus da Floresta Nacional (Flona) do município de Três Barras, com o objetivo de gerar receita para Município, Estado e União. Ao todo, a floresta possui 4,4 mil hectares, sendo 1,3 preenchido com a espécie exótica em questão que, por ter mais de 40 anos, já se encontra em fase de deterioração natural. Conforme a ministra é possível viabilizar um Termo de Compromisso autorizando a exploração do Pinus. Na área remanescente, o ICMBio, em parceria com o Governo do Estado, procederia a produção de sementes para distribuição aos produtores rurais, com a intenção de recuperação de áreas de preservação em suas propriedades. Acompanharam as audiências o secretário de Articulação Nacional, João Matos, e de Infraestrutura, Valdir Cobalchini.

 

Portos
A alteração da poligonal do Porto de São Francisco do Sul, excluindo da área de concessão da União o terminal retroportuário da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), foi o compromisso assumido pelo ministro dos Portos. Atualmente, 10% da exportação de soja do País são realizadas pelo terminal, existente no local há 40 anos. “A União colocou aquela área para concessão, mas pedimos que seja disponibilizada ao Estado, uma vez que toda a estrutura de armazéns que lá se encontra é da Cidasc”, salientou o governador.

Com relação ao terminal pesqueiro de Laguna, Colombo solicitou ao ministro o repasse da gestão para o Governo do Estado, o que viabilizará um maior investimento e ampliação das operações no local. “Nosso Estado tem uma vocação para exportação muito significativa, são cinco portos, todos eles com grande potencial”, complementou.

Meio Ambiente
A liberação do licenciamento ambiental para início das obras da Usina Hidrelétrica de Pai Querê será debatida no próximo mês entre as equipes do Governo do Estado, do Instituto do Meio Ambiente (Ibama), do Instituto Chico Mendes de Apoio a Biodiversidade (ICMBio), do Ministério do Meio Ambiente e do consórcio responsável pelo empreendimento. A sugestão foi da ministra Izabella Teixeira, diante da apresentação de entraves ambientais para a obra nos estudos prévios, como o comprometimento da ictiofauna (conjunto das espécies de peixes) no Rio Pelotas. “Vamos buscar, juntos, alternativas para que este projeto saia”, garantiu.

Por outro lado, o governador ressaltou a viabilidade socioeconômica do empreendimento, localizado em região de Cânions, e que não acarretará a remoção de famílias. “São 292 megawatts de energia que entrarão para o sistema elétrico, hoje o País inteiro precisa de mais energia”, ressaltou.  A Usina Hidrelétrica de Pai Querê será construída entre os municípios de Bom Jesus (RS) e Lages (SC).

Com informações da Secretaria de Articulação Nacional

 

Somando todos os modelos, 29.385 veículos circulavam por Canoinhas em 2012, média de um veículo para cada 1,8 habitante

 Foto: Ford KA capotou no dia 14 de fevereiro, deixando três feridos/Biluka

A engenharia do trânsito e a formação de condutores são dois fatores apontados pelo tenente coronel Mário Renato Erzinger, comandante do 3º Batalhão de Polícia Militar, como contribuintes para um dado alarmante: Canoinhas registra pelo menos 800 pequenos acidentes por ano. Os de maior proporção, se separados, chegam a um a cada dois dias. Destes dados excluem-se os acidentes em rodovias, ou seja, considera-se somente o centro, bairros e interior de Canoinhas.

O aumento da frota também tem contribuído. Segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2012 havia 16.550 carros em circulação em Canoinhas, além de 1.253 caminhões, 2.681 caminhonetes, 5.705 motocicletas e 1.343 motonetas. Somando todos os modelos, 29.385 veículos circulavam por Canoinhas, média de um veículo para cada 1,8 habitante. Este número só tende a aumentar.

A sinalização deficitária também contribui para os acidentes na opinião de Ademir Anton. “Em muitos pontos da cidade a sinalização está precária ou inexistente ou imprópria. Na rua João Allage, logo na porta da Câmara de Vereadores de Canoinhas, existe um estacionamento em ângulo de 45º que se pratica sem qualquer sinalização vertical ou horizontal”, exemplifica.

 

O Governo do Estado lançou um manual de comportamento dos agentes públicos da administração estadual para as eleições de 2014. O manual, que será disponibilizado por email para todos os servidores públicos estaduais, além de ficar disponível na página eletrônica oficial do Estado, aborda uma série de condutas vedadas aos agentes públicos durante o período eleitoral. O manual foi publicado por meio do decreto 2.051 no Diário Oficial do Estado desta terça-feira, 25.

O principal objetivo das vedações eleitorais é não permitir que o agente público possa, de alguma maneira, influenciar no resultado das eleições em razão de desigualdade de oportunidades entre os candidatos. “Com o manual, o Governo do Estado quer condicionar todos os agentes públicos estaduais para que suas ações sejam pautadas em cumprimento à lei eleitoral”, destacou o secretário da Casa Civil, Nelson Serpa.

A consultoria jurídica da Procuradoria-Geral do Estado (PGE) será o órgão responsável por prestar orientações aos agentes públicos até 31 de dezembro deste ano em relação à legislação eleitoral e à aplicação do manual de comportamento do Estado. Para o procurador-geral do Estado, João dos Passos Martins Neto, “o manual é um importante instrumento de combate ao abuso do poder político e em defesa da legitimidade das eleições”.

De acordo com o decreto que aprova o manual de comportamento, o conceito de agente público é amplo e abrangente, incluindo também aqueles que não são servidores públicos. Por isso, a definição de quem se enquadra na categoria de agente público segue a lei federal 9.504 de 1997. Segundo ela, agente público é quem exerce, mesmo que transitoriamente e sem remuneração, por eleição, nomeação, designação, contratação ou qualquer outra forma de investidura ou vínculo, mandato, cargo, emprego ou função nos órgãos e entidades da Administração Pública direta, indireta ou fundacional.

Os agentes públicos que descumprirem as vedações impostas pela legislação eleitoral estão sujeitos a sanções nos âmbitos eleitoral, criminal, civil e administrativo. Nos casos de situações não previstas expressamente na legislação vigente, o manual de comportamento recomenda que o agente público seja pautado por princípios que norteiam o Direito Administrativo e o Direito Eleitoral, especialmente com relação à isonomia entre os candidatos, impessoalidade do agente público, separação do público e do privado, sufrágio universal e exercício da cidadania. As eleições deste ano ocorrem, em primeiro turno, no dia 5 de outubro e, em segundo turno, no dia 26 de outubro.

MANUAL DE COMPORTAMENTO DO AGENTE PÚBLICO EM SC

Condutas vedadas pela legislação eleitoral

1 – Uso de bens móveis e imóveis
Proíbe o uso ou a cessão de bens móveis e imóveis em benefício do candidato, partido político ou coligação. Veda a realização de reuniões políticas em escolas públicas, auditórios de órgãos públicos e o deslocamento, com veículo oficial, até o local da reunião política. Não permite a propaganda eleitoral de qualquer natureza veiculado em bens públicos e em bens de uso comum (postes, viadutos, passarelas, pontes, árvores e jardins localizados em áreas públicas, etc).

2 – Utilização de materiais e serviços
É vedada a utilização, em favor de qualquer candidato, partido político ou coligação, de materiais e serviços custeados pela administração pública. Proíbe o uso de equipamentos de propriedade do poder público, como telefones fixos, celulares, computadores, aparelhos de fax e conta de e-mail institucional.

3 – Cessão de servidores ou de empregados
Durante horário de expediente, o servidor público está proibido de participar de atividade político-partidária (comitês, comícios ou campanha eleitoral), salvo se estiver em seu período de férias.

4 – Uso promocional de programas sociais
Programas sociais do poder público, como distribuição de cestas básicas, livros didáticos e auxílios financeiros, não podem ser utilizados com a finalidade de beneficiar candidatos.

5 – Admissão e demissão de servidor
Durante o período eleitoral, não se pode nomear, contratação, admitir, demitir sem justa causa, suprimir ou readaptação vantagens e impedir ou dificultar o exercício funcional de servidores públicos. A remoção, a transferência ou a exoneração são permitidas quanto o ato é praticado a pedido do interessado. A legislação, no entanto, traz algumas ressalvas. É permitido em qualquer momento: demissão por justa causa; nomeação ou exoneração de ocupantes de cargos comissionados; designação ou dispensa de ocupantes de funções de confiança; nomeação para cargos do Poder Judiciário, Ministério Público, tribunais, conselhos de contas e órgãos da Presidência da República; nomeação de aprovados em concurso público se o resultado do concurso tiver sido homologado três meses antes de eleição; contratação de serviços públicos essenciais; transferência ou remoção de policiais civis, militares ou agentes penitenciários.

6 – Transferência voluntária de recursos
Ficam vedadas as transferências voluntárias de recursos no período eleitoral. Em caso de convênios já celebrados, o recurso só poderá ser transferido se o convênio tiver sido fechado três meses antes das eleições e se a obra ou serviço já estiver em andamento ou com cronograma pré-fixado.

7 – Publicidade institucional e pronunciamentos em cadeia de rádio e televisão
O Governo não poderá fazer publicidade institucional no período eleitoral mesmo que a publicidade tenha sido autorizada três meses antes das eleições.  A única exceção é em caso de grave e urgente necessidade público, mas será preciso passar pela autorização da Justiça Eleitoral.

8 – Despesas com publicidade
O gasto com publicidade nos seis meses antes das eleições não pode ser maior que a média de gastos nos três últimos anos que antecedem o pleito ou do último ano imediatamente anterior à eleição.

9 – Revisão da remuneração de servidores públicos
Só será permitida revisão da remuneração dos servidores se for revisão geral e desde que não exceda a mera recomposição do poder aquisitivo. Ainda assim, é vedado que a revisão seja atribuída a candidato, partido político ou coligação.

10 – Distribuição gratuita de bens, valores ou benefícios
A distribuição gratuita de bens e valores e a concessão de benefícios só serão permitidas em caso de estado de calamidade pública ou de emergência e quando os programas sociais já estiverem autorizados por lei e com execução orçamentária no exercício anterior.

11 – Entidade vinculada a candidato que exerça programas sociais
São proibidos, durante todo o ano em que houver eleição, o exercício e qualquer repasse de verba pública à entidade que seja mantida ou nominalmente vinculada a candidato.

12 – Contratação de shows para inauguração de obras
A partir de 5 de julho, ficam proibida a contratação de shows artísticos para inauguração de obras.

13 – Solenidades de inaugurações
Candidatos aos cargos de Poder Executivo ficam proibidos de participar, mesmo sem discursar ou subir em palanque, de inaugurações de obras públicas nos três meses que antecedem o pleito. Também fica vedada a participação de assessores que façam referência ao candidato. Os participantes também não podem fazer discurso mencionando o trabalho realizado pelo candidato, partido ou coligação.

14 – Utilização de publicidade institucional para promoção pessoal
A vedação de utilização de publicidade institucional para a promoção de autoridades ou servidores públicos deve ser observada a qualquer tempo, não apenas durante o período eleitoral.

Com base em pesquisa informal, o JMais lista os cinco maiores problemas do trânsito canoinhense, ouve o Detracan e apresenta possíveis soluções

 Foto: Um dos cruzamentos mais complicados de Canoinhas/Fotos: Fábio Rodrigues/CN

Horário de pico se tornou sinônimo de tortura para a advogada Sandra Zacko. Ela trabalha e mora no centro e para se deslocar do trabalho para casa, ao meio-dia e às 18h, enfrenta justamente os horários de maior movimento no trânsito canoinhense. A via crucis se torna ainda mais tortuosa na esquina da rua Major Vieira com a Barão do Rio Branco, onde a preferência é de quem vem da Barão. Quando a advogada consegue entrar na via, enfrenta outro martírio, na esquina com a Francisco de Paula Pereira, onde, não entende, não é possível converter à direita.

Sem opção de trajeto, Sandra diz que até seu apetite já foi prejudicado pelo nervosismo que passa no trânsito.

Os exemplos dados por Sandra são apenas duas das esquinas mais movimentadas da cidade que representam um desafio para o Departamento de Trânsito de Canoinhas (Detracan). Problema maior está na esquina das ruas Getúlio Vargas e Major Vieira. O fluxo intenso de veículos pela Getúlio Vargas forma filas de espera na Major Vieira. Segundo o responsável pelo Detracan, Lourival Chiptoski, a solução neste caso pode ser tornar a Major Vieira mão única no sentido HSBC-Ginásio da AABB. Há quem defenda encurtar a praça Lauro Müller e abrir uma terceira faixa, possibilidade sequer aventada pelo Detracan.

Outra possibilidade para melhorar o trânsito no centro seria abrir o calçadão da Felipe Schmidt.

Para Ademir Anton, que coordenou o Detracan por um curto espaço de tempo no governo Leoberto Weinert, “observando o espaço da via e o volume de sua utilização pelos pedestres, dá para admitir que se abra espaço à circulação de veículos. No entanto, é preciso definir esse espaço em nível diferente do usado pelos pedestres, para evitar que veículos circulem à vontade pelo calçadão, oferecendo risco às pessoas.”

Atualmente, apenas veículos de moradores do local podem circular pelo calçadão.

Anton também acredita que tornar a Major Vieira mão única pode amenizar o problema. “Na área central o sistema de mão única inicia na Francisco de Paula Pereira, prossegue na Vidal Ramos e depois na Coronel Albuquerque. A Major Vieira quebrou o sistema binário ao admitir o fluxo nos dois sentidos. E esse é um dos grandes causadores do congestionamento vivenciado na esquina da Major Vieira com a Getúlio Vargas”, aponta.

Chiptoski diz que, paralelo as providências planejadas, um estudo abrangente deve ser empreendido visando mudanças no trânsito canoinhense.

O vice-prefeito Wilson Pereira diz que outra medida a ser adotada ainda este ano é a compra de novos semáforos. Recursos para isso, segundo ele, já estão alocados.

 

ESQUINA DA GETÚLIO VARGAS COM A MAJOR VIEIRA

ESQUINA DA GETÚLIO VARGAS COM A MAJOR VIEIRA

O PROBLEMA: Trânsito intenso pela Getúlio Vargas forma filas de carros na Major Vieira.

A SOLUÇÃO: Segundo o Detracan, foi feita a marcação de área de conflito (MAC), o que amenizou, mas não resolveu o problema. O próximo passo que está em estudo e vai ser assunto na próxima reunião do Conselho Municipal de Trânsito, é a possibilidade de a rua Major Vieira ser mão única, da esquina do HSBC até esquina do ginásio da AABB. Sentido do HSBC para o ginásio da AABB.

 

 

 

2 ESQUINA DA BARÃO DO RIO BRANCO COM FRANCISCO DE PAULA PEREIRAESQUINA DA BARÃO DO RIO BRANCO COM FRANCISCO DE PAULA PEREIRA

O PROBLEMA: Não há possibilidade de os motoristas converterem à direita.

 A SOLUÇÃO: Também foi feito um estudo pelo Detracan que aponta ser possível conversão à direita livre se fizer a colocação de um semáforo de pedestre.

 

 

 

 

ESQUINA DA BARÃO DO RIO BRANCO COM DUQUE DE CAXIASESQUINA DA BARÃO DO RIO BRANCO COM DUQUE DE CAXIAS

O PROBLEMA: Depois que o semáforo foi retirado, motoristas reclamam da espera para cruzar a Barão do Rio Branco.

A SOLUÇÃO: Segundo o Detracan, será feita marcação do zebrado e colocação de tachões.

 

 

 

 

ESQUINA DA EUGÊNIO DE SOUZA COM FRANCISCO DE PAULA PEREIRAESQUINA DA EUGÊNIO DE SOUZA COM FRANCISCO DE PAULA PEREIRA

O PROBLEMA: Trânsito intenso da Francisco de Paula Pereira forma filas de espera na Eugênio de Souza.

A SOLUÇÃO: Será apresentado ao Conselho Municipal de Trânsito um projeto para apreciação e aprovação visando a construção de uma rotatória.

 

 

 

 

ESQUINA DA VIDAL RAMOS COM A FELIPE SCHIMIDTESQUINA DA VIDAL RAMOS COM A FELIPE SCHIMIDT

O PROBLEMA: Trânsito intenso da Vidal Ramos irrita motoristas que tentam entrar na via pela Felipe Schmidt.

 A SOLUÇÃO: Não esta prevista nenhuma mudança até o momento.

Levantamento feito pela Polícia Militar a pedido do JMais mostra que roubos caíram pela metade em três anos

 Foto: Tenente coronel Mário Renato Erzinger (D) durante entrevista ao Jornal da Band FM

 ASSISTA AO VÍDEO


Ocorrências de roubos, arrombamentos e/ou furtos de veículos caíram pela metade nos últimos três anos. É o que mostra levantamento feito pelo 3º Batalhão de Polícia Militar a pedido do JMais.

Os dados mostram ainda que tem aumentado as reclamações de pessoas com vizinhos barulhentos. As ocorrências de perturbação do sossego alheio aumentaram 31% de 2011 para 2012, com leve queda de 4,7% no ano passado.

PRINCIPAIS CRIMES E CONTRAVENÇÕES 2O número de brigas reduziu em 17,8% se comparado 2012 a 2013.

Os furtos consumados sofreram leve aumento de 8,8%. Os danos e depredações se mantiveram estáveis (média de 100 por ano). Já os furtos a residência tiveram baixa de 17%. Casos de ameaça se mantiveram estáveis (média de 100 por ano), assim como os casos de embriaguez (média de 80 por ano).

No ano passado, a Polícia Militar abortou 57 tentativas de furto.

 

ACIDENTES

PRINCIPAIS CRIMES E CONTRAVENÇÕESCanoinhas continua tendo uma média de um acidente com lesões leves a cada dois dias. Em 2012 foram registrados 207 batidas no perímetro urbano e rural da cidade (exclui as rodovias). No ano passado foram 202 acidentes.

Em três destes acidentes, houve três vítimas fatais. Em 2012 este mesmo número de vítimas fatais se repetiu. Em 2011 foi registrada uma morte em acidente.

 

HOMICÍDIOS

Considerando somente Canoinhas, em 2013 foram registrados três homicídios, queda de 55% se comparado a 2011, quando sete pessoas foram assassinadas na cidade. Em 2012, duas pessoas foram vítimas de homicídio em Canoinhas.

Com relação a tentativas de homicídio, houve aumento de 70% no ano passado em relação a 2012. Foram contabilizadas 10 tentativas ante três em 2012.

Os crimes de tentativa de homicídio e homicídio devem ir à júri popular.

Os casos de brigas com lesões corporais têm aumentado. Foram de quatro para 14 entre 2011 e 2012 e no ano passado foram a 16.

Aconteceu neste final de semana a 2ª Taça Canoinhas de Boliche

A competição foi a segunda etapa válida para o ranking 2014 da Federação Catarinense de Boliche. Mais uma vez a equipe canoinhense conseguiu obter um ótimo desempenho.

Lembrando que a primeira etapa ocorreu ainda no final do ano passado na cidade de Piçarras.

[slideshow id=19]

Resultados:

Masculino:

 

Campeão – Pedro Lima..(Florianópolis)

Vice-campeão – Junior Dams (Canoinhas)

Terceiro lugar – Jackson Hoppe (Canoinhas)

4° lugar – Jair Angelo Dartora Dartora (Biguaçu)

5° lugar – Ildo Della (São José)

6° lugar – Leandro Ramires..(Florianópolis)

7° lugar – Pedro Amorim (Itajaí)

8° lugar – Romaldo (Itajaí)

9° lugar – Adair (Piçarras)

10° lugar – Rogerio Bachi (São José)

11° lugar – Sizenando Ribeiro da Silva (Canoinhas)

12° lugar – Luiz Carlos de Moraes Damasceno (Canoinhas)

 

Feminino: 

Campeã – Aline Damasceno (Canoinhas)

Vice-campeão – Rosana Lunelli Damasceno (Canoinhas)

Terceira colocada – Águeda Gonçalves Damasceno (Canoinhas)

 

Infantil:

 

Campeão – Vitor Hoppe (Canoinhas)

Vice-campeão – João Dartora (Biguaçu)

 

Para visualizar o ranking atualizado, clique no link http://fecbol.wix.com/fecbol#!menu/chul

 

A Prefeitura de Canoinhas prorrogou as inscrições e retificou o processo seletivo nº. 001/2014, que visa o provimento de 11 vagas, disponíveis na Fundação Municipal de Esportes e Lazer.

O novo período de inscrição segue de 25 de fevereiro de 2014 a 17 de março de 2014. Já a retificação altera a quantidade de vagas disponíveis no certame, de 8 para 11, sendo acrescentados os cargos de Professor Técnico de Handebol (1), Integrador de Futebol do Interior (1) e Professor Técnico de Basquetebol (1), todos de nível superior em Educação Física. Também foi alterado o requisito para a função de Professor Técnico de Tênis de Campo, que era de nível médio e passa a ser superior. Com a prorrogação das inscrições, outras datas do cronograma foram alteradas, como a da prova objetiva, por exemplo.

Todas as colocações exigem o ensino superior completo em Educação Física, Bacharelado ou Licenciatura, além do registro no Conselho de Classe: Professor Técnico de Futsal (2), Professor Técnico de Tênis de Campo (1), Ginástica (2), Futebol (1), Voleibol (1) e Atletismo (1).

Os salários variam de R$ 709,31 a R$ 1.418,62, em jornadas de 20, 30 e 40 horas por semana.

Para classificar os participantes, serão realizadas provas objetivas e de títulos, previstas para serem iniciadas no dia 24 de março de 2014.

Para participar, os interessados devem efetuar a inscrição na sede da Fundação Municipal de Esportes e Lazer, localizada na Rua Felipe Schmidt, s/nº, Centro, anexo ao Estádio Municipal Benedito Therézio de Carvalho Junior, das 8h às 13h, até 21 de fevereiro de 2014. Os documentos especificados no edital precisam ser entregues.

Leia o edital completo disponível em nosso site, onde há informações detalhadas sobre essa seletiva.

Escolaridade: Ensino Médio completo

Vaga(s): 1                                                                                    Horário a ser definido.

Idade: Maiores de 18 anos                                                      Sexo: Feminino.

Interessados entregar currículo até o dia 06/03/2014 (5ª feira).

Rua João da Cruz Krailing, 1050 – centro / (47) 3622-3333.

Email: psicologia@hospsantacruzdecanoinhas.com.br / rh@hospsantacruzdecanoinhas.com.br